[Audi Nos] Podcast sobre a 8ª temporada – parte 4

O Audi Nos está de volta, pessoal!!!

Hoje com a quarta e penúltima parte do nosso podcast sobre a 8ª temporada de Supernatural. Mais dois tópicos discutidos por nós que você pode conferir clicando no link aqui embaixo, que dá direto para a postagem no nosso perfil no Soundcloud!

Esperamos que vocês curtam!

http://www.4shared.com/mp3/IUltjSNi/podcast_parte_4_cas_e_arco.html?

 

Semana que vem tem a última parte!! Até lá, rapaziada!

Related posts

27 thoughts on “[Audi Nos] Podcast sobre a 8ª temporada – parte 4

  1. Olha a conversa, o debate.

    Misha, eu adoro Collins.
    Acho que até gosto mas do Misha que castiel. Algumas vezes eu me perguntava o que ele fazia ali. Eu concordo com uma das debatedoras.

    Foi uma cagada que os roteirista fizeram com ele. Eu sempre achei ingenuo coitado. Os outros anjos sempre são mas esperto que ele.

    E não acho que a culpa é de Misha e sim de Sera Gamble.

    E a foto promocional com Sam e Dean eu acho q de mais colocarem ele nela

  2. Eu de volta kkkk

    Sera Gamble UUUUU !. Eu realmente não gostei dela, pode ser que em algum momento ela tenha sido competente. Mas eu vi muita gente desistir de Supernatural por causa desta 6 e 7 temporada. Foi traumatizante. Matar o Bobby não foi nada legal. Imperdoável

    Oitava temporada forrando Amelia kkkk Eu adorei.Foi um resgate. Eu me vi fervendo de amores novamente.

    Gente eu consegui identificar quem é Polly kkkkkk

    Vicky muito inteligente.

    E todos são incríveis

    É ISTO RESGATE. kkkkk

    Eu adoro analise enorme. Por favor escreva tudo que pensam, não omita uma virgula. As vezes eu deixo passar algumas parte e vocês fazem que eu entenda melhor. Por favor posta material pra gente ler, ou debater. É muito gostoso ler é ouvi-los

    Aquela coisa de Dean carregar Sam nas costa foi lindo. Eu não sabia desta entrevista.Uma bela citação .Parabéns foi de emocionar.

    Realmente Supernatural são dois irmãos contra todo mal do universo.

    Eu adorei, amo vcs !
    Da pra ver o quanto vocês amam supernatural. fiel !

    Ansiosa Bjsssss

  3. bla

    http://www.youtube.com/watch?v=3ISqt_GTYHg&hd=1
    Vídeo de supernatural com a música astronauta de marmore

  4. Ana Lu

    Pois eu gosto da Sera Gamble. Ela é a autora de alguns dos meus episódios preferidos, tais como Heart(S2), All Hell Breaks Loose 1(S2), Fresh Blood (S3) e Two Minutes to Midnight( S5).

    Ademais, quem gosta do Sam Winchester (e eu gosto),não pode deixar de admirar a Sera. Nenhum roteirista de SPN conhece o personagem de Sam como ela e já escreveu pra Sam como ela.

    É complicado julgá-la como showrunner, pois Kripke concebeu o fim da série na 5ª temporada, como já se sabe. Qualquer história pós – Apocalipse ia esbarrar no anticlímax de uma fase transitória. Não sei quem poderia fazer melhor, sinceramente.

    O que ela(ou outros) iria fazer com Castiel? Desculpe, mas também não tinha mais o que fazer. Ou melhor, não tem mais o que fazer. Seu papel na série já foi cumprido há muito tempo. Inventaram de tudo para mantê-lo no show. Agora, vão torná-lo humano. Já prevejo romance no horizonte pra agradar a garotada…enfim.

    Como já opinei aqui, acho que Castiel tem espaço excessivo na série e, obviamente, o personagem subsiste graças aos fandoms. Mas é só minha opinião de minoria, claro.

