[Análise Hunter] 9×12 – Sharp Teeth, por Polly

análise hunter

Bem e aqui vamos nós para mais uma Análise Hunter. Dessa vez coube a mim escrever sobre o 9×12, Sharp Teeth. Nesse episódio tivemos o retorno de Garth, numa situação no mínimo inusitada. Não dá para falar de Sharp Teeth se não pegarmos o fio da meada desde o início da nona temporada, ou melhor, eu costumo sempre dizer que não dá para falar de episódios de Supernatural de forma separada, sem tecermos comentários que liguem o episódio atual a episódios passados, seja na mesma temporada ou bem lá no início. Supernatural é uma teia de acontecimentos que estão interligados. Simples. Ou não.

Chegamos nesse episódio depois de montanha russa emocional que foram os dois últimos episódios, o 9×10 e o 9×11, ambos uma maravilha no que diz respeito ao arco mítico e de como os meninos estão nessa temporada. E mesmo que muitos digam e considerem o 9×12 um ‘filler’ (eu simplesmente detesto essa palavra), na minha visão ele não é (assim como nunca acho nenhum episódio ‘filler’). Não é, pelo simples motivo que qualquer cena, que seja de apenas um minuto, em qualquer episódio que mostre nuances do relacionamento de Dean e Sam, não pode nunca ser considerado ‘filler’. E desafio alguém dizer que Sharp Teeth não nos mostrou de forma até bem clara de como anda o relacionamento entre os irmãos.

Eu escrevi no meu twitter que certos episódios de Supernatural só existem para nos fazer lembrar de que devemos amar os DOIS irmãos. E esse não foi exceção. Sharp Teeth veio para testar nosso amor, nossa lealdade, nossa capacidade de perdoar e tentar se colocar no lugar do outro. Pois bem, belo discurso que eu tenho, mas também confesso que não sou evoluída a tal ponto de ficar imune ao que vimos ao longo do episódio. Prometo tentar explicar ao longo dessa análise. (Lembrando que essa uma visão de fã, não sou obrigada, e nem quero, ser imparcial.)

Pois bem, se você é um fã declarado de episódios “pipoca com cerveja”, esse episódio deve ter te deixado um pouco satisfeito. Afinal foi um episódio que teve uma ‘caça’ a uma criatura sobrenatural que todo fã do gênero gosta: lobisomem. Uma observação: desde Heart eu espero um episódio sobre lobisomem decente, e esse até que não foi ruim, considerando todo o intento do episódio que era mesclar o sobrenatural com o relacionamento dos meninos. A parte do lobisomem ficou mais engraçada do que aterrorizante, mas o relacionamento familiar dos Winchesters não deixou dúvidas de como anda a relação desses dois. Nesse aspecto foi um episódio de quebrar o coração.

E antes que alguém venha dizer bobagem, eu não estou criticando o roteiro de Adam Glass, muito pelo contrário. Achei que ele foi brilhante e coerente com o que vem sendo mostrado ao longo da temporada. Isso significa que estou gostando do comportamento de um certo Winchester? Não. Não estou. E vou admitir, nesse momento estou com todo tipo de sentimento ruim para esse Winchester. Mas como eu sempre falo, eu adoro o seriado e defendo com unhas e dentes que ele é sobre DOIS irmãos, e a série não poderia existir sem Dean e Sam. Então acho que nesse momento é necessário que a série se mostre assim, mas não venham me pedir para não querer voar na garganta de Samuel Winchester. Como disse, não sou tão evoluída a ponto de perdoar e esquecer tão rápido.

Voltemos um pouco ao episódio. Uma pessoa atacando animais na fazenda e essa pessoa nada mais é que Garth, o antigo amigo dos meninos que estava desaparecido. Ótimo mote para trazer os irmãos juntos depois do que tínhamos visto nos dois últimos episódios. Claro que eles estariam ligados no rádio da polícia  e claro que ambos iriam ao encontro do caçador ao perceber que um nome falso de Garth foi usado pela polícia. Cada um com suas razões, mas ambos chegaram até o amigo. E pelo reencontro pudemos notar o tom que anda a relação deles. Nada amigável, nada confortável, nada receptiva. Mas eles são adultos e tentam ser ao menos educados. É estranho e doloroso vê-los assim, mas volto a dizer, perfeitamente compreensível em virtude do que andou acontecendo entre eles. Eles estão definitivamente ‘distantes’.

Garth escapa de ambos e Dean tenta colocar Sam fora do ‘caso’ (seja porque ele não quer Sam do lado dele agora, seja porque ele não quer lidar com o que aconteceu, seja porque ele quer proteger Sam, seja porque ele não quer presenciar o desprezo e mágoa nos olhos, palavras e atitudes do irmão, seja porque ele esteja envergonhado e arrependido pelo que fez), mas Sam deixa claro que ele não vai embora até achar Garth. Depois sim, mas no momento não.

Eles seguem rumos separados na busca do que anda acontecendo, como tantas outras vezes aconteceu, mas dessa vez parece que algo estava ‘off’, estava fora de lugar. Eles não exalavam aquela cumplicidade, aquele companheirismo, aquela união que sempre tiveram. Palmas de pé para Jensen e Jared que conseguiram expressar isso tão bem. Nada como conhecer seu personagem com a palma da mão, certo? Adoro isso!

E quando eles acham Garth, vem a revelação: o adorável caçador se transformou num lobisomem e estava casado com uma lobinha. Os Winchesters parecem não acreditar no que estavam vendo e ouvindo. E para se certificar que seu amigo estava bem, eles saem em busca de informações para decidirem se eles precisam agir ou não. Sam como sempre, parte em busca de informações mais técnicas, mais ligadas ao cotidiano, ao que acontece ao redor. Dean vai de encontro aos lobos. Literalmente.

Nessas cenas de Dean e os lobos, foi muito legal ver o comportamento de Dean ainda tentando ser Dean ao longo do jantar, conversas, situações, mas claramente víamos que Dean não era ele. Algo faltava, mesmo que ele tentasse duramente ainda ser o Dean, podia se perceber que ele estava sofrendo, era como se pesasse muito só estar ali tentando fazer algo que ele estava calejado de fazer. A dor, o sofrimento, o desespero de Dean eram visíveis. É impressionante como Jensen tem domínio sobre as emoções e comportamento de Dean. Dá gosto de vê-lo trabalhar. Digo, Jensen.

Dean está num estado emocional totalmente bagunçado. Numa dor pungente. Dilacerante. E o gatilho para intensificar essa dor nesse momento é Kevin. Basta alguém citar o nome de profetinha para que ele se feche mais ainda numa concha de culpa, raiva, solidão e desespero. Kevin traz a tona tudo que ele fez, tudo que aconteceu e pelo qual ele não se perdoa. Não é só a morte do profeta. É tudo que veio junto. O acordo com um anjo. A traição desse anjo. A perda em si de Kevin num momento que Dean tinha garantido a ele que o protegeria. É a dúvida sobre suas escolhas e decisões. É a perda do respeito por si mesmo. É o asco que ele sente pelos seus atos. É a interminável culpa que o faz se sentir menos que cocô do cavalo do bandido. E acima de tudo é a perda de Sam. Nesse momento Dean está literalmente num turbilhão. Numa bagunça completa que nem ele entende. A única coisa que ele entende agora é solidão, escuridão e vingança. Nunca uma boa receita para algo positivo. E o discurso do reverendo Jim, cai como uma luva para o já atormentado Dean Winchester.

E quando eles chegam à conclusão que tudo parece estar bem, eis que algo acontece e leva os irmãos de volta para o caso. E não é que os lobinhos não estavam falando a mesma linguagem? De um lado raiva, vingança, do outro a tentativa de seguir em frente e em harmonia. O quão isso cabe no momento dos meninos agora? Dean e Sam voltam a mostrar porque eles são tão bons juntos. Sam mesmo amarrado consegue adiar a morte de todos e Dean chega a tempo para salvar o dia. E vamos combinar que quando Dean está no modo caçador, sua mira é algo admirável. Ele é implacável.

Quando tudo está resolvido no campo sobrenatural, inclusive um inusitado abraço dessa vez é oferecido por Dean e não iniciado por Garth. Isso realmente foi inesperado. Porque sabemos como é que Dean se comporta quando ele precisa mostrar afeição e emoção em público. Garth tem razão quando diz que Dean começa uma briga em qualquer canto, mas tem um coração de um urso de pelúcia. Nada mais verdadeiro. Assim como ele também definiu Sam muito bem: inseguro, mas com boas intenções e um coração de ouro. E então temos finalmente o tão esperado encontro deles no final do episódio. A essa altura já sabemos que sempre tem uma conversa significativa. E que conversa hein?

Tenho que ressaltar que gostei do fato de ambos ter deixado claro o que vem fazendo. Sam com Cas e sua busca a Gadreel e Dean que ganhou uma marca de Caim que pode acabar com Abaddon porque ele estava caçando com Crowley. Ao menos foi dito, e é claro que mais desdobramentos virão. Esperemos.

Chegarmos ao cerne do episódio: as quantas andam o relacionamento de Dean e Sam. Eu respeito e entendo totalmente quem defende que Supernatural é um seriado de terror e lendas urbanas, mas para mim, a série sempre foi muito mais que isso. A série é sobre família, sobre os Winchesters e tudo o que vem disso. As caçadas, lendas e o sobrenatural para mim é um pano de fundo para o que realmente interessa: os conflitos familiares de gente que literalmente foi jogada nesse meio sem sequer pedir por isso. Sim, porque não foi apenas Sam que foi ‘puxado’ para essa vida quando ele não queria. Dean também foi. Aos quatro anos de idade, quando tudo foi arrancado dele. Dean tem uma noção de família. Sam tem outra. Isso é o que gera conflitos entre eles. E dá licença, mas meu jeito de ver família é mais Dean style, do que Sam style.

Ao ponto que chegamos nós temos visto Dean e Sam brigarem muito, se separarem e depois voltarem às boas para que possamos saber essa dança de cor e salteado. Eles brigam, eles quase se estapeiam, mas uma conversinha vem e eles parecem resolver tudo. Pois bem, eles podem até falar do assunto, mas resolver, eles não resolvem. E então? Isso se tornou lenga-lenga? Eu penso que enquanto tiver assunto para explorar nesse campo, não há nada de errado. Um monte de seriado faz isso e funciona muito bem, mas depois do que nós vimos na oitava temporada (para vir numa temporada mais recente, mas temos a quarta temporada totalmente mais intensa nisso), toda a chatice de Samélia, e depois todo o envolvimento de Dean e Benny, o que eles tiveram de abrir mão, a confiança que ganharam ou perderam em tudo, já era tempo deles terem aprendido alguma coisa desses conflitos todos.

Quando Sam diz ao final do episódio que eles não veem as coisas do mesmo jeito mais, o papel deles nessa coisa toda, ele está totalmente certo. Mas isso não é de agora. Isso já vem há anos acontecendo. Quando foi que Sam e Dean viram as coisas do mesmo modo? Sam largou tudo para trás e foi fazer faculdade, ele repetiu várias vezes ao longo dos tempos que ele largaria tudo num piscar de olhos e gostaria de seguir o sonho de uma vida normal. Ele fez isso com Amelia, quando ele resolveu colocar de lado toda sua vida de caçador e foi viver numa casa com cerca branca e um cachorro, ele mostrou que o sonho de céu dele era ter um jantar de Ação de Graças sentado numa mesa, com uma família ao invés de estar enfiado num carro caçando coisas com seu pai e seu irmão. Ele sempre deixou isso claro. Então qual é a surpresa dele dizer isso para Dean? A maneira que ele coloca as coisas.

Sam está errado em querer coisas para si? Não! De jeito nenhum ele está. E ao invés dele engolir o que quer e viver uma vida que ele claramente desteta, ele deveria assumir isso de vez e parar de jogar suas escolhas e decisões na cara dos outros, leia-se na cara de Dean. Os defensores do comportamento de Sam até hoje não me convenceram que ele é capaz disso.

Dean tem uma dependência doentia em relação a Sam. Estou bem ciente disso. Não sou cega e nem burra, mas ao invés de Sam quebrar esse ciclo, ele vai lá, enfia a faca e gira. Ele alimenta essa coisa de Dean e é incapaz de quebrar o ciclo. Ele prefere o : “Ok, eu concordei com você, tá vendo como eu tô ferrado porque você me ferrou?. Isso para mim é falta de culhões para assumir o que quer. Falta de culhões e muito comodismo. Porque é muito mais fácil atirar na cara os erros dos outros do que assumir os seus, não é? Muito mais fácil e menos doloroso.

Eu sei que ambos sacrificaram coisas em prol do relacionamento deles , mas está claro que isso não resolveu nada e nem vai resolver. Eles precisam, de uma vez por todas quebrar essa co-dependência e cada um aprender a entender e aceitar o outro do jeito que eles são. E isso inclui Dean. Dean precisa aprender que Sam cresceu, que tem vontade própria, que quer algo para si que não seja o que Dean escolheu. Nisso eu apoio incondicionalmente qualquer decisão de Sam. Mas Sam precisa aprender que nem todo mundo precisa sofrer para que ele consiga seu objetivo, que ele não precisa quebrar o coração da única pessoa que daria a vida por ele, como ele já deu.

Sam tem complexo de culpa? Alouuuu.. Dean tem o que? Sam tem vontade de viver longe de tudo aquilo? Será que Dean nunca teve esse sonho também? Sam quer morrer? Dean nunca quis também? É isso que eu não admito em hipótese alguma. Você achar que só o que você atravessa e passar é mais louvável e valioso do que o outro pensa ou passa também. E Samuel Winchester é mestre em jogar erros alheios na cara dos outros (leia-se na cara de Dean) ao invés de ver que os seus erros também vieram de escolhas suas. Sim, não foi Dean quem colocou uma arma na cabeça dele e o obrigou a fazer as decisões que ele fez. Nem vem com essa baboseira. Porque quem acredita nisso, está desmerecendo o próprio Sam. Dizendo que ele é incapaz de fazer algo por si mesmo e precisa sempre dos outros para decidir algo por ele. Covardes fazem isso, e eu não quero pensar isso de Sam. Ainda não.

O discurso de Sam é: “Eu deveria ter morrido quando Jake me esfaqueou. Eu deveria ter morrido há muito tempo”. Ok, eu entendo isso, mas quer saber? ‘GET OVER IT, BRAT!’. Você não morreu. E sim foi Dean quem o ‘trouxe’ várias vezes dessa missão meio que suicida. Mas eu desafio de novo alguém dizer que quando você está num desespero e dor sem fim, quando você vê que tudo que você tem está escapando de suas mãos e você tem uma oportunidade de fazer algo, você não faça. Experimente ser racional numa situação puramente emocional. Sam fez isso em Faith. Dean alguma vez jogou isso na cara dele? Nope! Portanto Samuel Winchester, deixe de mimimi e aceite o fato que Dean jamais vai cruzar os braços e deixá-lo morrer. O inferno congela antes dele fazer isso. E para quem vem dizer: ‘Dean viveu uma vidinha feliz com Lisa”. Era feliz mesmo? Ou alguém se esqueceu quando ele diz a Bobby que tentou de tudo, que fez o impossível para trazer Sam de volta e que ele praticamente era um alambique ambulante e que só Lisa e Ben para aturá-lo quando ele estava praticamente sem nenhuma esperança? Esqueceram? Eu não.

