[Análise Hunter] Bad Boys por Gustavo Silva

Minha segunda análise hunter! Vamos lá… Eu sempre apreciei os flashbacks, desde o 1×18 “Something Wicked”, em que vimos John indo caçar e Dean cuidando do Sam, Sam batendo no garoto no 4×13 “After School Special”, ou 3×08 “A Very Supernatural Christmas'”, onde Dean ganha o amuleto. Ainda espero ver Bobby ou John novamente por meio dessas memórias.

Falando no amuleto, quando eu soube que teria flashbacks do Dean, estava torcendo para vê-lo novamente. Desde a 5ª temporada eu mantinha a esperança do Sam ter pego-o no lixo. Sera Gamble disse na época da sexta que tinha grandes chances dele voltar, a vadia me iludiu. Enfim, acho o amuleto algo muito siginificativo para Dean, para a série, e foi lindo ver o Dean jovem usando-o.

A  retrospectiva clássica do episódio começou mostrou o que é a série, alguns dos episódios que citei acima, os diálogos do John com Dean, “E o mais importante….” “Cuidar do Sammy”, “Eu tenho esse irmão. Ele sempre diz que vai cuidar de mim”, foi lindo de ver, e deu saudades da época da 1ª temporada. O maior problema era o Azazel, bons tempos!

O episódio em todo foi um clássico do Supernatural, os meninos chegam no local com o Impala, investigam, conversam com as pessoas, mortes… Pra mim é impossivel não amar um episódio assim. E dessa vez não é um lugar qualquer, Dean esteve nesse local para deliquentes quando tinha 16 anos, porque roubou comida. Gostei que citaram o nome do John, ele ainda é um personagem que eu gosto bastante. Acredito que muitos hunters gostam dele.

E é algo impressionante, ele morreu na 2ª e estamos na 9ª. Faz muito tempo. Voltando, é muito interessante, pra mim eles podem fazer isso mais vezes se souberem usar essas histórias. Sem esquecer de falar da Robin, menina que Dean se envolveu nesse tempo, e dava para ver que ele gostava dela, coitado.

O caso em si foi ótimo também, amor de família! A mulher que morreu em um acidente ainda cuidava do Timmy, menino que causava as mortes. Mas como o Dean disse, e a ceifeira disse no 2×01, se o fantasma ficasse lá cuidando dele, ela iria enlouquecer com o tempo, e foi o que aconteceu. Gostei de como o Dean resolveu o caso, dizendo pro Timmy cuidar dele mesmo e não da pessoa que ele amava. Coisa que ele nunca fez.

E para finalizar, a melhor cena, Dean olhando pela janela e vendo o Sam. Isso já foi o suficiente para me fazer chorar. Essa cena resumiu o que é a série, o que é o auge da série, como já disse antes. O amor dos irmãos, o relacionamento deles. E como chorei ao ver o Dean chorar, escolhendo como sempre o Sam. Sempre foi o Sam, e sempre será. E depois, no finalzinho, o Sam agradecendo pelo Dean cuidar dele… Como não amar esse episódio? Teve toda a essência do que é o Supernatural.

CARRY ON!

Related posts

53 thoughts on “[Análise Hunter] Bad Boys por Gustavo Silva

  1. Ana Paula

    Adorei o episódio(graças a Deus pelo feriado, pois assim pude assistir ao vivo), teve toda a essência de Supernatural como você bem disse. Também foi ótimo para lembrar a muita gente o quanto Dean sacrificou e sacrifica pelo Sam. Bastou um olhar naquele garotinho e a decisão estava tomada.

    Acho que foram poucas as pessoas que não choraram com esse episódio. É uma pena que Jeffrey Dean Morgan ande tão ocupado(ou talvez também o orçamento não permita), mas teria sido muito interessantes tê-lo visto interagindo com o Dean.

    Não consigo ver uma única razão para não amar o episódio e com certeza, entrou para a lista dos meus favoritos.

    Parabéns pela analise ficou ótima!!

    1. Gustavo

      Fico feliz que tenha gostado. E verdade, mas ainda tenho esperança de ver o Jeffrey!

  2. Rodrigo

    Oi, Gustavo! Ainda não assisti ao episódio, e como sempre passo por aqui, me deparei com sua bela análise. Cara, vi em tumblrs imagens da cena em que o jovem Dean olha para o pequeno Sam no carro e me emocionei. É certeza que vou chorar quando assistir. Esse episódio parece ter sido incrível.

    1. Gustavo

      Opa, amigo! Fico feliz que tenha gostado. Obrigado.