    Já Bobby foi sempre um personagem muito querido pra mim. Como todos, senti sua morte. Todavia, hoje, sinceramente, com o ótimo e cheio de possibilidades plot “Man of Letters”, creio que o Bobby ficaria uma tanto obsoleto ou deslocado.

    Em resumo, creio que Bobby teve uma fase gostosa mas como SPN está hoje, creio que ele não teria mais espaço, a não ser de forma esporádica pra matar as saudades dos fãs, o que vem sendo feito.

    Além disso, os “meninos” cresceram, amadureceram, são trintões agora e tá mais que na hora de criarem o próprio legado e caminharem com as próprias pernas.

    Vc pediu opinião grande ? Eu dei…risos. Bjs , Soniama.

    1. Um adendo… Em nenhum momento eu disse que desgostava da Sera como escritora/roteirista. Até porque episódios como Faith e Jus in Belo entram nos meus favoritos e foi ela quem escreveu… Além de All Hell 1 (que é ainda o episódio com a cena mais linda de SPN)
      O que eu disse no podcast é que ela não foi bem como showrunner, ela como ‘chefona’ deveria saber dosar os personagens do seriado por igual. Ela como ‘chefona’ não deveria ter ‘bagunçado” tanto a personalidade dos personagens (tanto Sam quanto Dean).. Enquanto escritor você pode escrever o que você bem entender, do jeito que entender para seu personagem favorito. Mas enquanto ‘chefe’ de um seriado que tem DOIS PROTAGONISTAS COM PESOS IGUAIS, vc não deve em hipótese alguma prevalecer um em detrimento do outro. Você não deve pegar tudo que foi feito por 5 anos e distorcer com a desculpa de “a série foi concebida pra ter 5 temporadas e agora já deu, eu começo algo novo e tô me lixando pro que foi feito até aqui”. Me desculpe, isso é burrice e muita arrogância.
      Eu não sei se você já viu os extras do DVD da sexta temporada, onde Edlund, ela e Singer falam do arco mitológico. Eles falam de um jeito muito bonito, interessante e intrigante, mas infelizmente o que vimos na tela não foi nada do que foi dito por eles. Nada. Dá uma dor no peito saber que tudo poderia ter sido diferente, com uma história maravilhosa se tivesse sido bem desenvolvida. E não adianta me dizer que a culpa não é só dela, pq eu sei que não é. Tinham vários fatores, mas quem estava no comando era ela, era dela a palavra final sobre todo e qualquer roteiro, sobre todo e qualquer direcionamento do seriado. Isso são consequências de estar no comando, de tomar decisões. E infelizmente as decisões e escolhas dela, não couberam, não encaixaram no contexto do seriado.
      Isso não é desrespeito por ela e por tudo que ela fez, e sim uma constatação de fatos. Existem boas e más decisões, bons e maus projetos. Os dela, como showrunner foram ruins. Simples assim.
      De toda forma obrigada pela participação. E volto a discordar de você, Bobby teria uma participação e tanto no conceito “Homem das Letras”. Ele com toda aquela bagunça de casa e vida, já era um “Homem das Letras” às avessas 🙂
      Abraços.

    2. Rodrigo

      Concordo em muitas coisas com você, Ana Lu. Gosto da Sera,e sou muito grato por ela ter continuado o trabalho quando se esperava o fim de Supernatural. Como disseram, é uma excelente roteirista, mas hoje reconheço as mancadas dela como showrunner. Apesar disso, não gosto de julgá-la, deve ter sido complicado fazer a coisa continuar de um ponto tido como derradeiro.
      A maior decepção que ela me causou foi não ter exterminado Castiel de vez 🙂 Embora não pareça, já gostei muito dele, quando fazia sentido a sua presença, mas as coisas mudaram no momento em que vi tamanha relevância que davam a ele simplesmente pra agradar aos fãs (ou ao fandom, que mais parece um mundo destiel).

      1. Ana Lu

        Hahahaha…boa , Rodrigo! E problema da duplinha “Destiel” é que sobra cada vez menos espaço pro Dean, infelizmente. Há muito tempo não vemos o melhor dele.

