[Análise Hunter] The Purge por Guilherme Santos

Olá, pessoal. A análise hunter dessa semana ficou por minha conta. Terão tempo de ler ou até mesmo reler, considerando que estamos em outro sofrível hiato. Pois bem, vamos ao que interessa.

 

Após The Purge, posso dizer que os ultimos dois episódios foram fracos no quesito monstro ou caso da semana e avassaladores no quesito desenvolvimento do quebrado relacionamento entre os irmãos. Não há muito o que dizer sobre o episódio, foi tudo muito simples e de certa forma esquecível. Todavia, não o que foi dito por um dos dois cabeças de prego no final. Certamente terei dificuldade em esquecer o que Sam disse. Sam, ou melhor, Samuel Winchester, o cara que desde os meus primeiros momentos de telespectador (época em que eu não sabia realmente o que era ser fã e muito menos que meu amor por Supernatural pudesse vir a crescer tanto) tenho considerado um alguém injustiçado por maior parte do fandom. Eu verdadeiramente achava isso, tanto que defendi Sam várias vezes. Tenho sido um defensor do personagem, mesmo depois de todas as coisas horríveis que ele fez. Não importava o que Sam fazia, eu eventualmente acabava por perdoá-lo. Porém, depois de vê-lo dizer todas essas coisas babacas e egoístas ao Dean, não me sinto mais no dever de defendê-lo. Não seria justo se eu o fizesse, pois Sam está errado, muito errado.

Não vejo motivos para ele apontar Dean tê-lo impedido de morrer ao concluir os testes como um erro, ou delatar o termo família de maneira mesquinha, ou afirmar que não faria o mesmo pelo o irmão em consequências equivalentes. Este simplesmente não é o Sam que eu conheço. Ou melhor, o Sam de temporadas atrás. Quem lembra de quando ele descobriu sobre o pacto que Dean havia feito por ele e disse que não existia nada que não faria pelo irmão? Tenho certeza que muitos de vocês. Exceto Sam, certamente. O desejo auto-destrutivo de sacrificar-se pela família, como perfeitamente descrito por Azazel no final da segunda temporada, até pouco tempo partilhado pelos dois, está desaparecendo. Mais exatamente Sam o está fazendo desaperecer, ou ser exercido apenas por Dean. Agora que ele mesmo assumiu, temos certeza de que Sam não daria a vida pelo irmão. Algo paradoxal, se comparado ao Sam de All Hell Breaks Loose. Sam Winchester, como um todo, é de fato um paradoxo. Certa hora quer fechar as portas do inferno e salvar o mundo. Certa hora quer viver uma vida normal. Certa hora quer caçar. Certa hora quer morrer. Que diabos, Sam? Você precisa tomar uma decisão definitiva sobre o que quer para si mesmo. Para Sam estar feliz, realmente só estando inconscientemente possuído por um anjo. Este foi o único modo em que vimos Sam realmente feliz com sua vida.

Dean, no meio disso, apenas continua sendo ele mesmo. O cara que estaria disposto a sofrer qualquer tipo de sofrimento, a arriscar tudo que para ele tem valor, até mesmo sua vida, sem hesitar, pelo bem do irmão. O bem estar de Sam sempre vem em primeiro lugar para Dean. Sua prioridade será eternamente Sam. Não importa o que aconteça. Enfrente um apocalipse ou não, receba uma marca amaldiçoada ou não, Dean continua fazendo de Sam seu maior prior. É justamente isso que me faz respeitar e admirar Dean ainda mais. Sua incrível capacidade de perdão, seu amor definitivo e evidente compaixão. Estas são apenas poucas das virtudes que tornam Dean o que ele é, um herói. Ele errou ao permitir Gadreel, sendo um anjo sobre o qual ele nunca tinha ouvido falar e cujas atitudes ele não fazia ideia quais podiam ser, possuir Sam? Sim, errou. Mas quem se importa? Dean fez por amor, o mais forte dos sentimentos. Agir com o coração é indiscutivelmente mais digno do que agir com a razão. Não estou dizendo que Dean é perfeito ou que nunca fez nada de errado em sua vida, muito pelo contrário. Em primeiro lugar, porque ninguém é perfeito. Segundo, porque Dean erra como todo e qualquer ser humano. Porém o faz priorizando aquilo que para ele tem mais importância, sua família.

Quando se trata de Sam, Dean fica cego. Por menor que seja a possibilidade de algo de ruim acontecer com Sam, Dean faz o que pode e o que não pode para poder salvá-lo. Identifico-me com ele pelo fato de que também tenho um irmão mais novo e também faria de tudo para protegê-lo. Fraternidade entre irmãos é algo incontestavelmente difícil de se romper. Irmãos brigam, mas no final fazem as pazes. Geralmente é assim. Entretanto, ainda acredito que Sam e Dean parem de conflitar e possam voltar a viver em paz e harmonia, permanentemente. Eu preciso acreditar. “Enquanto os Winchesters estiverem vivos, sempre haverá esperança.” Não os vejo mortos, portanto há esperança. Ao final dessa análise, gostaria de deixar claro que eu não odeio o Sam. Estou apenas bravo e decepcionado com as atitudes que ele vem tomando ultimamente. Esperava mais dele. Quanto ao que está por vir, não posso deixar de falar sobre uma teoria que li recentemente. Esta teoria, se baseia no fato de que “a Marca de Caim vem na verdade com a maldição que, entre outras coisas, amaldiçoa o portador de viver como uma unidade familiar. Ela tira a sua família. Tirou a família de Caim, e está tirando Sam de Dean. Talvez seja a marca. Talvez não seja simplesmente o Sam.” Interessante, não? Espero que seja realmente esse o motivo das atitudes de Sam, ou algo do tipo pelo menos, porque se não for, continuarei bravo com Sam até que ele se redima com Dean e tudo volte a ser do jeito que era antes. Espero ansioso por isso.

Carry on!

Related posts

95 thoughts on “[Análise Hunter] The Purge por Guilherme Santos

  1. Luciana

    Para ser sincera eu não estou entendendo o Sam. E me parece que a maioria não está. Afinal ele quer vover ou morrer? Isso não está claro para mim.

    Não vejo o menor sentido em ele ficar magoado com Dean por ter ido até a Igrja em sacreface. Dean argumentou mas não o obrigou a disistir dos testes. Ele não foi enganado nesse episodio. Ele escolheu. Ele escolheu viver.

    E agora parece que ele preferiria estar morto e por está chateado por Dean ter salvo a vida dele..

    Enfim eu não estou entendendo o sam. E acho que grande parte, a grande maioria também não está.

    Por isso a raiva geral com relação ao Sam. Todos sabem o que o Den está sentindo, mas o Sam ao menos para mim não está claro.

    Acredito que isso será esclarecido em episodeos posteriores..

    1. Olá, Luciana. Obrigado por ler e comentar. Também tenho tido dificuldades em entender Sam ultimamente. Ele dizer que Dean o OBRIGOU a não fechar os portões do inferno foi a gota d’água. Todos sabem que Dean deu a opção de escolha à Sam e não o obrigou a fazer nada ou tomar qualquer decisão. Ficou realmente claro em Sacrifice. Enfim, o que nos resta é apenas esperar. Beijo!

  2. Falou tudo, guizera!! concordo em cada linha com vc! Sempre defenci o Sam mas dessa vez tá difícil!! E essa teoria do paralelo Caim/ Abel e Sam/ Dean faz mto sentido!! Juro que gostaria que fosse isso!!

    Abraço, viadão!!

    1. Grande tio, cada vez mais severo e idoso. Obrigado por ler e comentar. Realmente. Não seriamos justos se o defendêssemos dessa vez, não depois de tudo o que ele disse à Dean. Quanto ao paralelo ou teoria, faz mesmo sentido. Seria muito mais fácil de perdoar Sam se esse acabar por ser o verdadeiro motivo de suas atitudes babacas. Vamos torcer e esperar, pois é o que nos resta. Abraço, putinha!

  3. Junior

    Sinceramente ?
    Acho que esse comportamento, essa quebra no relacionamento dos irmãos tem a ver com a marca de Caim.
    Vejam bem, tal marca , tirou a familia de caim, e o fez ficar sozinho. Talvez pode não ser o Sam, mas sim a marca !
    E em se tratando de Jeremy Carver no comando, isso pode sim muito bem acontecer !
    Então é melhor enchergarmos mais nas entrelinhas, porque Dean não deixou caim o contar dos efeitos da marca… E se observarmos a história de ambos, pode fazer algum sentido…

    1. Olá Junior, obrigado por ler e comentar. Ainda não sabemos o que Marca pode fazer com o seu portador ou as pessoas ao seu redor. Porém, tal maneira de agir de Sam há de ser um reflexo dela. Existem possibilidades. No que diz respeito ao Carver, tenho confiado mais nele em se tratando de arco da temporada do que relacionamento dos irmãos. Carver, mais do que todos, gosta de conflito. Ele mesmo já admitiu. Bem, vamos confiar, ou ao menos tentar. Não foi por um acaso que ele fez com que Supernatural voltasse a ter a qualidade que um dia já teve. Tudo que havia para ser consertado, Carver consertou. Ainda haverá um bom motivo para os irmãos insistirem em conflitar dessa forma, acredito fielmente nisso. In Carver we trust. Abraço!

  4. ze

    nao concordei com a parte de o sam não daria a vida pelo irmão, ele apenas afirmou que se as circunstancias fossem iguais, ou seja, o dean estar preparado para morrer e querer morrer este o deixaria porque o ama para respeitar a sua decaisão, apenas isso. Claro que eles têm perspectivas diferentes e não podem censurar o Sam ele tem outra perspectiva da vida que o Dean não tem.
    è obvio que ele salvaria o irmão, mas caso este quisesse mesmo morrer quem era o sam para impedi-lo?

    1. Olá, obrigado por ler e comentar. Também achei errado e contraditório Sam dizer que não salvaria Dean nas mesmas circunstâncias. Por muito tempo defendi Sam, talvez até em situações em que ele não merecia ou devia ser defendido. A de agora é um exemplo. Ele não deve nem merece ser defendido, devido a tudo que está fazendo com Dean. Ele deveria estar ciente de que agir dessa forma com o irmão não irá ajudá-lo. Não irá ajudar nem a ele mesmo. Estou confiante no arco, mas com um pé atrás na relação deles. Vamos ver onde isso nos leva. Abraço!