  3. Concordo com vc Gus, esse epi é puro Supernatural… chorei feito um bebe na cena final… o Dean mais jovem olhando pela a janela e vendo o Sammy, e ai decidindo ir para o carro, e depois o Sammy crescido agradecendo o irmão por tudo… lindo, simplesmente lindo…

    1. Gustavo

      Cla! Realmente foi lindo, chorei mesmo HAHA

  4. Ana Lu

    O episódio, ótimo por sinal, não foi só um flashback de Dean Winchester , mas um flashback em homenagem pros saudosistas das primeiras temporadas de SPN, com direito até a tradicional queima de corpo em sepultura e, claro, a tradicional queima que não dá certo. 🙂

    Dean fez tudo por Sam e será sempre a figura paterna da série por óbvias razôes e, o reconhecimento de Sam ao fim disso, foi muito bonito.

    Só não foi um episódio perfeito porque achei que o adolescente que escolheram pra fazer o Dean teen não tem fisicamente nada a ver com o Ackles.

    No mais, adorável, inclusive sua análise, Gustavo! Abraços.

    1. Gustavo

      Realmente, o episódio trouxe tudo isso! Obrigado.

    2. Jacque

      Analu preciso discordar de ti…rsr
      Achei esse ator mais parecido com o Jensen fisicamente do que o Brock Kelly…baixinho, parrudinho e até os trejeitos ele conseguiu absorver bem…só achei que poderiam ter colocado uma lente de contato nele né?! Senti falta dos olhos verdes *–* rss

  5. Beatriz

    Eu fiquei um pouquinho decepcionada pelo fato do episódio não ter avançado nada em relação à trama geral da série e estou preocupada com o fechamento da história, porque outras temporadas já seriam as últimas e eles não conseguiram finalizar. Temo que aconteça que nem em Fringe, em que eles desenvolveram um monte de tramas complicadas e no fim não dava tempo suficiente de resolvê-las, então eles super simplificaram e avançaram muito rápido no finalzinho, só pra dizer que não largaram no meio. E ficou meia boca, cheio de tramas largadas que vc não sabe porque eles botaram lá para começo de conversa. Quanto ao mérito do episódio em si, eu me senti assistindo à primeira temporada, e senti a mesma velha revolta com o John. Acho curioso como as pessoas sempre destacam o quanto o Dean se sacrifica pelo Sam, o que muito nobre dele, mas não é uma coisa boa, e ele teve que fazê-lo desde criança porque o pai só queria saber da obsessão dele. Neste episódio isso ficou bem claro: Dean teve que voltar para cuidar do Sam porque o que seria dele só com o John? Ele nem para deixar as crianças com alguém que realmente vá cuidar delas. Poderia deixar o Sam lá também, que seria melhor para ele. O Gustavo destacou que o Dean deu um conselho pro Timmy que ele próprio nunca aplicou, e isso me fez pensar em outro paralelo da história do garoto com os irmãos. De certa forma, a mãe deles também os assombra porque o pai nunca deixa a lembrança dela descansar, passou a viver em função da tragédia, do passado e negligenciou os filhos, o presente.

    1. Gustavo

      Olá! Obrigado por comentar e argumentar! E pode te dizer que não precisa se preocupar com o desenvolvimento da trama, Supernatural nunca desenvolveu a trama de cada temporada em todos os episódios. Sempre terá aquele engraçado, mais simples porém fodastico, como esse! Carver sempre busca amarrar todas as pontas que ele deixa aberta durante a temporada.

  6. Eu tenho muita coisa pra dizer ,porém estou afundada até o pescoço no trabalho.Então vou dizer rápido. kkkk

    Então vamos lá, sou um pouquinho viu! depois tem mas kkkk. Gustavinho eu amei , cada vez esta melhor em suas analises . I love you kkk

    Quando voce disse que chorou. eu despejei um rio, não vamos ter problemas de abastecimento aqui em minha cidade kkkk. Esta temporada tem sido deliciosa.

    Eu preciso mencionar este Deanzinho mirim, gente este garoto me conquistou. Eu sempre achei que não fizeram justiça com os outros atores e suas interpretaram o grande Dean Winchester , mas este novo…sim eu amei. E o colar, meu , quando vi aquilo! Foi como voltar no tempo.

    Foi um Episodio puro Supernatural nostálgico , indo direto para o coração…

    Estava com saudades disto…Cavar sepultura , fantasmas loucos. Ex namorada que esta viva, ainda ! kkk Dean tem esta sorte as ex- namoradas continuam inteiras!hehehehe!

    Sam aprendendo a conhecer Dean como ele realmente é . Como ele deve ser mostrado . Gente foi lindo, vou chorar de novo. Este episodio é pra ver mil vezes.