        Pelo andar da carruagem, estou começando a temer que esses fandoms tirem de vez foco central da série dos irmãos Winchester, sinceramente…

  5. Assino embaixo o que a Polly escreveu… E mais eu adoro os episódios escritos por ela, ela como escritora é muito boa, mas como disse a Polly como show runner, p mim, Clarice, tirou completamente o meu tesão com relação a serie, foram duas temporadas que continuei assistindo por amor aos personagens, não a estoria sendo contada… Respeito muito a sua opinião, mas não posso concordar c ela… E qto ao Bobby meu personagem predileto, acho que ele já era um HOmem das Letras – tbem como já foi dito pela Polly, e adoraria ve-lo junto c o geek do Sam descobrindo aquele biblioteca maravilhosa na Bat Caverna… mas creio que tanto nos daqui do blog como vc estamos muito anciosos pela nona.. que parece será tao boa senão melhor que a oitava…
    Te cuida, e sempre expresse a sua opinião aqui… muito obrigada por faze-lo…

  6. Ana Lu

    Polly,

    Não ouvi o podcast.

    Dei minha opinião apenas baseada no que a Soniama escreveu. Respeito a sua forma de pensar , mas mantenho minha opinião , ok? Abraço grande!

    1. Ah tá, pq pareceu que vc tinha dito baseado no que tinha ouvido no podcast.. 🙂
      E sim, opiniões estão aí para serem expostas! Eu tb só dei a minha e respeito a de todo mundo… Apenas quis explicar algo que possa ter ficado confuso, só isso. 🙂
      Outro abraço pra vc!

      1. Ana Lu

        Tranks, Polly. 😉

        É bom encontrar um lugarzinho pra expor o que a gente acha sobre SPN. O cantinho aqui é simpático . Bjocas.

  7. Rodrigo

    Só agora pude ouvir a todos os podcasts e curti demais! As opiniões são muito bem fundamentadas, deu vontade de responder a cada uma, mas… sou meio preguiçoso. 🙂
    Sobre os personagens secundários, hoje o peso de cada um está bem dosado, com exceção, é claro, do Castiel (paciência, paciência…) Sinto falta da Ellen até hoje e embora ache o Bob muito parcial, gosto dele, pois ambos, de certo modo, representavam as figuras materna e paterna dos irmãos.
    Não tenho nada contra os personagens que vão surgindo, pois são importantíssimos pra evolução dos episódios. Tudo bem que angariem fãs (ou fanáticos), mas estão ali simplesmente para colaborar na missão de Sam e Dean, pois são eles o foco de Supernatural.
    PS. Uma coisa que sempre me irritou: Sam faz cagadas, é logo crucificado (olha o egoísta!). Castiel faz lambança, mas sempre o justificam (santa ingenuidade!). E o Dean, bom… é intocável.

    1. Ana Lu

      Exato, Rodrigo. Todo mundo erra, mas só Sam é massacrado pelos seus erros. E não é só por fã, não! Bobby, Dean, John, Meg, Ruby, Crowley… A fila é grande! Risos… A todo instante na série lhe apontam o dedo pelas mesmas coisas. Ninguém é lembrado tanto de suas pisadas de bola como ele. As dos outros passam sempre incólumes, desapercebidas ou há mil justificativas furadas.

      Outra: quando Sam é badass ( pq, ele, além de geek, tb é badass) é invarivelmente visto como frio ou impiedoso. Dean ou whoever podem matar rindo. São sempre retratados como f* ou machos-alfa. Também acho isso irritante. Abraços!