    2. Beatriz

      Eu concordo com o ponto de vista do Sam. Morrer faz parte da vida e os Winchesters já voltaram da morte mais vezes do que qualquer do que seria, aham, mentalmente saudável. E o que essa família tem feito para evitar a morte de outro membro, fazendo pactos demoníacos, tem causado muito mais dor e sofrimento que a morte natural causaria. O Sam tem razão quando diz que não se deve fazer tudo para salvar a vida de um irmão, porque esse tudo causa um sofrimento ainda maior no final, seja pela dor de ver o irmão condenado à danação eterna, ou o sofrimento de viver uma vida que não se quer mais, que se esgotou de sentido. Ainda mais eles, que sabem que existe algo após a morte, existe um céu. E se o problema fosse a possibilidade de Sam ir para o Inferno (que não acho provável) então mais motivo ainda para ele continuar.
      O Dean não é esse abnegado que os fãs dizem ser, ele violou o livre arbítrio do Sam porque tem medo de ficar sozinho. O Sam é coerente sim, ele aprendeu com os erros do passado e tenta não repetí-los.
      E aliás, por falar em erros do Sam, ele finalmente teve uma chance de se redimir pelo Apocalipse (que não foi obra dele sozinho, porque o Dean rompeu o primeiro selo) e lá foi o Dean convencê-lo de não continuar no finalzinho, deixando os demônios soltos só porque o irmão morreria. “Só” é a palavra certa, porque Sam morreria por uma grande causa, a vida dele teria significado. E ele tinha escolhido isso. Sam deveria ter continuado, ao invés de ficar para morrer a troco de nada, nisso ele errou feio. Além disso, eu não acho que ele iria simplesmente morrer, acho que ele estava se transformando em outra coisa.

      Enfim, essa coisa de sacrifício extremo pelo outro não está certa. Se você ama alguém e essa pessoa te ama também, ela quer teu bem tanto quanto você quer o dela, então o melhor para essa pessoa não vai ser o pior para você. Dean tem um tipo estranho de egoísmo, porque ele só pensa no quanto ele vai sofrer pelo suposto sofrimento de Sam, e não pensa no sofrimento de Sam por vê-lo sofrer (ou de viver uma vida precária).

  5. Rodrigo

    Guilherme, concordo quase que inteiramente com você. Não consigo entender, tampouco ter uma opinião definida sobre o que está rolando com Sam; a cada momento, a cada comentário que leio, penso uma coisa diferente. No entanto é certo que nunca perderei a esperança de vê-lo “recuperado” de tanta merdas que esses escritores, roteiristas, produtores fazem com ele… pois não o reconheço naquelas PALAVRAS! Isso pra mim não é evolução e sim uma possível destruição do maior atrativo que Supernatural possui.
    Creio que ter um irmão mais velho como o Dean traz muito mais benefícios que prejuízos. Ele é doente de amor pelo irmão? Sim. Parece que com Dean é tudo muito exagerado em sua eterna dependência do irmão? Sim. Mas é isso que muitos de nós amamos. Como não sofrer com ele e seu medo de ficar sem o irmão? O cara nem dorme de tanta preocupação em arrumar casos para manter o irmão ao lado dele.
    Sam pode sim ter toda a razão no que diz e não discordo. Ao dizer “nessas circunstâncias” ficou claro que ele respeitaria se o desejo do irmão fosse entregar-se à morte. Ok! Mas como isso está sendo colocado não me agrada. Eu mesmo já critiquei Dean por não perder oportunidades de jogar na cara de Sam sua decepção pelos erros do irmão. Palavras tão duras como as ditas por Sam só mesmo naquela ocasião em que Dean disse que considerava Benny mais irmão do que Sam. Mas ali eu compreendi a decepção de Dean. Ele se sentiu abandonado pelo irmão. Agora, embora compreenda os argumentos de Sam, não achei nada legal o que ele disse. Conhecendo a história desses caras, ouvir do irmão que este não faria o mesmo para mantê-lo vivo é de doer muito. Achar que “não vale tanto assim” machuca, pois sabemos que é dessa forma que a imensa maioria interpreta o que Sam disse.
    O ponto é que, obviamente eles têm visões diferentes, mas desde quando a razão é maior que a emoção quando se trata do relacionamento dos irmãos Winchester?! Sempre entendi que para ambos, por mais que tentassem, não seria possível viver sem a presença do outro.
    Repito: nada do que está acontecendo condiz com a história que acompanho há nove anos.

    1. Olá Rodrigo, obrigado por ler e comentar. Você e seus comentários constantemente geniais. Acho você um cara muito sensato em seus argumentos, e sempre concordo com a maioria deles. Está mesmo difícil de entender Sam, ou justificar o que ele está fazendo com Dean. O fato de que eles agora têm visões diferentes sobre os fatos e até mesmo seus papéis na coisa toda, está os afastando. Espero que eles possam chegar a um consenso. Na verdade, é tudo que quero. Abraço!

      1. Rodrigo

        Oi, Guilherme! Valeu pelo elogio 😉 Também estou na torcida para que se resolvam logo. Curto demais um drama, pois na maioria das vezes fortalecem os laços, mas não gosto quando usam palavras cruéis como as de agora (seja do lado que for), por maior que sejam a razões que as acompanhem.
        Embora sempre esteja na defesa de Sam, aprecio as características dos irmãos igualmente e sempre que vejo um deles sofrendo pelo outro, fico triste. Só Supernatural para fazer isso comigo!
        Enfim, assim como inúmeras vezes já me peguei triste pelo sofrimento de Sam, agora, como também em outras ocasiões, tem sido com Dean. Bato palmas para o trabalho de Jared, que tão bem tem conduzido esse Sam inconstante (e terrivelmente manejado por escritores e roteiristas) e, no momento, especialmente a Jensen que, a cada olhar, torna impossível para muitos de nós ficar impassíveis diante do sofrimento de Dean.
        Abraço.

        1. De certa forma também gosto de um conflito, mas de maneira moderada e somente quando os atos são justificados, pois tudo que é demais cansa. Espero que essa atual situação entre eles não chegue a esse ponto. Seria doloroso se acontecesse, mas confiemos em Carver. Jared e Jensen estão realmente arrasando nas atuações. Jared tem sido sensacional nessa temporada, interpretando praticamente três personagens diferentes. Jensen dispensa comentários quando se trata de drama. Sabe lidar com isso como poucos. Como Polly costuma dizer, ele conhece seu personagem perfeitamente e o tem na palma da mão. Quanto ao sofrimento deles, realmente não há como não se comover e sentir-se triste por ambos. Um tanto quanto árduo vê-los sofrer. Porém, a audiência está crescendo cada vez mais, e acredito que maior parte seja devido a isso. Teremos de nos preparar, pois esse penoso conflito pode acabar por se estender. De qualquer forma, continuaremos torcendo pela felicidade dos dois. Abraço!

  6. Lucas Carvalho

    O que eu entendi foi que o Sam não ficou nervoso pelo fato de o Dean o ter impedido de completar os testes, mas sim, por ter o impedido de morrer, e pelos motivos que o levaram a isso.
    Na verdade, eu tenho uma tendência a ser pró-Sam na maioria das situações porque sou o tipo de pessoa racional, mesmo em enredos familiares. Muito embora, o Dean, com esse amor fraternal incondicional esteja sempre protagonizando o topo da minha lista de momentos mais emocionantes da série.
    Mas, voltando ao assunto em questão, eu, novamente, ENTENDO O SAM.
    Lógico que eu, de certa forma, entendo o Dean. Mas eu sempre acho que as pessoas têm uma quedinha por ele, pelo fato de seus atos serem “guiados pelo amor pela família” (e principalmente pelo Jensen ser bonito – e não venham dizer que isso não influencia) e acabam sendo injustos com o Sam. Como o Sam mesmo ressaltou, não se pode justificar todos os erros e as “traições” entre eles com o fato de serem família e fazerem tudo isso pela família.
    ***Obs.: estou considerando o fato do Dean ter deixado o Gadreel se passar por ele para o Sam dizer sim, uma das “traições”. E por mais que eu saiba da dramaticidade talvez exagerada do termo, eu ainda acho que seja o que mais se enquadra, considerando que estou na mente do Sam neste momento para escrever isso.***
    Eu entendo o Sam, como um personagem que, embora esteja neste meio onde o ditado “só não se dá jeito na morte” não valha um tostão, ele entendeu que esta é uma “fase da vida”. Ele aceita a morte dele e TAMBÉM DO DEAN, porque sabe (E O DEAN TAMBÉM DEVIA TER CONSCIÊNCIA DISSO) que a morte, não é o fim. Muitos o repudiam por ele ter deixado o Dean no purgatório, mas de forma alguma ele fez isto porque tratou a “morte” do Dean com desdém, ele só a aceitou. Mesmo tendo sofrido com isso.
    E, falando em SOFRER, outra fala do Sam que me fez, mais uma vez, dá-lo a razão, foi quando ele disse que o Dean faz estas coisas, não totalmente pelo Sam, mas também por ele mesmo. PORQUE O DEAN NÃO SABE VIVER SEM O SAM. E isso é verdade, galera! Por mais que isso seja “bonitinho”, traz consequências ao Sam.
    É tão INJUSTO não entenderem e julgarem o Sam por ele desejar ter uma vida normal como qualquer um. Tipo, DÁ LINCENÇA, DEIXA O BOY QUERER SER NORMAL! E o fato de ele simplesmente, NÃO SER NORMAL (por causa da história lá de Azazel e etc.) faz a vida não ser fácil pra ele. Isso é perceptível em toda a série, mas, principalmente na conversa dele com THE DEATH, no primeiro episódio. POR ISSO ELE “GOSTARIA” DE MORRER. E, por isso eu disse que, por mais que as atitudes e justificativas do Dean, sejam “bonitinhas”, elas trazem consequências ao Sam. Porque escolher dizer SIM para o Dean e ficar com ele ou ser ressuscitado por ele é escolher viver num mundo que só sobrepuja a anormalidade que ele acha que tem. Mesmo que ele ame o irmão e queira estar com ele também. E é por isso que, para mim, dizer sim ao Dean, tenha sido uma prova do amor do Sam por ele, que ninguém compreende, O QUE ME DEIXA BEM PUTO.
    Dito isto, agora defenderei a reação dele para com o Dean com relação à última cagada do Dean (Gadreel e etc…): PORQUE ELE NÃO PODE FICAR COM RAIVA DO DEAN????????? DA LICENÇA?? O DEAN SIMPLESMENTE FEZ O QUE ELES DOIS MAIS ABOMINAM NA FACE DA TERRA, DO CÉU E DO INFERNO, QUE É DEIXAR O SAM SER POSSUÍDO! E como eu disse, por mais que os fins sejam os mais inocentes e altruístas, NÃO JUSTIFICAM OS MEIOS! Além disso, tudo bem que as palavras do Sam soam como FATALITIES no Dean (e na gente), mas não querem dizer nada mais, nada menos que um bom e sonoro ESTOU DE MAL DE VOCÊ, BELEM BELEM NUNCA MAIS ESTOU DE BEM ATÉ O ANO QUE VEM, NÓS TRABALHAREMOS JUNTOS MAS NADA DE NHENHENHEM DE IRMÃOS, NÃO QUERO VOCÊ COMO IRMÃO, CALA A BOCA, TCHAU! Só isso… por mais dramático que soe, ATÉ PARECE QUE O SAM NÃO AMA O DEAN DA MESMA FORMA OU ATÉ MAIS QUE O DEAN AMA O SAM!
    Enfim, essa é minha humilde opinião em poucas linhas XD Pra mim, nestas situações, a maioria do fandom E TAMBÉM O ERICK KRIPKE (tenho que dizer) são bem injustos com o Sam.
    E EU GOSTARIA DE RESSALTAR: EU GOSTO DO DEAN! Na verdade, o que eu mais gosto em Supernatural é a relação dos irmãos, que é alimentada na maior parte das vezes por ele. Mas eu tenho uma leve impressão de que ele é levado a ser (de forma até exagerada) o personagem principal da trama, quando, para mim, deveria ser os dois. Mas isso é assunto pra outra discursão.
    Este é meu primeiro comentário no site, apesar de acompanha-lo a muito tempo e gostar muito. Espero não estar me esparramando muito!
    Ok, tchau!