Então o que devemos pensar e acima de tudo esperar da série daqui para frente depois dessa clara declaração de ‘distância’ entre eles? Onde Dean e Sam vão a partir daqui? Não faço ideia. Quem decide é quem está no comando da série. E eu respeitarei a decisão deles. Posso respeitar, mas também terei o direito de não gostar do que verei. Ou não. Prefiro esperar pra ver onde isso vai parar.

Enquanto Sam tem todo o direito do mundo de estar bravo, chateado e magoado com Dean por tê-lo manipulado a ser possuído por Gadreel e todos os estragos que isso trouxe, ele não tem direito algum de culpar Dean por não tê-lo deixado fechar os portões do Inferno em Sacrifice. Sam tinha vontade própria naquele momento e poderia muito bem ter ido contra os desejos do seu irmão se ele se sentia tão seguro e resoluto sobre seu desejo de morrer.

Ele, Sam,  diz na sua fala final que eles estão quebrados, que o relacionamento deles está quebrado, e ele está certíssimo, mas ele também não expressa nenhum desejo de consertar as coisas. Ele disse a Dean que eles poderiam trabalhar juntos, mas não demonstrou nenhum desejo de ter qualquer tipo de amizade ou relacionamento entre eles.  Nessa conversa ele apenas deu ultimatos, deu uma de ‘Ou é desse jeito, ou dane-se’, mas soluções? Não apontou nenhuma. Ele pode mudar de ideia? Claro que pode. E positivamente eles não ficarão nessa para sempre, até porque a série é sobre os dois, e sem os dois, não tem sentido em manter as coisas indo. Mas nesse meio, a teimosia de ambos, principalmente de Sam em não expressar desejo de consertar nada, pode ser no mínimo irritante e nos deixar com um gosto amargo na boca. Deixa um quê de desapontamento, visto que já vimos como Sam age e reage em situações onde ele se sente acuado e traído.

Ambos os irmãos tem tido ao longo dos anos a capacidade fantástica de ferrarem as coisas no que diz respeito a segredos que eles mantêm um do outro e no que diz respeito às decisões que eles fazem em nome das ‘razões certas’, mas depois de Ruby, o sangue de demônio, a frieza em jogar Dean na cova de leões, ou melhor, de vampiros e criaturas sobrenaturais na sexta temporada (por favor, sem a babaquice de ‘sem alma’ aqui. Ele ainda sabia o que era certo e errado), o fato de não defender Dean perante os Campbells (de novo sem a babaquice de ‘sem alma’), e tudo mais, Sam não tem moral nenhuma para falar em ‘confiança’ para Dean. Nenhuma. Ele não tem o direito nenhum de subir num pedestal e dizer sem filtro nenhum que Dean não é digno da confiança dele. Principalmente num momento que Dean está mais que tudo punindo a si mesmo sobre tudo que anda acontecendo, tudo que aconteceu com Kevin e com o próprio Sam.

Isso foi o fim da picada. Esse discurso moralista de Samuel Winchester. Essa atitude me faz perguntar onde foi parar a conversa que ele e Cas tiveram no 9×11. Onde foi parar o discurso sobre recomeço, perdão e possibilidade de mudanças? Parece que Sam esqueceu muito rápido disso. Não dá para passar a mão na cabeça de Sam e dizer: ‘Ok, querido, você só está nervoso e isso vai passar’. Chega. Ele ultrapassou todos os limites de “falo o que quero e dane-se”. Uma hora isso vai voltar contra ele, e eu torço com todas as minhas forças que seja algo que o faça sentir tanto remorso e culpa que vai corroê-lo por dentro. E sim, sou má. E como disse, não tão evoluída.

Sam também diz que apenas ‘ser família’ não é suficiente para fazer tudo ficar bem, porque de acordo com Sam, tudo de ruim que aconteceu, aconteceu exatamente porque eles SÃO FAMÍLIA. Deixou claro que as escolhas de Dean em sempre coloca-lo acima de tudo, só trouxe coisas ruins, só trouxe sofrimentos e que isso não é certo. E então define seus termos de “quer trabalhar, vamos trabalhar. Se quer ser irmãos…” e fez cara de “não me interessa”, deixou claro que é ou caçando junto e não sendo família ou sendo família e não caçando juntos. Sam não poderia ter quebrado mais o coração de seu irmão mais velho, porque todos nós sabemos o que família significa para Dean.

Do modo que Sam coloca as coisas é como se estar ao lado do Dean é o maior sofrimento e sacrifício para ele. Esse desejo de uma vida normal que Sam tem, demonstra na maioria das vezes que ele não pode esperar para se ver livre de Dean o mais rápido possível e é perfeitamente compreensível que Dean se sinta ferido e abandonado por essas atitudes. E pode até ser que não seja essa intenção de Sam, mas como eu disse lá no começo, o modo que o caçula coloca as coisas leva exatamente para isso. Alguém comece a ensiná-lo a ter modos, a ter melhor técnica para expor seus pontos de vistas sem quebrar o coração dos outros. No final das contas os irmãos precisam aprender novos caminhos para que desempenhem seus papeis sem determinando a felicidade de outro.

Sam mais que ninguém sabe o que família significa pro Dean, o irmão que ele tantas vezes disse admirar. Qual é a do Sam? Morde e assopra? Cansei.. Sério. A única coisa que eu espero dele, desde a primeira temporada é um pouco de compreensão e GENEROSIDADE. Mas é demais para Samuel Winchester, certo? O todo poderoso que nunca errou, nunca decidiu nada errado, nunca fez merda, nunca confiou em alguém e se ferrou, nunca precisou de um ombro, sem julgamentos.  Bora descer a lenha no Dean, pq né? Dean é um idiota que vive querendo migalhas do que Sam PODE ou está disposto a oferecer a ele. De novo, cansei.

E minha palavra para você nesse exato momento Samuel Winchester? F**K YOU!!

P.S. Isso aqui vai pro Rafa… Eu retiro tudo que disse sobre minhas esperanças sobre Sam e sua maturidade. Errei, e errei feio. 🙁
Mas bora acreditar que a esperança é a ultima que morre.

 

Related posts

124 thoughts on “[Análise Hunter] 9×12 – Sharp Teeth, por Polly

  1. A primeira a postar…

    E lembra do nosso papo qdo o epi saiu e vimos e ficamos meio assim..

    Pois é…

    Concordo com vc…

    Acho que o SAm ta sendo muito duro com o Dean… e que ele tá esquecendo uma coisa muito importante… o Dean é a unica FAMILIA que ele tem…

    E vamo que vamo amiga..

    Congrats girl

    As usual

    You nailed it…

    Cla;}

    1. Toca aqui pal! E vamo que vamo!
      Thanks, thanks e thanks! 🙂

  2. Pedro

    Eu achei bem-feito o Dean ouvir umas verdades, na boa..o caçula sempre teve que ouvir a série toda sobre ter largado ele e o pai para ir para a faculdade, sobre o vício em sangue demoníaco, ter confiado na Ruby, libertou o Lúcifer, ficou sem alma e não procurou pelo Dean no Purgatório. Finalmente o Sam falou que não pode confiar no mais velho.

    Mas achei injusto ele acusar o Dean de não ter deixado ele morrer no Sacrifice, isso foi escolha do caçula em ter ouvido o irmão. Se ele quisesse mesmo largar tudo, ele meteria a mão ensaguentada na cara do Crowley para curá-lo e salvar o mundo, mas não…ele ESCOLHEU o irmão, não foi forçado. Agora, eu entendo ele estar puto por ter sido enganado e possuído por um anjo esse tempo todo. Mal posso esperar para ver o Dean descendo a lâmina angelical na cara do Gadreel e falar ” Isso é pelo Kevin!”

    1. Obrigada por ler e comentar… Pois é, injustiças e mais injustiças..
      E assim como você eu tb quero ver Dean enfiando a faca naquele anjo FDP! 🙂

  3. Respirei fundo, e comecei a ler. você tem muito argumentos que não posso contra dizer neste momento Polly. E me vi chorando, isto é verdade.

    É tão dificil admitir , mas esta é a verdade . Como não concordar?

    Eu sou muito verdadeira, e posso dizer que meu coração esta doendo.

    Depois que assisti o episodio fiquei com uma raiva,pensei : Porque Dean tem que continuar fazendo isto também?Por tem que depender dele. Das migalhas. Eu estou brava com ele, estou muito brava…Por que ele é o idiota mas lindo o mundo, Porque ele faz tanto pro Sam e se fera sempre. E por que… E Porque…

    E porque Sam ainda assim continua a ficar do lado dele então? Que monstro insensível vc esta ficando Sam.

    As ideias do episodio mostrado os argumento e caça foi interessante. Mostrando os dois lados . Isto é legal eu gosto.

    Mas quando chegou o final , ele disse, não podemos ter relação de irmão . Ok eu entendi, mas precisava ser assim… Foda!

    Eu sei os outro pode dizer , ele tem sua razões, seus motivos, sua vida.Até mesmo eu disse isto também. Que seu destino foi traçado, Ele é vitima , Mas e mas…Só que ele continua a fazer esta coisa.

    ( Eu queria que Dean falasse. Isto não serve pra mim… Vai embora Sam)

    (Eu estou sem argumento pra defende-lo porra!)

    Eu tenho um heroi de carne e osso que me decepciona, que sinto vergonha. Eu queria que ele mudasse. Queria que ele fosse também este irmão que Dean merece. Mas ele não enxerga. Ele não vê…

    Isto parece muito eloquente da minha parte , mas eu não posso deixar de dizer. Pois minha mente anda confusa com tudo que ouço ou leio.

    Eu preciso saber , os roteirista querem transformar Sam em vilão, no grande vilão da serie? Ele chega a vencer Crowley e Abbadon, e me deixa meu coração partido, pois eu gosto deste filho da puta. Mas em minha consciência pesa para o que é cento agora. E Dean não pode mas fazer sacrifício por ele , se tiver que ele ir ,não estou mas me doendo, ou talvez esteja. Estou muito… E doe …Doe mesmo. Mas tem uma hora que basta!

    Eu as vezes quero tampar o sol com a peneira. Porque gostava daquele menino,que Dean me fez amar.

    E sei lá , deve ser por culpa do Jared ,pois ele é uma otima pessoa. Mas neste momento estou balançando.

    Estou me revoltando pois esta coisa de amor fraternal entre irmãos não existe mas, foi sempre uma mentira. Eu não quero que Dean se sacrifique mas uma vez.

    Eu desejo que ele corrija esta falha , ou então se afaste.

    Tudo bem ele disse que não é melhor que ninguém , que não é especial , mas porque esta do lado do Dean. Eu tive que ver muitas vezes o episodio para acreditar.

    Talvez o próximo episodio me faça mudar, eu , ainda amo ele desculpe. Mas queria dar uns petelecos nele.

    E posso dizer que tanto Jared com Jensen são ótimos atores, olha só que ele faz com agente. Um turbilhão de emoções.

    Beijos Polly, desculpe qualquer coisa da minha parte. Eu estou aprendendo, um dia chego lá.

    1. Ei vc não tem que pedir desculpas por nada, nadica de nada. Fale o que vc pensa e sente, simples assim…

      E os irmãos são tão bons juntos que eles nos fazem sofrer! 🙂

      Muito obrigada por ler e comentar. Bjos

  4. ze

    nao concordo em muitas coisas que disseste mas esta uma boa analise no geral

    1. Obrigada por ler e comentar! E vc está certo em não concordar.. O que seria de nós se todos pensássemos iguais né?
      Abraços!

  5. Aparecida

    Nossa Polly, voce pegou pesado com o Sam, mas eu concordo com tudo o que voce falou, me deu até uma dor no coração quando falou dos sentimentos do Dean pq eu tbm penso assim.

    1. Obrigada por ler e comentar.. E sim, essa era minha intenção. Não queria pegar leve e nem adoçar nada.
      É exatamente assim que me sinto e é um direito meu.. Assim como seu tb! 🙂
      Muito obrigada de novo. Abraços.

  6. Só eu que sinto falta do Sammy das primeiras temporadas ?? NUNCA que ele iria deixar um vampiro transformar o irmão ou abandonar ele no purgatório… Parece que destruíram totalmente o personagem, agora ele não passa de um egoísta hipócrita :/ Em relação a sua análise, adorei Polly.

    1. Obrigada por ler e comentar. Na verdade eu sempre achei o Sam um mimadinho desde Asylum na primeira temporada. Mas vc tem razão, antes ele parecia mais ‘emotivo’, agora ele está meio off, sei lá.
      Vamos esperar para ver o que acontece né?
      Abraços.

  7. Haryella

    Não concordo com essa análise, somente na parte em q ela diz q não é evoluída!!! Entender um personagem tão complexo como o Sam não é pra qualquer um!!!
    Sam têm todo o direito de ficar magoado com o Dean, será q ninguém percebe q pra ele o Dean sempre foi seu herói, o cara q ele sempre confiou q ele queria ser igual, se espelhar no seu irmão mais velho, e então ele descobre q o Dean fez isso e mentiu pra ele por meses, pro Sam isso foi um baque, pois ele têm consciência sim de todos os seus erros, pra ele, ele não é perfeito, mas seu herói é, e tenho certeza q ele deve estar sofrendo feito um condenado, talvez até mais q o Dean, a diferença q o Dean demonstra o Sam não, e é claro q ele se sente muito mais culpado pela morte do Kevin, afinal foi por ele q o Dean fez o acordo com o anjo, quem não lembra qnd ele tava diante da Morte e o fez prometer q dessa vez seria pra sempre e q ninguém mais se machucaria por sua causa, ou seja Dean, eu lembro muito bem!!!
    Qnd Sam diz essas coisas pro Dean, sei q são palavras duras, mas ao meu ver, ele tenta fazer com q o Dean desapegue dele, q pare de colocar sua vida acima de tudo e de todos, e por isso tudo acaba dando errado, e ambos sabem, literalmente, de boas intenções o inferno tá cheio!! Sim Sam foi muito duro com o Dean, mas acho q foi preciso pra fazê-lo acordar, apesar de q eu como fã da série, adoro o Dean fazendo qualquer coisa pra salvar o Sam, adoro ele rastejando pelas migalhas, espero q isso não mude nunca, hahaha!!!!
    Acabei de ler num tumblr uma frase q define perfeitamente o relacionamento dos irmãos “O Dean ama tanto o Sam que iria até o Sol só por ele e o Sam ama tanto o Dean que destruiria o Sol só para o Dean não ter que ir até lá” Perfeito!!!!!

