[Análise Hunter] I think I’m gonna like it here por Su Candido

SD

“Não há eu se não houver você.”

Ser fã é um sentimento estranho. Sim, um sentimento, um estado de espírito, uma sensação. Então acredito que nós, os fãs, somos feitos de sensações e pensamentos que só cabem a nós, que só a gente conhece e entende, ou talvez não entendamos.
Partindo da premissa de que todos aqui já assistiram ao episódio, farei minha análise de forma menos didática, porque hoje eu não consigo ser racional. A parte passional que me preenche está gritando para se fazer ouvir, então vamos lá!
O hiatus não me faz sofrer, até gosto, descanso um pouco. Mas a semana que precede a estreia me faz ter dores de barriga e sono alterado.E desde o hiatus da season 1 para a 2 que eu não me sentia tão ansiosa. E tal qual o episódio In my time of dying, este episódio me fez me apaixonar pela série. Foi como quando os casais refazem os votos depois de anos de casamento. Eu te amo ainda. Eu te amo novamente.
Eu nunca liguei pra arco mitológico, o que amarra os episódios ou não. Eu gosto de todas as temporadas e detesto alguns episódios. Não precisa fazer lógica pra mim, não quero nada sofisticado, certinho, coerente. Só quero sentir o que senti assistindo a season premiere.
Sam dentro do carro, projetando sua vontade de lutar, de seguir em frente, de viver e tudo isso através da imagem de Dean. Que metáfora sensacional. Que recado para todos nós: Dean é força, é luta, é nunca desistir, é seguir em frente, não importa o que aconteça. Bobby é o pai, o racional, aquele que diz: está tudo bem, você é um herói, você fez tudo que podia, não tenha medo, estarei te esperando do outro lado. A mente de Sam nos mostrou de forma brilhante quem são estas pessoas que amamos.Elas são parte de nós. Nós somos assim, uma parte que sempre quer lutar e outra que quer a redenção.
Castiel sem poderes. Gostei mais do que pensei que gostaria. Gostei dele ter uma parte só sua, ter que se virar sozinho. Eu amo Castiel, mas não gostaria da ideia de vê-lo sentando no banco de trás do Impala o tempo todo. A situação dele me faz pensar nas mudanças da vida, em como elas podem ser ora assustadoras, ora maravilhosas.
Dean. O amor é a palavra que move este personagem, ele é passional e ele não vai desistir nunca de seu irmão. Este é ele, não adianta quererem muda-lo, não adianta querer que ele tenha poderes ou qualquer coisa do tipo. Ele é puro, limpo, apenas sentimento. Ele tem medo de ficar sozinho. Ele é um garotinho de 4 anos que viu a mãe morrer e que jurou cuidar e proteger seu irmão. Ele é o garoto que  abriu os braços para Sam quando este deu seus primeiros passos. Ele é força pura. Ele não vai abrir mão do irmão dele, nem que para isto ele tenha que fazer um pacto, ou guardar um segredo doloroso até seu irmão se curar. Ele não é racional. Ele tem o direito de não ser, porque ele abriu mão da própria vida em demérito dos outros. O arco mitológico do Dean é este. Ele sempre teve este arco. Ele não precisa ser o receptáculo de ninguém, ele não precisa chupar sangue de demônio, ele não precisa fazer os testes. Esta história toda é contada sob a perspectiva dele. Sinto como se meus olhos ao assistir a série, fossem os olhos de Dean, a visão dele, tudo o que acontece ao redor dele. E amo Sam porque Dean também o ama. Dean ama seu irmão como um pai ama um filho. Me recuso a achar que ele não tem vez na série porque ele é quem sempre tem tudo na mão. Ele é quem cura, ele que resolve, ele é o herói.
Gostei do fato de Dean ter um segredo, a história está nas mãos dele agora. Ele que começou a escrever o arco da temporada, ele é quem vai brigar nesta guerra contra os anjos. Ezequiel disse: Alguns de nós ainda acredita em Castiel… e em você. Eu sempre acredito em Dean e sempre o entenderei.
Sammy, o irmão caçula, tão forte e tão vulnerável. Ele falando para a Morte que se for pra morrer que seja pra sempre, assim ninguém mais se machuca se ele voltar. Taí a explicação da não busca por Dean. E eu o entendo perfeitamente também, porque todas as ações dele tiveram consequências terríveis e dolorosas, então pra que voltar? pra causar mais dor? pra decepcionar ainda mais seu irmão?
Não sei se confio em Ezequiel. Não estou certa de que ele cumprirá sua parte no trato. Ainda mais com um episódio chamado I think I’m gonna like it here. (Acho que vou gostar daqui). Medo.
Teremos o inevitável conflito entre Sam e Dean quando Sam descobrir o que o irmão fez. Mas tudo fica bem após a tempestade,porque a única coisa que fez Sam desistir da ideia de morrer foi a imagem de seu irmão dizendo que eles precisam existir no mesmo mundo. E é isso mesmo. Não há um sem o outro. Eles são os dois lados da mesma moeda e eu quero ver sim, irmãos codependentes. Eu quero vê-los errar, mentir, sofrer, sorrir, se perdoarem. Eu assisto a série porque sempre que um deles toma uma decisão inconsequente eu penso que esta é a essência dos seres humanos. Não os quero evoluindo e sendo maduros e racionais porque eu já tenho que ser aqui no mundo real.
Assisti ao episódio segurando o choro assim como Dean fez durante praticamente o tempo todo, e finalmente o momento que me fez chorar foi quando os aparelhos estão anunciando a iminente morte de Sam e Ezequiel diz a Dean: “Vou deixa-los a sós”. Naquele momento eu me coloquei no lugar de Dean, ele iria se despedir não apenas de Sam, mas de toda a sua família. De tudo aquilo que ele sempre quis que fosse normal e feliz. De sua metade alegre, que não tem medo de tentar algo diferente da vida que lhe foi imposta. De seu irmãozinho.E ele fez a única coisa que era possível, ele fez o impossível. E sim, não há Dean se não houver Sam. E sem Dean, Sam fica incompleto e vazio.
E sem Supernatural eu era uma pessoa que se achava completa.
Carry on
PS: Eu sou do tipo que choro com o belo. As atuações de Jensen e Jared foram dignas de um Oscar. Misha também arrasou! Eles passam a emoção para nós de forma metafísica, porque eles também amam seus personagens e os respeitam. E nos respeitam também. Estamos todos ligados por uma energia especial e única. Nem todos passam pela vida com esta chance.
“Se a vida é um sonho, sonhemos pois.”