    2. Well, well, well.. Qto a Sam, minha irritação com ele e suas atitudes vem desde a primeira temporada e como eu disse talvez seja porque eu seja mais parecida com Dean no jeito de pensar e agir. Acho as atitudes e comportamentos de Sam egoístas sim, mas aprendi a respeitar o jeito dele de ser. Ele é assim e pronto. 😛 Só não esperem de mim, concordar com as merdas que ele faz. Vou espernear até ficar roxa (como se isso fosse resolver algo kkkkk) Amar é reconhecer os erros e as burradas tb.. 🙂 E os acertos.. Como a determinação, a coragem e a eterna disposição em fazer sempre melhor, mesmo errando sempre.
      E sim, Dean também faz merdas, muitas, mas muitas mesmo. Mas as merdas de Dean são a maioria ao contrário das de Sam. Dean faz as merdas pensando que está fazendo algo em prol de alguém e não em prol de si mesmo e seus desejos. E isso me deixa muito puta com ele tb. Cacete, custa pensar um pouco em si? Affff (kkkkkkk, ok eu sou uma boca suja e impaciente, eu sei, eu sei hahahaha)
      E qto a Castiel já disse: ele foi essencial até a 5ª, Sera cagou com ele na 6ª e 7ª e por culpa dos fãs (??) ele voltou pra ficar na 8ª. Vamos ver o que sai desse samba do crioulo doido hahahaha…

      Vou te falar aqui sobre o que disse sobre a Sera… Respeito sim a coragem que ela teve em assumir um papel, respeito-a como profissional, mas não endosso as decisões e escolhas que ela fez, mesmo o fandom inteiro berrando que aquilo estava errado. Ela foi petulante e arrogante ao ponto de não saber dosar as coisas e querer enfiar de qualquer jeito goela abaixo o que ela PENSOU QUE ERA UM PLOT E TANTO. E era. O triste é que era um baita plot, mas ela se perdeu no caminho.. Ficou a coisa mais estranha do mundo e me dói dizer isso, mas se a gente pegar a 6ª e 7ª temporada e ‘arrancar’, meio que não fazer falta no contexto geral do que foi feito até agora.. São duas temporadas que eu encaro como ‘tapa buraco’ até a série achar o rumo de novo. Triste isso, muito triste.. 🙁

      1. Ana Lu

        Oi, Polly! 🙂

        Bom, vamos por partes…

        Acho que já falei aqui, mas vou repetir:gosto de Sam e Dean, por razões diferentes. Afinal, eles são totalmente diferentes, embora dependentes entre si. Tenho um pouco de Sam e um pouco de Dean no meu jeito de ser.

        No meu modo de ver, as pisadas de bola de um e outro são meros reflexos de suas personalidades distintas. Sam é hunter por uma razão diferente da de Dean.

        Dean é 100% pragmático. A culpa não é dele. Dean nunca enxergou o mundo de outra forma a não ser do jeito “militar” que John o ensinou . Para Dean, o mundo é preto ou branco e não existem nuances de cinza. Isso em um campo de batalha funciona que é uma beleza. No mundo das emoções, todavia, a coisa complica pois nada nunca é tão simples.

        “Saving people, hunting things, family business”. Tal lema funciona como um mantra pro Dean pois lemas têm a ver com regras e, regras, é algo que Dean sempre soube lidar muito bem. Dean sabe servir, pois é um doador por natureza.Ninguém se entrega como ele na série.

        Sam não é assim. O que você chama de “egoísmo”, eu reputo como individualidade, coisa que Dean, infelizmente, nunca teve até agora. A verdade de um é mais verdade que a do outro? Não. Apenas diferente.

        Sam sempre teve um pé dentro e outro fora pois ele precisa de uma causa pra ser hunter, de uma Cruzada, de um Moinho de Vento, citando Cervantes. Sempre precisou. E é esse drive romântico de Sam que me encanta.

        Quem pode culpá-lo se sua necessidade de redenção é constante? Eu não tenho coragem. E isso ficou bem claro a todos no ep. The Great Escapist , na 8ª temporada, mas tal fato é cristalino pra mim desde a 1ª temporada: procurar John, vingar Jess, caçar Alistair, evitar a morte do irmão, matar Lilith, subjugar os Cavaleiros do Apocalipse, domar Lúcifer, fechar os portões do Inferno… o “negócio de família” por si só não atrai Sam pois ele é mais do que um soldado, sempre foi.