    1. Uau! Que menina evoluída!! Ela entende o Sam!! Uhuuuu!! Palmas para você.. Então vamos lá, explique toda essa complexidade para que nós, meros burros idiotas sem coração e sem inteligência, possamos entender! Vamos lá, sou toda ouvidos. Falo isso pra todo mundo e ninguém até hj consegue me explicar!! Quem sabe você por ser tão esperta, evoluída e tão generosa possa me explicar!

      E onde foi que eu falei que ele não tem o direito de ficar magoado? Acho que vc precisa ler de novo, meu anjo. Pois é, se Sam está sofrendo (vc acha isso né? Então tá…) ele tem um jeito bem bacana de mostrar isso certo? Putz!! SQN! Eu passo…

      Ele que é tão racional tem todo o direito de dizer o que quiser, mas ninguém pode dizer para o lindinho umas verdades né? Tadinho, tão vítima, tão pobrezinho.. Ah, me poupe! Busque outros argumentos porque esse não cola. Como eu disse, vamos analisar a série como um todo e não apenas uma coisinha aqui e ali.

      Você tem todo o direito de defender o Sam, assim como eu tenho direito de defender quem eu bem entender e a gente fica numa boa… E eu tb adoro o Dean ajudando o Sam e fazendo tudo pelo irmão, pq esse é Dean, esse é o Dean que aprendi a amar. Eu só acho que Sam não merece tanto. Mas como Dean é infinitamente mais generoso que Sam, ele faz e não pede nada em troca. Lindo isso né? Uma pena que não posso falar a mesma coisa do outro lado. Uma pena mesmo, pq sério. Sam ama Dean, mas ele não sabe o que fazer disso. Isso é triste. Muito triste.

      Ah e qto a tumblr, desculpe, não tenho paciência para locais que pipocam pensamentos e atitudes adolescentes… Mas realmente a frase é até bonitinha.

      Um abraço e obrigada por ler e comentar..

      1. Haryella

        Nossa Polly, tudo bem que vc defenda o seu ponto de vista, assim como eu tbm defendo o meu, mas não precisava ser tão sarcástica e um tanto debochada, não lhe faltei com respeito com o meu comentário, se querem q a gente comentem pq não aceitam se não pensarmos da mesma forma?
        Qnt ao Sam eu me ponho no lugar dele e o entendo sim, se sou evoluída, pode ser q sim pode ser q não, sei lá, mas compreendo sim suas atitudes, e juro q já to cheia de tanta gente tacar o pau nele e colocar o Dean num pedestal, amo de paixão o Dean, mas não o acho tão perfeito e coitadinho assim, e o mesmo penso sobre o Sam!!!

        Como disseram aí embaixo, q o Sam deveria morrer definitivamente, sério??? Quis arrancar meus olhos agora depois q lí isso!!!! Sem Sam e Dean juntos Supernatural não existe, Dean com Castiel ou Crowley, por favor, pq uma minoria prefere isso, não se deve generalizar, se Sam sair da série eu paro de assistir na hora, mas felizmente( e infelizmente pra alguns) isso nunca vai acontecer, pois Sam e Dean são a alma do show e Jensen jamais continuaria a série sem o Jared, isso é fato!!!

        E Polly, não quero entrar numa discussão daquelas q não acabam nunca, peço q me desculpe se te ofendi de alguma forma, mas não adianta vou sempre defender o Sam, assim como vc vai sempre defender o Dean, leio muitos comentários por aí e sim, eu busco tudo q puder encontrar sobre a série e sobre os Js, inclusive tumblr adolescente, e é impressionante como cada um vê de um jeito, as vezes fico em dúvida se todos assistimos a mesma série, e têm gente q realmente extrapola, não to falando de vc, mas alguns absurdos não dá pra aceitar e isso me revolta pois sou fã desde o início e não como muitos q se dizem fãs mas só começaram assistir da quarta temp em diante, mas tenho mais raiva mesmo é dos roteiristas e do Carver ( #voltaKripke)que só sabem ferrar com o Sam, fazendo com q muitos o odêem, isso é revoltante, afinal os dois são heróis da série não apenas um.
        É isso q eu penso.

        1. Uai, onde foi que não aceitei seu comentário? Eu apenas respondi a ele. Respondi de forma sarcástica sim, pq esse é meu comportamento depois de 9 anos tentando entender essas defesas do Sam. Eu já ouvi o que vc falou umas trocentas milhões vezes, e como estou no vibe Caim e sem nenhuma paciência, eu usei meu sarcasmo, que confesso não é algo que consigo frear. Já ouvi e nunca me convenci.
          Quanto a isso, se te ofendi, peço desculpas.
          E se vc leu bem meu comentário, eu não defendi em momento algum o que Dean fez a respeito de Gadreel. Não defendi momento algum essa dependência doentia do Dean em relação a Sam. Eu defendi que Sam precisa e tem direito a vida própria, que ele tem motivos para estar magoado, chateado.
          O que eu disse e com o que estou puta é que ele não tem moral para falar em confiança pro Dean.
          Me prove que ele tem essa moral que eu calo a boca. Sem mais.
          E sim, eu tenho tumblr e sigo muita gente boa, neutra e fãs de Sam que tem cérebro e sabem reconhecer quando ele pisa na bola, mas desprezo totalmente as 90% de coisas adolescentes e sem sentido que existe lá. Não tenho paciência.
          Abraços e participe sempre. Nunca vou impedir ninguém de dizer o que pensa, só não sou obrigada a concordar. 🙂
          E não, não admito que defendam que Sam deva morrer. Nunca que a série é sobre um irmão apenas. A série é sobre os dois. Period!

    2. Elyza

      Polly, a Haryella tem toda a razão. E eu vou ser sincera aqui, eu estou engolindo a raiva depois do que li. Não raiva de você, nem do que você escreveu – aliás, você tem todo o direito – mas raiva dessa visão que a parte do fandom cega pelo Dean está fazendo do Sam. O Sam é sim infinitamente mais complexo que o Dean, até porque é o SAM QUE MOVE A SÉRIE. Eu adorei o Sam ter digo o que disse para o Dean, porque o Dean já fez o mesmo e o Sam aceitou, baixou a cabeça, porque ele sabia que tinha errado com o irmão e com ele mesmo. E acho que o próprio Dean entendeu isso, porque ele foi sim tão errado quanto o Sam com a Ruby. O Sam se deixou envolver com a Ruby por que? Porque ela podia “lhe dar” Lilith e tudo que ele queria era vingar a morte do irmão. E o sangue de demônio foi errado, mas confiar num anjo também foi. O Sam já enfrentou muita coisa, ele foi arrancado da vida com que sonhava e teve sua vida toda manipulada desde sempre. Ele foi perdendo tudo e todos, ele sabia que perderia o irmão também, que o Dean não descansaria sem ir lá e trazer ele de volta, por isso em “Sacrifice” ele cedeu. Eu acho que o que mais ta doendo agora nele é que ele sentia que tinha alguma coisa errada com ele, ficou desesperado e Dean mesmo assim continuou mentindo para ele, a pedido do Gadreel. O Dean ficou mentindo para o Sam, sobre o que havia de errado com ele, os lapsos de tempo e outras coisas assim. Aliás, Dean já ficou tão magoado com o Sam que preferiu se afastar do irmão. Ele sempre faz isso quando não sabe lidar com algo, ele foge. Ezequiel matou o Kevin!!! Matou o Kevin quando estava possuindo o Sam. E Sam vai ter que levar essa culpa pro resto da vida. Uma culpa que o Dean está tentando levar toda pra ele, mas o sangue está nas mãos do Sam, mesmo ele não tendo culpa de nada. Ninguém quer se colocar no lugar do Sam… Sam comete erros assim como o Dean. Conflitos entre os dois sempre existiu. Tentem olhar para o Sam com olhos mais atentos e carinhosos, assim como o Dean olha. Porque apesar de todas as imperfeições do Sam, Dean é louco por ele e não ia gostar de ver vocês detonando o Sam assim – essa fica para os apaixonados cegamente pelo Dean. Para quem realmente acompanha a série e já viu e reviu todas as temporadas entende tudo que eles passam e o porque de todas as brigas…
      Eu fico muito chateada com isso, com boa parte do fandom jogando tudo no Sam como se ele fosse o vilão. Cara, tem gente que ama cegamente o Dean, falam como se só ele estivesse sofrendo, como se só ele sofresse. Eu entendo o Sam, entendo ele desde o principio. O Dean sempre se sentiu confortável nessa vida. O Sam perdeu quase tudo com o que ele sonhava, as pessoas que ele amou, ele descobriu a duras penas que o destino dele não era guiado por ele. Não que o Dean não tenha perdido ninguém, não que ele não tenha tido decepções, mas aquela vida de caçador era algo que o Dean nunca esperou mudar. Quem leu O Diário de John Winchester sabe, o Dean sempre gostou daquilo. O Sam esperava algo mais e sempre foi trazido, arrastado de volta pela vida. Ele estava cansado, desgastado pelo que já viveu, queria morrer e deixar de sofrer – de ver o irmão sofrer. Eu entendo. Ingratidão é uma palavra que nem deveria ser relacionada ao Sam que sempre esteve ao lado do irmão. Muita gente joga a Ruby e o fato de não tê-lo procurado no purgatório. Sobre o purgatório, cara… Nem no purgatório ele sabia que o Dean estava, ele não tinha o Bobby ou o Castiel, o Sam estava sozinho. Queriam o que? Que jogasse no cara ou coroa. E sobre a Ruby, ela chegou até ele quando ele estava em pedaços pela morte do Dean e ofereceu vingança, vingança contra Lilith, o demônio que “tinha o contrato”. E ele fez de tudo para vingar o Dean. Mas das duas vezes o Sam deu sua vida para se redimir.
      E tem mais, o que Sam quis dizer deles não serem mais irmãos é na questão de não agirem mais como irmãos, pelo menos por um tempo, até porque a confiança está abalada. Acho que o Sam se culpa pela morte do Kevin no sentido que foi ele quem perdeu o controle do próprio corpo. E ele está bravo com o Dean pelos testes, porque ele acreditava que fechando o inferno ele estaria mais próximo da redenção por ter começado o apocalipse; ele podia ter escolhido ir em frente, mas ele AMA o Dean e parou o teste por amor ao irmão. Ele faria de tudo pelo Dean (ao contrário que as Dean-maniacas insistem em dizer) e atendeu mais um pedido. Quanto ao “como irmãos”, o que eu entendi, pelo jeito que a fala de Sam começa (“sermos família é que causou tudo”) é que eles não podem continuar sendo irmãos do jeito que estão agora, a dependência absurda um do outro, continuar vendendo a alma para salvar o outro, colocando a vida um do outro na frente de outras pessoas (“minha vida não é mais preciosa que a de ninguém”).

      1. Obrigada por ler e comentar Elyza, mas não vou seguir em frente ao que você disse, quando afirma que é SAM QUE MOVE A SÉRIE. Tsc tsc tsc…
        Só acho que o que move a série são os DOIS.
        No mais, obrigada de novo por ler e comentar,

      2. ssrodrigues

        Opa, opa. Dizer que é o Sam quem move a série é exagero. A série é sobre dois irmãos com personalidades distintas, que se amam e que se viram sozinhos, vivendo situações excepcionais, as quais colocam em evidência todas as consequências tanto das personalidades distintas quanto do amor e da dependência mútua.
        O Dean é mais generoso, emocional e irascível (como bem disse o Garth, é capaz de arrumar uma briga consigo mesmo); o Sam é mais reservado, cerebral e egoísta. A mistura de tudo é que nos faz ficar tão envolvidos. Supernatural é Sam e Dean.

    3. Essa frase é mesmo linda e retrata perfeitamente o sentido da série pra mim. Ao contrário dessa análise que coloca o DEan como o maior coitado da terra. Achar que o Dean é um pobre coitado nessa história toda só mostra falta de respeito pelo personagem. O Sam e o Dean são adultos e como qualquer adulto devem enfrentar as consequências de seus atos. Os bons atos do Dean durante todos esses anos não dão passe livre para tomar decisões equivocadas e sair disso limpo. No final, foi o “Sam” que matou o Kevin, ele foi o instrumento de execução de mais um amigo. E ele só deixou de fechar os portões do inferno e não se deixou morrer porque não quer largar o irmão sozinho (Ser a única fonte de felicidade de uma pessoa deve ser um peso horrível). Já disse e repito: continuar nessa vida de caçador é a maior prova de amor que o Sam pode dar para o Dean. Esse é o maior sacrifício que ele pode fazer. Mas ser a causa da morte de outras pessoas não é um preço que ele vai aceitar pagar novamente. É isso que ele quer que o Dean entenda.
      Só porque o Sam não fica lá fazendo cara de cachorro perdido na mudança (como o Dean faz tão bem), não quer dizer que ele não está tbm mergulhado em dor, culpa, desespero e solidão.
      O Dean acha que tudo é valido quando se trata de manter o Sammy vivo. O que o Sam está fazendo agora é traçar uma linha, marcar um limite, de até onde o Dean pode ir, antes que seja tarde demais e o irmão acabe fazendo outro pacto com um demônio, ou anjo, ou seja o que for, trazendo mais mortes e outro círculo de culpa que vai acabar separando de vez os irmãos.
      E acho que as pessoas estão fazendo um circo muito grande sobre a posição do Sam nessa história, porque no final das contas lá está ele de volta com o irmão. Para o bem ou para o mal.
      O Sam vai perdoar o Dean? Não. O Dean vai perdoar o Sam por beber sangue do demônio? Não. E sabe porque? Pq nada disso tem perdão. Só que isso não importa. Quando se trata de família, perdão nunca é um fator imprescindível. Em família, amor e aceitação são mais do que suficientes.
      Eu tenho fé que um dia o Sam vai aceitar o fato de que o irmão não pode abrir mão dele. E que um dia o Dean vai aceitar que o Sammy cresceu e tem o direito de tomar suas próprias decisões, mesmo que elas machuquem. Ele vai ter que aceitar (e os fãs também) que as decisões do Sam não são uma afronta ao amor e ao cuidado que dedicou ao irmão. Essas decisões significam apenas que o Sam tem uma visão própria do mundo. E não existe nada de errado nisso.

      1. Haryella

        Elysa e Euri, concordo com vcs em número, gênero e grau, seria bom se todos vissem o Sam com mais cuidado e tentassem pelo menos compreendê-lo, seria mais justo!!!

