[Análise Hunter] I Think I’m Gonna Like It Here by Rafa Sanchez

E aí, rapaziada! Estava com saudade, tanto de ver Supernatural quanto de escrever a análise Hunter!!

A nona temporada começou nos presenteando com uma bela première!

Preciso começar falando sobre o “The road so far”, praticamente só com imagens e só com as falas mais importantes e ainda assim conseguindo destacar o que de melhor aconteceu na 8ª (já deu até saudade dela). Emendo aqui a minha empolgação com a nova abertura, que é linda demais e já virou minha favorita entre as 9.

Como todo mundo já viu o episódio não é preciso ficar contando os acontecimentos, então vou destacar alguns pontos do episódio:

Muito bem sacado por Carver em mostrar o dilema de Sam em viver ou não entre Bobby e Dean, afinal os dois são a família dele: um morto querendo convencê-lo de que morrer não é tão ruim e o outro, como sempre, mostrando que ele deveria sobreviver e continuar lutando. Só confesso a vocês que quando saiu a informação que Bobby voltaria achei que fosse pra ficar. Pelo visto não foi. Ruim pra nós, que não temos nosso idjit de volta, mas bom por outro lado, uma vez que mexer mais nisso e trazer Bobby de volta poderia ser algo muito “viajado” (se bem que estamos falando de Supernatural né). Pelo menos situações como essa, ou alucinações, ou ainda flash backs são boas opções para continuarmos vendo Jim Beaver na série.

A relação de Sam e Dean, como eu sempre digo, é o que pra mim move a série. E “I Think I’m Gonna Like It Here” girou mais uma vez ao redor dela. Dean fazendo de tudo para salvar Sam mais uma vez. “There ain’t no me if there ain’t no you”, dita por Dean é mais uma daquelas frases que vai ficar na cabeça dos fãs. Eu sinceramente não esperava outra cena tão emocional quanto a do final de “Sarifice” tão cedo, mas ela aconteceu e tenho certeza que fez escorrer lágrimas em muita gente.

Morte (mais uma vez muito bem interpretado por Julian Richings) tendo a honra de ceifar Sam e depois, percebendo que Sam desistiria de morrer faz cara de #chateado, como se dissesse: “vocês vão aprontar das suas de novo???”

Calma aí, Morte, no final da série, em 2045, você leva os Winchester (ou não).

Cas humano vai dar o que falar. O processo de “humanização” do Cas mais os anjos corrend atrás dele para se vingar dará um bom pano pra manga e aguardo pra ver o que Carver vai fazer. E será que ele vai se juntar com os Winchester logo? Aposto que ainda vai demorar uns bons episódios.

Sobre Ezekiel: eu estou realmente acreditando que ele é um “bom soldado”, como disse Cas e que está do lado do bem, mas na temporada passada eu achava que o Benny era mau e errei feio. Ou seja, minha opinião não vale pra nada e eu provavelmente vou errar e Ezekiel vai aprontar.

No mais só expectativas ótimas pro próximo episódio (voltas de Abaddon, Crowley e os demônios em geral) e pro restante da temporada.

 

Espero que tenham curtido, pessoal. Continuem acompanhando nossas análises! o/

 

PS: e que belezinha a Hael (Grace Phipps tá mais linda do que quando fazia Vampire Diaries)! Enfim, pena que morreu =/

Related posts

20 thoughts on “[Análise Hunter] I Think I’m Gonna Like It Here by Rafa Sanchez

  1. Rodrigo

    Oi, Rafael! Mais uma ótima análise! Engraçado, não prestei muita atenção à vinheta de abertura, mas revendo agora, realmente ficou linda. Torci por muito tempo para que Supernatural tivesse uma abertura com créditos e tudo, mas é melhor assim, a beleza está no simples. Sempre que vejo “The road so far” na tela, lembro do narrador da versão brasileira “A estrada até aqui” (assito legendado e quando sai dublado, revejo tudo).
    Foi bom ver Jim Beaver de volta. Sempre vi Bobby como a figura paterna dos rapazes (embora o ache bem parcial). Mas confesso que imaginei como seria se fosse Jeffrey Dean Morgan, teria sido uma ótima oportunidade de rever John.
    A cara de Morte quando Dean foi resgatar Sam foi realmente impagável! Julian Richings aparece pouco, mas sempre deixa sua marca. Vai ser difícil Morte ter esse privilégio de ceifar as almas de Sam e Dean assim tão cedo.
    Enfim, Supernatural é sobre Sam e Dean e ponto final! Jensen que o diga…
    “There ain’t no me if tehre ain’t no you”, pra mim, é a melhor frase de toda a série, pois resume tudo!

    1. E aí, Rodrigo!Cara, quando comecei a ver a série também fiquei chateado por não ter abertura com créditos, mas depois eu me acostumei e é a marca da série esse estilo né! Também espero um dia ver o Jeffrey Dean Morgan de volta hem!