        Se há alguém que sempre abriu mão de tudo por todos foi Sam. Porisso, discordo veementemente quando o chamam de egoísta.Dean e Bobby nunca tiveram efetivamente nada pra perder e sempre estiveram na chuva pra se molhar.

        Sam perdeu uma noiva, uma carreira e um futuro brilhante pelas causas que acreditava. E mais: pra ele , qualquer escolha foi sempre mais difícil que pra todos e, sim, mais heróica, pois ninguém mais tem que lidar com um dark side interno como ele. Até quando Sam tem que se provar um verdadeiro herói pro público? Até a Charlie já reconheceu isso em Pac Man Fever…

        Em relação às temporadas “tapa-buraco” nada foi tão lame pra mim igual a trama dos Leviatãs da S7. Se, em uma temporada, os highlights são os episódios fillers, tem algo seriamente de errado com o plot, não é mesmo?

        Beijocas!

        1. Adorei sua análise de Sam! e concordo! 😀 Adorando todas as respostas de todos! Vamos conversar gente! ahahahaha pra mim não bastou falar pacas no PodCast né? Beijokas

          1. Ana Lu

            Beijinhos pra vc tb!

            Descobri o site recententemente e , quando o tempo permite, dou um pulinho aqui pra saber das novidades da série e, às vezes , deixar minha opinião. Não me importo de ser minoria, não… risos.

        2. Eu também não gostei da Sera como Showrunner, mas outro dia estava pensando, que pra mim a culpa da 6ª temporada não ter sido das melhores é muito mais do Kripke do que dela. Ele é que jogou todo mundo na fogueira com aquela história de “apenas 5 temporadas”. E nada foi feito sem o aval dele, então a culpa é de todos os envolvidos. A única coisa que eu culpo apenas Sera é a morte de Bobby…apesar do episódio ter sido lindo! taí uma coisa que gosto da Sera, ele é boa roteirista. Mas só, pra showrunner deixa pro Carver, que pra mim é melhor que Kripke.
          Bjokas

        3. Ok, entendo perfeitamente o que vc quer dizer e vou dizer mais uma vez: sou Deangirl com toda minha alma (pq já disse que me pareço muito com Dean. e como vc disse sou tão pragmática qto ele. Minha mãe me chama de “peão”, pq ela diz que sou mais homem pra pensar e agir do que os 2 filhos dela juntos hahaha), mas eu jamais disse (não que vc disse isso tb pra mim, mas é pq TODO mundo acha que pq alguém prefere um personagem, só sabe xingar o outro) que Sam fosse errado ou que Dean fosse o certo. Nunca disse isso. Só disse e digo que as atitudes de Sam me irritam profundamente. Só pra constar: as atitudes da minha irmã caçula tb me irritam profundamente e eu morreria por ela num piscar de olhos. E outra: Supernatural não seria a série maravilhosa que é, se não fosse por ambos, se não fosse por Dean e Sam. Os dois juntos. Sempre juntos.

          A verdade de um é mais verdade que a do outro? Não. Apenas diferente.” Chegamos num ponto em comum! Tb não acho que um seja mais certo ou verdadeiro que o outro. São apenas diferentes e únicos do jeito de cada um.. Já deixei de desejar um outro rumo pro Dean (sim, pq o Sam não me ‘intriga’ tanto como personagem. Talvez pq como eu já disse tb, não tenho o mínimo de saco pra crises existenciais, inseguranças, pirraças, mimimis de gente que sempre precisa de uma razão pra fazer algo.. Dean de novo aqui, tá vendo? hahaha), e agora convivo com o que os roteiristas dão. Não sinto mágoa? Mentiria se eu falasse que não sinto. Sinto muita mágoa. Muita mesmo. Principalmente de Kripke, que foi um cagão que deu um baita arco pro Dean na quarta e boa parte da quinta temporada (sem desmerecer em nenhum momento o arco do Sam que era brilhante tb) e por pura burrice jogou tudo no lixo quando arrumou um irmão que ‘susbtituía muito bem o eterno soldadinho obediente que ousou não obedecer”. Nunca vou perdoar Kripke por fazer de Dean um coadjuvante de luxo do seriado. Nunca!

