Impressões do 4×19 – Jump The Shark, by Polly

http://img147.imageshack.us/img147/4612/spndeansameadam002.jpg

Bem galera.. O que dizer de Jump The Shark? Hum… Digo uma coisa: gostei. Não entra pros favoritos, pros top, mas foi um bom episódio. Foi um episódio pra fazer meio que um elo com que anda acontecendo na relação desses meninos. Não foi um episódio mitológico, foi um episódio pra mostrar a que pé anda a relação de Dean e Sam e pra reforçar pra nós, fãs (“carinhosamente” chamados de xiitas), como eles estão mudados. Esse é o ponto principal de Jump The Shark: o comportamento e as reações de Dean e Sam. O lance do John e Adam foi um pano de fundo pra mostrar que aquele Dean que invadiu o apartamento de Sam não existe mais, e aquele Sam que enfrentou John, largou tudo pra trás, inclusive seu irmão, pra seguir seu desejo e ir pra Stanford não existe mais também. Eles são outras pessoas, eles mudaram de forma incontestável, só não enxerga quem não quer.

Frases e palavras que eu amei no episódio:

– Jesus’s juice!
– Estou imaginando papai transando.
– Um carro caiu em cima dele!
– Ele te levou a um maldito jogo de beisebol?

– Por que? O que papai fazia com você no seu aniversário?
– Eles não tem meus olhos!
– Por que eu não coloquei papel
– Bem vindo a família!

– Diga-me agente Nugent, já imaginou em como gostaria de passar a eternidade? – O tempo todo

– Isso nunca acaba!

– Ser um caçador, não é um trabalho Adam. É a vida!
– Você os corta fora e não olha para trás!
– Não. Carne!

– Sloppy Joe! (se refere a um prato típico, cheio de molho de tomate.. Dean usou a referencia do prato pra mostrar que Joe estava servido como jantar. Eca!!)
– Bem, nós somos o que comemos!

– Vingança… Nunca acaba, não é Sam?

– O que quer dizer “atire na cabeça!”

Outra coisa linda? A homenagem a Kim.. A foto antiga, as iniciais do nome dele, e alguém que ele era fã: Sonny. Muito legal isso. Kim merece todas as homenagens que lhe fizerem. Todas. Muito do que Supernatural é hoje é graças a ele. Ele merece reverencias eternas de todo mundo que esteja envolvido com a série, desde a produção e equipe técnica, até de nós, fãs, que no final das contas somos o objetivo final do show. Somos nós fãs que devemos valorizar o trabalho daqueles que fazem esse show, e entre eles se encontra o inesquecível Kim Manners.

Adam foi um jeito que os roteiristas arrumaram pra mostrar isso, e principalmente pra reforçar a nós fãs, o que víamos: Sam é uma cópia de John, só Dean não enxergava isso. E como sempre anda acontecendo nessa temporada, mais um passo foi dado na desconstrução dos personagens, tanto de Dean quanto Sam. Então eu não concordo com quem diz que esse episódio foi pura embromação, foi uma coisa totalmente desnecessária. Eu até concordo, aceito e não discuto que não gostem (eu odiei Terrible Life mas não nego que foi importante) mas daí a dizer que foi “encheção de linguica/embromação” já é demais! ]

Acho que os dois roteiristas iniciantes, Andrew Dabb e Daniel Loflin (que também escreveram After School e Yellow Fever), foram muito bem escolhidos pela produção e estão mesmo de parabéns. Eles realmente pegaram o espírito do show e inseriram histórias fora do arco mítico, mas que dão um toque especial ao contexto, uma vez que faz elos entre os episódios míticos. Gostei mesmo. Eles me parecem ser bem competentes. E além de tudo um deles acorda no meio da noite imaginando Dean de shorts coladinho e deixa Jensen cismado!

E como sempre a direção de Phil Sgriccia é excelente. Ele permite que os meninos (Jensen e Jared) coloquem coisas em Dean e Sam que faz com que lances banais se aprofundem mais. Isso quer dizer que: Phil deixa os garotos deitarem e rolarem em seus personagens. Ele é bem acessível nisso. Phil permite isso, ele, aliás, insere coisas no decorrer da gravação que surpreende até mesmo os atores. Sem falar que ele dirige episódios que mistura ação e drama como ninguém. Vide The Kids (o beijo da Lisa em Dean, Phil só disse pra atriz, nem Jensen sabia. O lance da bronca de Lisa em Dean por ter ensinado Ben a bater, aquela cara de menino tomando bronca que Dean fez foi obra de Jensen que Phil achou ótimo), Jus in Belo (que foi ação do início ao fim), Yellow Fever (que ele permitiu Jensen fazer aquela performance inesquecível de Eye of the Tiger rsrs), enfim, Phil Sgricia é um dos grandes em Supernatural!! .. Eu nunca deixei de gostar de um episódio que ele dirige. Parabéns a ele..

http://img211.imageshack.us/img211/4751/spn419001.jpg

E como sempre os atores. No caso aqui, além de Jensen Ackles e Jared Padalecki, entra o jovem Jake Abel como Adam Milligan, o mais jovem “Winchester”. Doa a quem doer, Adam carrega o gene Winchester! Jake foi muito bem. Eu gostei da atuação dele, por um simples motivo: soube posicionar Adam muito bem no contexto do seriado, em nenhum momento Jake forçou seu Adam a ser aceito. Ele simplesmente executou o papel de um cara que descobriu que tem irmãos e que esses irmãos levam uma vida muito louca. Adam ficou na dele, não se meteu entre Dean e Sam e com isso, Jake soube se posicionar direitinho em seu lugar. Resumindo: Adam veio como pano de fundo e não pra roubar o lugar de Dean e Sam. Parabéns pro Jake Abel. Ele também pegou o espírito da coisa. Garoto esperto! Merece aplausos! E não vou falar muito de Jensen e Jared, porque se torna algo bem repetitivo! Rsrs… Eles como sempre foram ótimos, seguros e afinados. Jared mostrando os dois Sams; de um lado o vingativo Sam dessa temporada, e do outro lado o Sam centrado de temporadas anteriores, mas ambos com uma característica típica de Sam: a determinação. E Jensen como sempre com total domínio de Dean, se mostrando uma hora bravo, uma hora enciumado, uma hora revoltado, outra hora magoado, mas acima de tudo se mostrando Dean: um caçador com instintos afiadíssimos e um senso de responsabilidade único. Mais uma vez parabéns aos dois. Dificilmente uma série de TV vai ter dois atores com uma química tão boa em cena. This is my boys! My golden texan boys!! Go, J’s, go!!