        1. Hum, estou há 9 anos tentando entendê-lo, juro. 😛

      2. Olha Euri, primeiro eu vou agradecer o comentário, pq aprendi a ser educada.. Portanto obrigada por ler e comentar.
        E volto a dizer meu anjo, eu não coloco o Dean como o maior coitado da terra. Nunca fiz isso e nunca vou fazer. Eu coloco o Dean como o idiota que espera migalhas do irmão mais novo. Ele não é coitado por isso, no fundo eu acho que Dean é muito mais superior que Sam, exatamente por isso. Pq ele sabe amar. Incondicionalmente, ele sabe amar. E Sam não sabe. Ops, deixa eu explicar antes que vcs comecem a fritar o cérebro: Disse que Sam não sabe amar, e não que ele NÃO ama. Ele ama sim, ama profundamente, mas não gosta desse amor todo e se cobra e se frustra por isso. Isso é não saber o que fazer com tanto amor que tem. E gostem vcs ou não, Sam se perde com isso. Ele fica totalmente confuso com esse amor todo e essa raiva e frustração juntos. Deve ser triste viver assim. Mas quem sabe um dia ele aprende não é? Como eu disse, a esperança é a última que morre.
        E dá licença se vou ser grossa, mas não ouse dizer que não respeito Dean. Vc nunca veio aqui falar comigo sobre isso, não que eu me lembre. Então não ouse dizer que sabe algo de mim, pq não sabe. Ok?
        Qto ao resto que vc disse, só digo que vc está no seu direito de defender seu ponto de vista, mas não me convenceu deles. E só uma coisinha: acho que vc precisa rever a série para ver quem é que não assume seus atos e suas escolhas. tsc tsc tsc… E outra: me aponte na minha análise onde eu disse que o sam não tem direito a vida própria. Oi? Só disse que esse moleque de mais de 30 anos precisa aprender a ter modos e saber colocar as coisas…
        Ahhh quem faz cara de cachorro morto é Sam.. tanto que existe uma parte do fandom dele que o chama de Puppy face.. 🙂
        Abraços..

    4. Maira

      Primeiro, vou tratar da minha querida Hayella… Sim, oh criatura rara, e iluminada que entende o Sam profundamente (devo te chamar de Becky?)
      Como Hayella se vê = Ui eu posso entender o Sam, e vcs que assistem a série desde o início são seres inferiores que não chegaram a magnitude de entender o personagem mais complexo da série, blá blá…
      HAHAHA eu só pego no seu pé pq seus comentários sempre me chamam a atenção, mas tirando o bullying de lado eu não vou falar que não há coisas que façam o Sam sofrer no momento. Sim, ele sofre pelo Kevin, isso ficou claro no episódio passado, mas no ep passado ele tbm conseguiu com a ajuda de Cass sair da sua foça mais profunda e colocar a cabeça no lugar e voltar aos eixos de “eu tenho que achar Gadreel mas isso não vale minha vida até lá” enquanto isso Dean ficou sem Sam (e na cara do Dean no episódio 9×10 sabemos que ele queria que Sam o impedisse de ir, mas não. a única coisa que ele queria ouvir era “vc não é um veneno. somos todos amaldiçoados, ou sei lá” mas ele não ia implorar por isso, não para o Sam) ele tbm ficou sem seu melhor amigo, ainda ficou carregando a morte do Kevin, de quebra a morte da Tara, teve que trabalhar com um dos demônios que mais odeia, e ainda fez um pacto com outro demônio, Caim, e no fundo ele sabe que isso não vai acabar bem, mas ele tá muito desesperado para consertar as coisas, assim como o Sam estava a ponto de querer se ferir de novo, mas a diferença é que Sam teve tempo de lidar com isso, o Dean ainda está na depressão… E a única coisa que ele pediu no fim do episódio foi para que o Sam reconhecesse que eles eram família, e mesmo tudo dando errado, é a única coisa que os dois tem. Cass entendeu melhor isso que o Sam.
      Sam tem até os seus motivos, mas acho que no fundo ele se mantem orgulhoso pq depois de desabafar no fim da oitava dizendo que decepcionou o Dean várias vezes, pela primeira vez ele pode sambar na cara do Dean, então acho que tem sim um pouco de birra e resistência por parte do Sam, afinal como um personagem complexo ele não pode simplesmente estar magoado, né…
      Depois quando Dean se decepcionou na quinta temporada com Sam e não podia mais confiar nele, ele mesmo não querendo, mesmo querendo superar Sam ele não conseguiu pq afinal “um pode ser o calcanhar de aquiles do outro. mas no fim um mantem o outro humano”, e depois “Eu libertei Lúcifer” “Vc achou que estava fazendo a coisa certa.” Dean já foi duro com Sam, mas isso passou bem rápido e era mais ele se forçando a ser duro com o caçula que tinha feito muita burrada na quarta temporada…
      Quanto ao argumento da Elysa sobre Sam e Ruby e Dean e Gadreel/Zeke: Primeiro o Sam queria vingança mesmo quando o Dean já estava ao seu lado de novo, quem foi torturado e deveria querer vingança era o Dean, o Sam sofreu muito, mas quando seu irmão voltou ele nem ligou a ponto de desistir do que ele sabia ser errado, e ele foi avisado por muita gente, anjos, Pamela, Dean… Já o Dean só fez o acordo com Gadreel pois primeiro não se tratava de vingança, e sim de salvar seu irmão. Desde a primeira temporada o lema do Dean é esse “se para nos vingarmos vc e pai precisam morrer, eu espero que nunca o encontremos.” segundo que o Dean achou que podia confiar pois numa hora de desespero ele confiou nas referências do bom Zeke, q infelizmente já tinha falecido.
      Depois “É O SAM QUE MOVE A SÉRIE” aham, claro. A série é movida pelas ações dos irmãos, em conjunto. As decisões que Dean toma pelo Sam, vide ir para o inferno, ou que Sam toma pelo Dean, vide parar os testes, são as engrenagens da série… Acho muita arrogância alguém atribuir a série a um dos irmãos, e se não fosse a base de fãs dos dois a série nem se manteria.
      E para a Polly, entendo seus argumentos, e me identifico com muitos, menos com o de vc ser um ser pouco evoluído kkkk e a análise ficou bem grande, mas quem sou para falar, olha o comentário, quando a gente se empolga dá nisso, e eu tô me contendo.
      ah e podemos concordar e discordar em vários níveis minha gente, alguém pode não gostar do comportamento do Sam e colocá-lo no inferno, outros podem só não gostar e esperar que ele reconsidere, e outros podem colocá-lo no altar de toda devoção…
      Frase do Tumblr : Dean ficaria torradinho para salvar Sam, Sam deixaria milhões morrerem para salvar Dean – isso faz mesmo sentido? =P brincadeirinha

      1. Obrigada por ler e comentar… E não se preocupe com o tamanho do comentário. Eu leio cada um, um por um com maior prazer. Escreva o quanto quiser.. Não é e nunca será problema algum..

        Isso que vc disse: “pela primeira vez ele pode sambar na cara do Dean” faz todo sentido. Talvez seja mesmo isso.. Talvez.. 🙂

        E vc entendeu exatamente o que tentei dizer: que Sam tem todo o direito do mundo de estar puto com Dean agora, mas que também Dean está somatizando tudo que aconteceu.. Ele está finalmente deixando a ficha cair e isso não é reflexo só de Gadreel. Tem muito mais na jogada e queria que as pessoas ao menos tentasse entender isso. Mas tá osso, viu? hehehehe

        Um grande abraço..

        1. Maira

          Olha eu entendo Polly. Nós nunca concordamos em tudo numa comunidade aberta ao diálogo, mas no minimo temos que tentar entender os argumentos dos outros para questioná-los.
          E muito obrigada pela paciência de ler e responder 😀
          Um abraço para vc tbm!

    5. Rodrigo

      Haryella, em tumblrs mais neutros tem muita coisa boa, gosto desses pensamentos “adolescentes”.
      Mas nenhum supera este:
      Sam foi para o inferno para salvar o mundo.
      Dean foi para o inferno para salvar SEU mundo.
      Maior verdade, impossível!
      Não preciso dizer muito, pois também acho o Sam um tanto quanto complexo, talvez por achar o Dean muito linear. Na verdade, é como dizem, um complementa o outro.

      1. Rodrigo

        No mais, é um bom sinal ver o pessoal Pró Sam ou Pró Sam&Dean se movimentando. Somos, aparentemente, minoria, por isso é muito bom ver que há os que compartilham das nossas ideias.

        1. Haryella

          Realmente, Rodrigo, essa frase diz tudo!!
          Tbm acho bom saber q mais gente pensa da mesma forma q eu ou melhor nós, mesmo sendo minoria, e olha q já tô sofrendo bullyng, hahaha!!!
          Abraços Rodrigo.

          1. Hum…. Sofrendo bullying? Na escola? Sério? Denuncie… Isso é sério… Pq não acredito que uma simples resposta a um comentário que vc fez, vc considere bullying.. tsc tsc tsc…

          2. Rodrigo

            Bullying, Haryella?! kkkkkk Calma! Vejo que a Polly é bem incisiva, mas creio que ela não tenha a intenção de humilhar.
            Gosto de ler comentários que parecem ter sido feitos no calor da emoção, como os seus. Eu era assim, mas aprendi que é melhor relaxar, refletir e então argumentar. E algumas vezes ainda acho que não reflito o suficiente. hehehehe
            Abraço.

      2. Não vou me meter numa conversa de vcs, mas tenho ressalvas quanto a complexidade e linearidade (tá certo isso? hahaha)… 🙂

  8. Pedro

    Concordo com seus argumentos, Polly, o Sam tá nessa agora: “Já troquei o Dean por um demonio, comecei o apocalipse, quase matei o Bobby, “esqueci” minha alma no inferno e não procurei ajudar o Dean no purgatório, mas não posso perdoar o Dean pq ele não me contou que queria salvar minha vida.” Sam é ingrato, egoísta e hipócrita, mas o pior? O Dean vai perdoar e perdoar calado e o Sam vai continuar se achando o fodão.

    1. Obrigada por ler e comentar… Eu não acho isso ‘pior’. Isso de Dean perdoar. Acho que isso mostra o quão Dean é mais generoso e superior no que diz respeito a saber amar incondicionalmente.
      Abraços.

  9. Sabe o que seria ótimo ?? Se Sam morresse de vez e não voltasse… Pq né gente, vamo ser realista aqui: hoje em dia ninguém dá a minima pra ele, a maioria só o suporta pq Dean o ama demais, tanto é que geral gosta mais do episódio quando Dean/Castiel ou Dean/Crowley interagem mais do que Sam e Dean. E tb seria uma boa saída já que o personagem está desgastado e os roteiristas não sabem o que fazer com ele. Eu iria chorar horrores, mas pelo menos não veria ele ser destruído, pq cmo eu disse acima: Digam o que quiser, mas o Sammy das primeiras temporadas jamais faria isso.

    1. Elyza

      EU LIGO.
      E SE FOR ASSIM, QUE A SÉRIE ACABE.

      1. Acaba mesmo! Eu amo o Dean, mas quem me fez gostar e assistir Supernatural foi o Sammy. O meu amor pelo Dean só surgiu depois. Pra mim, a série só caiu muito de qualidade qdo começaram a dar mais destaque para o Castiel do que para o Sam. Eu me apaixonei pelo anjo desde a primeira cena do Misha (pensei que ia desmaiar de emoção), mas acho que em algumas temporadas superdimensionaram a presença dele na série, que acabou perdendo o foco principal: os irmãos. Acho que hoje os roteiristas acharam o equilíbrio certo e a série voltou aos eixos.

        1. Maira

          Quando Cass teve mais destaque que o Sam? o.O

        2. Maira

          Pra mim a série continua sendo dos irmãos, só perdia o foco para coisas avulsas como a Amy, e arcos sem noção como leviatãs

          1. Calma gente, quando eu disse que Sam poderia morrer é justamente por causa disso: Essas discussões tensas onde a maioria costuma dar razão só ao Dean e esquece que qualquer história tem dois lados. E SIM, acho Sam Winchester mto mal escrito, ou vcs acham que as atitudes dele nas 5 primeiras temporadas são coerentes com as atitudes dele na sexta temporada em diante ? E toda temporada é assim cara, essas tretas… Tem hora que cansa. Achei a forma como Sam disse ao Dean deles não serem mais irmãos e etc muito forte, não precisava magoar Dean desse jeito. Mas é a vida cara, vamo ver o que ele vai fazer agora.

        3. Rodrigo

          Você acha que superdimensionaram a presença de Castiel? Eu tenho certeza! Vide sexta temporada. Foi o maior erro da Sera Gamble. Depois tentou dar fim ao personagem, mas…

          1. Maira

            Então Rodrigo, a presença do Cass e a incapacidade dos roteiristas de matá-lo pode até ser vista como superestima, mas tirando o fim da sexta, acredito que o resto daquela season a presença do Cass foi bem aleatória, ele aparecia para dar soluções mais fácies em episódios, e podiam ter tirado ele da série nesse momento, mas ele foi usado no fim acho que para justificar a presença que se mantinha… MAS, mesmo que o personagem seja superestimado ainda acho muito absurdo o colocarem acima do Sam… SPN pode viver sem Cass, mas não pode viver sem Sam, de nenhum jeito… Nunca eu assistiria se o Jared não estivesse ali como o Sam.
            No mais o Cass hj serve para os dois irmãos não ficarem sozinhos quando estão separados, como +/- o Bobby servia… Eu só não entendo como o Cass pode ser mais compreensivo que o Sam, tipo não que o Sam não possa agir dessa forma, mas realmente se fossem em outras temporadas acho que o Sam seria mais compreensivo com o Dean, porém tbm podemos atribuir sua atitude a tudo o que ele passou e o quanto mudou… Sei lá, vou esperar para ver o que será o fim da nona, mas não duvido que Sam fará um grande ato de amor pelo irmão, e acabe dessa vez salvando o Dean… Vou esperar

          2. Rodrigo

            Maira, quanto ao enredo da sexta temporada, Castiel a dominou junto com o Sam. É nítido que o maior prejudicado foi Dean, vimos um personagem um tanto quanto perdido.
            Não escondo de ninguém que acho Castiel descartável desde meados da quinta temporada, antes o achava muito legal. Hoje aprendi a entender que ele carrega uma legião de fãs, e os respeito, tanto que, na maioria das vezes, comento pouco ou nada acerca dele.
            Já cansei de dizer que SUPERNATURAL pra mim é SAM e DEAN! Os outros personagens devem simplesmente servir ao desenvolvimento da história dos irmãos. Mas os escritores, muitas vezes, parecem ter um maior esmero com a história de Castiel, em detrimento da história de Dean e, principalmente, da história de Sam.

          3. Maira

            Ah Rodrigo, entendi o seu ponto. Bem, estamos nas mãos dos roteiristas, e nessa temporada acho que estamos caminhando para um equilíbrio de história para os personagens, só estou esperando o que Sam vai fazer da vida, depois que ele parar com esses “termos”. Vamos ver.

    2. Rodrigo

      O que seria do Dean e sua louca obsessão pelo Sam?

