MESA REDONDA SUPERNATURAL SETIMA TEMPORADA – PARTE 2

Dando continuidade ao que foi postado AQUI

Esta é a segunda parte e fala sobre Dean.


Vamos lá, comentem!! Adoraríamos saber sua opinião.

MESA REDONDA – SUPERNATURAL SÉTIMA TEMPORADA – UMA OLHADA PARA ATRÁS E UMA OLHADA A FRENTE.


A trama/enredo de Dean.

Nós todos sentimos que Dean estava um pouco desprovido de história pessoal esta temporada. Na sétima temporada sua depressão e alcoolismo pioraram. “Eu acho ok com o problema de alcoolismo do Dean, faz sentido, mas Dean estava apático e depressivo, apenas indo por ir. Ele não tinha a paixão, o fogo e não encontrou o seu ritmo,” Alice disse.
Ela não está errada. A apatia de Dean tem progressivamente piorado desde a sua volta do inferno. Nós assistimos por várias temporadas este homem ser constantemente derrotado pela vida. Em vários aspectos, ele passou por uma das maiores transformações que qualquer outro personagem, pelo menos no que se refere ao cerne de suas características. Ele é ainda um feroz caçador, mas aquele “fogo” que havia nas temporadas anteriores parece estar perdido para nós e para ele. Como mencionei anteriormente, a versão mais excitada/entusiasmada que vimos dele foi quando ele ameaçou Dick quando Bobby foi ferido. Ele estava aterrorizante e zangado, algo que há tempos não víamos. Este tipo de Dean que eu gosto de ver e gostaria de ver com mais frequência. É o tipo que ferozmente/intensamente protege seu irmão e a todos que ele ama e adiciona bastante ao seu charme e o quanto ele se vangloria antes de derrotar os caras maus.

Jensen Ackles está sempre excelente como Dean. A performance dele é sempre quase perfeita que a gradual queda a depressão nunca parece forçada e faz sentido. E normalmente é de quebrar o nosso coração. A performance dele nunca é o problema. O problema é que talvez tenhamos chegado ao ápice de sua apatia. Tina disse que “Eu acho que o fato dele estar bebendo muito e deprimido iria nos levar a algum lugar. Não nos levou. Então isso se tornou um elemento muito insatisfatório durante esta temporada. Mas Dean sempre tem ótimos momentos e ele nos deu vários esta temporada.” Laura vai mais fundo explicando que “Eu fiquei muito desapontada que mesmo depois de  toda aquela bebedeira e depressão, os escritores ainda negaram a ele uma oportunidade de ter um cartático ataque de fúria, como o que tivemos no começo da segunda temporada quando ele literalmente descontou no Impala toda a sua dor pela perda do pai. Jensen poderia ter feito maravilhas com um material desse, toda essa angústia ainda está como uma  bola de ferro acorrentada a seu tornozelo.”

“Eu sinto Dean como uma destas figuras trágicas que parecem ainda mais trágicos porque nós o vimos ter a oportunidade de ser feliz e ele decidiu abandoná-la na temporada passada. Este ano ele mergulhou fundo, no que eu chamo de depressão, mas pelo o que o show na realidade não deu indícios de ser diagnosticável/indentificável. Eu me sinto atraída pelo lado sombrio dos personagens, e é por isso que continuei intrigada por Dean, mesmo quando a história era contida, eu ainda tinha esperanças de que haveria alguma recompensa nesta temporada. Com a sua bebedeira ou com Bobby ou com o fato de que seu irmão estar realmente melhor, e que ele também agora é o irmão e caçador mais forte, esta mudança de papel (cargo) com certeza trará novos conflitos,” Danielle diz.