Related posts

55 thoughts on “[Análise Hunter] I think I’m gonna like it here por Su Candido

  1. “Não ha eu se não houver você”

    Voce conseguiu me levar as lagrimas.
    Parabéns Su !

    Me trouxe para realidade. Foi tudo isto mesmo ! É por isto que gosto tanto participar dos comentários. Vocês são tão apaixonados como eu kkkk E meus sentimento viram uma montanha russa. Em alguns momentos euforia alegria, e em alguns momento triste chorando. Eles conseguem fazer isto comigo.

    Nove anos e eles ainda fazem mexer com meu sentimento. Que serie faz isto depois de tanto tempo ? Eu não tenho ideia, pois com as outras não eram como Supenatural. Esta historia ta longe de ser só de monstro e fantasma. É uma historia de dois irmãos maravilhoso.

    E

    1. Sônia, obrigada pelo comentário fofo! E sim, estamos todos ligados por esta paixão, não é? Bjus

      1. Su da pra ver o quanto você e incrivel. Continue deixando todos nos ligando. Você notou que sua analise uniu o pessoal? todo concordamos com suas palavras. A tática surtiu efeito! Amei …

        Esta coisa de analise movimenta o site. Eu gostaria que mesmo que alguém faça isto com todo Episodio . Você também comente com agente.

        é uma delicia saber o que pensa. Tem gente que tem medo de expor suas ideias. é tão legal debater aqui. Nos aprendemos muitas coisas. E até mesmo alguns fatos que passa despercebido , vocês com muita paciência esclarece pra nos. E os fãs tbm acabam se ajudando mutuamente.

        Vou aguardar ansiosa por suas palavras ponderadas. Beijos muitos abraços…

  2. Sniff sniff

    Li a tua analise, e chorei, lembrando do epi….