      1. Rodrigo

        Jéssica, realmente o Sam está sendo mal escrito, por isso minha implicância talvez seja maior com os escritores. Entendo as reações do Sam, mas, muitas vezes, como nesse episódio, as escrevem mal, palavras que soam forçadas e fora de contexto, quando não repetidas. Sei lá qual a intenção desse pessoal, mas parecem não saber manejá-lo.

        1. Vc disse bem, Rodrigo. Sam é muito mal manejado pelos roteiristas, tenho reparado isso desde a sexta temporada. Agora me diz uma coisa: NUNCA que o Sammy das primeiras temporadas deixaria ser transformado em vampiro ou o abandonaria no purgatório sem ao menos procurá-lo. E é claro que o fandom que já possui uma implicância monstra com ele, vai achar ele um idiota egoísta e indigno do amor de Dean. Muita falta de responsabilidade por parte dos roteiristas fazerem isso. Se querem transformar Sammy em vilão, porque não fazem isso de uma vez por todas ?? Seria mais limpo assim.

          1. Rodrigo

            Jéssica, quanto à história do vampiro, há a justificativa de que ele estava sem alma. De resto, concordo com você. Como, de modo geral, sou saudosista, realmente aquele Sam dos primeiros anos está mesmo perdido… nos primeiros anos. hehehehe
            Desde a saída de Kripke, roteiristas e escritores parecem f*der, literalmente, o Sam. É a cobaia deles, e acredito inclusive que se aproveitam dessa “implicância”. Até eu já pensei que seria melhor se o transformassem num vilão, porque, né… PQP! Mas, não, torço por uma história digna para ambos, juntos, é claro! kkkkk
            No fim, tudo contribuiu para que esses irmãos incríveis estejam na tela até hoje. 😉

    3. Eu não concordo que Sam tem que morrer ou sair da série. Como eu disse, a série é sobre os dois irmãos. Os dois, e nada mais. Abraços.

  10. Márcia

    O Sam é mimado e egoista? ele é. Mas quem criou ele desse jeito? o Dean, então ele é responsável por Sammy ser do jeito Ele é. ele é como esses filhinhos da mamãe, mas quem é a mamãe no caso é o Dean. A oportunidade que ele teve de crescer foi qdo estava sozinho na faculdade e Dean não deixou que ele continuasse, então….

    1. Pois é né? ‘Tadinho” do Sam! E que burrice do Dean em tentar proteger e amar o irmão né? E vc sabe? Sam é tão inocente por não assumir o controle da própria vida e Dean um asno por ficar pegando no pé dele.. Putz!

      No mais, obrigada por ler e comentar.

    2. sara

      discordo.. Sam entrou na caçada por querer vingar a morte da mãe e principalmente da namorada.. Dean não o obrigou a ficar. .ele quis continuar.. mania de colocarem Sam como o coitadinho..

  11. Lara

    Que saudade de suas análises Polly,
    como sempre você foi fundo e tocou nos pontos vitais do episódio mas também do que aconteceu ao longo da série,pois tudo está conectado; alguns fans têm memória seletiva e adoram dizer que quem critica as atitudes de Sam não entende SPN. Concordo com tudo o que você tão bem expressou,parabéns!

    1. Obrigada por ler e comentar.. E concordo que tudo está ligado, tudo na série remonta a outras coisas vistas. Parece que as pessoas se esqueceram do aconteceu ao longo dos anos, e estão vendo apenas a burrice e asneira que Dean fez com o ‘pacto’ com Gadreel..
      E não, não se pode criticar as atitudes do Sam, pq afinal ele é mais complexo que Dean e merece muito mais compreensão do que qualquer um.. Tadinho… 😛

      Abraços..

  12. Marygominhas

    Não concordo com quase todas as coisas que você disse na análise, mas achei muito boa kkkkkk
    Como você disse, a maneira com que o Sam coloca as coisas é muito dura e isso ferra com tudo.
    Sobre o negócio da alma eu discordo totalmente. Falar que ele sabia sobre o certo e o errado não está certo(minha opinião)… Ele mesmo disse que não sentia nada,não dormia etc. Como você pode saber a diferença entre certo e o errado e tentar matar o próprio pai postiço? Quem sabe o que é certo e errado não faria isso.. O Sam não faria isso, se estivesse em seu estado normal.
    Como eu disse em outro post, acho que o Carver vai fazer com que um passe pela situação do outro,só assim para o Sam entender a situação do Dean e este entender a situação do Sam..
    Fora isso gostei da sua análise 😀
    Faz muito tempo que eu visito este site e bemmmmmm raramente eu comento kkkkkkkkk Na verdade eu só venho aqui para ver as novidades,ler análises,opiniões e teorias..AMO teorias rsrrsrsrs
    Bom sem delongas, falooo

    1. Obrigada por ler e comentar. Obrigada mesmo. E exatamente, Sam precisa de umas aulas de boas maneiras, né? hahahaha…

      Sam podia não ter sentimentos, mas todo mundo deve seguir regras e ele tinha uma certa bagagem. Acima de tudo Dean era irmão dele. Ele deveria ao menos ter pensado nisso. Não o perdôo. Na verdade não perdoo é Sera Gamble.. ..
      Eu realmente espero que um dia Sam possa entender melhor os pensamentos de Dean.
      E por favor, volte sempre e comente.. Adoramos interagir com as pessoas que nos visitam. É sempre um prazer!
      Abraços

  13. Rodrigo

    Você escreve muito bem, Polly! Nada de surpreendente para a visão de uma DeanGirl.
    Sam sempre será o rebelde sem causa, egoísta, que não ama o irmão como merece (embora não saia dessa vida exatamente pelo contrário), e o Dean o coitadinho, dono da razão, cujo maior pecado é amar demais o irmão ingrato e blábláblá…
    Quanto ao episódio, foi “legalzin”. Fiquei torcendo para o Sam dar um abraço no Dean (o cara tava praticamente implorando por isso só pelo olhar kkkkkk), mas entendo a indignação do Sam, foi ele o abusado por um anjo psicopata e por um demônio “cheio de onda”, fora os amigos perdidos. Ah, não, peraê! Esqueci que só o Dean sofre com essas perdas, enquanto o Sam fica lendo “gibis” e pensando em quando encontrará sua “princesa”.

    1. Haryella

      Adoro seus comentários Rodrigo!!! E sempre concordo com vc!!!

    2. Rodrigo, obrigada por ler comentar. Eu realmente gosto muito de você, acho você um dos poucos defensores do Sam que tem bom senso. (Normalmente são homens kkkkkk)
      Vamos por partes.. Eu nunca disse que Sam é rebelde sem causa, e que não ama o irmão e nem que o Dean é coitadinho e dono da razão, cujo maior pecado é amar o irmão ingrato. Nunca disse isso. Por favor, não coloque palavras na minha boca. Inclusive na minha análise eu defendi que Sam tem todo o direito de estar bravo e de ter vida própria, que Dean tem uma dependência doentia em relação a tudo que se refere a Sam e que isso precisa ser superado… Portanto, se seu intento foi ser sarcástico, não deu certo. Sorry. E por favor, eu não quero usar o meu sarcasmo com vc! Não quero mesmo, pq eu posso ser cruel 🙁
      E não, eu não fiquei torcendo por abraços, pq eles não estão prontos para isso, eu só não gostei e não concordo que Sam venha falar de CONFIANÇA… Isso foi além dos limites…
      E por favor, vc é inteligente o suficiente para saber que isso não se trata apenas de Gadreel, não é?
      Mas pensando bem, Sam não precisa ler gibis e nem encontrar princesa.. Ele já tem o bunker e um monte de livrinhos legalzin pra ler e a princesa dele era muito da sem graça e ia dar muita despesa no cabeleireiro. Dean era de manutenção mais barata! Por isso ele parou de brincar de casinha, né? 🙂

      1. Rodrigo

        Hey, Polly! Acredito que você nunca será desrespeitosa, portanto esteja à vontade para ser sarcástica. Confesso que tentei sê-lo no final do meu comentário anterior, mas sou ruim com isso, de resto, fui simplesmente objetivo.
        Você sabe que a respeito exatamente por defender com tamanha paixão um personagem tão adorável como o Dean e que a compreendo, pois algumas vezes já fiquei puto com certas atitudes do Sam, mais especificamente com suas palavras. No entanto, o que disse no comentário anterior foi o que deu a entender, aliás, é o que dá a entender sempre que vejo argumentos de uma DeanGirl claramente revoltada com as atitudes “infantis” de Sam Winchester e TUDO que o envolve, destacando os motivos por que Sam merece uma “lição” das boas (só faltou dizer que os poderes sobrenaturais do bebê Sam fizeram com que a mãe torrasse no teto, deixando o Dean órfão kkkk brinks!).
        Já que você mexeu em feridas, pelo jeito, não cicatrizadas, vamos lá.
        Sam se envolveu com Ruby porque buscava vingança pela morte do Dean e achava que, com aquilo, mataria Lilith (e claro porque era gostosa também). O sangue de demônio só serviu mesmo para cegá-lo. As atitudes dele quando estava sem alma creio terem sido plenamente justificadas. Acomodou-se com Amélia porque achou que o irmão havia morrido. Foi estranho? Demais! Isso nunca será 100% compreensível pra mim (Amélia foi um porre! Fosse Sarah Blake, meu discurso correria sérios riscos de ir para o ralo). Enfim, escritores e roteiristas…
        No meu ponto de vista, é injusto dizer que Sam culpa Dean por tudo, choraminga e não aceita seus erros, quando é exatamente o contrário. Quantas vezes já vimos Sam pedindo perdão por suas mancadas e buscando redenção? Quantas vezes já vimos Dean jogar na cara de Sam as cagadas que ele fez? E não precisa voltar muito no tempo para constatar isso. Qual é?! Ambos têm os mesmos direitos; de reclamar, de jogar na cara do outro os erros que comete, de não confiar…
        Outra coisa: Sam é incapaz de fazer algo por si mesmo? Somente os escritores e roteiristas devem pensar dessa forma. Um cavalão daqueles, com 30 anos e quase 2m de altura, desmaiando com qualquer pancada e cometendo erros imbecis em algumas ocasiões. Piada! Deve ser para ressaltar que ele é o irmão mais novo, portanto devendo-se manter uma certa fragilidade para justificar a ação do primogênito super-herói.
        Não me lembro de haver visto Sam culpando Dean por todas as suas tragédias, eximindo-se de culpas, e sim o alertando sobre as escolhas de ambos e o que elas acarretam, algumas vezes na esperança de que Dean resolvesse segui-lo, “construindo uma vida” longe das caçadas. Mas como Dean sempre se recusou a aceitar isso, Sam não teria coragem de deixá-lo sozinho por muito tempo, já que desde sua volta às caçadas, viu a dimensão do perigo que os cerca, além de saber claramente que o irmão fez muito por ele. A grande prova de amor que Sam tem por Dean está nisso. Ele quer viver longe das caçadas e até consegue, por pouco tempo, pois viver longe do irmão é impossível.
        Devo confessar que este episódio, por enquanto, é um caso à parte, porque nem mesmo em Road Trip interpretei de tal forma, pois ali era nítido que ele falava do momento em que já estava em coma, pronto para morrer, até que Dean decidiu resgatá-lo pessoalmente. Sam poderia ter dito não, mas escolheu ficar por causa de Dean. Ele queria morrer, mas diante do apelo do irmão, acredito que ele tomou consciência das consequências devastadoras para Dean, caso decidisse se entregar. Dean não se aquietaria, pois é Sam que o faz viver. Tem como não achar isso foda (no melhor dos sentidos)!
        Sam tem usado palavras fortes? Sim. Mas quem as redige são os escritores. Sabe-se lá qual o intuito desses caras. Espero que saibam realmente o que fazem, pois em relação ao Sam, tem sido uma decepção. Apesar de tudo, persisto em sua defesa e acredito em tempos (e falas) melhores para o personagem.
        No mais, citei a possessão recente apenas para exemplificar, pois mitologia é o que menos me importa na série, já há bastante tempo. Gosto mesmo é de apreciar o relacionamento dos irmãos, com todas as suas intempéries. Sim, estou sempre esperando por um “WinchesterHug”. Esperava um da parte de Sam com ele falando: “Dean, estou puto com você, mas você é meu irmão, minha única família, e eu te amo!” Iria às lágrimas! O que não seria nada diante do tanto que esses caras já me fizeram chorar. Mas aí é com os escritores e, tipo assim, Winchesters não dizem eu te amo claramente, embora o olhar entregue tudo.
        PS: Sempre que o Dean se justifica para o Sam com “porque nós somos família”, ouço automaticamente “porque eu te amo”. Espero que essa codependência seja controlada, mas nunca quebrada, pois não dá pra acompanhar Supernatural sem todo esse turbilhão de sentimentos que há entre Sam e Dean, sem as loucuras que um faz por amor ao outro.

        1. Tudo bem Rodrigo e eu entendo exatamente cada ponto que vc levantou e desculpe, existe muitos pontos que não concordo.. Outros concordo e falamos a mesma língua. Só vou te deixar uma coisa sobre o que você falou sobre Ruby e sangue de demônio: Sam não levou em conta a única coisa que Dean pediu a ele na vida antes de morrer >> ‘Lembre-se do que eu te ensinei’… E vc há de concordar que viver cego pela vingança e transar e confiar numa demo de quinta não foi uma das coisas que Dean ensinou a ele, certo? Eu nunca vou perdoar o Sam por ter feito o que fez. Nem pela desculpa de vingar a morte de Dean. Nunca mesmo. Desculpe, mas essa sou eu. Qto ao resto, acho que foi a maior cagada da Sera Gamble com Sam, e com Dean tb, tê-los colocados naquela situação. Mas volto a dizer, foi o que foi feito e está feito. Ficou assim e pronto.
          Os demais pontos não vou nem falar, pq eu já falei e mostrei sobre eles.
          E realmente são os escritores que redigem, e esse é o trabalho deles. Causar conflitos e discussões. Pq o que seria da série se algo ficasse morno? Morreria, certo? Entretanto os roteiristas escrevem exatamente porque o personagem pede e o ator vai lá e faz. Simples assim. Nesse momento, para mim, Sam está sendo um asno pelo seu comportamento. Culpa de roteirista ou não, não vem ao caso, o fato é que ele está. Ele está mostrando toda a insensibilidade que não é comum a ele, mesmo que ele não diga em palavras, Sam já mostrou em atos que não é insensível. Entretanto (e aqui vem nossa discordância) Sam tem atitudes, muitas vezes, que é claramente ‘birrenta’. Ele claramente prefere atingir seu ponto, sua intenção do jeito mais doloroso. É uma característica dele? É, é sim. Sou obrigada a gostar e concordar? Não, não sou. Isso me faz odiá-lo? Não, não faz. Mas tampouco me faz querer pegá-lo no colo. Me faz é querer dar uma bofetada na cara dele. Bem dada, para ver se acorda para Jesus e deixa de ser tão chiliquento.
          E exatamente como vc, eu espero que eles melhorem essa codependência, mas jamais quebrem o laço.
          E eu vou tentar dizer mais uma vez: meu problema não é com Sam estar puto e nem magoado, e muito menos dele querer decidir sua própria vida. Meu problema é como ele coloca as coisas numa hora que ele claramente precisaria ser um pouco mais generoso. Quando ele poderia muito bem olhar dentro dos olhos de Dean e ver que seu irmão precisa dele mais que tudo nesse mundo. E se lembrar que eles SÃO IRMÃOS. Goste ele, ou não.
          Bad Boys foi esquecido tão rápido assim?