As duas primeiras temporadas nos mostrou e consagrou Dean no papel de protetor de Sam, um papel que eu sempre gosto de vê-lo.  O relacionamento deles é a base deste show. Mas as temporadas 3  a 5 deram um arco mitológico para Dean. Para mim a terceira temporada foi toda focada em Dean. Mas, como Laura mencionou, ele esta sendo “reativo ao invés de ativo durante toda essa temporada.”  O seu estado atual é compreensível devido a história do personagem, mas eu estou esperançosa de que essa viagem ao purgatório traga a ele mais um propósito de lutar. Dean frequentemente luta por aqueles que ele ama ou por dever, mas sobreviver ao purgatório pode lhe dar uma razão para lutar por si mesmo. Pode ser a razão para continuar que eles estava procurando por esta temporada. 

CONTINUA….   cliquem aqui para a terceira parte

Related posts

16 thoughts on “MESA REDONDA SUPERNATURAL SETIMA TEMPORADA – PARTE 2

  1. É, de fato Dean não teve o mesmo destaque como aconteceu nas cinco primeiras temporadas, o que gerou fúria por parte de quem o considera o melhor personagem e tal. Mas nessa história toda, o que me irritou um pouco foi o fato de alguns fãs de Dean descontarem toda a raiva que sentiam por ele não ser o centro das atenções em Sam. Isso não está certo, mesmo porque apesar de Dean ser o personagem favorito da maioria dos fãs, a serie é sobre DOIS IRMÃOS QUE CAÇAM MONSTROS, e não sobre um caçador fodão que protege seu irmãozinho e pega umas piriguetes como muitos insistem em enxergar… isso é o que mais me irrita nos fãs de SPN, alguns acham que o único personagem que vale a pena è Dean… eu adoro Dean, mas seus fãs fanáticos me irritam muito. Pronto falei !!

  2. Jessi essa foi a coisa mais inteligente que li em muito tempo, e concordo com vc em tudo que escreveu.

    Sim, o Dean virou artigo de luxo na serie, o transformaram num bebado derrotado, mas nem assim conseguiram tirar a força dele, isso que eu amo neste personagem, por mais que os escritores tentem fazer dele um perdedor, ele não é, muito pelo contrario, e devemos isso ao Sr. Ackles, que como já disse e repito, tira sangue de pedra com a maioria dos roteiros…

    Essa estoria para adorar um tem que descer a lenha no outro, p mim não funciona, se vc é fã da serie (não importa quem é o seu personagem principal) vc tem que defende-la por completo, não menosprezando um ou outro personagem.

    Parabens, vc disse tudo.

    Fui.

  3. cau

    como diria kripper dean foi da 1° a 5° temporda o han solo do guerra nas estrelas smepre o heroi em ação. E o fato dele ter pessoas queridas mortas ao longo das temporadas foi deixando o personagem meio que depressivo. Pra mim seu psicologico começou a balançar com a morte de ellen e jo( e ninguem venha me dizer que dean so sentia carinho de irmão pq ficou bem visivel no eps que o fantasma da jo aparece pra ele e a saudade dele dela era óbvia) e depois cominou com a morte do boobby( o pai de coração do loirão). Tds as perdas foram tanto se acumulando e a descrença em deus deixram o dean a beira do abismos do allcolismo( lembre-se que começou a encher cara a partir da morte do jonh). Mas apesar disso tud ele é o cara.

  4. Nossa Clarice, que bom que você entendeu o que eu quis dizer, eu já estava esperando alguém vir e me apedrejar, dizendo que sou uma SamGirl, etc… e de fato, Dean é um personagem magnífico e como vc mesma disse, boa parte disso é ”culpa” de Jensen, que faz um trabalho digno de um Emmy em SPN. Eu o admiro muito, adoraria vê-lo no cinema rsrs… Enfim, eu sempre disse que não tenho um personagem favorito em Supernatural, que cada um me conquistou com seu jeito, não importa como seja: Sam, Dean, Bobby, Castiel… por isso não aprovo esse negócio de SamGirl/DeanGirl. Pode-se ter um personagem favorito, mas sem desmerecer outros como muitos infelizmente fazem.

  5. Jessi é isso aí e infelizmente quem começou o processo de canonização do Sam em detrimento do Dean foi alguém que nunca deveria ter feito isso…

    E está aí o resultado, está aí a separação que todos nós, Winchestergirls, lutamos para não aparecer.. Triste isso..