    1. Dani

      Comente mais, Lucas, por que você acabou de expressar TUDO O QUE EU ACHO!
      Concordo em cada linha com você!

      1. Lucas Carvalho

        Dani, OBRIGADO POR ME COMPREENDER! Eu já estava me sentindo uma ilha nesse mundo cruel! kkkkkkkk

        Serei mais frequente com meus comentários, agora que sei que não serei apredejado por minhas opiniões avessas. 😀 Na verdade, estou me empolgando porque sempre preciso muito de um lugar pra desabafar depois de cada episódio. KKKKKKKKkKKKKK

        1. Iris

          Lucas é o meu primeiro comentário aqui no site (e a primeira vez também) E tenho que dizer, você não está sozinho nessa. Você disse tudo o que queria dizer. E realmente parece que estamos sozinhos quando as nossas opiniões não condiz com a da maioria. Também fico insegura antes de dizer minha opinião sobre esse assunto temendo ser apedrejada rsrsrssr Enfim…
          Parabéns pelo ótimo comentário 🙂

    2. Rodrigo

      Aí, Lucas, gostei muito de seu comentário, me fez lembrar de discussões antigas hehehe Especialmente quanto ao fato de sempre haver justificativas para as atitudes do Dean (e quanto à beleza do Jensen ser um ponto extra a seu favor). Deixei no passado, mas como isso rendia… kkkkk
      De outro lado, é inexplicável o quão emocional eu fico quando se trata da relação desses irmãos. Por mais que eu entenda os argumentos de Sam, por mais que eu saiba que ele também sofre pacas, e que, acima de tudo, defenda piamente que ele ama Dean tanto quanto este o ama, tendo também todo o direito de indignar-se com o irmão e expor seu ponto de vista, não consigo ainda ver a real necessidade daquelas palavras tão duras, mesmo tendo revisto a cena três vezes.
      Quem sabe com o tempo eu seja tão racional com a relação dos Winchesters como busco ser na vida real.

      1. Lucas Carvalho

        RODRIGO, QUAL É! DEAN JÁ DISSE COISAS DO TIPO, DE FORMAS BEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEM PIORES! E O SAM NEM SHOW FEZ!

        Você não lembra da quinta temporada, quando o Dean deve ter dito bem umas duzentas e cinquenta milhões de vezes que o Sam era um monstro, que não o considerava mais irmão e blá blá blá nhe nhe nhe? E DEPOIS? Foi correeeendo salvar o little brother no campo lá :’D AS ALWAYS!

        Sem falar que a gente gosta mesmo é quando eles fazem esse show, né? Porque o momento da reconciliação faz valer o sofrimento! kkkkkkkk

        1. Rodrigo

          Lucas, qual é, cara?! Como defensor ferrenho do Sam que sou, é claro que lembro das lapadas que Dean deu nele, especialmente na quarta e na quinta temporadas. Assim como Sam não fez show, Dean também não está fazendo (sequer sabemos como ele reagirá). O “showzinho”, na verdade, somos nós que estamos promovendo com esse debate.
          Assim como eu esperneei quando Dean foi cruel com Sam, faço o mesmo agora quando a situação se inverte. Você bem disse, por mais fortes que tenham sido as palavras de Dean para expressar sua decepção com aquele Sam um tanto quanto destruído por suas escolhas, o big brother nunca desistiu de lutar pela vida de seu little brother. Se esses escritores forem fiéis à história desses irmãos, acredito que com Sam será do mesmo jeito.
          Repito aqui: embora “lá no fundo” saiba que a discussão é favorável para o amadurecimento deles, pois isso faz parte da vida de irmãos, a forma como as coisas estão sendo colocadas, as palavras que são ditas, é que não me agradam em nada (seja do lado de quem for, pois já foi com um e agora está sendo com o outro).
          Oh, yes, man! E como gosto de um drama… E a reconciliação que venha carregada de MUITA EMOÇÃO! 😉

    3. Lucas, vc jamais será impedido de expor sua opinião no site. Jamais..

      Eu e os demais membros da equipe podemos concordar ou não com vc, mas jamais iremos impedí-lo de expor seu ponto vista. De forma educada e sem ofensas pessoais, tudo aqui é permitido.

      Sinta-se a vontade para dizer seu ponto de vista, mas também esteja preparado para aceitar o ponto de vista de outros que não concordam com o seu. O meu inclusive. Pq sim, sou chamada de muitos nomes (vish, que já perdi a conta), por causa da minha defesa ferrenha ao Dean. Assim como vc e tantos outros defendem o Sam.
      O grande problema é que meu ponto de vista é visto como ‘tapada e que só enxerga o Dean’. Vai entender, certo?
      Mesmo que eu já tenha dito um milhão de vezes que entendo as razões do Sam, mas não concordo com muitas delas, muitos insistem em dizer que ‘odeio o Sam’.. Espero que não seja o seu caso..
      Portanto, seja sempre bem-vindo.
      Abraços..

      1. Lucas Carvalho

        POLY, MUITO OBRIGADO! Eu, como disse, já conhecia o site há muito, mas nunca tinha participado realmente dele. E essa primeira experiência foi sensacional. Pessoas inteligentes com argumentos e discussões inteligentes, DO JEITO QUE EU GOSTO! Estarei aqui sempre, a partir de agora, comentando todos os posts.

        PS.: MENOS OS DE SPOILLER PORQUE NÃO GOSTO DE SPOILLERS, kkkkkk

    4. Valeu, Lucas! me poupou de ter que escrever um monte e discordar da maioria dos colegas. Concordo com 99% do que vc disse.
      Só troco o Belem, Belem, nunca mais fico de bem: não acho de maneira alguma que Sam não ame ou não vá mais amar Dean. ele só pensou, pensou, amadureceu (como Carver adora frisar) e viu a relação dos dois está simplesmente tóxica. desse jeito, ambos vão se matar e se trazer de volta eternamente. Até quando? era uma bomba que precisava explodir faz tempo e fico feliz que tenha estourado.
      pode ser a marca de Caim? Pode, embora eu só ache que ela está extravasando um sentimento que já existe.

      1. Lucas Carvalho

        AH, NÃO! VOCÊ ENTENDEU ERRADO O MEU “BELEM BELEM…” kkkkkkk quando usei o termo, quis dizer que o Sam só disse coisas que ele realmente pensava, mas sem polir as palavras, porque ele está nervoso com o Dean. Não acho, tão pouco, que o que ele disse foi da boca pra fora, mas acho que se ele não estivesse tão decepcionado com o Dean, teria dito de forma menos tensa! Entendeu?

        1. Haryella

          Lucas tbm concordo com vc, é bom saber q têm mais gente q enxerga o lado do Sam e não apenas fica babando e idolatrando o Dean!!!! Tamo junto!!!!

          1. Pois é Haryella, babar e idolatrar o Dean é meu passatempo predileto.
            E sobre entender o lado do Sam, eu até entendo. De verdade. Mas não concordo e isso se deve muito aos fãs que ‘enxergam’ o lado ‘tão complexo’ de Sam, sem realmente defendê-lo, e sim que só sabem atacar o outro lado, o lado de Dean.
            Quando se lê uma defesa de seu personagem favorito embasada em fatos e conceitos sobre esse personagem, dá gosto de ler e debater. (Como a do Lucas, a do Rodrigo, a da Su, a do Rafa, e por aí vai…)
            Mas quando vc encontra defensores de um personagem que só sabe atacar o outro lado, dá uma preguiça dos diabos. Então a melhor coisa é babar e idolatrar seu personagem favorito. É o que faço com Dean e estou muito satisfeita com isso.
            Abraços

    5. Olá Lucas, obrigado por ler e comentar. Mesmo que eu tenha discordado quase inteiramente de seus argumentos, achei interessante a maneira que se posicionou. Muitos dos defensores de Sam não tem a mesma prudência e sensatez que você e surgem com argumentos que meramente merecem ser lidos. Discordo de você, porém acho sua maneira de defender Sam prudente e sagaz. Repetindo o que Polly disse: jamais o impediremos de expor sua opinião, pois este é um lugar aberto para a mais diferentes opiniões e argumentos. Sinta-se a vontade, divirta-se. Abraço!

  7. Amanda Vieira

    Estou decepcionada com o Sam desde da 8° temporada em que ele não foi atrás de Dean no Purgatório, mas o episódio passado foi a gota d’água, espero qualquer coisa dele e perdeu totalmente a minha confiança.

    1. Olá Amanda, obrigado por ler e comentar. Sam não procurar Dean quando o mesmo ficou trancado no Purgatório por mais de um ano foi uma dentre as atitudes de Sam que me deixaram bravo. Não foi a ponto de decepção, mas me irritou. De um tempo para cá, Sam tem aceitado a morte (não só a própria) de maneira incompreensível. Algumas temporadas atrás, ele teria feito de tudo para achar um modo de trazer Dean de volta, porque como o Winchester mais velho descreveu no episódio, eles ignoram o pedido de não ser procurado devido ao profundo amor que sentem um pelo outro. Sam, entretanto, não tem visto isso de tal maneira desde então, como recentemente comprovado. Ainda tenho esperanças de que ele volte a ser o irmão que faria qualquer coisa pelo outro, e, daria até mesmo sua vida. Ele, de fato, já foi exatamente assim. O fato de que não ele não é mais me entristece profundamente. Seu amor e desejo auto-destrutivo de sacrificar-se um pelo outro são duas coisas que trabalharam juntas, por muito tempo. Sinto falta disso. Sinto falta desse Sam. Enfim, ainda é tempo para redenção. Vamos torcer. Beijo!