  14. carlos

    Td bem o sam pode ate estar magoado e sofrendo por dentro como mts disseram aqui, mas acho mt egoísmo da parte dele jogar td na cara do dean, tudo que o dean fez foi por ele, e tmbm acho mt covardia da parte dele querer morrer, ai viram me dizer q ele esta cansado de tudo, então me pergunto se o dean tmbm não esta cansado, porem os dois começaram isso e agora tem de acabar com isso, isso ser mt lindo o sam morrer e deixar tudo nas costas do dean não e

    1. Obrigada por ler e comentar.. Exatamente isso! Sam passou todos os limites..
      Obrigada de novo por comentar. Venham sempre fazer isso, a gente adora saber a opinião de vcs sobre a série.

  15. Mas que análise sensacional, minha boss! Realmente vale a pena ler os seus aspectos condizentes ao relacionamento entre os irmãos e também o episódio em si sobre o qual você está analisando. Acho incrível a forma que você interpreta os acontecimentos de qualquer episódio, sempre muito sábia e detalhada. Admiro de verdade essa sua virtude. Mas, bem, em relação ao episódio e o conflito gerado entre os irmãos devido a tudo que aconteceu recentemente, concordo em maior parte com os aspectos apresentados e cautelosamente analisados por você. Com praticamente todos. Sabe que sou defensor do Sam, já deixei claro isso, e muitas vezes já descordei de suas opiniões em torno dele. Porém, sou realista e justo, e dessa vez devo concordar com suas opiniões e entender as razões pelas quais você está tão brava com ele, mesmo que não esteja tanta raiva quanto você. Por um lado, entendo o motivo de Sam estar decepcionado a tal ponto com Dean, porque me colocando no lugar dele, eu provavelmente reagiria de forma parecida. Poderia até perdoar mais cedo, mas certamente ficaria um vazio por dentro. Essa atitude de decepção demonstrada por ele, eu entendo. Ou tento, pelo menos. O que não entendo é ele perder a confiança em Dean dessa maneira e, como você disse, não estar interessado em achar um modo de consertar o que está quebrado no relacionamento deles. Acho que, no mínimo isso, ele devia ao Dean. Sam deveria entender que tudo o que Dean faz, sempre fez, e sempre fará, por ele, será por amor. Falta um pouco de compreensão da parte dele. Dean errou ao deixar um anjo sobre o qual ele não sabia nada possuir Sam para curá-lo? Quem sou eu para julgá-lo? Ainda mais considerando que faria o mesmo para proteger meu irmão. Mesmo que estivesse sendo impulsivo e de certa forma egoísta. É amor de irmão, minha gente. Quando se trata de proteger Sam, Dean age com o coração, ao invés da razão, e, é exatamente por esse e muitos outros motivos, que eu me identifico com ele, respeito-o e admiro-o. Quanto a reação de Sam às atitudes do irmão, já esperava que fosse acontecer, porque esse é seu jeito, sua personalidade. O Winchester caçula não seria ele mesmo se não demonstrasse tamanha teimosia, não? No entanto, gostaria que Sam mudasse e deixasse de considerar o laço que os dois partilham culpado por tudo que já aconteceu de ruim entre eles. Realmente torço por isso, pois me doeu muito ver Sam delatar o termo família daquela maneira, como se considerasse isso um fardo, algo que para eles é de suma importância. Isso foi o que mais me deixou chateado. Mas ainda é tempo de mudar. Ainda é tempo de verdadeiramente fortalecer o relacionamento deles. Sem mais delongas. Sem mais remorsos. Apenas fraternidade. Eles ainda podem chegar lá, eu sei disso, e sei que você também sabe, Polly. Parabéns por outra incrível análise!

    1. Gui, obrigada a você por ler e comentar… A gente já cansou de falar sobre isso no chat, mas vc sabe como eu sou e dessa vez eu não pude me conter. No começo pensei: “Putz tinha que ser eu a escrever sobre isso?”.. Mas depois achei que foi até melhor, pq assim eu coloco minha raiva para fora e quem sabe começo a ver esse Sam que seus defensores tanto enxergam e que eu não consigo ver. Ás vezes me pergunto se eu que sou uma pessoa difícil, se sou tão teimosa assim, ou se criei algum bloqueio em relação a isso… Sério. Ô moleque pra me dar nos nervos kkkkkkkkkkk…
      Bjocas e obrigada!

  16. Lara

    Por quê você não escreve um longo comentário em defesa do pobre bebê gigante,tão perfeito assim teríamos a visão de um extremo Samboy!!!!!

  17. Lara

    Meu comentário foi para o Rodrigo.

    1. Rodrigo

      Oi, Lara! “SamBoy” Há tempos não lia esse termo. Isso daqui está me fazendo relembrar os tempos áureos do orkut hehehe
      Na realidade, cansei de debater longamente, se quiser, procure meus comentários em outros posts, quem sabe você encontre algo que a satisfaça.

      1. Lara

        Oi Rodrigo! Tenho certeza de que você deve ter esccrito várias pérolas,mas a análise da Polly me satisfaz plenamente,perfeita!

  18. Muito boa a sua análise Polly, como sempre.
    A coisa que eu mais amo na arte é que ela é abstrata e não concreta. E as diferentes maneiras com que enxergamos e sentimos a arte é algo lindo.
    Não vou fazer um texto aqui sobre como sinto e entendo a série, nem dizer sobre o que concordo e discordo. Só vou dizer que gostei muito de ler seu ponto de vista e que é isto que eu amo em Supernatural, a possibilidade que a série nos dá de expressar e até mesmo entender nossos mais genuínos sentimentos.
    Um beijo!

    1. Obrigada Suzinha, sua linda… E é exatamente o que mais amo na arte também! As infinitas possibilidades de interpretação e o que aprendemos com isso, com outras visões, com outras ideias. Isso não tem preço…
      E não se preocupe, vc pode me dizer o que concorda ou não no nosso chat! hahaha..
      Bjos sua linda..

  19. Karol

    Obrigada por colocar em palavras o que estava intalado na minha garganta há tempos. Gosto muito do Sam, mesmo, mas toda vez que ele age como um menininho mimado e egoísta de 5 anos de idade, tenho vontade de socar a cara dele e gritar que ele não merece um irmão como o Dean. Aliás, não merece a FAMÍLIA que tem (ou teve). Porque sim, Sammy querido, o Dean é seu irmão, sua família, faça você careta pra isso ou não.
    Dean cresceu ouvindo que seu principal dever é cuidar do irmão mais novo, protegê-lo. Aí vem o senhor “eu queria morrer” e diz pra ele que toda vez que ele faz isso dá merda, que ele errou todas as vezes em ter salvado sua vida. Me poupe! No final da 8ª temporada, Sam não me pareceu argumentar muito contra a ideia de permanecer vivo.
    Claro que, eu até entendo em partes o Sam, como ele estar se sentindo traído e indiretamente culpado. Mas ok, quantas vezes não foi Dean que se sentiu assim? E pior, carregando o peso do mundo nas costas, transformado em culpa. Dean carrega culpa por suas escolhas, suas ações e pelas ecolhas e atitudes de Sam também.
    Verdade seja dita, uma reviravolta precisa mesmo acontecer, pra fazer Sam enxergar que ele não é o “coitadinho” de toda a história. Seria bom se, pelo menos uma vez, fosse o Sammy a sentir quanto pesa o fardo que seu irmão carrega.

    1. Obrigada por ler e comentar!
      E obrigada meu pai eterno, por alguém finalmente entender o que eu escrevi kkkkk…
      Eu tb gosto do Sam, mas as atitudes dele me tiram do sério.. Juro… E exatamente, ele pode fazer quantas caretas que quiser, mas Dean é irmão dele e pronto. Como eu disse, GET OVER IT, BRAT! 🙂
      Sacrifice me fez eu amar Sam como há tempos eu não amava porque eu comecei a ver uma esperança de mais maturidade e generosidade por parte dele, e daí ele vem com essa de “pq vc não me deixou fechar os portões do inferno e me trapaceou para um anjo me possuir”… Ah vai catar coquinho no asfalto!
      E vc está certa em dizer que Sam usa Dean como muleta e se queixa disso. Faça algo, ué! 🙂
      Obrigada de novo.. E acertou de novo no final do comentário.. Bjos

  20. Selene

    Saindo de toda a discussão sobre Sam e Dean, eu achei o episódio mais fraco da temporada… talvez pelo que o antecedeu, mas tbm pq me irritou toda aquela religiosidade do Garth, e ele estava menos engraçado, e todo aquele lado dele que deu tentava ajudar no relacionamento dos irmãos foi esquecido, assim como “e agora quem fica com o posto que era do Bobby em ajudar outros caçadores?” mas nada que foi apresentado foi fora de contexto e o episódio tava arrumadinho no roteiro. Eu tbm acho q ele estão mostrando comunidades de monstros que vivem entre humanos e caçadores pacificamente como uma preparação para o spin off, como a comunidade de bruxos da season passada e a de lobisomens agora, afinal a nova série será sobre hunters e monstros convivendo em uma mesma cidade… vamos ver.
    PS: Vão se passar 20 temporadas e ainda estaremos discutindo sobre Dean e Sam, Sam e Dean, e só talvez quando a série acabar teremos uma conclusão mais definitiva, e acho que nem isso… E sabe o por quê: Pq a série é sobre eles, esses irmãos, e eles nunca deixaram de serem o centro das nossas atenções.

    Análise grande, mas é bom que vc mostre seu ponto de vista com clareza Polly.

    Beijos aos Team Sam, aos Team Dean, e principalmente aos Team Winchesters.

    1. Obrigada por ler e comentar. Concordo que não foi um dos melhores episódios, mas não foi tão ruim assim. Foi ‘malomeno’, mas teve essa coisinha no final para deixar o fandom em polvorosa. hahaha…
      E pois é, eu tenho tendência a escrever muiiiito… Desculpe.. 😛 Ou não hahahaha..
      E bjos para vc tb!

      1. Selene

        Polly não se desculpe por escrever muito, foi só uma observação minha, mas como eu disse é bom pq vc se expressa com mais clareza, pelo menos pra mim. Eu não quis dizer que o episódio foi ruim, como eu disse o roteiro tava no lugar, mas que de todos foi o que eu achei mais fraco, pois tbm teve coisas que pessoalmente não me agradaram. Eu não coloquei o fim em conta, pq as discussões entre os dois sempre rendem.
        Beijos, e obrigada pelo cuidado de ler e responder os comentários.

  21. Oi Polly, como sempre é um prazer ler sua a análise!
    Conversamos um pouquinho no twitter e você sabe que partilho desta mesma raiva pelas atitudes do Sam. Quero deixar claro que amo os dois, amo a co-dependência, amo as coisas que estão dispostos a fazer um pelo outro, e é isso que move a série desde sempre, a família, embora, como vc mesma disse, eles não vejam família da mesma forma.
    Temos a impressão de que Dean é mais dependente de Sam do que Sam dele, acho que isso acontece porque Dean deixou o irmão digamos “sem vergonha”, ele sabe que pode fugir e volta, falar e fazer o que quiser pois Dean o receberá de braços abertos no final das contas, é triste porque Sam deveria saber que o Dean tbm merece essa confiança, um porto seguro, Dean tbm perdeu a chance de ter uma vida normal, ele perdeu tanto quando Sam, mas como bem disse John no 2×01, nunca reclamou, nunca se fez de vitima ao contrario do caçula. Sam tem todo direito de querer seguir outro caminhos, mas não tem direito nenhum de culpar Dean por nada disso, pelo contrário, deveria ser mais grato, as vezes ele é, ele é sim um bom irmão, mas atitudes como deste episódio me entristecem demais com ele.
    Enfim… mas é bom, é bom pra gente ficar torcendo pra eles se resolverem logo, é bom pra dar um ritmo diferente na série, é bom pra gente sofrer e xingar quem achamos estar errado, pra dar emoção hehehe… (Eu li uns spoilers e fiquei feliz, tava torcendo por isso, vai acontecer umas coisas muito ruins com o Dean graças a marca de Caim, e Sam vai se arrepender e aprender a dar o valor devido ao irmão.) Vamos ver no que dá, to empolgada.
    Bjsss

    1. Obrigada minha querida Fê por ler e comentar.. E vc disse exatamente o que penso sobre Sam e a relação deles. Eles são família, faça o Sam careta ou não… E o caçula precisa sim a ser mais generoso e compreensivo com a pessoa que ele diz amar tanto. Essa birra e mimimi dele toda vez, esses chiliques já deu no saco. Mesmo.. E assim como vc eu torço para que essa picuinha acabe logo. E devo confessar que torço para que Sam possa ao menos uma vez na vida parar de achar que o irmão é um estorvo, ou um ‘mal necessário’ (ok, é forte isso e talvez não seja justo, mas é a expressão que consegui achar no momento e acho que vc entende.. 🙂 )…
      Qto a marca, eu tb acho que vai acontecer sim. Até pq não é uma marquinha qualquer.. Mas sabe o que me deixa esperançosa? Caim disse a Dean: Eu matei meu irmão, vc salvou o seu.
      Sam deveria saber disso… Não é? 🙂
      Bjos

  22. Polly na veeeeia, como sempre!

    E vamos e convenhamos, quem é leitor assíduo do site não deve acreditar que a gente sorteia as análises né? Porque você sempre cai com as mais polêmicas!

    E se o seu texto por natureza já é sensacional e atrai muitos comentários, quando é sobre uma discussão polêmica que nem abriu nesse episódio então, nem se fala!

    Bom, como a gente andou conversando eu nunca tive nada contra o Sam e sempre defendi ele, adoro o personagem, mas achei que ele extrapolou nesse episódio com esse papo de serem parceiros de caça mas não família e bla bla bla.

    Mas, como o Sam é um personagem, “manipulado” pelos roteiristas, eju fico mais puto com eles. Se por um lado todo o arco da temporada com anjos caídos, disputa pelo poder no Inferno tá me agradando, essa relação deles não tá me agradando nadinha.

    Como eles podem colocar um Sam insensível desse jeito logo depois daquele momento lindo em Sacrifice??