      E se não é A melhor frase da série entrou pra lista das melhores! Valeu pelo comentário, velho! Abraço!

      1. Rodrigo

        Aí, cara! Curtia muito as aberturas de séries que a WB fazia antigamente e de tantas outras séries clássicas… Como vc disse, essa já é a marca de Supernatural, hj estranharia se fizessem uma com créditos hehehehe

  2. Erick

    THERE AIN’T NO ME IF THERE AIN’T NO YOU

    MAS FOI EZEKIEL OU DEAN QUEM FALOU,GOSTO DE ACREDITAR QUE FOI DEAN PELO EZEKIEL!

    1. Eu acredito que foi o Dean mesmo, Erick… o Ezequiel não teria toda aquela emoção que o Dean teve… como o anjo disse, só o Dean poderia fazer o Sam dizer sim… e foi isso que aconteceu! Abraço!

    2. Lule

      Oi Erick Sem dúvida alguma foi o Dean. Concordo com o Rafael quando diz que o Ezequiel não teria essa emoção, na verdade não consigo me lembrar de nenhum personagem dentro ou fora da série capaz disso. O Ezequiel só soube aproveitar o momento certo.
      Beijos.

  3. Rafael, não sou intima sua kkkk Não que eu seja dos outros. Mas já que você permite que eu comente, eu comento KKKKK

    Uma das coisas que melhor aconteceram aqui no site, foi o pod cast. Agente teve a dimensão da emoção de cada palavra dita por vocês mesmo! Eu ouço a entonação das palavras, e me divirto abeça com vcs. Brincando ou levando a serio . É muito divertido. E nisto eu percebi o quanto você e mas ponderado que os outros kkkk Bem… Só um pouquinho kkkkk

    E deixando isto de lado vou comentar sua analise … Véio tú é mesmo legal! Simplificou toda coisa. E depois de mastigar tudo mandou pra nós em poucas linhas kkk Não sobrou muito né mesmo ? kkkk

    Eu gostei da abertura com a nova musica.É a cara do Dean. Mas eu não posso negar que Carry on my wayward son me arrepiava, era pura emoção.

    Esta agora vai pro lado da ação, dinamismo. Eu estava vendo eles falar na Con .Disseram que as musicas custam muito caro para ser colocada na serie. E com o decorrer da temporada vamos ter outras novidades. Eu espero que sim pois eu amo heavy metal! Adoro SepuLtura, eles são aqui de minas. Já pensou uma musica deles em Supernatural ?Ia ser d+ Eu sugeriria Deseperade cry é de arrebentar kkkkk

    Mudando de assunto kkkk

    Os homens tente a não se envolver sentimentalmente como nós mulheres nos envolvemos.Tudo é mas exagerado pra nós .Espere um pouco… ( Virgula) Eu sou exagerada, e assumo isto! Quando eu amo é pra valer. Quando eu não gosto , fico contrariada… Mas passar alguns horas eu acabo me acostumando kkkkk

    E quando disseram que o Bobby iria voltar.Eu pensei:Mas como ? Dai fiquei imaginado as possibilidade. Ate pense que ele poderia seu um Santo kkk Afinal Bobby foi um defensor dos mais fracos kkkk Sera que existi São bobby kkk

    O caso é que não rolo! Só apareceu na cabeça doida o Sam. O pior é que Dean foi lá e matou Bobby. Na verdade foi o próprio Sam que matou Bobby dinovo kkkk Já que Dean era seu alter ego , ele necessitava que Dean desce umas porradas nele mesmo kkkk Sam adora apanhar do Dean kkkk Vc sabe que isto significa né?…kkkk

    O encontro com a morte foi tão comovente. Sammy tem em sua percepção que as pessoas se machucam por causa dele. Coitadinho , tudo é culpa de Sam winchester! Como ele estava sozinho e perdido na hora da morte. Ele não sabia oque fazer, perdeu o rumo . Dean sempre foi sua bússola . E quando Dean aparece no ultimo momento crucial. Ele diz a palavra magica que faz Sam confiar inteiramente nele.

    NÃO A EU SE NÃO HOUVER VOCE! Parece Fanfiction kkkk Outro dia eu tava lendo uma que tinha estas mesmas palavras kkkk Eu fui lá conferir so pra ver se não estava enganada kkkk

    Eu sei que depois de tanto ver o episodio, eu me convenci. Os roteirista lé fanfiction kkkk

    Eu vou parar por aqui se não vão me expulsar do site kkkk

    Adorei sua analise Rafa ,agora to intima sua . Beijos até breve.Tchau VÉIO !KKK

    1. hahahahahahahah adorei teu comentário, Soniama!!!!!!