          E entendo o que vc quer dizer qdo diz que acha que Sam tem ‘individualidade’ ao invés de ‘egoísmo’. O lance é que: eu concordo mais com o termo ‘egoísmo’. E vou te confessar pq eu nunca perdoei o Sam… Em Pilot, ficou muito claro que ele NÃO DEU UMA MERDA pro seu irmão qdo largou tudo e foi pra Universidade. Dean pergunta se ele teria atendido um simples telefonema se ele tivesse ligado e Sam deixa claro que não. Sim, sou um tanto intolerante quando o assunto é magoar quem te ama muito. Sou muito intolerante qdo vc não se coloca no lugar do outro e continua fazendo ‘decisões individuais’ em cima de decisões individuais. Isso me incomoda mesmo. Profundamente. Se tem uma coisa que eu sei que preciso aprender é: perdoar. Não tenho vergonha de dizer que acho muito difícil esquecer qdo algo me magoa profundamente ou outra pessoa machuca quem eu amo. Eu jamais vou virar as costas, te deixar morrer a míngua, mas eu jamais vou te olhar com os mesmos olhos. Minha fé em pessoas que só sabem ser ‘individuais’ é bem pouca. Estou soando como uma pessoa cínica, fria e arrogante? Talvez, mas eu luto diariamente contra isso. Mas não é fácil. É mais forte que eu. Quando me entrego, entrego de corpo, alma e coração. Não espero nada em troca, eu sei que eu escolhi me entregar. Mas se algo me tira do sério é injustiça e ingratidão. Não aceito em hipótese alguma qualquer injustiça feita a alguém. E no fundo eu acho muito hipócrita alguém que vive fazendo merda em cima de merda e depois vai em busca de redenção, como se pedir desculpas ou fazer algo bem grandioso fosse aplacar a dor. Desculpe mas não cheguei nesse ponto de evolução… Preciso de muitas vidas ainda kkkkkkkk

          E desculpe mais uma vez, mas se Sam é herói aos seus olhos (e ele é mesmo, do modo dele e por tudo que ele abriu mão, como vc disse), aos meus Dean é muito mais. Pq ele é quem segura a barra sempre qdo a merda bate no ventilador. Pq é ele quem tem que limpar a lambança dos outros e como vc mesma disse, mostrar apenas o lado ‘soldadinho obediente’ qdo até mesmo Sam já disse veementemente que ele é muito mais que isso.

          E como eu disse, no primeiro podcast, eu esperei 8 anos para Sam reconhecer seus erros qto a Dean. E valeu a pena. Só por aquele pedido de perdão, eu relevo toda a minha mágoa com Carver por fazer de Dean um mero cozinheiro, babá e motorista na oitava temporada! 🙂

          Ok, eu te assustei kkkkkkkkkk.. Desculpe, eu juro que sou legal! Só demoro a confiar e me entregar a alguém pq esse alguém tem que merecer muito toda a minha dedicação (alguma semelhança com Dean? hahahahaha)
          Bjocas… E eu amo esses debates! Uhuuuuuu!!!

          1. Ana Lu

            Polly, você não me assustou em nada! LoL! E, sim, pela sua descrição você é 100% Dean 🙂 Também tenho um pouco dele mas tem mais a ver com o bom humor em ver a vida e em ter o pai como role model.

            Adooooooro o Dean também e , sem ele, Sam , certamente, já tinha pirado com o peso que o pobre ( e mais ninguém ) carrega. É como Dean mesmo disse: ele jamais será o Frodo mas pode ajudar a carregar o Sam e realmente, ele carrega. E como!