    Não entra na minha cabeça. No arco “sobrenatural” eu confio cegamente no Carver, mas quanto ao arco da relação dos dois preciso esperar. Espero que tenha um ótimo motivo pra tudo isso estar acontecendo e sinceramente espero que eles parem com essas tretas entre os dois. Irmãos brigam, mas sinceramente já está me cansando tudo isso. E, repito, sempre defendi o Sam quando todos caíam de pau nele. Dessa vez não defendo não. Pra mim ele é o errado (mas muito errado) dessa briga!

    Ufa… e é, Polly.. mantenha as esperanças! Pelo menos isso hauhauhau

    Bjo, boss!!!

    1. Pois é Rafa.. Vou manter as esperanças, senão eu largo de mão de vez hahaha..
      E é exatamente isso, dessa vez ele passou todos os limites.. Todos..
      Bjos e obrigada por ler e comentar..
      Continuemos falando sobre a série hahahaha…

  23. Aparecida

    Verdade Polly “a coisinha no final” deixou o fandom em polvorosa.O episódio não foi tão bom, mas o final valeu pelo episódio inteiro, só pela polemica.

    1. E eu adoro uma polêmica.. Hahahaha..
      Aprendo horrores com elas… Sério!
      Obrigada por ler e comentar..

  24. Haryella

    Quer saber, a gente fica aqui discutindo e pra uns Dean é o mocinho e Sam o vilão, pra outros Sam têm razão e Dean não é tão inocente assim… e tudo mais q já estamos cansados de ler e ouvir, mas a verdade mesmo é q os roteiristas e principalmente os showrooners( não sei se escreve assim) só sabem é ferrar com o Sam.
    Primeiro foi Kripke na quarta temporada qnd começou a mudar a personalidade dele com todo aquele lance de sangue de demônio e se juntar com a Ruby, e dale ódio pra cima dele, mas daí no final da quinta qnd ele praticamente se redimiu se sacrificando pra salvar o mundo e principalmente o Dean, quem não lembra q ele foi capaz de controlar o próprio Satã para o impedir de matar o Dean, se isso não é amor não sei o q é, continuando…
    Segundo, foi a vez de Sera Gamble q o trouxe de volta sem alma daí sabemos q ele fez um monte de m*, o problema é q muitos o culpam por isso tbm, ele até podia saber o q é certo ou errado, mas ele não tava nem aí, ele tava tipo um serial killer q mata sem se importar com nada, mas ficou marcado por isso, as pessoas não perdoam e mais ódio pra cima dele, e então qnd começou a se redimir, os irmãos estavam voltando a se dar bem o q acontece?
    Terceiro, entra Jeremy Carver e faz com q ele abondone o Dean no purgatório e vai tentar ter uma vida normal, mais ódio pra cima dele.
    Agora com o final da oitava temp q pareciam q as coisas iriam melhorar tão fazendo denovo, já com o Dean nunca o fizeram cometer tantos erros, e os que ele cometeu sempre foi justicado por ser pelo Sam, mais ódio pra cima dele.
    Por isso o acho tão complexo, Dean nunca teve mudanças tão drásticas, e o Sam sempre mudando pra pior, nunca disse q não tenho raiva das atitudes do Sam, ele errou muito, mas tbm acho q ele já pagou bem caro por tudo isso.
    Por tudo isso q as três primeiras temporadas foram as melhores pra mim!!
    Espero realmente q até o final dessa temporada ele acabe salvando o Dean, nos devem isso desde a quarta temporada qnd não foi ele quem o trouxe de volta do inferno, pelo amor de Deus!!!
    E q acabe logo essa série pq já tô pirando aqui, não aguento mais, é muita loucura, omg!!!!

    1. Hum, entendo.. Seu problema então é com os roteiristas… Tá certo…
      Só que acho que suas justificativas para a ‘complexidade’ do Sam no final das contas não justificam nada… Ele é o que é e pronto… Simples assim..
      E sobre o que eu espero para o Sam, eu realmente prefiro não falar. Mas que fique bem claro que não é a saída dele da série…

      1. Haryella

        É talvez esse seja mesmo o meu problema!!
        E só pra esclarecer, qnd eu falei em bullyng não foi a vc, Polly, que eu estava me referindo, e sim pra guria chamada Maira, foi ela q usou esse termo comigo, ok.

        1. Maira

          Oh Haryella, mas espero que vc tenha entendido que o “bullying” era uma piada e tal… Porque vc está no mesmo nível de expressar a sua opinião e falar o que quer como todos nós, capiche?

  25. ssrodrigues

    Polly

    Nessa sua análise fica cristalina a razão de Supernatural ter mantido uma audiência fiel ao longo desses anos todos, apesar das derrapadas.
    O seu envolvimento emocional com a série, com os personagens, com as situações, enfim, é o mesmo de todos que continuam fiéis.
    Excelente!

    1. Sim, Supernatural nos deixa assim, meio fora da casinha né? hahaha…

      Obrigada por ler e comentar…

      1. ssrodrigues

        Deixa mesmo, mas nesse momento o que está me deixando “fora da casinha” é o Sam tratando o Dean daquele jeito, quando no fundo ele sabe perfeitamente a razão do irmão ter feito o que fez.
        Samuel Winchester é a única coisa importante que o Dean tem, a tal ponto que ele se humilhou daquela forma. O Sam poderia muito bem ter colocado seus pontos de vista, mas sem aquela insensibilidade, até crueldade, num momento de total fragilidade do irmão.

  26. Que vc escreve muito bem, Polly, não se discute. Que sua opinião, seja para o fandom amar ou malhar, é aguardada com furor, tb não há como negar, leiam-se os comentários acima.
    Faço minhas as palavras da Su: nada como a arte pra fazer cada um enxergar de um modo o que o criador e o intérprete podem ver de outro ainda.
    O estranhamento da comunicação é um dos pontos fortes de Supernatural: ninguém aqui caça demônios e, graças a esses dois, jamais vai ter encarar o apocalipse (a não ser o pessoal), mas a qualidade quase freudiana que temos de nos enxergar ou repudiar o que vemos nessa série é fascinante.

    1. Obrigada por ler e comentar.. Pois é, e como disse para a Su amo a arte por isso… E também pela possibilidade que ela nos deixa enxergar e repudiar nossos comportamentos e algumas vezes perceber atos e comportamentos alheios…
      E desculpe, não sei muito de Freud, mas o pouco que sei, não gosto e nem concordo. Mas eu entendi, que você tem muitos pontos contra o que eu disse e eu sei exatamente quais são. E tá tudo bem 🙂 … Não vou mudar, e nem vc vai e a gente segue firme e forte na estrada..
      Bjos e obrigada de novo.

  27. Juro meninas e meninos, um dia, nessa ou em outra encarnação, vou conseguir expressar as minhas ideias de maneira tão eloquente qto vcs… Morro de inveja ….. kkkk
    Bjs e bom domingo

    1. Não esquenta Cla, vc não precisa escrever.. A gente fala pelo skype kkkkk.. Bjos e obrigada lindinha..

  28. gihih

    só uma palavra encaixa se direitinho cm o Sam ingratidão”otima sua Analise Polly

    1. 😉 Obrigada por ler e comentar!
      Abraços..

  29. Eu voltei pra olhar como ficou o fervura escaldante da analise da Polly…KKKK

    Adorei todos comentários, a favor é contra ,foi muito bacana ler.

    Eu digo que da minha parte, eu sou muito emocional , e reajo conforme eu assisto ou escuto na hora . Meu coração bate mas forte ou lento então eu balanço conforme o vento. É muito duro ouvir as verdades gritantes de fronte a sua cara. E doe…

    E hoje percebo , o por que dos roteirista trazer aquela cena tão cortante no final.

    É para que o fandon pegue fogo! Já tem nove temporada e nos ainda não cansamos de discutir a relação de Dean e Sam kkkkkk Ele sabem que não tem demônio ou anjos me move mas opinião dos fãs ,do que a relação dos irmãos. Sam ferido Dean , e voltando a sentar no banco do baby , foi frio …Como bater na cara dele, e o muito cai em cima dele. Os sabidos sabem fazer isto.

    Eu boba me vi entrando dentro da historia, torcendo, gritando, chorando !Um serie que provoca vários sentimentos de raiva de odio,de amor . Eu juro eu queria esganar Sammy.

    Mas hoje kkkk Estou mas centrada kkkkk. Claro que desejo que ele de uma vez por todas tenha o mesmo sentimento que Dean tem por ele.

    Talvez se isto acontecer , acabe Supernatural .

    1. Andressa Arpini

      Exatamente Soniama!
      kkkkkkkkkkkkkkkkk’
      Eles são uns gênios fdp que adoram ver a gente brigando pq desses dois. E pior é que a gente entra nessa e é difícil sair. kkkkkkkkkkk’
      Mas isso td só mostra o quanto a série ainda tem para oferecer!
      Msm depois de nove anos, ela consegue fzr a gente passar de amor à ódio por um personagem em questão de milésimos! Isso é mt gostoso. *-*

    2. Supernatural nos fazendo emocionar desde sempre.. E também mudando nossas perspectivas continuamente! Amo muito tudo isso.. Bjocas e obrigada de novo.

  30. Nick Walker

    Sem querer desmerecer comentário de ninguém, mas gente já presenciamos tantas coisas que o Sam suportou e passou e tudo por causa do irmão, pensando em Dean. Como dominar Lúcifer em seu corpo quando espancava Dean, ou quando a barreira caiu e ele enfrentou os 2 Sam na cabeça dele, sem se importar com as consequencias, tudo para não deixar o Dean sozinho no mundo. O Sam ama o Dean, mas odeia o Dean sacrificar todos pelo irmão caçula como o próprio Dean. Ele sente a culpa porque é por ele que isso tudo acontece e agora o Kevin, no qual prometeram proteger. E não só o Sam sofre com a culpa dele como também sofre com a culpa do Dean. As palavras do Sam no final do episódio foram perfeitas. Ele quis dizer que: Vamos trabalhar, ”mas como irmãos”…. ou seja, sacrificar mais vidas por mim, Dean, isso não. Porque Dean é assim, coloca a família em primeiro lugar e a família dele é SAAAAAAAAM, mas Sam não queeeeer isso, porque ele não acha que a vida dele é melhor que a de ninguém principalmente devido as burradas que já fez, ele que rcaçar com o irmão, ele ama o irmão, mas odeia isso nele e quem não odiaria todos morrerem por causa de voce.

    1. Entendo e concordo em partes som seu ponto, eu sei que não deve ser nada fácil ser ‘o problema’. Mas vem cá… Existe jeito e ‘jeito’ de falar as coisas, certo? Vc sinceramente acha que Dean fez o que fez com Gadreel (só pra ficar nisso), desejando e esperando que alguém como Kevin pagasse o preço? Vc sinceramente acha que Dean não se sente a pior criatura da face da terra por saber disso tudo que vc tá dizendo? Como é que vc acha tb que Dean está se sentindo? A única coisa que o segura na linha é sua FAMÍLIA, leia-se Sam, e vem Samuel Winchester e coloca as coisas desse modo? E ainda por cima falando de CONFIANÇA? Justo Sam que precisou ser perdoado trocentas vezes??
      Custava uma vez na vida ele ser generoso com o irmão?
      Isso sim não tem desculpa..
      Obrigada do fundo do coração por ler e comentar..
      Abraços..

  31. Quer saber, porque o Deam também não seguiu em frente,como o Sam fez, em uma faculdade.Não ele simplesmente foi e arrastou o irmão para esta vida.
    Ai no episódio 4.19, quando eles conhecem o Adam, ele diz para o Sam que o Adam não precisa seguir a vida de caçador; que ele podia ser um medico, quer que o Adam tenha um vida normal, enquanto que o Sam ele foi e arrastou ele para vida, não deu a chance para ele retornar para sua Faculdade. é por isso que eu perdia um pouco da fé no Deam, mas fiquei muito magoada com Sam humilhando ele no final.

    1. Obrigada por ler e comentar… Mas volto a dizer, essas escolhas foram do Sam.. Dean pode até ter insistido e sido um asno teimoso, mas Sam aceitou essa insistência. Não é justo colocar a responsabilidade toda em cima de Dean. 🙂
      Abraços

  32. Andressa Arpini

    Cheguei atrasada, mas cheguei! \O/
    Bem, assim que vi quem era logo pensei: “Vai dar um bafáfá danado nos comentários por parte de Sam!Girls e cia. kkkkkkkkkkk’
    E pelo que vi, não foi diferente do que pensei! kkkkkkkkkkk’
    Vc sabe que concordo com praticamente td o que vc diz sempre e sempre e dessa vez não seria diferente. Porém, não pq sou Dean!Girl, e sim pq compreendo perfeitamente seu ponto de vista.
    Não há uma vírgula q eu não concorde contigo, Polly.
    Tmb estou estraçalhada com akelas palavras indas do Sam. Eu sou só um pouquinho mais pacífica. kkkkkkkkkkkkk’
    Acuso o Sam de td o que vc disse e às vezes tenho vontade de voar no pescoço dele, como agr. Mas tento, eu disse TENTO entender o lado dele. Bem, isso não quer dizer que eu consiga. kkkkkkkkkkkkkk’
    Td o que penso sobre os acontecimentos, estão nos comentários do episódio. E como estou com mt preguiça, não vou escrever td de novo aki. I’m Sorry. :/
    Mas saiba que é praticamente o q vc falou, então n vai fzr mt diferença. kkkkkkkkkkkkkk’
    E nós ainda vamos ter que aguentar essa defesa mode-on do povo. Mas, estamos acostumados, não?
    kkkkkkkkkkkkkkk’
    Vamos botar lenha na fogueira e preparar nossos coraçãozinhos pro que vem aí. Pq como a Clarice disse alguns dias atrás, pra coisa td melhorar, ela vai piorar, e muito! ~lê-se morrida~

    Amei sua análise, Polly! Sou sua fã. <3
    Até a próxima. *u*
    Bjinhos. =*

    1. Obrigada por ler e comentar.. Muito obrigada mesmo..
      E sim, eu também tento entendê-lo na maioria das vezes, mas como eu disse, não sou tão evoluída…
      Eu não concordo e isso me deixa um tanto exaltada demais, eu reconheço kkkkk
      Preciso me controlar mais, mas como eu sempre falo, sou meio que uma Dean de saias… Ele atira primeiro, pergunta depois. Eu abro minha boca sem filtro, e penso depois kkkkk
      Bjocas e de novo muito obrigada..
      E não interessa se é tarde ou não que venha, mas sempre venha.. Em qualquer análise 🙂

  33. Morganalu

    Sinceramente? episódio fraco, mas tb depois dos dois últimos, acho que qualquer episódio deixaria a desejar.
    E bem agora as coisas estão estranhas, temos um caçados com a marca de Caim, outro caçador com um restinho de anjo dentro dele, um demônio (ex-futuro Rei do inferno), um anjo e um lobisomem….o que mais virá?…
    Quanto a análise foi clara e objetiva, mas como sabemos as pessoas tomam como verdade aquilo que lhes convêm!Que amem o Dean, que amem o Sam, que amem o Cas, o Crowley ou quem quer que seja..estamos num mesmo barco e este barco não está mais á deriva, tem um capitão no leme e se ele quer arranhar as coisas entre os irmãos que seja, só vou dizer que adoro toda essa sagacidade com que as pessoas defendem seu personagem, isso é demais…

    1. Obrigada por ler e comentar.. E vc tem razão, Supernatural nos deixa assim, apaixonados demais… Não sei até que ponto isso é bom ou ruim, sério.
      E vc tem toda razão quando diz que as pessoas tomam como verdade aquilo que lhes convêm. Certíssima.. Não poderia concordar mais. O grande problema é que com isso, acabam não respeitando e vendo com clareza o ponto de vista do outro. E começa o bafafá… Vish que eu sempre estou no meio deles, né? kkkkkkkkkk
      Mas deixa quieto que é melhor.. hahaha..
      Bjos e obrigada de novo por ler e comentar…

  34. sara

    Excelente review! Sempre fui dean team, mas independente disso, fiquei muito puta com a atitude fria do SAm. nessas 9 temporadas vimos Dean tentando consertas as merdas que SAm fez, tentando salvá-lo e fortalecer o laço entre irmãos.. por isso o discursinho hipocrita no final do episódio me irritou muito. É de partir o coração a expressão de Dean.. grande Jensen Ackles.. que além de ter o melhor personagem da série, também é o ator mais talentoso.. só espero que o Sam deixe de mimimi nos próximos episódios. Quem é que poderia salvar um irmão e não o faria?? se isso é crime… o mundo tá perdido mesmo.