    Estão me chamando, tenho que ir Sniff snifff . beijos

    1. Gustavo

      Fofo de sua parte! Muito obrigado.

  7. Junior

    Ótima analise ! Parabéns !
    Quanto ao epi, PQP !!!! Me senti na primeira temporada novamente, fantasmas, familia, Dean roubando a cena ! PQP
    Esse episódio foi um soco na cara dos criticos que ficam de nhe nhe nhe , falando que a série está desgastada !!
    Uma história simples, porém intensa, e que serviu para expandir, ainda mais a história da série e de Dean !!!
    Espetacular define, o melhor da temporada ! ^^

    1. Gustavo

      Obrigado, amigo. Eu pirei igual você HAHA

  8. rita

    Gustavo parabéns por sua análise, foi + q perfeita e Júnior faço minha suas palavras, com certeza o melhor da temporada, ameiii, tb chorei muito, afinal não tem como né? Abçss a todos!!!

    1. Gustavo

      Ah, gente *-* Muito obrigado.

  9. Neto

    Putz, cara! Só quem é fã entende mesmo. Tb chorei exatamente na cena que vc falou. Aquele final na janela, do Dean olhando o Sam no carro e escolhendo voltar pra família é a série.
    Impressionante que mesmo eu sendo fã desde 2006 ainda me emociono com essas coisas,

    1. Gustavo

      Verdade, cara! Choro igual, não importa quantos anos se passem.

  10. Rodrigo

    Depois do meio frustrante da semana passada, era de um episódio assim que eu estava precisando! Obrigado Adam Glass!
    A história do fantasma foi simples sem deixar de ser interessante, com direito a um belo efeito especial no final. Mas, curto demais os flashbacks da juventude de Sam e Dean (recurso que poderia ser bem mais utilizado). Ver o Sam descobrindo que Dean poderia ter tido uma “vida normal”, sonho pelo qual ele também lutou por alguns anos, foi bem maneiro. Dean nasceu pra ser pai, isso é fato! Sempre legal ver a interação dele com crianças, afinal é pai do próprio irmão. Ownn…
    O gostinho de primeiras temporadas que eu já havia sentido no 9×05, neste foi de “encher o prato”. Foram 40 minutos muito bem aproveitados, com um fim deliciosamente emocionante. Sem palavras pra descrever o quão tocante foi aquela cena. (Dou os parabéns a Dylan Everett, apesar de ter pouco a ver com o Jensen fisicamente, mandou muito bem na pele de Dean).
    É sempre bacana ver como os laços que unem esses caras foram sendo construídos. O Sam agradecendo, o Dean dando uma de indiferente, mas com aquele sorriso de satisfação. Sim, é essa fantástica história de amor fraternal, essa codependência fascinante, que prendem a minha atenção, que mantém vivo o meu interesse, que me faz chorar litros mesmo após nove anos e que, com certeza, pode chegar a 20 e continuará me provocando as mesmas emoções.
    PS.: Não poderia deixar de falar do “samulet”. Por favor, esse símbolo que marca a história dos irmãos não pode ter ficado na lata de lixo! Tragam-no de volta!

    1. Gustavo

      Em geral, concordamos, amigo!
      Obrigado.

  11. Selene

    Ah só sinto que toda vez que tem esses flash backs eles perdem a chance de trazer o Jeffrey Dean Morgan de volta, pena que ele nunca consegue voltar nem q seja por um momento. Eu não defendo o John, pq a série sempre oscila em mostrar ele como um pai que era admirado, e um mau pai… como já vimos no passado nem o próprio John concordaria com o que ele fez com os filhos, mas acho q baseado na experiência que ele teve: ser abandonado pelo pai, ir para a guerra, ver sua esposa morta, e todo o tipo de maldade por aí, talvez ele achasse q isso era realmente o melhor para os seus filhos, mesmo ele não sabendo o que é o melhor realmente. E Dean… Acho que entendemos o apego dele ao irmão, e até mesmo ao pai, depois de tudo que ele sacrificou acho que o minimo que ele esperava em troca era que sua família se mantivesse junta. Acredito que a fidelidade do Dean pelo John talvez venha do fato dele ter conhecido o John quando ele era só um ai de família comum, que cuidava de seus dois filhos, mesmo que as coisas com a Mary não tenham sido perfeitas sempre, o que vemos no piloto é que John era um cara bem normal, e as coisas estavam bem, depois de perder tudo ele se tornou o obcecado que conhecemos. Acho q diferente do Sam que não viveu essa fase, Dean talvez tivesse a esperança de que quando a vingança acabasse John voltasse a ser o que era… Eu até poderia aliviar a barra dele por ter vendido a alma pelo Dean, e pensar que naquele momento ele se arrependeu de tudo o que fez, mas aí eu me lembro que ele fez isso fugindo da responsabilidade de cuidar do Sam, e deixando tudo nas costas do Dean com um peso maior ainda, pois pediu para o garoto matar quem mais amava, quem ele sempre protegeu, sem dar no minimo uma explicação. Isso quase destruiu o Dean na segunda temporada. John era durão, mas como vemos ele sempre fugiu das responsabilidades de ser um pai, estava mais como um militar, quase um ditador

    1. Gustavo

      Foi como o John disse, quando a Mary morreu ele via maldade por todo lugar. Ele tinha medo que algo acontecesse com os meninos! Obrigado.