    Su a tua definição do Dean e do Sam é a coisa mais linda que ja li, e concordo…

    Obrigada por uma analise que me entender e amar essa serie e os seus personagens…

    Bjs

    1. Oh Cla, fico feliz que tenha gostado! <3

  3. Erick

    EZEKIEL É O CARA,Entro no sam em um episodio,enquanto lucifer demorou uma temporada.EZEKIEL TO WIN!!!!!!

    1. Não tinha parado pra pensar sobre essa perspectiva, mas é verdade! kpskpskspkspks’

    2. Ezekiel é uma incógnita, pelo menos pra mim! vamos ver a que ele veio!
      Bjs

  4. CARA, SÉRIO. BOCA ABERTA AQUI.
    Sabe qd vc lê algo e vc se vê escrevendo akilo? Tipo… vc falou td o que eu venho batendo na msm tecla há ANOS.
    Cansei de sair gritando pra td mundo que sim, Sam é o cara e ele merece td na série, assim como Jared. Ele foi o “foco” em muitas temporadas. Mas cara, quem sempre salva, perdoa, cura, abraça, chora, sorri, conforta… é o Dean.
    Os dois são importantes, os dois são únicos, os dois são perfeitos do jeito que são!
    E não adianta! Podem me espancar, me matar, me esquartejar! Eu sempre vou defender isso e nunca deixará de ser assim: Dean é o herói(não que Sam tmb não seja, mas a forma como Dean é herói é a que mais toca, com certeza) e ele sempre foi. E isso desde os QUATRO anos de idade. Afinal… quem saiu da ksa com o Sam no colo e disse: “tá td bem Sammy”? Só de lembrar disso eu choro.
    Ele sempre foi assim… quer mais que a season finale da Oitava?
    “Deixe estar, irmão”
    ou depois ainda “eu cuido de vc irmãozinho. vc vai ficar bem” Não preciso dizer mais nada. kkkkkk’
    E como já disseram antes… a nona temporada está nas mãos de Dean… Ou seja… vamos rir e chorar mt esse ano! kkkkk’

    Sua Análise ficou perfeita! Sério, amei. *-*
    Obrigada por algo tão maravilhoso! =D

    1. Obrigada pelo seu comentário, fico feliz que vc se identificou!
      Bjo grande!

  5. Maioral

    Gostei da análise !
    Sem nenhum mimimi sobre seu personagem favorito, e percebendo que Dean com ou sem arco mitológico, é a essência da série! ;]

    1. Obrigada por ler e por comentar! 😀

  6. Ana Paula

    Dean Winchester é o personagem mais perfeito e complexo de todos os tempos. Ele é a personificação do heroi , heroicamente sentimental ,passional e vulnerável quando se trata de sua familia. E o Sam é o seu ponto forte, seu eqeulibrio, eles se completam. Sua análise foi perfeita, me fez chorar e sonhar, me fez pensar. Obrigada por suas palavras.

    1. Oh, fico feliz que minhas palavras a tenham tocado de alguma forma! Beijo grande!

  7. Ludi

    Emocionante e perfeita análise. Não vou acrescentar mais pq simplesmente tudo já foi dito por você

    1. Obrigada! fico feliz em ter transmitido bem o que estava sentido! 🙂

  8. Ana Ackles

    Uau!!!
    Seu comentário me emocionou!
    E concordo com tudo, com todas as virgulas.
    Estamos vivendo um momento em que o fadon está dividido sobre o Dean ter ou não uma story line, mas eu enxergo da sua maneira, quem seria o ele se não o irmão, o amigo, a força e o heroi?
    Supernatural é a única série que acompanho, já vi outras que desisto pelo caminho, as vezes por se tornarem repetitivas demais, dentro da minha visão, mas Supernatural se renova a cada temporada, as vezes fico triste com os caminhos tomados, mas não busco perfeição(para mim ela é perfeita! srsrsr), me deliciou nas emoções que ele me proprorciona, nos risos,nas lágrimas, nas brigas com outros fãs da série mesmo e de outras, nos sonhos…
    Supernatural é um pedaço da minha vida que sempre carregarei no coração!
    Meio maluco esse comentário, por que o seu está dizendo tudo que penso, mas não tenho palavras para escrever1
    Mil beijos!