    Mas o que conta é que Dean é dobrável, mas não quebrável. Eles podem tentar quebrá-lo, mas nunca conseguirão porque ele enverga, mas não quebra.

    E muitos que falam comigo sabem que venho dizendo que Dean estava se tornando um coadjuvante de luxo desde o final do 100º episódio, lá na quinta temporada..

    Me chamaram de fangirl ensandecida, mas está aí o resultado. Mas como bem disse a Clarice, Jensen Ackles consegue o impossível..

    Bjocas…

  6. Comentário inteligentissimo da moça Jessikinha ai, e eu acrescento uma coisa, o Sam realmente tev um pouco mais d destaque nestas 2 ultimas temporadas, masss não foi algo mto chocante, oh voltou da jaula sem alma, recuperou com uma barreira, caiu a barreira, passou a ver o Diabo, fizeram uma transferencia no cerebro dele e……. nada a mais, tipo ele e o Dean, os 2 tem historias fracas, nada se compara as 5 temporadas, mesmo sabendo disso, aprecio todas e entendo todos os contextos de todas as temporadas..fui!!!!

  7. Eu não acho que o Dean virou um depressivo alcoólatra, eu tive uma imagem mais realista do Dean… ele só não tem mais esperança. Tudo o que ele já passou ao longo destes 7 anos foram o que deixaram ele assim, realista, pé no chão, sem falsas esperanças. Claro que ele está bebendo demais, mas pelo que me lembro o Bobby tbm era chamado de bêbado e ranzinza… eu acho que o Dean está seguindo os passos dele. Afinal ser um Hunter não é fácil… perder muitos amigos e familiares também não…
    Sei lá… é o q eu acho.

  8. O fato do caçador se tornar “um personagem apático” devemos à Sra. Gamble que quase arruinou SN na 6a temporada. Os fãs gostam de nossos heróis caçando, matando e principalmente um protegendo o outro. NÃO funcionou esta estória de ROBOSAM, NÃO funcionou esta estória de enfiar guela abaixo tantos personagens que sumiram do nada, NÃO funcionaram os monstrengos Leviatãs, tudo isso porque a Sra, Sera Gamble mudou totalmente o foco de Supernatural. Grandes experiências fez a Sra. Sera & Cia !. Foram penalizados o Sam que na 7a.t já “se reencontrou” mas, ficou perdido o caçador e protetor Dean, tão sem função neste monte de “enredos e personagens fora de seu foco central que é a luta dos irmãos Winchester contra o Bem (Deus) e o Mal (Demônios). Sem contar que os Winchesters viraram “santos”. Então, o ator Jensen Ackles tirou sangue de pedra para poder caminhar com um personagem “descaracterizado” pelos autores. Puxa, a morte do “paizão Bobby ficou nisso para o Dean ? O cara tem um potencial tremendo para ser explorado e… nada!? Dona Sera, TCHAU!!!