    2. Lule

      Sabe Selene eu acho que pro enredo que série apresenta o John precisava ser apresentado da forma que foi mas eu ainda sonho com um episódio em que apareça o John e os meninos, em que ele abrace demoradamente o Sammy (eu acho que ele é carente desse abraço) e diga que não só o protege mas também o ama. Que olhe nos olhos do Dean e diga: você foi o quê me manteve firme em você eu vejo o meu futuro e vocês são a minha vida.
      Eu sempre achei que o John tinha esse lado mas ele tinha que preparar os filhos pra uma realidade sobrenatural, pra sobreviverem e ainda assim tentou ensinar algo além de caçar e esse episódio foi uma prova. Não vi como castigo ele deixar o Dean naquela casa mas pra aprender a importância da responsabilidade e tenho certeza que o Dean só ficou lá porque o Jonh sabia que ele estava seguro. Imagino até os suspiros de alívio ao saber que o seu menino estava bem e não com algum ser do mal. Quanto a pedir pro Dean matar o Sammy acho que ele só não queria ver seu bebê aquele que os dois sempre amaram em comum se transformasse num monstro.Hoje me dia acho que o pedido pra matar o Sam nunca foi uma possibilidade e sim um estimulo pois ele sabia que diante da alternativa o Deam nunca desistiria.
      Beijos.

      1. Esse momento com o Dean teve! *-*
        O 2X01 teve essa cv do John com o Dean, que por sinal chorei demais. kkkkkkkkk’
        E com o Sam, querendo ou não, aquele sorriso que ele deu pro Sammy dizendo que n queria mais brigar foi um pedido de desculpas e tanto…

        1. Lule

          Você tem razão quanto ao Dean Andressa mas aconteceu logo após isso algo tão tenso que acabou desfocando e a minha pretensão é que fosse os três bem assim como num momento Winchester e nada mais pra atrapalhar.
          beijos

      2. Selene

        Ah então como eu disse a série alterna a imagem do John, e nunca vimos claramente a visão dele dos fatos, e o que ele pensava realmente (sim vimos algumas mostras, mas não acho que o John seja tão transparente assim, ele é sem dúvida complicado). Até os meninos já disseram que ele fez o melhor q pôde em uma situação impossível… Mas nem tudo são flores, quanto a John saber q Dean estava seguro ou não no abrigo para garotos, ou ser um estímulo ou não o pedido dele, isso tudo sempre será especulação da nossa parte, a não ser que haja um episódio com John dizendo o que realmente pensava nessas situações. Como eu disse ele passou por muitas coisas e eu entendo a conduta dele baseando no que a série apresentou, ele era um cara durão, lutava pelos filhos a moda dele, se arrependeu de algumas coisas, e seguiu da forma que pode, mas a questão que levanto é que tudo isso que o justifica não torna seus atos mais brandos e menos opressores para os meninos. Se foram necessários ou era o único jeito, não saberemos, mas sabemos que era o caminho para a série ser o que é. O que quero dizer, por exemplo é que o fato do John acreditar que Dean não mataria o Sam, ou fazer disso um estimulo, ou não querer ver ele um monstro, tudo isso não ameniza o que causou ao Dean, vimos um Dean quase beirando a loucura e querendo morrer na segunda e terceira temporada… Ou seja, mesmo que a intenção fosse a melhor possível, os meios não deixam de ser cruéis. Isso condena o John a ser um mal pai, ou não? Bem cada um que olha a questão é que decide, pois a série não apresenta uma verdade absoluta.

  12. JUDY SILVA

    Oi pessoal, sou nova no grupo de comments mas sempre passo por aqui pra ver a análise hunter e os comentários do pessoal. Inclusive, gostei muito dos comentários desta semana.
    Amo Sammy mas sou maluca pelo Dean. Gostei muito desse episódio foi massa……
    Vale também lembrar que o Sonny estava disposto, como disse ele, a arriscar o pescoço e encarar o pai do Dean se ele quisesse realmente ir ao baile. Eu queria ter visto isso rsrs
    Foi lindo mesmo o Dean olhando a foto dele com a namorada e depois o Sammy pela janela. E pra variar, é sempre a mesma escolha….amo esse cara

    1. Gustavo

      Bem vinda! Espero que você apareça bastante. Obrigado por comentar.