Falando um pouquinho sobre o título do episódio: Jump the Shark.. Pra quem não sabe, esse termo é usado para descrever o momento em que um programa de TV se torna irreconhecível a partir da forma como começou. Isto é normalmente graças à adição de um jovem, nunca anteriormente mencionado. Normalmente o meio televisivo utiliza esse recurso quando algo está perdendo o rumo e eles colocam qualquer coisa pra sacudir a trama. É o chamado “pulo do tubarão”. Esse termo surgiu devido a uma polêmica gerada numa série dos anos 70, chamada Happy Days, em que o personagem principal toma atitudes que foram totalmente contrárias ao normal e provocaram debates acalorados e uma revolta tremenda nos fãs. Então como eu já cansei de dizer, uma das coisas mais legais de Supernatural é o domínio que a produção tem do show e o fato deles não se levarem tão a sério assim. Eu juro que não me lembro de nenhum outro seriado que faz tantas citações ao showbiz quanto Supernatural, seja em forma de reverenciamento, de citações, ou de piadas. Isso é algo muito, mas muito prazeroso de ver. Eu simplesmente amo quando isso acontece em Supernatural. Um episódio que é ao mesmo tempo provocativo e ligado ao tema da série. Ponto mais uma vez pra produção. Sem contar com o lance do Cousin’s Oliver, mostrado no nome do restaurante.

Agora vamos ao episódio em si…

Finalmente o velho e bom estilo de começar Supernatural. Com recapitulação e uma cena de terror, de caçada. Algo que faz a gente pensar: vamos ter monstro da semana misturado com drama familiar. Eu adoro isso, pq me lembra muito a primeira temporada (não sou nostálgica, eu amo a nova fase do show, mas a primeira temporada é especial. Sempre vai ser) que foi onde eu me apaixonei pela série e onde tivemos o início de tudo. Como bem disse minha amiguinha Marissa, era onde a gente ouvia “saving peoples, hunting things, the family business”, e quem não tem saudade de Dean falando isso? Quem não tem saudade do Impala cortando as estradas ao som de Back in Black? Confesso que estava de saco cheio de ver os episódios começar sem uma explicação lógica de como é que os meninos chegaram até ali. E em Jump pudemos ver isso. Finalmente. >> Sammy-boy e haja gemido!! Huahaua.. Realmente seu trabalho de legender foi muito pouco kkkkk .

http://caps.oxoniensis.org/caps/spn/419/spn419-0045.jpg

Mais uma vez eu volto a dizer: amo episódios em que mostram o cotidiano dos meninos. Bobagens rotineiras como tomar banho, escovar os dentes, trocar de roupa (opa, opa, falta essa cena aqui ainda.. uhuuuuuuuu), lavar roupas, cozinhar, dormir de pijama (ou mesmo sem rsrs), essas coisinhas… Eu amo isso, pq dá um ar mais “normal” a tudo que eles fazem. Um jeito diferente, mas meio que intimista, meio invadir privacidade. Ok, totalmente insano isso, mas quem disse que sou normal?? >> Além do que é lindo ver Sam escovando os dentes..Me provoca pensamentos porns com uma escova.. Assim como já me provocou pensamentos porns uma certa espuma de xampu na cabeça de um certo loirão! Aunnnnnnn que coisa mais fofa meu Dean acordando com cara amassada.. E fazendo birra pq está com fome.. Dean não perde nunca suas características de criança às vezes, uma criança revoltada, birrenta e sem noção!! E sanduíche de atum é coisa do Sam, com certeza!! Huahuahua…Tá legal, modo tiete off

Voltando ao episódio e esse jeito deles descobrirem sobre Adam. Nada mais tipicamente Dean do que ainda ter o celular do John. Dean ainda não resolveu por completo a morte do seu pai. Não resolveu nem a vida, o que dirá a morte. Mais um motivo pra eu querer a volta de John Winchester no seriado. Ele precisa voltar e resolver a situação com seus DOIS filhos, pq o terceiro pobrezinho, foi pro saco! Fazendo um adendo aqui: por mais que eu sempre fui revoltada com as atitudes do John (desde Home quando ele não se mostrou aos filhos!! E intensificada em Something Wicked quando ele fez o que fez com Dean!!) eu sei da importância dele pro seriado e adoro o personagem! Eu amo o papito Winchester, com todos os seus defeitos!! Sempre falei e repito: quando a gente gosta de alguém, gosta de porteira fechada, com tudo, mas isso não impede de ver os defeitos dessa pessoa.

http://img134.imageshack.us/img134/3667/spn419003.jpg
http://img128.imageshack.us/img128/4396/spn419004.jpg
http://img144.imageshack.us/img144/2217/spn419005.jpg

Então, quando Dean fica sabendo do filho de John, os seus instintos de caçador se misturam a sua revolta por saber que pode ter um fundo de verdade, mesmo ele recusando a aceitar isso num primeiro momento, afinal esse é o mecanismo de defesa do Dean: recusar a aceitar uma possível verdade, principalmente se o assunto se refere a sua família e/ou a idealização que ele fez dela. Mas num primeiro momento o que conta é a confiança que ele deposita em John e seus instintos de caçador: aquilo era uma armadilha das grandes. Dean não encara aquilo (John tem um filho por aí) como verdade, ele só vai atrás do FDP que está tentando algo contra eles usando o nome de John. Por isso Dean fica tão revoltado, pq esse FDP mexeu com seu pai, mexeu com alguém que é sagrado pra ele. Dean está calejado de ver essas criaturas malignas usarem os sentimentos fraternais e paternais pra tentar destruí-los. Num primeiro momento ele só pensa: vou pegar esse FDP que está usando nossa família pra conseguir algo.

É nisso que Dean pensa e se recusa a enxergar que aquilo tudo pode ter um fundo de verdade, mesmo Sam tentando mostrar a ele que pode ser verdade sim, não era um absurdo. Nunca os dois foram tão Winchester ali: Dean turrão e Sam argumentador. Adorei isso. Quando Dean chegou ao restaurante ele era um caçador determinado a acabar com aquela palhaçada em dois tempos. Dean era o velho Dean de guerra. E Sam era o velho Sam de guerra também. Sammy estava tentando convencer Dean a ver outras possibilidades e ao mesmo tempo acompanhando o irmão pra ver onde tudo aquilo ia dar. Adorei ver a determinação e a velha hostilidade “Dean Winchester” quando ele está decidido a colocar um ponto final no lance chamado “Adam Milligan ser filho de John Winchester”. Até esse momento, o momento quando Dean chega no restaurante e prepara tudo pra pegar Adam, Dean acredita cegamente no seu pai, ele acredita que John não iria esconder um assunto dessa importância deles, principalmente dele, de Dean, o filho que sempre fez tudo por essa família. Dean não acreditava por nem um segundo que John fosse capaz disso. E o modo como ele vai descobrindo que John foi capaz sim, é algo muito gratificante e ao mesmo tempo dolorido de ver. É um castelo que vai desabando. É uma admiração que vai sendo derrubada com golpes certeiros. É um golpe que fere ainda mais um coração já tão destroçado.