  9. Dean ficou apático nesta temporada, sem dúvida. Mas creio que ele já andava pegando mais pesado com a bebida desde 5.18 Point of No Return. Ou até antes… As coisas estavam longe de perfeitas na vida dele. Ele ficou vivo às custas da vida de John, a Ellen e a Jo morreram, o Bobby foi assassinado. Os caçadores amigos Rufus e Frank Devereaux estão mortos também, ele não tem mais com quem contar além do irmão atualmente. E Sam ficou sem sua alma por um bom tempo, ou seja, Dean esteve só (mesmo que estivesse com Bobby ao seu lado). Mas espera, então…, só colocando as coisas em ordem…, Dean ficou vivo por conta do pacto de John com YED (2.01 In My Time of Dying), depois Dean bebeu todas quando Sam morreu (2.21 All Hell Breaks Loose: Part 1), depois foi lá e fez um pacto para Sam voltar, e então chutou o pau da barraca e resolveu se divertir, afinal de contas ia morrer, certo? Só tinha 1 ano. Depois de ressuscitado por um anjo (situação que deixa Dean meio perdido), descobre que quebrou o primeiro selo que prendia Lúcifer (4.16 On The Head of a Pin), depois briga feio com o irmão (4.21 When the Levee Breaks), vê que o irmão fez besteira e resolve separar-se dele por um tempo (5.02 Good God, Y’All/5.03 Free To Be You and Me/5.04 The End). Novamente (e apesar de) juntos, em 5.16 Dark Side of the Moon ele está totalmente sem fé, sem confiança no irmão, com um misto de raiva e desilusão e então em 5.18 Point of No Return Dean chuta novamente o pau da barraca e desiste, guardando sua jaqueta e as chaves do amado Impala em uma caixa com uma carta, tudo endereçado a Bobby. Ele ali não quer mais nada. É desânimo puro. E não é mais nem em copo que ele bebe, é no gargalo mesmo. Perdeu todas as poucas esperanças que restavam. Mas consegue dar a volta por cima (ou quase) apenas para ver o irmão se jogar no Inferno. Quem junta os caquinhos e tenta colá-los é a Lisa, que acolhe Dean e lhe dá uma vida familiar, vida que ele tanto queria ter. Descobre que o irmão voltou do Inferno, mas voltou um tanto estranho, descobrindo que Sam na realidade está sem alma. Consegue um acordo com a Morte e vê seu irmão voltar ao normal apenas para ver seu então amigo Castiel destruir a barreira que separava a sanidade do Inferno na cabeça de Sam. Ah, sim, despede-se definitivamente da vida ao lado de Lisa em 6.21 Let It Bleed… Isso não foi fácil, nada fácil… O desespero de Dean é um só crescente… E para coroar tudo temos 7.10 Death’s Door com Bobby… Concordo que Dean esteve apático, mas será que não é por tudo isso que já aconteceu? Ele está mergulhado na depressão.
    Mas falando agora do que eu gostaria, sim, eu gostaria que ele tivesse ficado furioso, tivesse feito algo, tivesse lutado, mas o que atrapalhou foram essas histórias pífias, chochas, com essas criaturas Leviatãs que derretiam com água e detergente (faça-me o favor, né?). Ah, assim fica difícil. A história da 7ª temporada foi desestimulante. Os roteiristas e a Sera se perderam com a história e se perderam com o Dean. Mas Jensen fez de tudo para segurar as pontas. Ele esteve maravilhoso, assim como Jared e Jim. Agora jogaram Dean lá no Purgatório… Só quero ver no que vai dar. Jensen fica fantástico em cenas dramáticas, quando defende alguém que ama, quando precisa salvar alguém, quando ele próprio se expõe…, por que então não fizeram episódios mais densos, mais relevantes e aproveitaram seu potencial como ator? Só os deuses sabem… Espero que a 8ª temporada traga um Dean mais dinâmico, mesmo porque ele terá que se defender de mil coisas/criaturas lá onde está. E se os roteiristas forem espertos, farão episódios que foquem os problemas que Dean enfrentou lá e as consequências que isso trouxe, nos brindando com episódios cheios de emoção e atuações brilhantes de Jensen!

  10. Este comentário foi removido pelo autor.

  11. Estamos falando sobre Dean certo?

    Espero que na oitava temporada

    Dean volte a ser o Badass que tanto amamos,que os roteiristas percebam que o Purgatório pode render estórias incríveis,que explorem mais o talento que é Jensen Ackles!

  12. Mencionei em meu comentário “sangue de pedra” já que falamos aqui de SUPERNATURAL. Mas vamos lá, hoje li reportagem sobre o tão idolatrado “Dr. House” que está se despedindo na 8a. T após estrondoso sucesso. A matéria diz que após 7a.T apareceram os primeiros sintomas de que algo não ia bem porque o formato havia se esgotado e que principalmente haviam “descaracterizado a personalidade do “doutor”. Falamos aqui do caçador Dean – “descaracterizado” após a 6a.T então motivo de todo essa “mesa redonda”.
    Complementando diz a matéria: “Se uma série nasce, atinge o auge, declina e morre, O MESMO NÃO ACONTECEU com Hugh Laurie, o Dr. House”. Faço minhas essas palavras, aqui destinadas ao excelente JENSEN ACKLES.
    Desculpem citar ourta série mas, quis apenas mostrar o quanto há de semelhanças entre os comandos ditados por autores/diretores que fazem às vezes o que NÃO devem fazer – mudar o que está dando certo. Fui…