    1. Adorei seu comentário, muito obrigada, mesmo. E fico feliz que você tenha se identificado com minhas palavras!
      Beijo grande!

  9. Rodrigo

    Suelen, agora não deu, foi mais forte do que eu, e o choro rolou… Que análise mais foda, guria! Concordo com cada linha, com cada palavra…
    Na cena em que Ezequiel desligou os aparelhos de Sam, meu coração acelerou e o olhar de Dean me tocou fortemente. É ficção, eu sei, mas é como se esses caras fizessem parte da minha vida.
    Gosto muito de séries, mas nunca havia me ligado tanto a nenhuma, somente Supernatural provoca tais sentimentos em mim. Mais especificamente, Sam e Dean.

    1. Eu escrevi esta análise no calor da emoção do episódio sabe? e acho que foi bom porque me ajudou a transmitir melhor o que eu achei e senti do episódio…fico feliz que tenha se emocionado, muito obrigada pelo comentário!
      Bjo

  10. Maira

    Muito boa análise, Dean é Dean, não precisa de Miguel, Metatron, Azazel, ou outro ser poderoso que lhe dê poder, ele só precisa do Sam para continuar firme. E espero que nunca esqueçam isso, e se os irmãos brigarem que seja para ficarem mais fortes depois… Só uma coisinha: Eles são heróis e são hipócritas tbm, não adianta pensar que eles são santos, e é justamente isso que torna as atitudes deles tão compreensíveis e emocionantes mesmo se tratando de situações tão fora da normalidade.

    1. Sim, os erros deles é o que nos faz nos identificar com eles! E cada um deles tem sua parte humana e sua parte heroica. Na verdade acho que o lado humano deles é que os torna heróis, não é?
      Bjão e obrigada!

      1. Maira

        Sim, os humanos são considerados por todas as criaturas como fracos, e mesmo assim são nossos garotos que lutam com tudo até o fim, e nunca desistem um do outro ^^

  11. Lule

    Eu me pergunto muitas vezes: Por que gosto de Supernatural?
    Não gosto muito de rock,não me ligo em vida de famosos só acompanho as notícias por acaso, não sou fã de reality shows, só procuro notícias dos meninos e ainda assim nos sites fãs ou no twitter oficial.
    Li agora há pouco a análise da Vicki que me deixou sem palavras e aí vem a sua e me faz voltar as lágrimas. Então percebo que o primeiro parágrafo da sua análise é a resposta que eu sempre me dou à minha pergunta: um sentimento, uma sensação, um estado de espírito que nem eu entendo. O meu corpo reage quando assisto essa história é fisicamente prazeroso assistir Sammy e Dean!!
    Ao ler a sua análise eu me vi. São os meus sentimentos descritos quando assisto Supernatural. Ouso afirmar que é assim que todos nós nos sentimos.
    Ser fã é um sentimento estranho, você disse e eu concordo. Suelen não sei o quê você faz na vida do que gosta além de Supernatural. Alguns hunters dizem que gostam por que são fãs do Jensen, do Jared, do Misha … Outros por gostarem de rock, terror, suspense… Só acho ninguém se prende a algo por oito anos por causa de um rosto bonito ou Por que quer ver o final da história. Acho que continuamos por que gostamos, por que simplesmente nos apaixonamos pela história dos irmãos. É sentimento, é paixão como descreveu a Vicki e analisando a sua análise vejo que se transformou em amor.
    Sabe o que eu acho importante nisso tudo?
    Pessoas de estilos diferentes, gostos diferentes, raças diferentes, vidas diferentes, que ao se encontrarem ou se descobrirem fãs de Supernatural, com certeza esquecerão as diferenças.
    Diferenças. Quais diferenças?
    Somos fãs que amam Supernatural.
    Beijos.