  13. Mizinho

    Cara confesso que rolou um suor Hétero dos olhos na cena em q o jovem Dean ve o seu irmãozinho pela janela

    1. Gustavo

      HAHA Verdade, maldito suor nos olhos.

    2. Lule

      Já que tá se aproximando o natal faço votos de muiiiiito suor ocular para todos nós.

  14. Lule

    Venho assistindo ao vivo, entendendo quase nada mas compreendendo tudo. Até nisso SPN é incrível, tem virado linguagem universal.
    Me relembrei de: “Nada no passado, presente ou futuro é mais importante do que você”! por isso o nó na garganta, peito apertado, lágrimas nos olhos e sorriso incontido era assim que eu estava ao final desse episódio.
    Gustavo me desculpa, não vou elogiar teu texto tuas boas colocações ( e olha eles estavam bons do jeito que eu gosto) mas eu só quero enaltecer a tua EMOÇÃO. Foi o quê de mais significante eu senti ao ler sua análise.
    PS: mantenha sempre essa sua essência.
    Beijos.

    1. Gustavo

      Awn, muito obrigado! Fico feliz que tenha gostado do episódio e minha análise.

  15. Morganalu

    Não gostei do episódio, de nada….foi óbvio demais e sem revelação nenhuma…. Tô sem entender qual foi deste episódio!!!!
    Nem saudosista fiquei….

    1. Gustavo

      Obrigado por comentar!

  16. Oxiiii. Eu n tinha comentado aqui.
    Mas msm que atrasada, cheguei! \O/
    Gostei mt da sua análise e tmb queria ver o John novamente tmb. Nem que fosse em algum flashback assim, né? *u*

    Bem, eu não tenho nem o que dizer desse episódio! Chorei feito criança no final…
    A forma como Dean sempre sacrificou td pelo irmão. Td msm… A gratidão que o Sam, msm mts vezes n mostrando, tem por ele… foi a essência da série reapresentada a nós!
    Esse episódio é para aqueles que esqyeceram o que é Supernatural de verdade!
    Lindo, lindo, lindo! *-*

    Quero mais desses. <3 <3

    Parabéns pela análise! 😉

    1. Gustavo

      Realmente *–* Obrigado!

  17. Helpmary

    Episódio maravilhoso sem comentarios chorei bicas e uma análise sem defeito

  18. Oi Gus, parabéns pela análise, como sempre muito boa… Bem eu vou fazer uma pequena análise aqui tb, pq eu simplesmente amo episódios que trazem algo do passado deles pra série..