  8. Gui! Gostei do seu texto, gosto da sua maneira de escrever.
    Sobre o novo drama familiar entre os irmãos tenho opiniões um pouco diferentes das suas, pelo menos até agora enxergo as coisas de outra forma e eu ouvi o que Sam disse de outra forma. Talvez isso mude com o tempo, porque ao que me parece eles estão construindo o diálogo entre os irmãos aos poucos e a verdade é que não sabemos 100% o que eles estão sentindo…
    Eu acredito que a marca de Caim terá um papel fundamental na história, mas não acho que ela esteja fazendo Sam falar coisas que ele não acredita…talvez ela o faça dizer as verdades que ele nunca quis dizer ou acreditar, e o faz dizer de forma dura pra afastar ele de Dean…mas não sei se acredito e se quero que seja isso…rs
    É engraçado ver a reação dos fãs com estes diálogos, e neste ponto os roteiristas estão de parabéns. Eles queriam inflamar os fãs e conseguiram.
    É tudo uma questão de perspectiva, não é mesmo?
    Beijos!

    1. A tipica relação “Lassie”, né, Su? “Sai daqui, que eu não gosto mais de vc”, pq o caçador vinha chegando. lembra?

      1. Exatamente Vicki!
        Ah Supernatural me fazendo filosofar! rsrsrsrs

    2. Olá Su, obrigado por ler e comentar. Obrigado também pelo elogio, sinto-me bem ao ser elogiado por alguém que admiro. De fato não sabemos aonde esse conflito entre eles vai nos levar. Ainda, pelo menos. Espero que seja à uma linda e admirável redenção, um ponto de viragem na relação dos irmão. Na verdade, é tudo o que quero. Não ter muita noção de determinado significado, vale também para a Marca de Caim. Acredito que este será um dos plots mais interessantes daqui para frente, senão o mais. Os roteiristas estão mesmo de parabéns pelo o que estão fazendo. A audiência continua crescendo. Este time de escritores está cheio de mentes brilhantes. Sejamos gratos por isso. A nona temporada já pode sim ser considerada como uma das melhores e mais promissoras das série. Não está longe de se tornar a mais. Carver e os restantes gênios da produção merecem muito mais do que apenas um prêmio. Esperemos ansiosos pelo desenvolver da trama. Beijão!

  9. Aparecida

    Gente, Carver ta fazendo todo mundo ficar louco pra saber o que vai acontecer e pra falar a verdade to amando isso nessa temporada,a briga dos irmãos ta rendendo muitos comentários, teorias e etc e tal a audiencia crescendo o que a gente quer mais.

    1. Olá, obrigado por ler e comentar. Não podemos mesmo reclamar a respeito de ibope e audiência, essa temporada está arrasando nesse sentido. Beijo!

  10. Aparecida

    Guilherme ta na hora de fazer outro audi nos.

    1. Acredito que antes do fim do hiato consigamos fazer outro podcast. Fique atenta, e obrigado pelo carinho. Outro beijo!

  11. Minamaluka

    Estou de acordo com a sua decepção com o Sam, também me sinto assim e só posso dizer que acho que ele está tão magoado por não ter mais confiança no irmão que fala coisas sem pensar e sem realmente refletirem os sentimentos que Sam tem pelo irmão.

    Não acho que a marca de Cain tenha provocado essa reação no Sam e também não creio que essa seja uma maldição da marca. A marca foi dada a Cain para que ninguém pudesse mata-lo, DEPOIS que ele já tinha matado o irmão. Talvez a vida de Dean esteja em risco e se estiver pode ser um motivo para Sam repensar suas palavras.

    P.S.: Outro Hiatus e beeem no meu aniversário!?!? MORRI!!

    1. Sam deixar de confiar em Dean foi outra de suas recentes atitudes que me deixaram um tanto quanto irritado. Não vejo motivo para muitas das coisas que ele vem fazendo. Gostemos ou não, a Marca de Caim ainda é uma incógnita. O próprio Caim avisou Dean de que a marca viria com um grande fardo, o que alguns chamariam de preço alto. Perder Sam, ou o ter afastado de si seria o maior preço que Dean poderia pagar por ser o portador. Está acontecendo, aos poucos. É uma teoria válida, algo a ser considerado, mas nada é concreto em Supernatural. Tudo pode acontecer de uma maneira muito diferente da que estamos pensando. Não há como saber. De qualquer jeito, obrigado por ler e comentar. Beijo!

  12. Maira

    Eu não sei o que pensar sobre o Sam, e acho que vou esperar os próximos episódios para chegar a uma conclusão, pois não quero ser injusta com o personagem… Só que eu não ando concordando com o discurso dele “eu devia ter morrido na igreja, mas você me impediu”, a segunda metade da temporada Sam decidiu continuar com os testes pq sabia que a tendência “suicida” do Dean o levaria a morrer pelos testes, e Sam afirmou que ele via a luz no fim do túnel, que ele “queria sobreviver a isso”… Então eu entendo ele querer morrer de uma vez quando já estava em frente da morte e parecia não haver solução, mas na igreja Sam escolheu viver, então não entendo pq ser tão duro com Dean quanto a isso, e depois ele arriscou a própria vida e saúde nos testes só para que o irmão continuasse bem e se assegurasse que ele não morreria no final, então agora ele não faria o mesmo pelo Dean? Ele respeitaria sua vontade se ele quisesse acabar morto? pois não foi o que eu vi no episódio em que matam o cão do inferno e se conclui o primeiro teste, lá o diálogos deles mostraram que Sam queria proteger o irmão, mesmo que o Dean não quisesse ser protegido… Então quero ver onde vai dar, pq uma coisa é Sam falar, mas eu quero ver se ele vai ter coragem de fazer, ou melhor, de não fazer nada para salvar Dean…

    1. Luciana

      Concordo com tudo o que voc~e falou Maria.. EU não cosigo ver coerencia entre o que a atitude do Sam em sacriface e nesse episodio em ele disse que queria sobreviver aos testes com o discurso dele agora.. Ele estava mentindo quando disse que queria sobreviver?? Enfim isso está muito confuso..

    2. Olá Maira, obrigado por ler e comentar. Concordo em maior parte com você. Simplesmente inadmissível Sam apontar que Dean errou por salvá-lo na igreja, que para ele, foi tudo menos salvação. Você levantou uma teoria interessante. Falar é fácil, fazer é outra história. Mesmo que não seja algo muito sensato de se fazer a este ponto, ainda duvido que Sam calmamente assistiria seu irmão morrer sem mover um músculo. Preciso acreditar que o que Sam está dizendo é da boca para fora, ainda que eu saiba que possa não ser e que é assim que ele realmente pensa. Esperemos e vejamos. Beijo!

      1. Beatriz

        Acho que as circunstâncias a que o Sam se refere não são a morte na Igreja para salvar o mundo, mas a morte no hospital. Naquele momento ele queria muito morrer. A burrice do Sam foi primeiro ter parado na última prova, e depois escolher voltar pelo irmão. Dean é obcecado por ele, viciado. Ele não vive para cuidar do irmão. E Sam aprecia a proteção, mas também quer que ele viva. Vai soar estranho, mas talvez a única forma do Dean se curar dessa obsessão seria com a morte do irmão.
        Acho que a lição que a série está querendo passar é que a atitude mais certa e amorosa é partir e deixar a pessoa amada partir quando é a hora.

        1. Beatriz

          Acrescentando que é totalmente diferente deixar o irmão apodrecer no inferno e deixar a vida seguir o seu curso natural (na medida que algo pode ser natural para eles) que é a morte.

  13. Everton

    Se eu fosse o Dean dava um soco na cara do Sam pra ver se ele acorda pq está parecendo uma criança mimada com desejos suicidas, isso ja vem acontecendo em outras temporadas!

    1. Obrigado por ler e comentar, Everton. Sam merece é uma surra, ao invés de um simples soco. Seu comportamento egoísta realmente não é de hoje. Torcendo para que não se estenda ainda mais. Abraço!

  14. Marcio Santos Ferrer Winchester

    Acho que o Sam vai mudar muito ainda nesta Temporada mas na decima ele vai se decidir abraços muito boa a pág

    1. Olá, Marcio. Obrigado por ler e comentar. Isso é o que eu mais quero que aconteça, que Sam deixe de agir feito um babaca egoísta e se redima com Dean. Acredito que, eventualmente, acontecerá e comoverá a todos. Até lá, vamos esperar e torcer. Abraço1

  15. Guizinho do meu cuore, vc arrasou na sua análise… Vc tem uma veia muito boa na escrita… Parabéns..

    A gente já conversou sobre o Sam no chat, mas eu volto a dizer (e vou copiar algumas de nossas falas hahaha):

    Existem jeitos e jeitos de se fazer as coisas. E eu não aceito em hipótese alguma que se use os sentimentos mais profundos de alguém contra ele mesmo. Não admito mesmo.

    E Sam está fazendo isso nesse exato momento, tudo em nome da ‘honestidade e amadurecimento deles’. Desculpe aí quem pensa o contrário, mas vc ser honesto e maduro não te dá o direito de destruir o outro no processo. Não te dá mesmo.

    Sam resolveu ter crise de identidade adolescente na era balzaquiana da sua vida..

    Eu nem me importaria de Sam ter chilique em cima de chilique, mas ele precisa saber o que quer, sabe?

    Uma hora quer ter vidinha de casinha, outra quer caçar, outra quer morrer pelo mundo, outra quer viver com o irmão, agora queria morrer de novo, depois da conversa com Cas ele quer mudar e seguir em frente, agora quer que Dean o largue de mão.. Tá foda viu..

    E com isso minha paciência se foi com ele há tempos.