  13. Sera Gamble é a maior responsável pela descaracterização do personagem, mas também tem um porém nessa história: quem a colocou nesse cargo, ou seja, Eric Kripke. Engraçado que ninguém se lembra desse pequeno detalhe né ?? Pra mim, se era pra substituir o Eric, tinha que ser alguém imparcial, não alguém como a Sera, que é declaradamente uma SamGirl. Lógico que isso ia dar confusão, mas enfim, não adianta reclamar agora que o estrago já foi feito. E outra: essa história de que Dean TEM que voltar a ser o caçador mulherengo, que protege seu irmãozinho mais novo não dá, até porque a essa altura do campeonato seria um retrocesso. O ideal é Sam aprender a cuidar de si mesmo (algo que ele já está fazendo), Dean recuperar a confiança em si mesmo, e talvez, Dean voltar aos poucos a ser o mulherengo gaiato que nós conhecemos. Essa visão limitada que os fãs tem de Dean me irrita.

  14. Bom, mesmo tendo dito que os roteiristas se perderam com o Dean, não creio que Dean esteja (ainda) totalmente descaracterizado, mas tenho esperanças de que tudo volte aos trilhos com a chegada de Jeremy Carver. Espero sinceramente que os episódios ditos fillers sejam deixados de lado e que as histórias importantes voltem. Mas acho que tudo vai dar certo, pois Carver fez alguns dos melhores episódios já realizados e um deles está em primeiro lugar na minha preferência: 5×18 – Point Of No Return, o 100º episódio! Ele vai fazer ressurgir o Dean que nós amamos, além de trazer nova energia à série!
    Só voltando um pouco, Dean paradão do jeito que está nos incomoda, mas imagino que talvez os roteiristas tenham deixado o personagem com os sintomas de depressão. E depressão é bem isso, nada dá ânimo, não dá vontade de se mexer pra nada, nada tem graça, nada é importante, nada importa. E veja como é a vida desse nosso caçador! O pai criou ele e o irmão indo de cidade em cidade, sem pouso fixo, sem relacionamentos duradouros, com sentimento de insegurança constante, jogando a carga de cuidar de Sammy o tempo todo em seus ombros. John mesmo diz no 2.01 In My Time Of Dying que fez Dean crescer rápido demais (“You know, I put, I put too much on your shoulders, I made you grow up too fast. You took care of Sammy, you took care of me. You did that, and you didn’t complain, not once.”) Olha só o que ele passou na infância e na vida adulta! Quem é que não ia pirar ou se deixar abater? Ele é humano, não uma das coisas que ele caça… Mas no Purgatório ele vai ter que se defender (não sei de que maneira). E nós vamos ver o nosso Dean voltar ao que era!! Ou assim eu espero!

  15. Concordo plenamente Elizabeth,sua análise é perfeita!Tomara que a ida ao purgatório nos devolva o Dean heróico,sarcástico,comilão,mulherengo que tanto admiramos!

  16. Eu sou uma pessoa completamente tranquila com esse tipo de coisa. Eu não escondo que sou uma SamGirl, mas nunca na minha vida que eu ia falar uma palavra sequer contra o Dean/Jensen. Porque o que me faz uma SamGirl e não uma DeanGirl é tipo… Uma diferença super mínima!!! Então pra mim é o seguinte: Não importa se você é uma SamGirl ou uma DeanGirl, o que importa é que você é uma WinchesterGirl no final das contas! Não vale á pena brigar por coisas tão bobas como: “Ai, o Sam é melhor, ou o Dean é melhor”. Os dois são incríveis, essenciais e importantíssimos na série!

Leave a Comment