    Desde que li sobre esse episódio, eu fiquei ansiosa… Afinal SPN pra mim sempre foi Dean e Sam e pronto. Dean e Sam e suas relações familiares e com o resto do mundo. Não classifico esse episódio como filler, não o classifico como sem sentido, não o classifico como nostálgico.. Classifico esse episódio como a pura essência de Supernatural. Dean e Sam Winchester contra tudo e contra todos. Simplesmente é o que me faz amar a série acima de todas as outras por aí. Monstros da semana? São coadjuvantes. Anjos com graça ou sem graça? Coadjuvantes. Demônios curados ou não? Coadjuvantes. Period!
    Então o que esse episódio despertou em mim? Fúria contra John Winchester, reafirmação do meu amor incondicional por Dean e um profundo respeito e admiração por Sam.
    Desculpe aí os defensores de John, eu amo o personagem (pq sim, é foda ser um personagem morto e onipresente por 9 anos numa série), amo o que ele é na série, mas o ODEIO com todas as minhas forças como pai. Para ambos. Tanto para Dean quanto para Sam. Mas para Dean? Ele foi além da crueldade. O cara foi um caçador fantástico, foi um treinador de homens espetacular, mas foi um pai no mínimo relapso, pra não dizer cruel. E não, não me venham com “ele deixou Dean lá pq era seguro”. Não, ele deixou Dean pq ele não podia largar o que estava fazendo (sua obsessão com vingança), ele deixou Dean pq um menino que nunca teve ninguém fez uma burrada e era mais fácil ‘ele aprender sozinho o valor de responsabilidade’ do que ter um PAI que o ensinasse com gestos e palavras. Muito mais fácil deixar pros outros ou nos ombros já tão pesados de um MENINO descobrir isso sozinho. E pra coroar a festa, quando esse MENINO começa a ver que ele nem sempre é tão errado, tão burro, tão irresponsável, que existe uma vida além daquela merda que ele tinha, o que esse pai tão dedicado faz? Não deixa que ele tenha UM ÚNICO MOMENTO pra si. Não, desculpe aí, mas John e suas atitudes não tem justificativa. Bobby foi um pai, um caçador e um amigo. Não existe problema nenhum em ser pai (com todo seu significado) e ao mesmo tempo ensiná-los a se virar num mundo sobrenatural. Sim, eu sei que Dean disse uma vez que John fez o que podia, mas foi pouco, muito pouco. E em se tratando do relacionamento de Dean com John, eu não costumo confiar nas defesas que Dean faz de John. No way! Nesse ponto estou com Sam: John era um manipulador e um egoísta FDP…
    Dean? Eu acho que nunca vou cansar de descobrir algo novo (que nem é tão novo assim, mas que é mostrado sob outras perspectivas) sobre ele que me faz amá-lo cada dia mais. Sim, pq nessa série não existe ninguém mais altruísta que ele, ninguém com mais desprendimento que ele, ninguém que faz as coisas apenas pra ver o outro bem e feliz, mesmo que isso tenha um preço altíssimo a pagar. Dean desde o início, desde que a gente o viu, vive em prol de alguém, nunca em prol de si mesmo. No caso, em prol de Sam. Quer amor mais lindo que esse? Viver em prol de alguém e nunca pedir nada em troca, apenas vê-lo bem e feliz. Sim, muitos acham isso feio, doentio e problemático. Eu não. Eu acho uma virtude, uma força e uma beleza incrível. Dean tem problemas emocionais? Aos montes, toneladas deles, mas no que realmente importa, no que realmente vale a pena, ele é claro como água: eu apenas amo e pronto. Hoje eu tenho mais certeza do que nunca que tudo que Dean é, fez, ou faz veio da criação dele, do modo que a vida o tratou e ele pra se manter vivo e com a sanidade intacta, se entregou de corpo e alma a única coisa que ele ainda tinha: sua família. Em John ( e o FDP o manipulou como o asno que ele se tornou após a morte de Mary) e em Sam, que era, é e sempre será sua maior riqueza. Pra ele isso é claro como água limpa. E isso faz com que sua decisão sobre Zeke e tudo mais, seja mais que justificada. Quem poderia culpá-lo, que num momento de dor e desespero ele pegasse a única alternativa disponível? Eu não. Atire a primeira pedra quem nunca fez algo que os outros julgam errado. Não perdôo John nunca por ter reafirmado e ajudado Dean na questão de “eu não tenho nenhum valor”. E o sorriso que Dean deu ao ver Sam na janela do Impala, valeu por todo episódio. AQUILO FOI LINDO!!!
    Parabéns ao ator que fez Dean jovem. Esqueçam os olhos, pq sério, ninguém tem os olhos lindos de Jensen Ackles! O que importa é: o menino foi o melhor Deanzinho já visto. Os gestos, os olhares, as falas, tudo nos remetia ao Dean de Jensen. O garoto estudou Jensen como Dean e fez um trabalho incrível. Parabéns guri! Já te amo só por esse respeito a sua profissão e a seus colegas! Seu lindo! 🙂
    Sam? Só digo isso: estou redescobrindo meu amor por ele nessa temporada. Isso basta. 🙂
    Vou escrever algo que disse pras amigas num papo no facebook. Elas me disseram que muitos acham que John usou Sam como isca no Impala. Olha eu não tinha pensado sobre a isca, mas não duvido não.. O cara foi um FDP como pai (já deixei claro né? Hahaha)..Toda a culpa e remorso que ele sentiu em In My Time faz mais sentido agora (e foi bem feito)… O que me faz amar mais aquele episódio.. John ali viu quanta culpa, responsabilidade, rejeição e pouco afeto ele mostrou pra UMA CRIANÇA…
    E outra eu amo ver Sam descobrindo coisas novas sobre Dean, descobrindo que por baixo daquela camada toda de ‘sou fodão e dane-se o mundo’, existe um ser humano com um caráter fantástico… Alguém que nunca permitiu fazer nada por si mesmo… Claro que Sam sabe disso, ele tá careca (hahaha) de saber, mas eu acho lindo qdo ele descobre isso meio que sozinho sabe? Sabe o lance dele tirando as fitas crepe da cama? Vendo os símbolos desenhados na cama? Acho aquilo lindo, pq é como se Sam redescobrisse Dean, como se Sam estivesse naquele momento se lembrando do pq ele ama tanto Dean… Por isso o agradecimento no final me emocionou tanto, pq é como se ele soubesse que por mais que ele pensa que conhece Dean, ele não conhece porra nenhuma e ele só sabe que aquele cara ali é maravilhoso e ele PRECISA se certificar que Dean saiba disso, é como se Sam tivesse medo que Dean não saiba disso… Louco isso né? Mesmo depois de tudo que eles passaram eles ainda têm algo a aprender e admirar no outro… Isso é SPN pra mim.. Por isso ainda não desisti da série, por isso nem Sera Gamble me fez desistir deles.