            Só acho que não preciso justificar Sam como herói, como já disse. Ele nada precisa provar. Aliás, com mimimi ou sem mimimi , ele já livrou o rabo pragmático mas impulsivo de Dean muitas vezes. Como se sabe, o nosso Dean tem uma tendência pra porra-louquice. Enfim…

            A intereção , as diferenças e , sobretudo, o amor entre os dois é o que faz SPN tão especial, não é mesmo?

            Bjocas grandes!

        4. Rodrigo

          Ana Lu, compartilho do seu ponto de vista em relação ao Sam. Eu gosto pacas do Dean, é o irmão mais velho que eu desejaria ter – quem não, né?! 🙂 -, mas toda essa complexidade do Sam me fascina, fora que sou caçula, então…

  8. Morganalu

    Sonia, como vc sabe eu tb adoro o Castiel, e confio que o Jeremy vai dar um encaminhamento digno ao personagem…
    E eu concordo com a Polly, quando ela diz que Sera tinha dois protagonistas e não um…
    Sempre penso que ainda bem que sou apaixonada pelos três, tanto atores quanto personagens, imagino como é chato vc simplesmente suportar a presença de um deles…
    Enfim eu quero mais é ver o oco!

  9. Concordo com todo mundo kkk
    Dar uma opinião diferente, é se expor. As vezes tem gente que concorda com agente , as vezes não.
    Isto é ruim ? não é ótimo. A unanimidade é burra kkkk É gostoso ouvir e ler como cada um tem suas própria convicção . Amor paixão fazem com que nosso discernimento tombe para o lado que mas torcemos,e admira.

    Eu amo Dean protetivo que se anula para manter Sam são é salvo. E amo Sammy quando ele quer seguir por conta própria. Errando mas querendo acerta, e foi inevitável ele fez cagada, é assumiu.Tentou concertar. E meu Deus como é ruim concertar um erro.Mesmo que agente tente, sempre vai ficar aquela expressão de decepção da cara de quem agente ama.

    Eu lembro que quando eu era mas jovem , eu era super teimosa.Fazia tudo ao contrario que meu pai queria, agente brigava feito cão e gato. Ele era palmeirense, e eu pra ser do contra, fiquei corinthiana kkkk Bom a briga acabou quando ele morreu .

    Dean é aquele pai que te pucha orelha. Porém no final perdoa e acolhe. Apesar da altura, Sammy pra Dean sempre sera uma criança. E o dia que Sammy não precisar de Dean. Sera o dia que Dean morrera , e assim acabará a serie .

    Acho que faz parte do aprendizado de como ser um humano melhor. Dean é um professor de caráter.Ele é mas que um soldado. é um heroi que Sam tenta de todo modo copia-lo, mas ele tem sua própria individualidade, que eu adoro também. Eu sou teimosa , adoro gente teimosa kkkk

    Esta temática toda ,faz com que agente veja só os erros, e as vezes não vê o outro lado. Eu sempre parto do pressuposto do outro. Quais o motivo que levam uma pessoa a tomar uma atitude impensada .

    Eu fico até pensando porque Lucifer tomou aquela atitude. Ele foi um filho ciumento , que Deus não corrigiu em tempo.Eu penso que Deus deveria tem tomado mas conta dele kkkk

    Deus tinha tantos afazeres , que deixou a baba tomar conta do Diabinho petulante. E pra tem a atenção de seu pai ,ele provocou uma quebra no reino dos céus.Revolução por ciumes, não estava muito bem da cabeça este rapaz chifrudo. Deus deixou que ele fizesse o que queria. E depois culparam a pobre da Eva ignorante por tudo. Caras se o diabo tivesse o poder e o charme de Mark Pelegrino eu também cairia kkkkk

    To louca !

    Bjsss

  10. Rodrigo

    Como é saudável o respeito às divergências, gera um debate tão bacana.
    Aproveito para agradecer aos responsáveis pelo site, é um espaço incrível para expressarmos nossas opiniões!