    1. É como eu disse, no fim somos todos ligados por algo grandioso, e temos sorte por isso, não é?
      Adorei seu comentário, obrigada!
      Bjo Bjo

  12. Ana Lucia

    Muito dez sua análise, vc não toma partido de ninguém todos nos temos um preferido não adianta dizer que não. Mais nem por isso criticamos o outro ou procuramos defeito.Eu amo o Sam e sou apaixonada pelo Jared acho ele o máximo se fosse por adjetivo a ele nossa esta perdido.Mais o Dean com este amo r pelo seu irmão conquistou meu coração afinal gostamos Sam não achamos defeito nele e faça o que quiser ,errei o que errar ele vai estar lá sempre e dizer tudo vai acabar bem eu vou estar sempre contigo vamos sontinuar lutando. Como não gostar dele tbém com seus defeito e erros.Eles são importantes por igual, um não vive sem o outro eles se completam e se amam. Este e o foco da série os anjo, demônios as gerras e tudo que acontece são obstáculo para superar juntos.Como vc não confio muito no Ezequiel mais vamos ver.

    1. Eu costumo dizer que amo o Sam do mesmo jeito que o Dean o ama, e amo o Dean porque ele tem esta capacidade de amar…
      Obrigada pelo comentário!
      Bjão

  13. Douglas Scherer

    Belíssima análise, você identificou o arco que une todos os fans. Assisti esse epz como se fosse o gran finale da temporada.
    Como o colega disse acima , nenhuma série depois de 9 anos gera tamanha variedade de sentimentos em seus espectadores.
    Mas já foram 9 anos. Vamos sonhar mais um pouco, mas não por muito mais. 🙁

    1. E tem sido anos muito bons, não é? Supernatural não morrerá, deixará um legado para todos nós!
      Obrigada por ler e comentar!
      Bjão

  14. Juliane

    Amei sua analise falou tudo e mais um pouco gostei de você ter falado de todos os personagens sem excluir nenhum o Jensen e o Misha estavam perfeitos nesse episodio

    1. Fico feliz que tenha gostado e comentado! Bjs

  15. fa

    Amei sua analise.
    Eu não existo se não existir Sam e Deam(Supernatural)meu Amor pela serie é incondicional , eu não ao menos assistir uma novela só tenho olhos para Supernatural, vejo vários episódios repetidos todos os dias. Revejo a serie por completo, eu não sei explicar como é , quando eu lembro que existe essa serie e os dois personagens maravilhosos Deam e Sam me dá uma alegria inexplicável.Vou guardar os DVDs dessa até o fim da minha vida, daqui uns anos quando eu chegar a terceira idade eu vou continuar assistindo o meus DVDS de Supernatural, esse amor pela essa é eterno para mim.

    1. Obrigada por ler e comentar!! Bjão

  16. fa

    A aquela lágrima que cai dos olhos do Deam, vai ficar no meu pensamento para sempre , foi tão verdadeira e ral para um personagem.

  17. Chorando, Su. Quando eu me sentir coerente de novo, volto aqui pra comentar.

    1. Nem precisa escrever mais nada amiga, fico feliz de saber que te emocionei de alguma forma!

  18. Patty

    Caramba!!!! Falando agora no português claro e me desculpe mas não como me expressar de outra forma…. CARALHO!!!!

    Sua análise foi simplesmente demais, a forma como descreveu os personagens e a série, você extraiu a essência de SPN e resumiu e simplificou tudo o que nós fãs sentimos em relação a este seriado maravilhoso.
    Dean não existe sem o Sam e nós não existimos sem eles…..

    Parabéns!!!!

    1. Valeu Paty! obrigada por ler e comentar!! Bjão

  19. Zac

    Susu, acho que vc acaba de descobrir a roda em relação ao arco mitológico do Dean (hahahhahhahahahaahahah)

    O arco mitológico do Dean é, foi e sempre será cuidar do Sam, proteger o irmão e amá-lo incondicionalmente, como Zac já disse tantas vezes (hahahahahahah). Essa foi a história construída para o Dean e pela qual todos nós nos apaixonamos. Sua força, sua coragem e determinação em proteger sua família e em cuidar dela sempre o distinguiram como um grande personagem. Mas essa história incrível, às vezes, é menosprezada por alguns fãs que dizem que o Dean não é babá de Sam, que Dean não tem arco mitológico, etc.

    Navio de Miguel? Essa história não valia um dólar furado. A série em nenhum momento deu pistas, sequer um sinal de fumaça, que o Dean teria algo de sobrenatural. Logo, ela não teve sequência.