    E sabe o que mais dói agora, depois de todo esse tempo? (e me poupe o papo de ‘as coisas precisam mudar’. Sim precisam, mas volto a dizer que existem jeito e jeito. E o atual me dá apenas ressentimento e descrença, simples assim)

    Lembrar de Swan Song (‘Eu não vou te abandonar’… E dá-lhe surra e depois Sam sai do transe. Por Dean, pelo laço que os une).. E de Bad Boys (Dean sendo jogado de lado pelo pai, e depois, mais uma vez abrindo mão de uma coisa tão pequena pra si em prol de estar junto de Sam. Sim, pq foi a visão de Sam no Impala que o fez voltar para John e toda aquela vida.. E no final do episódio Sam agradecendo a Dean por tudo..) Onde foi parar esse Sam? Onde estava toda essa mágoa, esse ressentimento em relação a Dean? Onde foi parar o Sam de Faith (que não aceitou a morte de Dean e foi em busca de solução) e o de In My Time (que comprou uma briga daquelas com John por ele não pensar em Dean primeiro). O De Trial and Error (que fez todo aquele discurso de vale a pena lutar e viver e que pediu que Dean confiasse nele e Dean confiou) …Aquele que disse a Dean no bunker que não existia lugar melhor do que estar em casa… Onde esse Sam foi parar? Esse Sam de agora é o Sam real? Esse Sam duro e até certo ponto, frio, é o Sam que vcs realmente amam? Não, como Sam mesmo disse: ele está sendo apenas honesto. Dói… A cada vez que lembro que Dean deixou de lado si mesmo e colocou Sam em primeiro plano. A cada vez que Dean enfatizava que eles eram uma família e que eles superariam tudo junto. A cada vez que Dean teve dúvidas sobre qualquer coisa, mas bastava um olhar para Sam que a dúvida ia embora… Me fazia feliz antes, agora só dói… Pq é injusto. É injusto vc ser lembrado que tudo que vc fez é errado, é egoísta, é desprezado. Vc se sente como se tudo que fez foi em vão e sabe o que? Já que não valeu a pena, pra que continuar, certo? Então vamos lá, vamos seguir em frente em nome da maturidade e da honestidade. Pq afinal os fins sempre justificam os meios, certo?… E só mais uma coisa: me poupem também do papo “Sam não era ele mesmo quando disse aquelas coisas pro Dean em Bad Boys. Ou isso foi antes dele descobrir sobre Gadreel”. Ok, eu entendo e defendo a raiva de Sam por isso, pela asneira que Dean fez, mas essa ‘honestidade toda’ agora, não pode ser simplesmente por causa de Gadreel. Ele deveria vir se sentindo desse jeito antes… E tampouco me acusem de estar dizendo que Sam não ama Dean. Já falei e repito: Sam ama Dean, ama muito, mas infelizmente ele não sabe o que fazer disso, como mostrar todo esse amor, como fazer Dean ver que esse é o jeito dele amar. E então, Sam se frustra e se sente culpado na maioria das vezes por achar que ele é o errado. O que no fundo, falta a Sam, é um pouco mais de tato e uma boa dose de generosidade para com quem é sua única família. Faça ele careta ou não. Como eu já disse antes: GET OVER IT, BRAT!

    E como eu te falei no chat sobre Sam e a teoria que vc levantou Gui..

    Eu acho que a marca pode ter sim a ver com a família, mas acho tem mais a ver com a capacidade de controlar seu ódio, sua raiva, sua sede de vingança. Caim se tornou escravo dela e só se regenerou com o amor incondicional da mulher que o aceitou como ele era ( que por sinal foi uma das cenas mais lindas do episódio, Caim se ajoelhando no túmulo da mulher e sucumbindo de novo). Dean pode estar no mesmo caminho… Ele tá mais kamikaze do que nunca e Sam falando tudo isso, mesmo que em nome da honestidade e maturidade entre eles, só vai piorar as coisas.. Sam pode testemunhar Dean se tornar uma máquina de matar.. Sam pode ver Dean se tornando algo que ele não é… Só vingança, vingança, vingança… Talvez é onde Sam finalmente entenda que só ele pode tirar Dean dessa. E ele vai ter que engolir toda essa ‘honestidade’. Ou ele vai sentar e ver Dean morrendo aos poucos, o que os roteiristas não irão permitir, concorda? E tá dá! Sam faz algo grandioso e tudo está esquecido e perdoado.. É sempre assim, a gente é que fica batendo boca sem necessidade.. (um dia eu aprendo a fechar minha matraca kkkkk)…
    Eu só acho que o que Caim disse : “Eu matei o meu irmão, vc salvou o seu”, tem que significar algo. E do mesmo modo de Benny (que eu adorei desde o começo), eu gostei de Caim.
    Pq ele é como Dean, ele pode não ter pensado nas consequências, mas ele fez o que achou certo e fez por amor ao irmão.. E lembre-se, Gadreel deixou a serpente entrar no Paraíso, e foi dali que veio Caim e Abel e todo plano de Lúcifer. Caim tb tem contas a acertar com o anjo babaca. Caim livrou Abel das garras de Lúcifer e se entregou ao capeta… Se tornou soldado dele para que Abel não se transformasse num monstro. Ele, Caim, se transformou no assassino frio e cruel. Treinador de demônios. Imagina qdo Dean descobrir que Gadreel e Metatron estão mancomunados… Ele vai ficar cego… Portanto acho que Caim disse que Dean merecia a marca pq ele no fundo sabia que Dean era tão forte qto ele, ou até mais forte, que Dean poderia se tornar a máquina de matar, mas jamais vai largar sua essência que é a família. Porque afinal o seriado é sobre família, certo? Por que se no final for só sobre monstros e afins, eu queimo todos os meus DVDs e livros de Supernatural. Juro.

    Uma coisa que eu acho que irá de verdade acontecer: a marca vai mexer com Dean de formas inimagináveis para o que ele é, ah se vai.
    E de verdade? Eu queria que ela (a marca) fizesse tão mal, mas tão mal a Dean para que Sam morra de remorso… Prontofalei kkkk…
    Agora comecem a atirar as pedras, pq sim, estou brava e sou mesquinha quando quero..
    Bjos

    1. Maira

      Polly, não vou atirar pedras, pode crer, mas não garanto os outros… kkk
      Ao contrário, o seu comentário tem muito do que eu penso nessa atual situação.
      O episódio que para mim marca que a dependência do Dean pelo Sam é algo mais forte do que a própria necessidade do Dean de proteger, mas tbm é parte essencial dele, e sem ela, mesmo quando ele não pensa nas consequências, Dean se destruiria é o 5×04 The End… Naquele tempo, o Dean se decepcionou com Sam e disse coisas duras, e vc poderia pensar “Nossa Dean está amadurecendo. Ele vai priorizar os outros ao invés de se preocupar com o Sam” e aquele episódio mostrou que mesmo esse parecendo o caminho mais maduro nunca seria o certo, porque ele destruiria a essência do Dean, sua humanidade, sem o Sam, sem todo o esforço que o Dean tem em cuidar do Sam ele acaba sendo apenas um assassino, e um ótimo assassino, frio, que não mede esforços para seus objetivos, e que não entendo o valor de se proteger vidas realmente, mesmo que ele tente salvar o mundo. Dean entendeu que ele e o Sam “mantem um ao outro humanos” (sempre me lembro disso), e sabe o por quê? Porque não adianta eles amadurecerem como pessoas normais, e manterem uma relação “mais saudável” a moda comum, pois a vida deles nunca vai ser normal e as escolhas deles sempre terem impacto em outras vidas, mas enquanto eles estiverem juntos, mesmo que as consequências não sejam boas (e eles não podem prevê-las) eles sempre farão as escolhas pelo motivo certo, e não vão se perder de seus princípios.
      Sam quer uma relação mais saudável? Isso certamente vai destruir o Dean, sem o irmão para se agarrar o que o Dean faz de melhor é matar e procurar vingança como vc disse, pois ele além do Sam nunca teve outra coisa pela qual lutar.
      O que vc disse sobre a fala de Caim faz todo o sentido, poderíamos dizer que Caim salvou seu irmão, mas ele mesmo não coloca nesses termos. Talvez seja isso, como Dean sempre se esforçou para manter o irmão vivo, mesmo que fosse pelo caminho mais difícil e mais doloroso, Caim pôde perceber que enquanto o Dean manter essa parte sua viva ele não cairá no desejo de apenas matar, de se tornar o mal como ele se tornou antes de encontrar Collete.

      Bem é só a minha opinião. Eu ainda quero que o Sam caia na real.

      1. Exatamente Maira.. E só pra vc saber: The End é um dos meus episódios favoritos de toda a série.. Dean viu o que ele se tornou, e ele não ficou satisfeito com nada daquilo.
        Eu acredito que Dean é muito mais forte do que ele mesmo acredita ser.
        E que o ódio que ele nutre por si, só se deve pq nunca ninguém lhe mostrou o contrário. Ele aprendeu a se odiar, a se desprezar a se ver como nada. Seu fio de sanidade é Sam. E sem isso agora, como fica?
        Só os roteiristas pra nos explicar, certo?
        Bjocas

      2. Beatriz

        O Dean nunca aprendeu a ser outra coisa que não um caçador e um protetor do Sam, porque o babaca do John nunca fez o dever dele que é cuidar dos filhos, que já não têm mãe e não merecem ficar sem um pai também. Mas isso não quer dizer que ele é só isso, que isso é a essência dele. Ele nunca teve a oportunidade quando era novo, e nunca se permitiu realmente, quando adulto, de ser qualquer outra coisa. Ele também tem a auto estima baixa e acredita que não serve para outra coisa. Talvez ele nem acredite que mereça qualquer coisa, ou que outras pessoas deveriam se importar com o que acontece com ele, por isso essa necessidade de sacrifício extremo.
        E, como eu disse, Dean tem um egoísmo estranho, ele não se enxerga sem o Sam, não vê o lado do irmão porque não consegue ver seu valor intríseco. Gente, isso não é qualidade, isso é trauma. Merece terapia, não glamorização.

    2. Karol

      Não tiro e nem acrescento sequer uma vírgula desse seu comentário. As vezes eu quero achar algum modo de me fazer entender mas enfim, você conseguiu por mim. Concordo contigo até em desejar que a marca traga consequências ao nosso menino a ponto do Sam se corroer em remorso.

    3. Mesquinha? Você é sensacional, minha boss! Tudo menos mesquinha. Como já te falei antes, você enxerga as coisas de uma maneira detalhada e única. Até hoje, você é uma das poucas pessoas que vi saber argumentar sobre Supernatural tão sabiamente. Sempre sensata (mesmo que muitos insistam em discordar, mas fodam-se eles). This is why I love you! Concordo inteiramente, literalmente linha por linha, com você. Argumentos e teorias a parte, preparemo-nos para partilhar o mais agoniante dos sentimentos: a espera pelo fim do hiato. Take care, Polly. Beijão!

    4. Rodrigo

      Polly, uma coisa que aprendi em relação ao Dean é que não dá pra exigir que ele seja racional quando o assunto é a vida de Sam, e que ele o faz não por egoísmo, e sim por amor. É doentio? Sim. Mas é isso que me fascina nele.