http://img208.imageshack.us/img208/3118/spn419009.jpg

Jensen mais uma vez merece aplausos por se mostrar tão diferente, quer dizer, mostrar Dean diferente, em questão de segundos. Num primeiro momento, bravo, hostil, desconfiado, seguido de incrédulo, revoltado, ciumento e ainda bravo, muito bravo, só que agora sua raiva sai de Adam e passa pra John. É realmente espantoso como ele mostra sua incredulidade num momento e em seguida sua raiva e revolta. Basta ver como Dean vai olhando as fotos de John e Adam, de John e a mãe de Adam, as coisas que eles faziam juntos, e então podemos notar o quanto Dean fica ferido, se sente traído, se sente um joguete nesse lance todo.
Ele tenta ter um autocontrole, ele se mostra disposto a tentar assimilar isso, mas jamais deixando de ficar com raiva e ressentido. E ele tem todo o direito disso, John não foi o mais correto dos seres aqui. Sam vai se mostrando mais aberto a esse negócio todo, tentando ver o que estava acontecendo. Sam se interessou mais pelo irmão enquanto Dean se interessou mais pela caçada que se mostrava ali. Mesmo com tudo aquilo do John e Adam, Dean sabia que algo estava acontecendo, que tinha uma coisa podre no ar. Como sempre ele confiou nos seus instintos de caçador. Adam estava ali, ok. Ele existia mesmo, ok. Era seu irmão, ok. Seu pai fazia coisas com Adam que nunca sequer tentou fazer com eles, ok. Mas tinha algo mais. Alguma coisa não batia na história, alguma coisa estava acontecendo. E Dean foi atrás disso. Foi fazer aquilo que ele foi treinado a fazer: caçar e ajudar estranhos. Pq Adam podia ter o sangue de John nas veias, mas ele era um estranho pra Dean e Sam. Dean o ajudou como ajudaria qualquer um. Estava meio difícil pra ele naquele momento aceitar o lance de “irmão caçula”. A frase de Dean pra Adam sobre Adam não iria querer saber como John era, mostra o que o Dean estava sentindo pelo pai naquele momento.

http://img410.imageshack.us/img410/2618/spn419007.jpg


Sam se mostra diferente de Dean. Se mostra mais disposto a compartilhar as coisas com Adam, compartilhar o que eles viviam. Mostrou-se ser mais receptivo a essa história de “irmão caçula”. Foi de Sam a decisão de contar tudo a Adam, mesmo Dean sendo contra. E Sam tomou uma decisão acertada. Ele foi correto ao dizer que Adam merecia saber. E merecia mesmo. Mesmo que fosse uma loucura, eles eram parte da mesma família. Segredos não iam resolver nada. Mesmo que Adam nunca se tornasse um caçador, ele merecia saber que seu pai e seus irmãos o eram. Isso foi uma decisão acertada de Sam, mesmo que os motivos dele pra dizer a verdade ao Adam fossem meio que interesseiros.

Enquanto Dean queria protegê-lo como John fez e esperava dele, Sam só pensou em mostrar ao irmão que eles tinham uma porcaria de vida e que ele era um Winchester querendo ou não, e que aprendesse o que isso significava. Sam foi mais frio que tudo aqui, foi mais uma vez John, o caçador implacável!

Tanto Dean quanto Sam mostraram em definitivo o que eles eram agora. Dean era o cara que não queria aquela vida pra ninguém mais, era o cara que resignou a deixar as coisas se apresentarem como elas são e que não ia brigar mais com meio mundo pra impor suas vontades, e Sam se mostrou ser uma pessoa mais vingativa do que jamais alguém pensou que ele pudesse ser, se mostrou que ele estava disposto a levar aquela luta até as ultimas conseqüências, custe o que custar. Sam era um caçador agora, e Dean só queria que ninguém mais próximo a ele se tornasse um. Quanta diferença! Mas Dean não seria Dean se ele ignorasse seus instintos. E ele foi atrás, ele descobriu que havia uma caçada ali, independente do mais novo integrante da família ser a novidade do pedaço. Dean buscou informações e provas, Dean descobriu que John também esteve ali e fez exatamente o que ele estava fazendo: investigando e caçando. E a ficha de Dean caiu de vez que seu pai tinha mesmo estado ali e que Adam era mesmo alguém da família. Não dava pra contestar mais isso. E ele teve que lidar com isso da melhor maneira que ele conseguiu. >> PQP Dean!! Vc conseguiu ficar mais lindo de sobretudo do que quando usa terno e tux!! Affffffffffffff.. Ploft..

http://img216.imageshack.us/img216/5809/spn419010.jpg

Enquanto isso, Sam abria o jogo com Adam. Contava sobre a morte de John, quem o matou. Como Dean matou o assassino do pai. E como aquilo tudo nunca ia acabar. Eu via Dean falando pela boca de Sam. Putz!! Quem diria que um dia Sam fosse incorporar essas palavras? Nosso Sammy se tornou aquilo que ele sempre combateu e não queria: um caçador puro e simplesmente.Eu entendo os motivos do Sam, ele os tem aos montes para se tornar uma pessoa tão cética e cínica.

É legal ver o Sam se tornando o irmão mais velho. Ele estava sendo pro Adam o que Dean foi um dia pra ele, um conselheiro, um mentor, um professor. Ele estava gostando de ensinar isso a alguém do mesmo modo que um dia Dean ensinou a ele. E eu sei que os motivos do Sam não justificavam isso, essas aulas, mas Sam se sentiu bem fazendo isso, pq ele realmente acredita estar fazendo o certo. E Sam sentiu na pele a responsabilidade de proteger e ensinar um irmão mais novo, mesmo que tudo estivesse meio estranho. Eu confesso: adorei a cena dos 3 Winchesters no estacionamento. Sam sendo atacado, Adam sem saber o que fazer e Dean chegando pra salvar a pátria. Uma cena nada mais que “família em ação” . Dean e Sam mostrando a Adam o estilo Winchester de ser. Mostrando um pouco do que é ser um caçador (Tá eu sei que o cara não era Adam, era o monstro, mas até aquele momento a gente não sabia disso não é? Então foi legal imaginar que eram 3 irmãos em ação.. ok.. comecem o apedrejamento… rsrs)..

É espantoso ver o nível de desesperança que o Sam chegou. Mesmo sendo real o que ele fala, é espantoso ver isso sair da boca de Sam. Esse ceticismo, esse negativismo, essa amargura. Esse negócio de desistir de tudo e ser somente um cara que caça as coisas. Nunca as palavras de Rufus Turner foram tão bem empregadas aqui. Sam se tornou um frio e implacável caçador, onde só o que interessa era vingança e solidão pura e simplesmente. Que coisa triste isso. Quando ele diz que Adam tem que desistir de amigos, faculdade, vida social e namorada pq senão ele as colocaria em perigo, que ele deveria cortá-las fora sem olhar pra trás, deu pra vislumbrar que Sam está mesmo quebrado e ainda muito ferido com a ida de Dean pro inferno. Isso o destruiu mais do que Dean ou qualquer outra pessoa pudesse imaginar. Eu já conversei por diversas vezes isso no MSN com amigos. É triste ver esse tipo de comportamento no Sam e é por isso que eu odeio a bitch da Lilith.