    Eu gostei muito do episódio, porque tivemos a essência da série: o Sam sendo alvo de alguma coisa, o Dean querendo salvá-lo, e os dois se unindo para salvar o mundo.

    Zac, o anjinho

  20. Morganalu

    Cara, devo dizer que sua visão do Dean é excelente, quase levantei e bati palma,s juto mesmo! Porque todos gostamos do Dean, uns poucos e outros bem mais, mas dói quando a gente ouve as deangirls falando que ele não tem arco ou não tem isso e nenm aquilo, é que de fora enxergamos uma coisa diferente e você foi direto ao ponto e quanto mais simples, melhor….amei sua análise do episódio porque foi coerente com tudo aquilo que vc citou de amar o shou pelo show e só….
    Quanto ao Ezekiél não tinha feito ainda este cruzamento com o nome do episódio, mas realmente vc tme razão! e obrigada por isso tb…
    (mas quero dizer “gente que homem é esse? e tô falando do Ezekiel mesmo, babei..rssss)
    E eles merecem o Oscar faz muito tempo…
    Bjs

    1. Obrigada por comentar! Eu sempre achei que Dean sempre teve sim vez na série, e o amo muito! a Sam também!
      E Ezekiel é muito gato mesmo! tomara que ele volte! rs
      Beijão e obrigada por comentar!

  21. Alessandra Farias

    Uau! Sua análise do episódio foi emoção pura, você fez transparecer toda a emoção que sentimos pelos meninos e, confesso, o que me leva nessa aventura de Supernatural é mesmo a ligação dos irmãos! Amei, simplesmente, amei. Você disse tudo por mim!

    1. Obrigada!! escrevi a análise ainda sob o efeito da emoção do episódio…gostei porque de certa forma o episódio me fez analisar o que sinto pela série como um todo!
      Bjão

  22. Hunteri

    Ótima a sua analise. Gostei muito mesmo.

    A forma como você colocou a sua forma de ver os personagens foi muito boa.

    Eu gostei muito do primeiro episódio, como disse antes ele me surpreendeu. Nunca passou pela minha cabeça que o Sam teria um anjo dentro dele, curando-o por dentro. Achei isso muito legal, mas confesso que mesmo assim eu fico um pouco com o pé atrás com o que possa vier a acontecer.

    Sou fã do Jensen, e também do Dean. Vi toda a conversa, ou melhor, sendo mais claro, o mimimi em cima disso por ele não ter um arco mitológico. E como fã de ambos, Jensen/Dean, eu também queria vê-lo ser mais aproveitado. Concordo que a alma do Dean, o que o move, dizendo assim, é o amor dele pela familia, no caso o irmão, que ele é capaz de fazer tudo por ele, e eu gosto disso, afinal foi por causa desse laço que eles tem que eu passei a gostar ainda mais da série.

    Porém, ainda assim, eu queria ver o Dean ser melhor aproveitado na série, não ser apenas um suporte para Sam, ou Castiel. Queria vê-lo mais ativo na historia que move a temporada. Não digo com super poderes ou coisa parecida, por que eu não o imagino assim, quem sabe possa vir a acontecer num futuro, mas não é bem isso que estava falando. Quero vê-lo mostrando algo mais do que apenas suporte, como havia dito antes, ou ser a veia cômica do seriado.

    Castiel tem o “plot” dele com a nova vida sendo um humano, Sam com a coisa do anjo dentro dele e, possivelmente dando um overpower para ele. Não vejo, até agora, o que sobrou pro Dean além de ficar ao lado do irmão e guardar o segredo da cura do Sam.

    Mas mesmo assim eu não julgo o episódio por isso, pra mim esse é apenas o primeiro da temporada e, mesmo que os fãs do Dean estejam revoltados com o acontecimento eu não estou. O primeiro episódio, apesar de tudo, estava nas mãos do Dean, ele praticamente o moveu. E de qualquer forma não faço ideia do que Carver ainda possa mostrar. Lembrando que na temporada passada Dean tinha todo aquele plot do purgatório, as cenas de luta e tal do flash back enquanto o Sam tinha pra mostrar as cenas murchas do romance sem sal com a sem graça da Amelia e, no entanto, houve, de certa forma, uma virada ali.