    1. Selene

      Gostei da sua análise, mas eu não sou tão incisiva na hora de falar o quanto o John é relapso, pq (concordando ou não)eu entendo os motivos de alguns defenderem o personagem, e não é algo que eu queira discutir.
      O que eu mais gosto no relacionamento do Dean e Sam, é que Dean como pai e mãe de seu irmão caçula nunca jogou na cara as coisas que viveu sacrificando para vê-lo bem, ele ao contrário minimiza tudo o que já fez, e eu acho bonito quando o Sam sabe perceber o real valor de tudo pelo o que Dean lutou para protegê-lo. Pois, mesmo que ele não peça por isso, Dean que praticamente nunca ouviu “fez um bom trabalho. estou orgulhoso de vc” do John (já q isso aconteceu só quando John ia morrer) ele se acostumou a não ser agradecido, ou reconhecido,mas aquele sorriso disfarçado no Impala mostra como faz o Dean feliz ter esse reconhecimento.
      O que eu não posso deixar de pensar é que fazer as coisas em prol do Sam é o mesmo que ele fazer algo em prol dele mesmo (isso na concepção dele), como ele já disse “eles se mantem a humanidade um do outro” , mesmo q na atual situação do Sam, como em outras isso seja questionável, eu acho que todo mundo entende o significado dessas palavras.

      1. Selene, entendo o que quer dizer sobre John, e escuto numa boa quem o defende como pai. Eu simplesmente nunca achei ninguém até hj que me fizesse pensar o contrário. hehehe..

        Eu tenho filhos e jamais, em nenhuma hipótese colocaria coisa alguma acima deles. Sei tb que é ficção, mas vamos combinar que Supernatural nos deixa meio ‘fora da casinha’ qdo o assunto é separar as coisas? hahaha..

        E sim, a relação deles é o que existe de melhor na série. Na verdade é o que segura a série. Qdo tentaram fazer isso de pano de fundo a série se ferrou.

        Eu adoro essa frase, pq sim, o amor deles é o que os mantém, seja do jeito que for… E vc tem razão, qualquer agradecimento que seja, qualquer ‘ossinho’ (migs, sem ofensa ok? 😀 ) que atiram pro Dean ele fica feliz. E quando isso parte do Sam? É realmente mais precioso ainda, pq isso faz com que Dean venha acreditar, mesmo num curto período de tempo, que ele valha algo, que ele fez algo certo… Sam, seu lindo, faça isso mais vezes! haha

        De qualquer forma, muito obrigada por ler e comentar.. Bjos

        1. Selene

          Polly, eu que agradeço esse espaço de debates e conversas sobre essa série que amamos, não só por vc mas por toda a equipe do SPN is Life. Vcs estão de parabéns 😀

    2. Polly querida amiga.
      Como sempre, assinando em baixo o que vc escreceu …. Eu concordo com cada palavra, virgula e ponto final…

      Bjs

      Cla;}

      1. E desse jeito a gente vai indo né Cla?? hahaha.. Bjos e obrigada!!!

    3. Gustavo

      Polly! Como sempre arrasando nas análises, muito bom. Concordo muito com você, e obrigado.

    4. Rodrigo

      Polly, é muito bonita a sua paixão pelo Dean. Tenho Sam como meu favorito, mas também curto pacas o Dean. Costumo dizer que ele é naturalmente cativante. É o sonho de irmão mais velho! Essa entrega incondicional ao Sam é linda! Pode parecer surreal, mas não é, pois o que há entre eles é amor! Quando o assunto é defender e cuidar de quem verdadeiramente amamos, limites parecem não existir. Só sei que a bela relação que há entre Sam e Dean nos ensina muito!
      Sobre o John, apesar de achá-lo um FDP de marca maior, sinto falta dele. Gostaria muito de ver mais da vida dos irmãos antes de Sam ir para a faculdade.

    5. Eu amei Polly, desculpe o Gustavinho. Mas Polly realmente captou a essência da coisa.kkkk

      Eu pensei justamente nisto. Uma fez Bobby disse ,que John despertava sentimento estranhos e contraditórios.Ele até tentou mata-lo kkkkk

      Agente até entende a raiva de John , sua sede de vingança. Porém sua atitude em relação a seus filhos fica sem justificativa.