Porque foi ela quem destruiu o Sammy que grande parte de nós e de Dean acostumamos ver. Aquele Sammy que tinha como principal característica a bondade e a esperança. Não posso deixar de ficar brava com essa mudança do Sam. Isso é muito radical, numa pessoa que só transmitia doçura, compreensão e ética ao olhar. E hoje só mostra frieza, vingança e rudeza. Esse não é o Sammy por quem Dean morreu e foi pro inferno. Triste isso, muito triste. Mas ao mesmo tempo pude vislumbrar que Sam ainda confia no seu irmão, pq ele mostrou a Adam que podia confiar somente na família. Nada mais. É ou não é o Dean de outrora falando, só que bem mais amargo e vingativo?

Dean enxerga isso, e tenta mostrar ao Sam o que ele estava dizendo e fazendo. Nem mesmo Dean podia acreditar em tamanha mudança. Em tamanha revolta. Dean se sentiu um fracasso ali. Um total estranho. E em minha opinião Dean foi tão mais maduro e sensato como em nenhum outro momento da série. Ele constatou o obvio. E ele estava dando uma chance a todos também. Uma chance a Adam de não ter que conviver com a dor constante, uma chance a ele próprio em poder tentar resgatar seu Sammy, e uma chance a Sam de ver que ele poderia sair muito ferrado de tudo isso. Mesmo que John o tivesse treinado e ensinado tudo a eles de como se manter vivos, Dean tentou mostrar algo mais ao Sam: a liberdade de escolhas. A liberdade e a decisão de poder ter algo diferente pra si. Mesmo que fosse perigoso, Dean quis mostrar a Sam que Adam não precisava ser engolido pelas trevas como eles foram. Dean apesar de tudo ainda tem esperanças algo que Sam desistiu há tempos.

Outro sinal de mudança gritante: um indo caçar sem o outro. Dean foi em busca do monstro e Sam ficou. Isso é algo bem novo pra nós que estamos acostumados a vê-los sempre sendo a sombra do outro, seja onde e como for. Então Dean vai pra sepultura e Sam fica na casa esperando o monstro vir pegar Adam. E chegamos então a parte de mais ação e revelações no episódio.

http://img512.imageshack.us/img512/1706/spn419012.jpg

Dean descobre o corpo de todas as pessoas mortas inclusive Adam, e Sam vira presa dos monstros, os ghouls. Essas criaturas se mostram na forma da ultima pessoa que devoraram, no caso, a mãe de Adam e o próprio Adam. Sam é capturado e Dean fica preso lá em baixo.

Momento nojento do episódio: os ghouls bebendo sangue de Sam. Eca!! Aquele xarope de framboesa tem que ser muito gostoso pra esse povo lamber aquela gosma com tanto gosto!! E que coisa sádica o Adam-ghoul enfiar a mão dentro da barriga de Sam e provar o que tem lá dentro.. Eca again! Momento MacGyver: o “anjo” dando a saída pro Dean! Rsrs.. Adoro esses lances de profissão perigo!! Nessa mesma cena foi cruel dos ghouls dizerem aquilo do Adam pro Sam. Poxa o garoto nem teve a chance de saber que tinha irmãos. Morreu inocente nessa história toda. No final das contas Adam pagou por algo que ele nem sabia. Triste isso, muito triste mesmo. Aliás Supernatural anda me deixando down algumas vezes. Adorei ver que Dean e Sam não perderam totalmente o “tino comercial” das caçadas. Bastou a palavra ghoul e Dean sabia exatamente o que fazer. Esses são meus garotos!

http://img408.imageshack.us/img408/108/spn419013.jpg


Cara e agora veio pra mim o momento mais chocante do episódio. Quando Dean consegue imobilizar Adam-ghoul e o espanca até a morte. Vi o Dean de Bloodlust ali. O Dean que estava no limite de seu controle, de suas forças. Dean bateu no ghoul descontando toda sua raiva, frustração, revolta, mágoa, e inveja. Ele descarregou tudo ali. Pegou aquele ghoul com a imagem de Adam, o garoto que jogou na sua cara que seu pai não era quem ele achou quem fosse, Dean pegou o monstro com cara de Adam e mostrou o tamanho da dor e do sofrimento que estava dentro dele. Confesso que me deu medo daquele Dean. Me deu medo de ver o que isso tudo está fazendo nele, me deu medo de Dean estar tão despedaçado que não tem mais conserto.

Pq em Bloodlust, mesmo que Dean estivesse a um passo de surtar, ele tinha Sam do lado dele, e agora ele não tinha nada e nem ninguém. Nem a imagem de tudo que ele construiu pra si. Que tormento vive Dean. Aliás ele sempre foi atormentado, mas ele tinha de certo modo alguém em que se apoiar: John e Sam, e agora tudo lhe tinha sido tirado. Dean quando estraçalhou a cabeça do ghoul descarregou a sua ira contra muita coisa, Adam inclusive. Enquanto Dean descarregava sua raiva, Sam se esvaia em sangue. Me deu a impressão de Sam estar querendo que aquele sangue saísse dele. Que aquilo tudo sumisse de seu corpo. Que tudo acabasse ali. E mais uma vez ele chama por quem sempre esteve do lado dele e o socorreu: Dean. Eu adorei esse momento “Hunter brothers again”. >> Eu queria tanto que eles voltassem a se unir novamente..buááá ..

http://img408.imageshack.us/img408/6797/spn419014.jpg


Chegamos a cena final. A cena que tanto vem provocando debates. Dean e Sam cremando Adam. Dean tentando fazer algo por aquele que foi seu irmão e que ele nem chegou a conhecer. Aquele a quem seu pai deu o que ele sempre quis: atenção. Dean tentando agir conforme sua consciência mandava. E Sam tentando usar artifícios que eles já usaram outras vezes: fazer acordos pra trazê-lo de volta. Admira-me muito o Sam dizer isso. Justo ele que sabe o que esse lance de leva e traz pode causar. Dean nem discute, ele simplesmente dá uma resposta que não abre margem pra debates e argumentações. Dean não quer mais saber desse lance de acordos, vai e volta do além. Chega. Dean está de saco cheio.