      1. Pois é Rodrigo.. Tanta gente defendia esse lado do Dean e agora de repente, ele tá todo errado, e se tornou o cara egoísta e que precisa ‘crescer e amadurecer’.. Tá, senta lá Juvenal. .. A relação deles é disfuncional e meio que tóxica? Sim, é. Mas o que seria de Supernatural se não fosse essa ‘simbiose doentia’? (Aliás, eu uso esse termo desde sempre pra dizer sobre a relação deles)… O que seria de Dean se não fosse esse amor incondicional dele por Sam que o fizesse fazer todo tipo de coisa em prol de manter sua família? Dean teria apenas enterrado Sam no final da segunda temporada e seguiria sozinho nas estradas da vida. Eu acho que é isso que os que estão achando a atitude do Sam ‘tão madura e sensata’ querem ver…
        E não aceito que venham me dizer ‘Sam está preparando o terreno pro Dean’, pq no que diz respeito a Sam, Dean nunca vai estar preparado e disposto a deixar Sam ir sem uma boa briga e aceitando pacificamente as coisas. Quem ama Swan Song deveria saber disso já…
        E como eu já cansei de falar, existe jeito e jeito de se fazer as coisas… E o MO de Sam Winchester não passa nem perto do aceitável para mim… Não tenho coragem nenhuma de ferir profundamente quem eu amo apenas para fazê-lo ‘acordar e estar preparado’. Eu prefiro mostrar que ele é a pessoa mais importante para mim e que eu sou digno da confiança dele. Simples assim.
        Bjocas

        1. Beatriz

          Se nenhum dos dois fizesse merda não teria seriado, concordo contigo. Só não entendo porque quando o Dean erra é justificável e quando o Dean renega o irmão é porque o Sam merece, mas os erros do Sam são injustificáveis, ele não pode nunca jamais falar uma palavra mais ríspida para o Dean, e as atitudes dele são classificadas como indecisão ou fraqueza, não como renúncia do que ele quer pelo irmão, pela família, pelo mundo etc.

          1. Beatriz

            Aliás você tem que se preparar para se despedir de sua série favorita (ou uma das) porque tudo tem que acabar um dia. Até supernatural. Até o Sam. Da mesma forma, os personagens têm que amadurecer, mudar muito mesmo, para a história ter um desfecho digno, significativo.

          2. Onde foi que eu disse que tudo o que Dean fez é justificável? Nunca disse isso. Pelo contrário, Dean faz tanta asneira que tenho vontade de bater nele. Mas sabe a diferença entre ele e Sam? O jeito de fazer as asneiras. Sam tem uma frieza dolorosa. E volto a dizer: pode ser o modo como pedem Jared para atuarm não sei mesmo. Só sei que Sam me passa isso: frio quando quer ser, calculista e determinado a fazer o que quer. Ele tá errado? Depende do jeito que vc encara as coisas. Para mim, Polly, pessoa passional sim e com orgulho, esse tipo de atitude é deplorável. “Ser honesto, maduro e verdadeiro” a custa dos sentimentos dos outros. Deplorável. E talvez, dependendo do meu humor e disposição, imperdoável. Sim, sou turrona e dificilmente esqueço do que me fazer. De bem ou de mal. E sou fiel também. Para o bem ou para o mal.
            E me desculpe, mas os defensores acharem que Sam é mais complexo ou certo por estar sempre mudando de atitudes, eu classifico isso de indecisão sim. E não tenho paciência com gente assim. Outra vez, meu jeito Polly de ser. Paciência se alguém me acha doente, chata, intransigente, parcial, psicopata, rancorosa, mente fechada, bla bla bla… Minha mente funciona direto e reto, sem tempo e saco para curvas de crises existenciais.
            Abraços e obrigada por ler e comentar.

    5. Lucas Carvalho

      POLLY… E EU ACHANDO QUE O MEU COMENTÁRIO SERIA O MAIOR DO POST! ‘O’

      MEU DEUS, GAROTA! Lendo seu comentário, eu quase que te “stalkeio” e descubro seu endereço pra ir na sua casa discutir esse assunto com você. EU TIVE QUE PARAR ALGUMAS VEZES PRA RESPIRAR! JURO!

      DESCORDO QUASE QUE PLENAMENTE DE TODOS OS SEUS ARGUMENTOS ‘O’

      Obviamente, respeito sua opinião. Mas tenho que adimitir que tive vontade de enfiar meu ponto de vista na sua cabeça, porque, me desculpe, eu realmente senti que você é bem fechada ao Dean. Sua percepção dos sentimentos do Sam é tão minúscula e injusta que eu nem sei por onde começar.E foi esse o motivo de eu demorar tanto pra responder este seu post (sim, me senti na obrigação, como bom defensor do Sam. Porque você esculaxou tanto o coitado que… puats!). Tive que esquematizar minha resposta em tópicos, pra não me perder em meus argumentos ensandecidos. Vamos lá…

      Primeiro um questionamento: O QUE VOCÊ QUIS DIZER COM “FASE BALZAQUIANA” DE SAM? Pra mim, esse termo se referia muito mais a uma fase de descoberta sexual do que a qualquer outra coisa. Não sei se foi uma ironia, mas não entendi o ponto de vista. Enfim, vamos para o que interessa!

      Acho que vou começar pela única coisa com a qual concordei: SUA ANÁLISE DE BAD BOYS! A cena daquele Dean de 16 anos olhando pela janela e rindo entre choros ao ver o Sam, e decidindo o que era o certo a se fazer, mesmo isso significando abrir mão de tudo aquilo… eu admito sem nenhuma vergonha: EU CHOREI! E VOLTEI A CENA CINCO VEZES PRA CHORAR MAIS! E ACHO QUE, SE ASSISTIR DE NOVO, VOU CHORAR TAMBÉM!

      Mas é essa mesma cena que uso como exemplo pra mostra o quão injusta com o Sam, você está sendo, e comprovar também minha teoria de que a maioria dos (DAS) hunters se deixam levar pela quedinha que elas tem pelo JENSEN (kkkk).

      O Dean, em Bad Boys, simplesmente descobre que uma VIDA NORMAL é BEM MELHOR que A VIDA DE CAÇADOR! Ele queria muito ficar naquela vida, mas é o Sam que o faz voltar, porque ele amava o Sam. (eu gostaria de negritar essa próxima frase) QUANDO ELE FAZ ISSO, VOCÊ (NÓS) SIMPLESMENTE CHORA! PORQUE É UM SACRIFÍCIO QUE ELE FAZ POR AMOR, PELO SAM!E VOCÊ (NÓS) O COLOCA COMO HERÓI!

      MAS QUANDO O SAM DESCOBRE UMA VIDA NORMAL E FELIZ AO LADO DA AMELIA, E MESMO ASSIM, LARGA TUDO PRA ESTAR AO LADO DO DEAN QUANDO ELE VOLTA DO PURGATÓRIO, VOCÊ (vocês, hunters pró-Dean-forever) DECIDE CONSIDERAR QUE ELE É UM INDECISO, QUE NÃO SABE O QUE QUER! (por favor, né!?)

      E dizer que o SAM ESTAVA RESSENTIDO E MAGOADO na cena final em que ele agradece o Dean por estar sempre em prol dele???? OI? Foi um agradecimento! Não um pedido de desculpas! Além disso, esse episódio estampa NA CARA um coisa que ninguém percebe: O DEAN TAMBÉM SONHA COM UMA VIDA NORMAL! Todo mundo atira MÍSSEIS NUCLEARES no Sam por ele não querer caçar com o Dean… por ele preferir uma vida normal. Mas a única diferença entre ele e o Dean, é que ele tinha coragem de jogar isso na cara do John, e diz isso a todo momento, ao contrário do Dean, que insiste em dar uma de “ain, quando se entra nessa vida, não há como sair, mimimi mimimi!” ¬¬¬¬¬¬¬’

      Agora, nada foi mais agonizante que ler você dizendo que (de forma adaptada por mim) “dói ver que todos os sacrifícios do Dean – oh my god – são em vão – snifs – por que o Sam não dá valor a eles – lágrimas – e que já que é assim, pra que continuar? – gritos e berros – E isso é tão injusto – pulando do precipício em 3…2…”. Você foi tão sensacionalista e parcial com esse argumento que… MEU DEUS, podem jogar o Sam numa piscina de navalhas e dá-lo um banho com sumo de limão porque ele merece!

      E depois, pra cadenciar o homicídio a Sam Winshester, vem você dizer que ele não sabe “expressar seus sentimentos pelo Dean”.

      Como bem diriam eles, HOLLY CRAP! É tão impressionante como quase ninguém enxerga todos os milhões de sacrifícios que o Sam faz pelo Dean. Pra mim, eles são tão maiores que os que o Dean faz por ele.

      Pra começar, só o fato de essa história existir já se deve a um sacrifício que o Sam fez pelo Dean. Porque SIM, deixar AQUELA JESSICA (omg, aquela Jessica @_@) e aquela vida com a qual ele sempre sonhou foi um sacrifício. Sacrifício este que custou toda uma vida feliz e um futuro de sucesso como advogado ao lado de filhos E DAQUELA JESSICA ***ooo***. MAS ISSO NÃO É SACRIFÍCIO!

      Ser receptáculo de Lúcifer e conseguir retomar a consciência para se jogar numa jaula na companhia super agradável dos dois arcanjos mais putos do universo, evitando que Dean precisasse ser receptáculo de Miguel?? NÃO, ISSO É SACRIFÍCIO? QUE ISSO! NEM FOI PIOR QUE O PURGATÓRIO E O INFERNO DE DEAN. PORQUE LUCIFER E MIGUEL NEM SÃO UM BILHÃO DE VEZES MELHORES EM TORTURAR ALGUÉM DO QUE OS RELES DEMÔNIOS E ALMAS MONSTRO SUBJUGADAS QUE O DEAN ENCONTROU POR AI! (eu sei que parte da “retomada de consciência de Sam, foi devida ao Dean, but, anyway, isso não tira o PUTA-MÉRITO do Sam por isso, porque EU NÃO ACHO QUE O DEAN FOSSE CAPAZ, SE ESTIVESSE NO LUGAR DO SAM. Enfim).