      Eu me revoltava quando Dean ainda no começo da serie, endeusava demais John. O coitadinho se espelhava nele, usava sua jaqueta de couro.John era seu heroi. E Sammy teimoso rebelde , era imune aos ecantos de John ,pois ele só o conhece seu lado soldado mandão um militar .
      E quando Sam brigava por seus pontos de vista.Lutava por aquilo que realmente desejava. Pense bem , ele saiu com a cara e a coragem. Peitando o grande John Winchester e foi para Stanford. Foi taxado de egoísta, que só pensava em seu umbigo . Ele se viro sozinho, mas por modo de que ?Por causa deste pai que DEAN TINHA UMA FÉ CEGA .. Acho que foi um tapa na cara de John, quando Sam foi embora e não voltou.

      Eu acredito que ele pensou que Sammy não duraria uma semana, e estaria correndo de volta pra eles . E Sam não fez isto… Até que ele se deu bem. Se não fosse pela morte de Jessica ele teria sido um advogado brilhante ! kkkkk

      E o poor Dean, optou em obedecer o pai… foi caçar, Seguiu os passo do doentio John… Ele se transformou também em um caçador , jogando fora toda sua vida. E John nem mesmo se dignou em responder suas chamadas quando ele desapareceu. Um completo covarde. Dean deu de si tanto, e eu não vejo nada mas que natural John trocar de lugar com ele na hora da morte . Lembra quando Sam entra no quarto com a bolsa com os apetrechos do ritual pra invocar o demônio de olhos amarelos . Ele enfrentou John ficando revoltado. Sammy disse: seu filho esta morrendo e voce esta pensando em caçar o demônio. Sam sabia bem que estava dizendo, ele enxergava. Ele só não aguentava este comportamento pacifico de DEAN também.

      John devia ter pedido perdão antes de deixar aquela ultima mensagem antes de morrer . Se não puder salva-lo, mate ele. Frio, sem mesmo sentir o amor que Dean tanto tinha por Sam .

      Eu posso dizer que meu encanto pelo papai ,tem muito haver com o charme de Jeffrey DEan Morgan. Ele simplesmente é maravilhoso.

      Este episodio realmente foi lindo. Conhecendo Dean, conhecemos os motivos que levaram Sam a sair.
      Beijos

  19. Seu Zac

    Bobby é melhor do que John

    Sonny é melhor do que John

    O cabo de vassoura é melhor do que John

    Mary, que era caçadora, que escondeu esse fato do marido, que fez o pacto, que jogou a família nessa vida, é uma santa. A série, nunca, em momento algum, questionou a culpa/responsabilidade da Mary.

    Já o John….

    Eu não tenho problema em que sejam mostrados os defeitos do John, mesmo porque o conflito pai/filhos também é combustível da série, e é um dos pontos que mais nos apaixonam e causam polêmica. Aliás, esse foi o primeiro ponto das grandes e memoráveis discussões (hahahahhahahahaha)

    Mas, sinceramente, me incomoda o fato de que QUALQUER UM na série é retratado como melhor do que John, com exceção do episódio insetos.
    Não basta mostrar o quanto John foi um pai ausente, autoritário, ditador, mas é preciso mostrar que até um ex-presidiário, que conviveu apenas dois meses com Dean, podia ser melhor do que John (hahahahahhaha)

    Nesse caminhar, vamos descobrir que o verdadeiro vilão de SPN é John, o papai do mau (hahahhahahahahhaha)

    1. Hahahahahahahahahahahaha
      Vc deixou seu ponto claro hahahahahahahaha
      E eu deixei o meu hahahahahahaha
      Quem ficou cuidando dos filhos foi ele, e não Mary hahahahahaha
      E sim, um ex-presidiário soube ver algo além de um soldadinho obediente hahahahahahaha
      E hahahahahahahahahaha, o vilão de SPN são os fãs chatos hahahahahahahaha
      E sim defeitos todos temos não é mesmo? hahahahahahahahahaha
      E sim John foi um asno como pai hahahahahahahaha
      Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha Hahahahahahahahaha HahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahahaHahahahahahahahaha

      1. Rindo muito junto com vc…..
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  20. Seu Zac

    Polly, minha malvada favorita (hahahahahahahahahh), o meu incômodo não são com suas opiniões, as quais são sempre claras, profundas, bem escritas e apaixonadas (embora nem sempre se possa concordar com elas). E nem com os defeitos do John.

    Mas que bom que você se divertiu. Esse é o espírito (hhahahahahahhahahaha)

    Zac, o chato, mas apaixonado por ti (hahahahahahahahhaah)

Leave a Comment