E temos então o que ele disse ao Sam. Sobre Sam ser praticamente uma cópia do John, sobre Sam ser mais parecido com John do que ele jamais poderá ser, mesmo tendo se esforçado tanto. Sam sem fazer esforço algum age como John, pensa como John. E eu encarei isso como uma constatação triste de um fato. Não tomei como elogio e sim como derrota. Como algo assim: eu fiz tanto e deu nisso? Porque Dean atingiu um nível de decepção e impaciência muito grande tanto com o pai quanto com o irmão. E essa decepção está refletindo diretamente nele. Não poderia ser diferente. Dean sempre viveu a margem e sombra dos dois, John e Sam. John ele tentava ser igual e Sam ele dava o melhor de si pra não vê-lo sofrer ou até mesmo pra fazer de Sam uma pessoa melhor do que ele próprio julgava ser.

http://img504.imageshack.us/img504/7227/spn419015.jpg

No final das contas essa cena final me passou a seguinte mensagem vinda do Dean: “cansei, estou mesmo de saco cheio de só dar e não receber nada em troca”. Dean me parece que está deixando (se já não deixou de vez) a ficha cair de vez sobre a idealização romântica que ele fez do pai e do irmão. Ele está vendo que ambos, John e Sam, tem grandes defeitos e que não merecem tanta dedicação e adoração por parte dele. Então no final das contas eu deveria estar feliz, porque isso pode ser o primeiro passo praquilo que eu tanto quero pro Dean>>> LIBERTAÇÃO DESSA FIXAÇÃO CHAMADA SAM WINCHESTER! Mas eu não consigo ficar tão feliz, simplesmente porque John com suas atitudes conseguiu ferir mais um pouco o coração de um homem que já foi ferido mais vezes que qualquer um consegue suportar. John e Sam machucam Dean como ninguém mais teria o direito de fazer. Porque foi pra esses dois seres que Dean deu o melhor de si. Pra John, Dean entregou sua dedicação e obediência, e pra Sam ele entregou sua vida, seu amor, sua essência de bondade, pq sim, só Sam consegue arrancar o melhor de Dean. Então acho que Dean nesse momento está assim: “Que porcaria eu sou afinal? Onde eu me encaixo nisso tudo? Eu preciso realmente disso tudo?”.. Dean chegou num ponto que ele está começando a se valorizar como ser humano, como uma pessoa individual e não como uma extensão do pai e do irmão. O verbo usado por Dean na cena foi no passado, lembrem-se bem: idolatrava, vestia, ouvia, fazia. Ele está deixando o passado pra trás. E o melhor de tudo isso? Não foi nenhum anjo teletubbie FDP que fez isso. Bem feito pra aquele Telezaca. Foi ele próprio, Dean quem parece ter tomado a decisão de assumir de vez sua vida. Adorei isso.

Então esse episódio, hoje pode ser visto como um episódio bobo, solto na trama, mas num futuro vai ser visto como Houses of The Holy que quando passou ninguém dava nada e hoje sabemos que a semente do lance dos anjos foi plantada ali. Jump the Shark pode e deve ser encarado como isso: um início de uma nova etapa em Supernatural. Uma etapa em cada um está cada vez mais ciente de seu papel nessa trama toda, nesse imbróglio dos diabos que Eric Kripke criou. Onde cada um tem noção exata do que é ser um Winchester, do que suas vidas são e se tornaram e que ambos, Dean e Sam, são pessoas mais que especiais. Cada um, a seu modo tem um papel bem definido. Cada um, a seu modo tem uma importância.

E pra finalizar eu quero só deixar mais algumas coisas.. Fico que feliz e espero que Dean possa finalmente enxergar quem Sam realmente é. Espero que Dean enxergue de uma vez por todas que Sam é um adulto..que ele, Dean, não precisa se matar por alguém que pode e deve pensar por si..Ele, Dean, só tem que amar e não viver a vida de outro. Dean tem que enxergar que ele não pode decidir o caminho do Sam isso é o próprio Sam quem faz e que ele, Dean tem uma vida também…que ele precisa deixar de viver a vida dos outros e viver a sua seja de que forma for. Como bem disse a Lary: “Dean precisa ver que há uma diferença em apoiar a decisão tomada e decidir pelos outros o que fazer”. E também quero deixar registrado o seguinte: Dean teve todo o direito do mundo de sentir raiva e mágoa pelo que Adam teve. Ele tem todo direito de estar magoado por ter sido deixado de lado como um saco……Imagina o que passou pela cabeça dele quando Adam foi contando as coisas pra ele, quando Dean foi descobrindo o relacionamento que John teve com Adam. Lembrem-se que em Home Dean ligou chorando e implorando por ajuda pro John, em Faith Sam ligou dizendo que seu filho estava morrendo e em nenhum desses casos John deu o ar de sua graça.
Vários Natais e aniversários Dean e Sam passaram sozinhos, sem ninguém. Várias vezes, com certeza Dean, teve que se virar pra arranjar comida ou cuidar de Sam numa doença qualquer. Dean desistiu de sua infância, de sua adolescência pra cuidar de seu irmão, Dean lutou com unhas e dentes pra fazer Sam uma pessoa decente, uma pessoa que amasse e respeitasse John. E quando um filho seu liga, ou faz aniversário John sai correndo e deixa seus outros filhos sem amparo ou atenção nenhuma. Mesmo sabendo que esse filho que ele deixava sozinho por semanas o idolatrava e só queria uma coisa dele: atenção. Portanto John foi um tremendo relapso com Dean e com Sam.Então John foi um tremendo FDP por não ter levado o sentimento de seus dois filhos mais velhos em conta. Por não ter permitido que eles pudessem conhecer seu irmão, por não ter proporcionado a eles, Dean e Sam um mínino de noção de momentos entre pai e filho. Porque o que eles tiveram foi momentos excessivos de sargento e soldado raso, e não de pai e filho. Dean só queria ter podido ter as mesmas coisas que o Adam teve, por isso ele tem raiva do John e do que o Sam está se tornando… Ele não criou Sam pra isso, ele não deu o melhor de si pra que Sam se tornasse isso que está se tornando. È onde eu acho que Dean finalmente está acordando pras coisas e deixando aquela simbiose doentia de lado. Ainda bem.

Eu tb entendo que Sam só tem a Dean. É em Dean que Sam se apega pra não se perder de vez. Mas Sam tem um jeito estranho de fazer isso, suas atitudes estão afastando cada vez mais Dean ao invés de aproximar. Sei que Sam tem seus motivos, que ele passou por maus bocados. Usando as palavras da lary: “O grande problema do Dean é que ele sempre subestimou a sua importância na vida de Sam, Dean era o norte na vida do caçula, de repente Sam vê Dean morrendo daquela forma na sua frente por sua causa. Imagina o que passou na cabeça dele: minha mãe morreu por minha causa, Jessica pq se apaixonou por mim, meu pai pelas mãos do demo q foi atrás de mim, e agora Dean. É como se ele começasse a pensar q tudo q toca morre, ele desistiu então, se focou na única coisa onde o único prejudicado seria ele, a vingança, e acho q foi ate esse pensamento q fez ele se afastar de Bobby, acho q ele pensou está protegendo o velho caçador ficando longe”. Essas são palavras da Lary, no que eu concordo em grande parte com elas. Mas como eu disse a ela eu entendo perfeitamente o ponto de vista defendido por ela. Mas eu acreditei que Sam fosse mais forte que isso. Sério, de verdade. E acho que Dean tb acreditou , e ele vendo Sam fazer isso, essas bobagens todas é como se ele tivesse fracassado também entende? É como se olhasse pra Sam e pensasse: foi por isso que eu morri e fui pro inferno? Será que errei tanto assim? Então eu entendo perfeitamente o ponto de vista defendido pela Lary, mas não posso deixar de achar que Sam está sendo um bobo, me desculpem. A cada vez que vejo heaven, eu sinto isso .Poxa, pela primeira vez Dean estava abrindo seu coração pra Sam…e Sam não faz nada? Esse sentimento de vingança de tornou maior que o amor pelo seu irmão? É isso que me angustia. Eu previa que Dean indo pro inferno fosse deixar Sam arrasado, quebrado. Mas eu imaginei que assim que ele visse Dean, que ele visse que seu irmão precisava dele, ele deixaria a vingança de lado e ficaria do lado de Dean acima de tudo.. Ficaria do lado de quem sempre esteve do lado dele.. Eu esperava isso do Sam..mas ele não fez isso….seja porque motivo for, Sam excluiu tudo sobre Dean da sua vida…Talvez isso seja a minha maior mágoa. E eu, assim como Dean, estou sem o mínimo de paciência com Sam…de saco cheio…e passei do estágio de raiva (assim como Dean)…passei da pena (ainda sobra as vezes) e estou entrando na descrença..e pra indiferença é um pulo…..e como sou bem parecida com o Dean, eu tenho disso…Indiferença é pior que ódio…