      Que história é essa de “não somos íntimos”? Sejamos a partir de agora! hahahah mas brincadeiras à parte, entendo o que você quer dizer… eu sou mais fechadão, não sou muito de comentar nos posts e tal né.. aí vc acaba mais interagindo com a Vicki, a Polly, a Su, a Cla.. enfim…

      Quanto à abertura eu falava só de quando aparece o título da série, sabe? a nova arte, com asas de anjo e tal… achei muito bom… Carry On só toca no final da temporada mesmo né… então é bom que a gente conhece músicas novas no início dela hahaha

      Já pensou Sepultura em SPN??? hahaha vamos aguardar, quem sabe??

      Enfim, muito obrigado pelo comentário (que eu adorei, de verdade) e que bom que você gostou, Soniama. Não somos mais “estranhos” hahah

      Toca aí, véi! hahahahaha

      Bjão!!! Sempre bem-vinda pra comentar em qualquer post meu!

  4. Fernanda Cardoso

    Ei Rafa, episódio muito bem analisado meu amigo; acho que concordo com você em todos os pontos, e também acredito que Ezekiel seja bonzinho, se bem que vimos na promo do segundo epi. ele aparecer meio que se rebelando, será?
    Quem me conhece sabe que o amor fraternal dos Winchester é o que mais me encanta na série, podem vir anjos, demonios e o diabo que for, nada vai me afetar mais do que ver Sam e Dean sendo um pelo outro, contra tudo e todos… então né, essa temporada ja começou do jeitin que eu gosto.
    Foi tudo excelente, a dinâmica do episodio, os atores, tudo muito bom, parabéns, que venham mais e mais, senti falta!

    PS.: Adorei o seu PS, em TVD a April era uma molenga, agora a atriz teve a oportunidade de detonar, gostei muito e ela é muito linda mesmo.

    bjs

    1. Fer!!! Obrigadão pelo comentário!! =D Concordamos em tudo então??? hehe

      Bjão!!!

  5. Alessandra Farias

    Muito boa sua análise do episódio. A frase de Dean marcou pra temporada toda e Morte querendo a honra de ceifar um Winchester foi demais! Ansiosa pra ver o que Sam será capaz de fazer agora possuído por um anjo!!!

    1. Obrigado pelo comentário, Alessandra!! Beijo!!!

  6. Lule

    Quando a gente nem sabia ao certo como ia terminar a 8ª temporada, somos apresentados a um dos episódios mais marcante de todos os tempos( na minha opinião).
    Eu esperava um início tão bom quanto aquele final e até agora não consigo imaginar um inicio melhor.
    Mesmo não acertando sempre pois sou meio como você: costumo quebrar a cara sobre algumas opiniões, ainda vou apostar na bondade do Ezequiel já que pro inicio de certo vai que dá certo de novo, mas meu dilema pra esse inicio de temporada não será esse.
    A única coisa que me deixa em alerta é: O quanto Ezequiel vai interagir com o Dean?
    Aflige meu coração imaginar o Sam ali do lado conversando ou vivendo algo com Dean mas não será ele. Será a casca de um anjo.
    Vou afastar esse pensamento e me deliciar com tudo de bom que estar acontecendo agora.
    PS: A animação de vocês é de merecer elogios. Uma análise seguida a outra, cada uma digna de aplausos e vocês sempre nos empolgando e nos animando.
    Valeu Rafael.
    Beijos

    1. Eu tenho esses mesmos questionamentos que você tem, Lule. Tô muito curioso pra ver como vai ser desenvolvida essa história!

      E quanto à nossa empolgação, acho que posso falar pela equipe: a gente nunca desanima com a série! E a gente faz de tudo para que vocês nos acompanhem na empolgação!

      Beijão!!

  7. Rafa, adorei sua análise e ri da parte da morte fazer a cara de #chateado! ahahahahaha é bem isso mesmo né?
    Adorei também que tudo gira em torno dos irmãos, como deve ser, e que Cas irá se ferrar como humano, coitado.
    Ezequiel, não sei não, tá bom demais pra ser verdade!
    Bjão

    1. Su, brigadão!! =D

      Preciso me atualizar e ler a sua pra comentar!!

      Beeeijo!

  8. Com certeza o que move a série é esses dois e isso ninguém pode mudar! *-*
    Adorei sua análise. ^^
    Parabéns e bjos!

    1. Eu sempre bato nessa tecla também, Andressa!!

      Muito obrigado pelo comentário e o elogio!!

      =]

      Beeijos!!

  9. Aeeee Rafa, parabéns! Vc foi direto e certeiro como sempre..

    E assim como vc, tb adorei a abertura nova.. Pra mim nada ainda bate a da segunda, mas essa realmente ficou linda…

    E vc sabe que o que me mantém grudada em Supernatural é a relação desses 2 irmãos, essa simbiose deles que encanta e cativa, que muitas vezes nos dá raiva tb, mas que no final das contas sempre nos emociona e nos fazer seguir em frente!!

    Obrigada pelas ótimas palavras Rafa! E vamo que vamo! 🙂

    Bjocas

Leave a Comment