  11. Adoro ler os comentários dos colegas é muito enriquecedor. Mas quem é mesmo fã da série sabe que não está em questão a preferencia de Dean ou Sam e sim o rumo da história, os acertos dos personagens na trama, a preocupação de não deixar nenhuma questão no ar, escrever boas histórias, não privilegiar nenhum protagonistas … isso sim é importante.Tenho lido muitas bobagens de fãs em desqualificar atores baseado no personagem (Sam), acho difícil para o ator dá segurar a onda, quando os escritores deixam a desejar. Quando o Sam/(Jared) atuou de bad boy, acho que ele deu um show como ator, de bonzinho e pacato transformou em violento e mal (bela atuação, um dos meus episódios preferido). Já o personagem do Dean foi esculpido como o irmão/pai mais desejado, destemido, brigão, personalidade forte, amigo/irmão verdadeiro que faz amizade com vampiro mais mata os amigos vampiros do irmão. Tudo que o Dean faz os escritores tem sempre uma explicação favorável, já o Sam não pode. O personagem do Sam é uma pessoa muito inteligente, usa sempre a razão para agir mesmo assim é contestado pelo irmão, que insiste em mante-lo sob sua égide. Na verdade , segundo os escritores, o Dean não se importa tanto assim como que se sente o irmão, o que ele pensa, etc … Acho até que ele tem raiva do Sam, porque ele mesmo se acha inferior (não seria nunca o homem das letras)e gosta de controlar o irmão, de acusá-lo de traição, não confia nele, o cobra o tempo todo. O Dean era pai do Sam antes do pai deles morrer, ele mandava e desmandava , e era o carneirinho do pai, enquanto o Sam debatia e expunha e defendia suas idéias. Dito isso, acho que os escritores erra na mão do caráter deturpado dos personagem, hora um Sam firme e consciente, ora desligado, traidor, inconsequente; um Dean irmão dedicado, protetor do irmão caçula, hora egoista e invejoso fraco que precisa fazer amizade com vampiro(que aliás ele detesta) para substituir o irmão que ele não confia(e sempre joga na cara do Sam, que aliás o chama de mostra toda vez que pode se esquecendo que o irmão sacrificou a própria vida para salv )

  12. Ana Lu

    Sim, sim, concordo em muito com o que vc disse a respeito dos desvios de personalidades dos personagens,Sabrina. Agora então, que os meninos claramente são adultos e precisam agir como tal, tais desvios ficam cada vez mais gritantes. Tá na mais do que hora da série amadurecer com os Winchesters também, não é verdade?

    Apenas uma coisa que eu queria trocar:

    Muitos vêem o Bobby como a figura paterna da série. Eu nunca o vi assim. Pra mim, a figura paterna de SPN é Dean. É ele o cobrador e o cuidador de todos e, algumas vezes, exerce tal papel de forma déspota. Pra Sam , é Dean o seu pai e não tenho a menor dúvida que Dean ama Sam como filho e não irmão. Afinal, John fez a crueldade de fazer uma criança se sentir responsável ao que pudesse acontecer de errado com a outra. Assim, nada mais natural que Dean tenha vivido a vida inteira do Sam , ao invés da sua e, Sam, por seu turno , precise tanto da aprovação de Dean, mesmo sendo muito mais intelectualizado e, sim, maduro que o irmão.

    Bobby foi o mentor de Dean e o seu conselheiro quando as coisas com Sam fugiam à sua compreensão e controle…mas pai? Não.

    John tampouco foi pai pra Dean no sentido completo do termo. John foi um modelo , um super-herói a ser copiado, um ídolo. Mas em termos de afetividade , é à lembrança de Mary que Dean recorre nos tempos de aperto de coração e suas memórias mais queridas são invariavelmente com ela, nunca com John. Sempre achei isso muito pungente em Dean , afinal, ele perdeu a mãe com apenad 4 anos. O que uma criança de 4 anos pode recordar da mãe? Ele se agarra à memória dela pois é tudo de ” ser filho ” que ele se lembra.

    Abraços!

  13. Mizinho

    E pensar q essa temporada “descartável” vai estreiar amanhã no SBT

Leave a Comment