Indiferença é a inexistência de alguém pra vc..Pior estágio de algo.. Por isso tenho medo do ando sentindo pelo Sam. Mas uma coisa me alivia: eu acho que Dean apesar de tudo, apesar de John, Adam e demônios não vai desistir de Sam, ele vai tentar. E eu tive essa constatação no 4×18 quando Dean não foi embora. Quando Dean buscou ajuda pra ajudar Sam. É isso que me faz acreditar que mesmo que a relação deles tenha passado por provações e mudanças, o principal ainda está lá: O AMOR ENTRE ELES. E ESSE AMOR É CAPAZ DE DERROTAR ATÉ LÚCIFER! Então mesmo que Adam tenha aparecido, mesmo que John não seja aquela perfeição de pai que Dean idealizou, eu confio no poder de discernimento dos dois, de Dean e Sam. Eu confio que eles vão saber fazer as coisas, vão saber que o amor entre eles vale mais que qualquer criatura sobrenatural! Eu realmente preciso crer nisso pra não pirar!!

E por ultimo: dá-me tremedeira ao lembrar que Sam está combatendo o mal com mal. E como não posso falar de outro modo aí vai: não é nada bom combater o mal com mais mal. Isso só traz mais sofrimento, dor e perdas. Vai chegar uma hora esse mal terá que ser tratado como tal. Sam quer vencer Lilith com o mal. Uma hora ele terá que ser vencido. E Sam definitivamente entra na roda. É isso que Dean está tentando mostrar ao Sam. Porque independente do que ele objetiva, Sam usa o mal pra combater o mal… Isso não é o mais correto e de bom resultado e acaba meio sendo que o que o Dean sempre diz :sempre vai ter o que caçar. Então se Sam mata Lilith ou Lucifer ele tb vai ter que ser detido de um jeito ou de outro. Portanto Jus in Belo nunca foi mais certeiro aqui: “Se é assim que vence guerras eu não quero vencer!”

Abraços e vamos rumo a reta final!!

Related posts

25 thoughts on “Impressões do 4×19 – Jump The Shark, by Polly

  1. SPN Big Fan

    Simplesmente FANTÁSTICO Polly. Vc conseguiu expressar em palavras escritas exatamente a essência do episódio 4.19. Concordo com o final de sua crítica: a chave para o final desta série será uma só – a união fraternal de Dean e Sam. Essa união dos brothers que será o ponto final nesta guerra. á não sabemos como. Este episódio é o “link” para o final desta e o início da quinta temporada. Um grande abraço,

  2. supernaturalmaníaca

    Acabei de ler suas impressões do episódio 4×19 Polly. Adorei sua interpretação e concordo c/quase tudo. Mas tenho q confessar qdo vc falou da cena dos 3 Winchesters no estacionamento eu já tinha começado o apedrejamento e logo depois vem o seu comentário… comecei a rir, poxa vc adivinhou o q eu pensaria, show!

  3. Silvania Hudson

    Me dói mas vc está certa Polly.
    Em Mistery Spot, Sam já dava indícios de que ia endurecer.
    Amo de paixão o Winchester caçula,mas ele está todo errado.
    Eles está escondendo coisas do dean exatamente como John fez.

    Acorda Sam lindão senão vc vai se dar muito mal…

  4. Bruna

    Já algum tempo venho lendo suas impressões dos episódios e me identifico totalmente – com algumas excessões, claro. Mas fato é: Dean realmente é o cara! E Jensen é o loirão mais lindo da face da terra!

    Penso que o Sam está cada dia mais imbecil, até pq é claro que os fins justificam os meios. Onde já se viu ficar bebendo sangue demoníaco! E ainda mais da Ruby bitch!

    Também acho que e chave para o fim da temporada será o “reconcilhamento” entre os brothers, e mais do que isso, eles precisarão trabalhar juntos para dar certo.

    Continue fazendo sempre esse ótimo trabalho pois suas impressões são muito importantes para nós – os Super Fans de Supernatural.

  5. Luisa

    Poly sintetizou muito bem:
    este episodio serviu para maior reconciliação entre as pontas deste drama que estao ficando soltas demais…Dean e Sam.

  6. Esse foi um dos melhores comentários que você já
    fez sobre um episódio de
    Supernatural, Polly!Você
    expressou a decepção que
    o Dean está tendo com o
    pai e com o irmão.Minha
    suporsição estava certa:
    acho que o Dean finalmente
    começou a restalrar sua
    honra de caçador e está
    vendo o seu próprio valor.
    Acho que no final da vida,
    o John pecebeu o erro que
    comenteu com os filhos.Se
    ele aparecer de novo, vai
    pedir muitas desculpas aos
    dois.

  7. Anonymous

    Bem, primeiramente respeito seu comentário Polly, apesar de demonstrar e defender sua preferencia na série sem nenhuma exatidão!
    Só gostaria de ressaltar que, John pode não ter sido o pai que Sam e Dean sempre sonhou, assim como ele foi para Adam, no entanto foi esse amadurecimento forçado pela falta dos pais, que pode ter garantido a sobrevivencia de ambos… Talves se John amolecesse demonstrando um pai mais presente, ambos abaixariam a guarda por se sentirem protegidos e seriam mortos como Adam!
    Agora o engraçado é que sempre que leio as opiniões da Polly, ela simplesmente insiste em ressaltar que não tem nada contra o Sam, porém quando o Dean fode com tudo, a culpa é do Sam porque não apoiou o irmão, se os irmãos fazem algo correto, ela simplesmente ignora a participação do Sam dando o mérito todo a quem??? DEAN, e o pior, quando Sam age corretamente, ele simplesmente está arrado, pq corre sangue de demônio em suas veias e issu torna seu feito em obra do Diabo. Ha me poupe! Polly, voce pode não julgar Sam com as mesmas palavras e nem com a mesma clareza que eu usei, porém tudo o que voce transmite é sinônimo do que acabei de escrever, sinto, mas se realmente voce não tem nada contra o personagem Sam, escolha melhor suas palavras para com ele, já se não vai com a cara, assume logo de vez, pois, voce não engana seus leitores, e só tem sempre grandes elogios, porque está sempre do lado da popularidade, do lado do carisma, do lado do Dean!