      ***VOLTANDO À QUARTA E QUINTA TEMPORADAS PARA UM DESABAFO SOBRE OS SACRIFÍCIOS DE SAM:

      A quarta e quinta temporada são o INFERNO DO SAM. Todos os que conheço, inclusive os personagens, escritores e diretores de todas as temporadas subsequentes, julgam o Sam por suas atitudes nestas temporadas. Mas sabe qual é minha opinião? FORAM AS ÚNICAS TEMPORADAS EM QUE O SAM NÃO SACRIFICOU SEU PONTO DE VISTA, PELO DEAN. Muitos de vocês acham que o Dean estava certo em impedí-lo de se juntar a Ruby, beber sangue de demônio e tentar matar a Lilith, mas a verdade é que o Dean estava pouco se fod… importando com isso! O único motivo pelo qual ele não queria que o Sam continuasse, era porque aquilo acabaria o matando e ele não suportaria isso. Afinal de contas, até ele mesmo acreditava que a única forma de evitar o apocalipse, era matando aquela vaca (da Lilith)! O azar do Sam, foi que o Dean, acabou saindo como o certo da história pelas coisas que sucederam. O Sam sempre soube que era uma coisa ruim a se fazer, MAS ERA A COISA CERTA! Não era? Era mesmo a única forma (até que se provou o contrário, mas não tinha como ele saber disso). Isso pra mim é tão óbvio e inquestionável que fiquei impressionado com você achar necessário que o Sam se redimisse por isso, como assim? Isso tudo de beber sangue de demônios e etcs TAMBÉM FOI OUTRO SACRIFÍCIO DO SAM. Ele não queria fazer isso, ele queria, mais do que ninguém, ser normal, MAS ELE IA DEIXAR O MUNDO INTEIRO MORRER PORQUE ELE QUERIA SER NORMAL? Era o único jeito de ele matar a Lilith, então ele fez, mesmo achando errado. ISSO PRA MIM É SACRIFÍCIO!E DOS FODAS!

      … Continuando com os sacrifícios….

      E, não o último realizado, mas o último que vou citar, OS TESTES: o Sam fez os testes PELO DEAN, porque o Dean queria era morrer completando-os, e o Sam queria viver (muito embora, querer não seja poder, como vimos no final).
      E ISSO É OUTRA COISA QUE FICA TRISTEMENTE RETORCIDA DA SUA CABEÇA, POLLY. O fato de ele, depois de morto, não querer voltar não foi uma “indecisão” da parte dele. Ele queria realmente viver completando os testes, mas NÃO DEU! ELE MORREU! E olha que ele NEM FICOU PUTO COM O DEAN! (O Dean pede ele pra parar os testes para que ele sobreviva. O Sam para os testes, deixa de livrar a humanidade de todos os demônios, só pra sobreviver e continuar com o Dean porque ele pediu e ai… ele simplesmente morre!). Mesmo assim, ele aceitou a morte, simples assim, como todos nós, reles mortais e PESSOAS NORMAIS, somos obrigados a fazer. Não é uma questão de ser indeciso. Sem falar que ele viu na morte, de forma bem piegas (o Sam tem essa tendência), uma chance de estar em paz. E AI VEM O DEAN E PEDE PELO AMOR DE DEUS PRA ELE VOLTAR PORQUE SEM ELE, DEAN NÃO SERIA NADA E ETC.E ai, VAMOS A MAIS UM SACRIFÍCIO DO SAM PELO DEAN, ele aceita voltar pra essa merda de vida que eles vivem por quem? PELO DEAN, CONFIANDO NO DEAN. E ai o que ele descobre? Que o Dean FEZ MERDA DE NOVO! E o Sam acabou sendo a arma que matou o Kevin (metaforicamente falando).

      Eu não estou querendo culpar o Dean de nada. EU ENTENDO ELE! Quando digo que sou “DEFENSOR DO SAM” não é porque eu prefiro o Sam ao Dean. É porque eu vejo que a história leva a maioria dos fãs a preferirem o Dean, a acharem ele o mais foda, o mais bonito, o mais divertido, o mais corajoso, o herói, aquele que sempre salva e etc… A O COLOCAREM COMO PERSONAGEM PRINCIPAL! E isso, não só em Supernatural, mas em toda série, filme, desenho ou livro que eu acompanhe, ME IRRITA PROFUNDAMENTE! Principalmente em Supernatural, onde O DEAN não é o único personagem principal. OS DOIS são protagonistas… a história é sobre os dois, não só sobre o Dean. E a própria história as vezes coloca o Sam como um manezão coadjuvante que sempre atrapalha as coisas. Eu gosto muito do Dean, porque ele é o irmão que eu queria ter e ser. Como eu disse no último comentário, a maioria das vezes que me emociono vendo SPN é por causa das atitudes dele. Mas DETESTO MAIS QUE TUDO quando as pessoas não entendem o Sam, porque eu entendo! E acho ele muito justo em suas atitudes e falas. Aí fico querendo mostrar isso para as pessoas. Neste caso em específico, da nona temporada, por exemplo, por mais que seja bonito o que o Dean fez e tals, esse negócio de sempre estar resucitando o Sam é tirar a opção do Sam… é sempre tomar a decisão por ele. Por mais que tenha sido o Sam a dizer sim, é óbvio e justo dizer que o Dean “manipulou” isso nele. E, da mesma forma, é óbvio o que o Sam fala, como eu disse no último comentário, que o Dean faz isso não só pelo Sam, mas também pelo medo que ele tem de encarar um mundo SEM O SAM. E mais importante, OS FINS NÃO JUSTIFICAM OS MEIOS. E é por isso que o Sam está tratando o Dean desta forma (porque, na verdade, eu não acho que o Sam esteja “com raiva” do Dean). Foi a forma que o Dean usou pra salvar o Sam e as consequências que ela trouxe que deixou ele magoado, não o fato do Dean ter trazido ele de volta em si. Por essa e por outras que eu não acho justo tantos fãs se dizerem DECEPCIONADOS com o Sam. PROCUREM COLOCAR-SE NO LUGAR DELE, COM AS CONSEPSÕES DELE E VÃO ENTENDER!

      Na verdade eu tenho uma idéia sobre essa história de Caim e Abel que, se acontecesse, me deixaria BEEEM SATISFEITO SE ACONTECESSE e acabaria ME explicando para todos os Hunters. Vou explicar de forma beeeem rápida porque já escrevi um livro aqui.

      Caim é Dean… Abel é Sam… Caim matou Abel e se juntou a Lucifer porque ele estava “caindo na conversa” do diabo e estava prestes a dizer sim para ele, então iria para o inferno. Por isso, Caim passou uma vida de desgraça… para salvar seu irmão. REPETINDO… Caim é DEAN, e Abel é SAM. Caim em não deu a entender, no episódio, que em qualquer momento ele tenha tentado argumentar com Abel ou coisa do tipo. Simplesmente foi lá e fez o pacto com Lúcifer. E SE… Abel estivesse fazendo apenas e exatamente o que o Sam fez na quinta temporada?? E se Caim, ao matar Abel, seu prórpio irmão, apenas o impediu de salvar O MUNDO de Lúcifer? Porque o fez “COM BOAS INTENSÕES” e sem tentar entender realmente os motivos do irmão para fazer o que estava fazendo? JÁ PENSARAM SE ISSO ACONTECE? Seria como dizer… DEAN, CALA A BOCA E ESCUTA O SAM, PELO AMOR DE DEUS! Eu já imaginei esse enredo um trilhão de vezes e sei que seria de muito proveito para a série e principalmente pra mim, que me sentiria em paz por confiar no Sam sempre, kkkkkkkkkkkkkk.

      Mas enfim, chega de comentário. Já falei demais, beijo Polly!

      1. Vem cá Lucas com todo o respeito mas… vc não acha que tá generalizando não ?? Eu já vi várias fãs do Dean detonando Sam mas tb vi fãs do Dean defendendo Sam e até mesmo entendendo o ponto de vista dele. Nessa questão, o que realmente pesa contra Sam é o que ele disse no 9×13 e tals. Porém tenho que concordar contigo sobre a forma como roteiro da série mostra as situações, que é mostrar só o lado de Dean. 90% do roteiro de SPN infelizmente é Dean’s POV, então é lógico que o fandom vai sempre apoiar Dean. Mas meu problema nem é com isso, mas com a forma como os escritores andam conduzindo Sam. Muitas situações são forçadas demais (o lance do purgatório na temporada passada. Em que mundo Dean desaparece e Sam nem se dá ao trabalho de procurar ele ?? ), o que me leva a crer que tão assassinando o personagem. Das duas uam: ou os escritores odeiam ele ou tem preguiça de trabalhar o personagem de uma forma melhor, ao invés de reduzí-lo ao estereótipo de egoísta como vem ocorrendo ultimamente.

        1. Lucas Carvalho

          Porque você acha que eu generalizei, Jéssica? Li meu comentário de novo pra tentar encontrar alguma generalização injusta mas não encontrei :s

          ** PS.: concepção é com ç, viu, gente? as vezes eu posso ser bem displicente com a ortografia.

      2. Discordar é saudável e não me importo nem um pouco com isso. É com o respeito que importo e enquanto vc manter isso em mente, vc pode vir o quanto quiser e discordar comigo. Não me importo mesmo. Agora qto ao enfiar seu ponto de vista na minha cabeça, sinto muito, não vai conseguir, pq fechada ou não ao Dean, eu sou assim. E só pra te esclarecer uma coisa: eu costumo dizer que sou uma Dean de saias. Pura emoção e sem um filtro na língua. Isso já me causou sérios problemas e ainda causa. Mas eu prefiro ser quem eu sou de verdade do que agradar olhinhos e ouvidinhos sensíveis. Sim, minha mãe diz que deveria ter nascido homem do tanto que não tenho saco pra “discutir relação”. Ela diz que mais pragmática do que eu, só eu nascendo homem pra ela entender. E não, não sou lésbica. Devo ter sido gay na encarnação passada do tanto que curto um homem.. kkkk. Ok, vamos ao que interessa..

        E já que vc disse que minha percepção dos sentimentos do Sam é injusta e minúscula, eu vou te dizer outra coisa: talvez pq eu não tenha um pingo de paciência tb com quem acha que pode tudo desde a primeira temporada. Sim, a arma apontada na cara do irmão em Asylum definiu Sam pra mim. E sim, vc tem todo direito de dizer que ‘sou fechada ao Dean’. Sou sim, pq podem achar que a primeira temporada não seja profunda, mas foi lá que as coisas começaram a definir e foi lá que me apaixonei pelos dois. Ulá lá! Veja, só, sim eu gosto do Sam, só não concordo com atitudes que ele toma. Pronto falei (pela bilionésima vez)..

        Ele é o irmão caçula cheio de vontades que todo mundo tem e ama. Eu o vejo assim desde o dia que ele meteu uma arma na cara do Dean e puxou o gatilho. Estando sob o efeito do que quer que seja. Ele puxou o gatilho. E desculpe se sou ‘rancorosa e vingativa’, mas poucas coisas eu perdôo. Outro defeito sério meu. Eu sei.

        Eu acho que vc precisa se acostumar com meu jeito de colocar as coisas. Sim, sou irônica, sarcástica e tenho um humor pra lá de negro. Portanto fase balzaquiana vc entenda como quiser, eu não entendo nada de psicologia mesmo.