    1. obrigada por ler e comentar.. E sim, a palavra generosidade e tato não existe no vocabulário do Sam qto o assunto é Dean..

      Perdido vc vai achar qdo ver o episódio dessa semana, o 9×13..

      Abraços e obrigada de novo por comentar..

  35. Seu Zac

    Espero não ter chegado atrasado para a festa (hahahahahaahah).

    Bem, o que posso dizer? Que o mundo gira? Que a vida é uma roda gigante? Que um irmão perdeu a confiança no outro? Que o Dean tá provando do próprio veneno?

    Eu acho que já vi esse filme antes e sei como termina.

    A discussão quem está certo e quem está errado vai depender do gosto e da preferência do freguês, por isso, essa discussão é infinita e, como já disseram, a gente só vê o que quer (nossa memória é muiiiiiiito seletiva). E, na minha modéstia opinião, o foco da polêmica está errado (volta já a esse ponto).

    Mas metendo o meu bedelho na discussão, porque eu sou um chato de galocha (hahahahah). Em primeiro lugar, eu acho que não precisa ser evoluído, inteligente ou ter preferência por personagem A ou B para concordar com a ideia de que em nosso nome ou por nossa causa não se deve matar ou morrer.

    Em segundo lugar, sabemos que os erros e as polêmicas é que movem a dramaturgia (que comentário profundo!). Eu só penso que criar polêmica pela polêmica é preguiça ou incompetência dos autores (volto já a esse ponto também).

    A série, de fato, é/ou foi apaixonante, tanto que se criaram grupos. Temos as deangirls (aquelas fãs que são muito apaixonadas pelo Dean); temos as samgirls (as que se dizem mais apaixonadas pelo Sam); temos aquelas que dizem que amam os dois igualmente; e eu identifiquei outro grupo de fãs, que passei a chamar de deansmilinguida.

    A deansmilinguida é aquela fã que gosta exclusivamente do Dean. Não importa o que o Sam faça, ele sempre será um traidor egoísta. Ela não entende como pode alguém ainda defender o Sam, esse ser tão inferior. Ela pode até dizer que gosta do Sam, porém, a frase eu gosto do Sam vem sempre acompanhada do mas, entretanto, contudo. Nos seus argumentos ela usa dois pesos e duas medidas. As atitudes do Dean são sempre justificadas, compreendidas, perdoadas. O ponto de vista do Sam nunca, jamais é entendido (mesmo porque é preciso muito boa vontade para entendê-lo). Os exemplos desse fato são muitos, vejamos alguns: enquanto era apenas o Sam que criticava o John, Sam não passava de um mal filho; a partir do momento que o Dean passou a se decepcionar com John, este passou a ser o papai do mal, o cruel. Quando Dean fez o pacto e salvou o Sam, o fez por amor, mas quando foi o John, dizia-se que ele foi covarde e jogou toda a responsabilidade nas costas do coitadinho do Dean. Se o Sam faz algum ato positivo, logo a deansmilinguida brada que o Dean não tem arco mitológico, é mal aproveitado, afinal, só quem pode brilhar é o Dean.

    Meus queridos, contra essa visão não há o que se argumentar. Para essas fãs, o Sam, nas palavras que já disseram, não passa de um ossinho, porque a carne, o filé é o Dean; o Sam não passa de uma isca para atrair o monstro da semana, para o grande heroi, Dean, salvar o mundo. Hoje, dizem que o Sam está sendo cruel, mas meus dedos das mãos e dos pés são insuficientes para contar as vezes que o Dean foi cruel com o Sam, jogando na sua cara todos os erros que o Sam cometeu e que diz ter perdoado.

    É quase impossível ter um conflito entre os irmãos sem que apareça um aiatolá para tentar provar a suposta superioridade moral do Dean sobre os demais viventes. Eu sempre critico essa visão porque, no passado, convenceram-me que a série era sobre dois irmãos, com personalidades e visões de mundo diferente, mas que, acima de tudo se amavam.

    Para não entender o ponto de vista de qualquer dos irmãos, eu teria que ser redoutrinado (hahahahahah).

    E é por isso que eu acho que a discussão é equivocada.

    Na 4ª temporada, o conflito entre os irmãos era necessário para contar a história e para mostrar, ao final, que só o amor constrói (que lindo!, hahahahah).

    Perdoem-me as carvetes, mas penso que o Carver, que disse que tinha uma história para contar em três temporadas, já jogou uma e meia no lixo, já que os conflitos não têm sentido, não se relacionam com arco mitológico (até aqui). É o conflito pelo conflito, não se avança na relação, não se sobe um degrau; fica-se dando volta em torno do casa/separa/casa. Isso é chato, enfadonho, a não ser, é claro, para a deansmilinguida que adora qualquer Dean x Sam x Dean.

    Parece que o arco mitológico das últimas temporadas é irmão contra irmão. Na 8ª temporada, Dean foi retratado como um rancoroso, acusando o Sam do que tinha e do que não tinha culpa, dizendo que cortar cabeça de vampiro ao lado de um vampiro foi melhor do que viver ao lado do irmão que diz tanto amar. Já o Sam não procurou por Dean, numa atitude que não combina com a história do personagem nem sem seus piores momentos (para quem quer acreditar nisso, evidentemente). A cena da igreja termina, na minha opinião, sem sentido, já que não há evolução.

    Nessa temporada, se o Sam é cruel, insensível, o Dean está sendo retratado como um burro. O Dean das primeiras temporadas teria alertado o Kevin do problema; não teria aceito a marca de Caim sem questionar. A arrogância e prepotência do Dean só não tornam o personagem insuportável, devido a bela interpretação do Jensen, que faz cada expressão, cada gesto ter emoção, porque a escrita tá tão ruim quanto a do Sam.

    Em resumo: minha cara deansmilinguida, solte as amarras desse homem, liberte o Dean que existe em você, e ame o Sam acima de tudo e de todos (hahahahahahha)

    1. Haryella

      Caramba!!!! Adorei!!!!

    2. Haryella

      Caramba!!!! Adorei!!!! Vc disse tudo q tava engasgado em mim!!!
      Seu Zac vc é o cara!!!!!

    3. Elyza

      Amigo, você lacrou com chave de ouro. Sinta-se abraçado por mim.

    4. Dani

      Adorei! Estava lendo pelo celular e até tive que pegar meu notebook para vir aqui responder seu comentário e te dizer: VOCÊ FALOU TUDO! Eu já tinha dito isso em outro lugar: o que essas “Deansmiliguidas” (ameiiii! Vou começar a usar) é odiar o Sam e ponto final.

    5. Em resumo, meu caro chato de galocha (palavras suas, não minhas), assuma seu amor recolhido pelo Sam e vire uma hiena… hahahahahahahahaha…

      Eu assumo o meu pelo Dean, e vivo muito bem com isso. E não preciso justificar nada para vc ou qualquer um aqui. Quem muito justifica deve estar errado ou inseguro em algum ponto.. E já que vc é tão bom em acertar tudo, continue falando o que quiser, eu adoro rir da burrice e da arrogância alheia.. Pq né? Não vejo vc falando nos posts de ninguém, a não ser nos meus… Vc deve me amar… Isso é sério, vai se tratar, meu filho… hahahahahahahahaha

      E só pra te avisar: cuidado com o que diz, bebê… Quem fala demais dá bom dia a cavalo… hahahahahahahaha

      Não vou afagar ego de fã chato, só pra não ferir olhinhos e ouvidinhos alheios. Não tenho um pingo de paciência pra afagos, mimimis e complexo de inferioridade. E vc já deve ter assistido tudo né? Pra falar com tanta propriedade sobre as coisas… Pq outro dia vc deixou um post que não tinha assistido algo ainda (não me lembro, pq né? Minha memória é seletiva e eu só absorvo coisas aproveitáveis, lixo eu jogo fora)…

      Qto ao Dean, ele incomoda não é? Incomoda pq ele há tempos deixou de ser um cão de guarda e dá uma bela mordida no bolo do aniversariante… Isso sim é revoltante.. Imagina, um cara tão linear, tão previsível, atrair tanta atenção assim… tsc tsc tsc..

      Me recuso a bater na mesma tecla, de explicar o que escrevi e muito menos abrir papo psicológico com quem tem narizinho empinado disfarçado em ironia e a mente de uma hiena.. Sobe numa gilete e tenta chamar atenção em outro quintal, meu caro. Aqui vc já perdeu a graça.. hahahahahahahahahahaha…

      Mas de qualquer forma, obrigada por ter perdido seu precioso tempo em ler e comentar…

      A deansmilinguida aqui não tem nada a dizer pra vc… Nunca tive e não irei começar agora.. Fique por aí, vagando e dizendo as bobagens que quiser. Sempre terá trouxas para aplaudir o que vc diz… Ou melhor para cada “Samlóide” (acho que vc tb cunhou esse termo, né?), disfarçado ou não, que abre a boca, tem outros 10 “Samlóide” pra achar bacana e apludir.. Fazer o que, né?

      E guarde esse comentário com carinho, just saying.

      Hum…. Manda um currículo pro email do Carver (se vc quiser te passo o local onde vc pode achá-lo).. Vc sabe demais e vai ser útil pra caramba na escrita da série.. hahahahahahahahahaha

      Bjocas…

      Como eu amo a liberdade de expressão hahahahahahahahahahahahahaha

  36. Anderson

    Olá a todos,gostei da análize,eu e meus amigos aqui na região gostamos da série pelo arco mitológico,pelas caçadas,enfim,pela ação.Não nos ligamos muito por esta coisa de analizar a relação dos irmãos,mas confesso que depois de algum tempo sendo fã do site comecei a reparar neste lado da série,e minha opinião sobre Sam ser tão complexo assim é que uma boa parte disso se deve ao fato da série ter trocado de mãos algumas vezes e cada roteirista quis dar um rumo diferente aos personagens,,
    Na minha humilde opinião o Sam não deveria ser tão duro,,me digam se algum (as) de vcs deixariam seu irmão morrer sabendo que haveria uma saida? Talvez os fins justificam os meios…..

    Um abração a todos

    1. Obrigada por ler e comentar… Que bom que passou a ver outros lados da série.. 🙂
      E eu não sei até que ponto os fins justificam os meios, mas vamos ver…
      Abraços

  37. jeffe almeida

    uau que topico comentado, sensacional.

    mas em apertado resumo – Garth lobisomem? francamente tem uns episodios que deixam a desejar na minha opinião.

    1. Obrigada por ler e comentar… Né? Garth?? Garth?? Putz…

      Abraços….

  38. Seu Zac

    Polly, Polly, Polly

    És a minha malfada favorita. Não adianta me bater, nem de cinta, porque eu te amo. O meu amor por você é como o do Dean pelo Sam: quanto mais bate mais eu gosto (hahahahahah)

    Mas para esclarecer alguns pontos… Primeiro, de fato, ainda não assisti os episódios da 2ª parte da temporada. Mas li todos os comentários, todas as análises. Sei o que aconteceu porque vocês contaram. Sou leitor assíduo do blog, de bater ponto (hhahahahahahaha).

    Segundo, eu não comento apenas nos seus posts. Também já emiti comentários em posts de todos os que fazem as análises dos episódios, e não apenas dos atuais colaboradores, mas dos antigos também. Leio tudo, da viagem da Susu e da Vicki aos comentários mais exaltados. Eu sou um fã fiel.

    Mas, digamos, que seus comentários me fizeram sair da enorme preguiça que me ataca nesses dias.

    Terceiro, eu não tenho amor recolhido pelo Sam. Eu tenho amor declarado, escancarado, pintado, um encanto.

    É incondicional.

    E adoroooooooo o Dean. Meu amor pelo Dean é declarado, escancarado, pintado, um encanto. É incondicional.

    Sam, Dean e curintians, eu nunca irei te abandonar (é o meu lema).

    Por isso, definitivamente, eu não gosto quando os irmãos não estão no mesmo plano. Definitivamente, não irei aplaudir nenhum autor que insista em mantê-los separados, dizendo coisas horríveis um para o outro. Definitivamente, eu não acho que para amadurecer uma relação é preciso levá-la para o nível mais baixo.

    Então, relaxa fia, tu não escrevestes tudo isso só para receber aplausos, uai.

    Zac, sou cavalo ou sou hiena? (vou dormir com essa dúvida, hhahhahahahaha)

    1. Edna

      Seu Zac. Pura perspicácia. Para colocar seu ponto de vista não precisa agredir ninguém. Exceto se não entenderem que o objetivo não é dizer quem está certo ou errado, mas descrever os fatos em si de maneira inteligente e humorada. É difícil colocar a opinião sem ter de ouvir outras diferentes das suas sem perder o humor e isso vc faz bem. Enfim nós somos fãs e loucos por essa série. Quem tem razão é o que menos importa.

  39. Luan

    Pra que os escritores insistem nessa coisa de Sam vs Dean? odeio isso, eles são irmãos…é demais pedir pra ver eles unidos numa temporada que seja? u.u

    1. Obrigada por ler e comentar..
      Qto ao que vc colocou…Hum, eu acho que sim 🙂
      Abraços

  40. Seguindo em frente… Obrigada a todos que comentaram (ou não) e leram…

    Um grande abraço a todos..

    Vou deixar apenas uma coisa aqui:

    “Be careful with your words. Once they are said, they can only be forgiven, nor forgotten.” . by @Epic_Women

Leave a Comment