  8. Anônimo, vc pelo visto só lê meus comentários sobre a quarta temporada..

    Sinto muito, mas seria melhor acompanhar o que venho dizendo desde a terceira temporada..

    Outra coisa querido/ou querida (afinal vc se esconde) eu nunca escondi de ninguém que sou uma fã incondiocnal do Dean e muito menos que defendo-o até o último instante.

    Eu não sei onde foi que eu disse que o Sam fodeu com Dean.. Ou que o Dean se dá bem em cima do Sam.. Ou qualquer coisa do tipo..

    Explique-se melhor..

    Quem sabe a gente pode argumentar e conversar de forma mais inteligente?

    Abraços

  9. como sempre adorei o comentario poly e anda bem que o dean~se começou a apeceber que o irrmao n e nenhum ser perfeito e começe a por-se em 1º lugar… eu sei k uma das essencias de spn é esse amor que o dean sente pelo irmao, mas ao mesmo tempo era uma das coisas qe eu detestava no dean… a falta de amor proprio que ele tem… agora uma coisa é certa: n me digam que o dean ou me digam que sam é a alma de spn,( como tenho ouvido dizer)tudo bem que cada um tenha os favoritos mas a alma de spn e a relação dos irmaos e ha de sempre ser… eu adoro os dois mas confesso que a minha personagem preferida era o sam e n tenho problemas em dizer qe criticava mais vezes o dean mas neste momento axo k o meu amor pelos irmaos esta distibuirdo de forma igual.. isto anda aki tudo confuso e eu n digo nd de jeito lol beijos

  10. e mais uma coisa: para kem criticou sam por kerer usar o novo irmao como isca, dean fez o mesmo no something wicked com o miudo para apanhar a stringa… n k tenha sido alguem daqui a mandar vir com o sam… estava so a completar o meu comentario…

  11. Catarina Isso mesmo… A alma de Supernatural são os Winchesters..

    São Dean e Sam.. E John e Mary..

    Eu tenho raiva quando existe essa guerrinha idiota de quem é melhor que quem.

    É normal os fãs se identificarem com um mais que com outro, mas é inaceitável usar um pra atacar o outro.

    Usar Sam pra atacar Dean ou Dean pra atacar Sam.. Isso é de uma idiotice tremenda.

    Eu nunca neguei que adoro o Dean, que sou uma Dean-girl mais que assumida, mas ninguém nunca me viu atacando o Sam pra defender o Dean.

    POr muitas vezes o que digo do Sam é o modo como eu o vejo nesse momento. Um rapaz cheio de boas intenções mas seguindo um caminho totalmente perigoso e que pode acabar ferrando todos que estão a sua volta e principalmente ele mesmo.

    Eu jamais acho que Sam não mereça estar em Supernatural ou que ele seja menos importante que Dean.

    Sam só é diferente de Dean e vice-versa..

    Um abraço e obrigada pelo seu comentário..

    E a todos que deixaram comentários muito obrigada. Fico feliz que as pessoas possam estar vendo e curtindo a série como eu.

    E até mesmo vc ANÔNIMO, obrigada por ler minhas opiniões a cerca de Supernatural. Nunca tive e nem tenho a menor intenção de agradar a gregos e troianos, e muito menos ser a dona da verdade… Isso não é do meu feito, só pra te informar ok? E sobre eu gostar do Dean porque ele é mais popular.. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Apenas isso!

    Abraços a todos vcs

  12. Van

    Polly, sempre leio seus comentários e acho o máximo a sua dedicação à análise dos mesmos. E é uma sugestão, pois como vc já disse, cada um tem direito de expressar a sua opinião. Ao contrário do que possa parecer nesta defesa, eu sempre tive uma preferência pessoal pelo Dean, mas é inegável que você não tem conseguido ser mais imparcial nas críticas… mesmo meu preferido sendo o irmão mais velho, seus comentários sobre as atitudes do Sam chegam a me incomodar, pois as tenho achado realmente injustas. Você consegue dissecar e perdoar tudo que se passa dentro de Dean, seus medos, suas angústias,… mas sobre o Sam normalmente seu comentário acaba quase se resumindo a “não é fácil ser Sam Winchester” e… queria ver você dissecar essa alma e ser capaz de perdoar como você faz com Dean. Um abraço e parabéns por toda a dedicação mais uma vez.

  13. Van obrigada pela sugestão. Realmente não me fiz entender.. Vou tentar ser mais clara na próxima vez.

    Aqui nesse episódio, eu realmente em nenhum momento tentei crucificar o Sam. Aliás eu acho que foi o episódio em que ele foi mais coerente com tudo que vem apresentando até agora.

    Eu não nego que estou mesmo magoada com ele. E eu não consigo ter ódio dele, eu só estou mesmo ainda muito magoada com ele. E pode não parecer, volto a dizer, acho que não estou sendo clara, mas o meu maior sentimento em relação a Sam é de preocupação. É medo, é angustia por ver o que ele anda fazendo.

    E eu aceito sugestões sim, mas sobre imparcialidade, vai ser meio difícil pra mim sabe? Pq eu sou apenas uma fã que tenta descrever o que sinto vendo o episódio, entende? E não consigo simplesmente não analisar em primeira mão as reações do Dean. Mas isso não significa que eu odeie o Sam ou que quero vê-lo se ferrar. Muito pelo contrário, eu fico tão brava com ele, justamente por isso: pq ele está indo pra um buraco sem tamanho e pode não ter volta.

    O que sinto é pura apreensão.. E talvez isso esteja sendo visto por muitos como raiva, como “pegar no pé”, como injustiça.

    Mas eu agradeço as sugestões e vou me policiar mais e ver se me faço entender melhor da próxima vez ok?

    Um grande abraço

  14. -o que é aquilo brilhando e ali?

    -quieto está explanando.

    -tá mas quem é?
    (susurro)
    -shhiiiuuuu é a POLLY.

    pra mim tbm o GRANDE HEROI desse seriado é o DEAN.
    e acho isso a muito tmp
    e cada epis.confirma esse fato.

  15. Ce

    Sabe a série está ai pra quem quer ver e a internet está ai pra quem quiser opinar. Pq ao invés de ficar reclamando que fulano ou cicrano deveria falar assim ou assado não pega e faz a sua própria revisão, dando ênfase a quem quiser do jeito que quiser. Ler não gostar e dizer isso é um direito de todo mundo, mas dai a querer dizer como os outros devem pensar/opinar já é um pouquinho de mais não acha?

  16. Debby

    Polly, meu bem, venho acompanhando suas impressões à pouco tempo e devo admitir que gosto muito do que vc escreve.
    Também adoro o Dean desde a primeira temporada e vc consegue mostrar bem, em suas palavras, os diversos sentimentos que o nosso Dean nos transmite.
    Ponto pra vc pelo ótimo trabalho, as críticas existem justamente para ajudar no processo de aperfeiçoamento, então usa-as a seu favor!
    bjs, querida, e continue com seus post’s pq é um dos motivos que me levam a visitar esse blog.
    Sucesso!