    Gostei de ver o Castiel humano, a cena dele querendo “nocautear” o barbudo lá foi a mais engraçada do episódio “Vou terminar essa ligação e depois esfaquear você”

    Quanto ao Ezekiel, apesar dele parecer ser bom, eu não me confio nele. Dificil pra mim confiar em novos personagens agora logo a primeira vista, nem com o Benny comigo foi assim. Ele pode sim curar o Sam, e de fato acho que vai, mas o que ele pode fazer após isso é um mistério. Ele irá mesmo sair do corpo do Sam assim sem mais nem menos? Acho que não! Acho que ele irá cobrar o favor que o Dean disse que faria para o anjo que o ajudasse e esse favor pode ser algo ruim.

    Não confio nos anjos, mesmo o Castiel dizendo que Ezekiel é um bom soldado por que pelo o que foi mostrado até agora os anjos são muito volúveis, mudam de opinião sobre o que é certo e errado a todo momento. Quem pode dizer que com o Ezekiel não tenha acontecido, ou possa acontece isso? Que ele não seja mais o bom soldado que o Castiel conhecia?

    Reiterando, gostei muito do episódio. Não tenho nada a reclamar até por que é cedo demais para tirar alguma conclusão certa. Ainda falta muito para ser mostrado e confio no trabalho do Carver. Ele pode surpreender até mesmo os que estão decepcionados por algo. Acho eu, ao menos assim espero.

    Parabéns pela ótima analise. Beijão!

    1. Adorei seu comentário, muito obrigada mesmo!
      E sobre o Dean, eu não acho que ele servir de suporte seja algo pequeno, e sim algo grandioso! E acho que é muito melhor saber o segredo do que ser o segredo!
      E concordo com vc, aprendi que com Carver temos que esperar até o fim da temporada para de fato entendê-la!
      E também não confio nos anjos, está muito fácil esta história do Ezekiel…vamos acompanhar, não é?
      Beijos!

  23. Marina Morena

    Nunca li algo tão visceral,passional e leal,pelo menos aos meus sentimentos,em relação ao seriado Supernatural, também conhecido como, AMOR …sério, não há absolutamente nada neste relato, which by the way me fez chorar, que eu não concorde…Já copiei e salvei para guardar para minha eternidade, aliás será que posso usar como texto da minha lápide? Rsss Você é foda Sú, só consigo descrever você assim, me desculpe pela palavra usada, mas minha emoção também falou mais alto aqui…
    Espero que possamos nos encontrar pessoalmente e talvez debatermos esse nosso AMOR ao vivo.
    Clap, clap, clap!

    1. Uau, fiquei emocionada agora! muito obrigada pelo comentário lindo!
      Supernatural sempre desperta em mim este lado passional, o que é muito bom, não é mesmo?
      Em breve nos conheceremos e trocaremos mais figurinhas!
      Beijo grande!

  24. Gih

    Linda analise, como fui a primeira a ler ja ti falei minha opinião pessoalmente, então para que fique registrada aqui…Amei!!!
    Parabéns Cousine!

    1. Ah muito obrigada! Valeu por comentar!

  25. Edna

    Adorei a análise. Não basta curtir a série, curto tbem o que ela desperta em nós e vc escreveu isso sublimemente, parabéns. Eu não gosto muito dessa história de fangirl, acho que não há lados e sim encontros. E que SN continue despertando isso em nós, o sobrenatural é muito humano. Bjs.

    1. Obrigada pelo comentário!! E concordo, há encontros, não é?
      Beijos

  26. Su obrigada.. E vc sabe muito bem por quê…

    Não vou me estender aqui pq não é o lugar, mas só digo: obrigada…

    E querida parabéns por colocar em palavras tudo que nós fãs desses meninos sentimos, queremos e desejamos..

    Parabéns por estar expressando tão bem coisas que não sei mais falar…

    Que espírito de Supernatural permaneça assim, desse jeito que vc expôs..

    Parabéns de novo Su… Bjos no seu coração..

    1. Fico feliz que você tenha gostado e se sente agradecida pelas palavras que usei! foram ditas de coração!
      Beijão

  27. Rafaela Amanda

    Análise perfeita, você conseguiu definir exatamente o que eu acho e sinto sobre a série. Leu meus pensamentos.

Leave a Comment