  17. Debby Obrigada pelas palavras e por ler o que escrevo.

    Eu tb acho ótimo quando as críticas acontecem. Eu sempre procuro melhorar com elas. Isso é muito bom.

    Mas vc há de convir que existem “críticas” e “críticas”, não é?

    E pode acreditar que eu sei filtrá-las. E muita coisa eu aprendi e aprendo com a opinião de vocês.

    Abraços..

  18. sophie lorena black Assim vc me deixa encabulada!!hehe

    Obrigada por ler meus devaneios..

    Um grande abraço

  19. Parabéns Polly!!!! Você consegue expressar como ninguém a essência de cada episódio. Adorei cada palavra escrita nas suas impressões.

  20. SPN Big Fan

    Polly, Polly, Polly …. É a POlly oba, É a Polly oba…

    Sou seu Big Fã Polly. Comentários excelentes sobre a série.

    Acho que não cabe comentários efusivos de Dean ou Sam… Sinceramente neste último episódio achei o Sam mais coerente. Acho que o Dean estava por demais enciumado. Enfim, como sempre digo não existe Dean sem o Sam e vice-versa.

    Polly, mais uma vez parabéns e continue escrevendo.

    PS – E no hiatus gigantesco entre a 4 e 5 temporada o que será de nós ? SOcoooooooRRRROOOO Poooolyyyy !

  21. Anonymous

    “”Eu previa que Dean indo pro inferno fosse deixar Sam arrasado, quebrado. Mas eu imaginei que assim que ele visse Dean, que ele visse que seu irmão precisava dele, ele deixaria a vingança de lado e ficaria do lado de Dean acima de tudo.””
    Para mim, Sammy está se mostrando um grande egoísta, tal como o pai. Se antes ele queria uma vida normal, agora ele só quer vingança. E nesse meio, o Dean se ferra, sendo machucado cada vez mais fundo. Invisivel, acho que ele se sente assim. Mw

  22. Uau..Vou tentar ser breve…

    Pela Primeira vez nao concordo nenhum ponto o que vc diz sobre o episodio (o episodio!)… Eu acho que esse episodio poderia ter sido muito mais pensado e elaborado, levantou muitas expectativas e nao conseguiu satisfaze-las,… Bom, nesse episodio nao mostrou nada de novo, envolvendo a relaçao entre os irmaos, esse ”elo” que vc diz, nada que nao tivessemos visto nos episodios anteriores’, essa distancia que esta acontecendo e crescendo a cada episodio…Na minha opiniao o episodio serviu pra mostrrar o outro lado do john (até aí da para aproveitar o episodio)…

    Minha opiniao pessoal sobre o John Winchester [on]

    Nunca gostei muito do john pelo fato dele tratar os proprios filhos como soldados(nem adianta apontar porque ele queria o bem dos dois e estava preparando eles para o futuro)…Esse episodio me incomodou muito em varios pontos. Primeiro que, como um cara caçando por uns 20 um demonio que matou a sua ”amada” esposa e ter estragado o que seria uma familia feliz querendo vingança faz isso? constroi uma outra familia por traz dos meninos?…Tá até concordo que o cara nao é santo e tem suas necessidades como qualquer outro ser humano, mas gerar um filho e viver na mentira., o que esse Adam tinha que os outros filhos dele nao tinham pra ir comemorar aniversario ou natal com eles?…isso me irritou muito, mais ainda em ver as fotos deles parecendo uma familia feliz!!!…Depois disso odiei ainda mais esse john e ele ainda merecia estar sendo torturado no inferno…

    Minha opiniao pessoal sobre o John Winchester [off]

    Bom. por se tratar de uma descoberta muito importante sobre o pai deles, eu esperava uma reaçao maior vinda do Dean, eu achei muito fraco a reaçao quando ele confirmou realmente que o pai dele tinha outro filho…porque Dean meio que idolatrava o pai dele, se vestia igual, agia igual, gostava das mesmas musicas e por aí vai, e acho que a indignaçao dele foi fraca demais, nao sei a quem culpar, se culpo o ator ou o responsavel pela direçao do episodio ou seja la quem for, por realmente nao ter captado como dean reagiria…O Sam nao sei porque por alguma razao ja sabia que ele regiria daquela maneira, acho que o Sam é mais pé no chao e esperava qualquer coisa vindo do pai dele, acho ele bem realista e analisa os fatos….Em geral nao achei nada de extraordinario na atuaçao deles, nada nesse episodio que realmente exigisse uma grande performance…..
    O episodio , ahhh como eu ja tinha até esquecido aquele grito da mulher com o fogo hauhauah, Outra palavra que posso agregar ao episodio foi a falta de sutileza,….Pra que mostrar pedaços de braços, restos de cadaveres numa forma tao clara?.. esse episodio se junta a mais alguns que perde o senso da sutileza em mostrar isso, a maioria dos episodios nao sao assim dessa forma…Até agora ainda me pergunto do porque de tanto zoom ou close no braço do sam perdendo sangue…é pra mostrar ele perdendo e ele poderia morrer se o dean nao se apressasse? ta okay um close ja bastava, agora pra que mostrar 1000000x, desculpem o hiperbolismo mas me incomodou muito isso…Finalizando, achei um episodio muito corrido com tomadas mal distribuidas, com zooms desnecessarios que incomoda e um episodio dificil de se assimilar, de se absorver…Coloco o episodio ”it’s a terrible life” superior a esse….Sendo ironico, realmente o titulo do episodio combina …

    Espero que voce esteja certa, espero que realmente eles estejam no controle do rumo da serie, porque as vezes acho que eles nao estao..=\

    Modo D.W [on]

    Meu, depois de um corte daqueles no pulso do sam, se ele aparecer num proximo episodio curado e conseguindo mexer os dedos ele reamente é ”sobrenatual” xD

    Modo D.W [off]

    Ps. D.W sao as iniciais do meu nome e nao Dean Winchester …xD

  23. SPN Big Fan

    Harry Kun, Kra, vc realmente odiou o ep. Tenho que concordar que o lance do corte foi furada, mesmo. Mas, mesmo assim achei o ep. importante.
    Abços,

  24. Van

    Polly, você tem razão, é injusto pedir imparcialidade quando você é uma fã se expressando né? É que seus comentários são sempre tão profundos e profissionias que a gente acaba se esquecendo disso!

    Até mais!

  25. Saudações Polly!!!Ai,ai eu não sei de quem eu mais gosto se é do( Dean) ou do( Samy ) simplemente eu os acho uns gatos.. Más convenhamos, esses rapazes dão um baile de interpletaçaõ. São taõ natural em seus papeis que eu fico até confusa.. e eu me vejo dentro da trama… Sobrenatural é uma das melhores séries da tv… beijos,

Leave a Comment