        Lucas, só posso te pedir um favorzão? Mesmo? Não me faça perder o respeito por vc ao me colocar no mesmo saco das fangirls tapadas por aí. Se essa é sua intenção, saiba que será a última vez que converso com vc sobre a série. Eu adoro o Jensen, não nego isso de forma alguma. E adivinha o que? Amo do fundo do meu coração o Jared. Portanto me definir como defensora do Dean apenas porque sou fã do Jensen é um pouco demais pra mim. Me sinto pessoalmente ofendida. Tudo que eu defendo referente a Dean é pq eu sinto e concordo com o jeito dele. Não pq eu acho lindo a cor dos olhos do Jensen (que são lindos mesmo). Sou adulta o suficiente para separar as coisas e gostaria que vc soubesse disso. Tudo bem?

        Acho que vc nunca leu ou ouviu um comentário meu sobre Amelia. Vamos lá (pela milésima vez)… Nunca achei que o Sam estava errado em seguir a vida dele com a descabelada ou sem ela. Nunca disse que ele deveria largar de tudo e correr atrás do Dean. Muito menos sequer, alguma vez que seja, o condenei pq ele não foi atrás do Dean no Purgatório. Se isso é um problema para o fandom, desculpe, mas nunca foi pra mim. Eu sempre disse (e digo) que o Sam tem TODO O DIREITO DO MUNDO de ter uma vida que ele sonha e deseja. Não entendo qual o problema que as pessoas têm com isso. Juro. Mas já que vc tocou no assunto, e veja bem, eu não penso assim, mas pode ser que seja uma explicação. Talvez tenha sido o jeito de Jared atuar como Sam na época de Samélia que tenha deixado muitos na certeza que ele estava meio que voltando para Dean por obrigação (vish que isso foi pra lá de wincest kkkk) e não pq ele desejasse estar com o irmão. Eu não sei. Eu não vi assim, eu vi apenas um Sam indo com o fluxo e num momento de pura dúvida do que ele realmente desejava. Errado ele em decidir por estar ao lado do que ele conhece? Não, de modo algum. Mas PARA MIM, passou a impressão de indecisão sim. Desculpe se VOCÊ ACHA DE OUTRA FORMA. Sam me passou a impressão de indecisão, pq ele meio que tb se sentia com medo, culpado, indeciso, whatever. Eu só entendi que no momento que ele deixou Amelia e voltou a vida com Dean, ele estava em dúvida sim e preferiu confiar naquilo que ele sempre teve, gostando ou não.

        Oi? Onde eu disse que Sam estava ressentido? Acho que quem não entendeu foi VOCÊ. Nadica de nada. E não vou me explicar de novo sobre a cena final de Bad Boys, pq eu sei que foi um agradecimento. O que eu não sei é onde aquilo foi parar depois que ele descobriu sobre Gadreel. Talvez vc esteja se referindo ao fato que achei e acho estranho fãs defendendo que Sam agradeceu pq estava ‘possuído’ por Gadreel e ele não era ele mesmo. Outra coisa que eu me recuso a acreditar. Acho que naquele momento de Bad Boys, era Sam mesmo. Pq senão… Prefiro não falar…

        E exatamente por causa da sua falta de entendimento do que eu expressei sobre o que eu disse sobre doer em mim, é que me recuso a continuar debatendo com vc. Outra vez me senti ofendida, ao ser chamada de sensacionalista. Mas deixa quieto, pq o que sempre defendi e defenderei é a liberdade de expressão de cada um. Então me deixa dizer algo a você também: vc é tão bobinho na sua percepção sobre mim que chega a me deixar com pena. E sabe pq? Pq vc pegou o bonde andando e quis sentar na janelinha. Só me responde uma pergunta: há quanto tempo você lê o que escrevo? Desde quando? Só pra eu saber se você sabe pq cheguei a essa coisa ‘tão sensacionalista’. Quanto ao parcial, eu não nego jamais. Não tenho a obrigação de ser imparcial. Sou fã como você e gosto sim de um personagem e o defendo. É crime e errado?

        E outra vez vou esclarecer algo sobre o que penso sobre a palavra “sacrificio” e quem fez mais… Tá dá! Ninguém fez mais que ninguém. Apenas foram ‘sacrifícios’ diferentes. E estou dizendo a vc de novo a mostrar onde afirmei que os sacrifícios de Sam foram menores. Oi? De novo, não entendeu bulhufas.
        E a sua defesa de Jéssica me desculpe, só me fez rir. Pq se não me engano, não foi Dean quem matou a namorada do Sam, mas o YED afirmou que ele não ficaria com ela de jeito nenhum. Mas ops.. Eu preciso amadurecer e deixar as coisas irem. Então vamos…

        Agora se vc vê Sam se entregar a Lúcifer como um sacrifício é um direito seu. Eu vejo como um ato de coragem. E vejo ainda que Sam foi forte o suficiente para ver que o amor pode vencer tudo. E venceu. Foi o que ele viu dentro dos olhos de Dean que o trouxe volta de onde Lúcifer o colocou. Foi a união deles. Bom, esse é meu jeito de ver Swan Song, agora se vc vê de um outro jeito, eu respeito. E tá tudo bem. E definitivamente, como já disse, não vou entrar em discussão com você sobre quem ‘sofreu mais que outro’ no que diz respeito a demônios e infernos. Na minha ‘limitada visão’ (de acordo com vc) eu vejo que cada um sofreu o suficiente e tem seus demônios a combater. Seja Sam ou Dean. O que um passou não foi mais nem menos do que outro. E de novo vc não entendeu bulhufas. Paciência. Isso acontece.

        Eu só não vou cair na gargalhada sobre o que vc disse sobre Sam e quarta e quinta temporada pq eu realmente te devo respeito e já falei o que tinha pra falar durante esses anos todos de seriado sobre o que penso sobre isso.

        E outra vez meu anjo, eu acho Sam um indeciso sim. Vc discorda? Beleza, mas não precisa usar CAPS PRA BERRAR PRA MIM. Eu já entendi que vc não acha.. 🙂

        E tá certo. Toda pessoa que defende o Sam insiste em dizer que entende o Dean, mas eu realmente não consigo captar esse ‘entendo o Dean’. Um dia chego lá, juro. E Jesus, Maria, José se vc acha que eu acho que o Dean é o principal. Só por isso eu presumo que vc realmente nunca leu ou ouviu nada sobre mim, a não ser essas últimas análises minhas. Realmente não vou prolongar nisso, pq né? Cada um vê aquilo que quer. Quem sabe quando vc um dia chegar a se colocar no lugar de quem age pelo coração vc possa entender o porquê de eu entender e concordar com as atitudes do Dean. Pessoas passionais sempre se ferram, sempre tomam decisões ditas ‘erradas e egoístas’, pq elas não pensam primeiro. Isso é um fato. E para muitos um defeito. De novo, paciência. A fila anda.

        Sobre a sua teoria de Caim e Abel é válida. De verdade. Mas ei! Dean confiou no Sam em Swan Song. Ele confiou e disse com todas as letras que ele faria o que pediu a ele mesmo que cada fibra do seu corpo gritasse com ele para não deixar Sam fazer o que fez. Dean confiou e acreditou no amor deles. E foi assim que Sam venceu Lúcifer. Com o amor deles.

        Outro beijo pra você.

        1. Lucas Carvalho

          Polly, vejo que te devo minhas, muito sinceras, desculpas, porque vejo que você ficou um tanto quanto ofendida com minhas palavras. De forma alguma, em momento nenhum, quis lhe agredir. Muito pelo contrário, mesmo apesar de não concordar, gostei muito dos seus argumentos, porque percebi que vinham de uma pessoa inteligente e sensata que sabia se colocar. E foi por isso que te respondi.

          Desculpa se te “coloquei no saco das fangirls tapadas por ai”, na verdade, não conheço este saco. Nunca julguei tapadas as fans que se deixam levar pela “quedinha pelo Jensen”. Pra ser sincero, esse termo foi mais pra dar humor, não pra classificar o ofender.

          Desculpa se deixei transparecer que te achava infantil por não saber separar atores de personagens. Sei, pela sua forma de se expressar que, pelo menos, maturidade você tem. Usei o nome do Jensen no outro comentário só por questão de coesão, mesmo.

          A respeito do assunto Amelia, um milhão de desculpas. Eu tive que voltar e ler meu comentário de novo, para tentar encontrar de que forma eu deixei entender que você era contra a volta do Sam para ela. Eu simplesmente citei uma situação-exemplo em contrapartida ao que você disse (e como você disse) sobre o Dean ter deixado tudo, em Bad Boys, pelo Sam. Como se isso fosse a maior das maiores provas de amor, e como se o Sam já não tivesse feito isso pelo Dean.

          Sobre Bad Boys, você disse “Onde estava toda essa mágoa, esse RESSENTIMENTO em relação a Dean?” por isso eu achei que você realmente queria usar o significado de “ressentimento”, já que você usou a palavra. Mas se essa não foi sua intenção, mais uma vez, me desculpe, foi erro de interpretação meu.

          Se me permite argumentar (e já peço desculpas se usar termos que lhe agridam): concordo plenamente quando você diz que acha que foi mesmo o Sam quem disse aquilo (ainda estou em Bad Boys); na verdade, não faz o menor sentido (pra mim) ter sido o Gadreel. Mas descobrir tudo aquilo que aconteceu… toda a verdade por trás da sobrevivência do Sam, NO MÍNIMO, pode ser usado como justificativa para tal mudança de comportamento, afinal, você nunca disse que odiava alguém que você realmente ama? E só por isso teve que manter sua palavra e continuar o odiando? Porque eu aposto que, nestas situações, suas justificativas para a mudança de comportamento foram muito menos signifiativas (a de todo mundo é).

          Quanto ao “sensacionalista”, eu, mais uma vez (e muito sinceramente), admito o meu erro. Usei o termo porque ele não conota nenhuma ofensa, para mim. Para mim, ele simplesmente significa que uma pessoa exagerou na argumentação de seu ponto de vista, tentando convencer alguém do que acredita ser verdade. Isso de forma alguma, pra mim, é uma ofensa. Eu, por exemplo, por acreditar tanto em minhas verdades, caio nessa, por muitas vezes. Já com relação ao “parcial”, se ofendi, foi por mera deficiência de expressão. É porque, pra mim, os julgamentos mais imparciais tendem a ser mais justos. Quando você analisa fatos sem tomar partido de nenhuma parte, e ao mesmo tempo, tomando partido de ambas, você faz mais justiça em suas consepções. Não é crime (e eu não disse desta forma), nem pecado (desta muito menos).

          Sobre os sacrifícios, em momento algum eu disse que você achava os sacrifícios do Sam menores (e se você entendeu desta forma, for por simples, espontânea E JUSTA, liberdade de interpretação), muito pelo contrário, eu disse que EU os acho maiores. Não que meu desejo seja desmerecer o Dean. Como eu disse, procuro ser bastante imparcial, para entender todos os personagens de forma mais ampla, e o Dean, pra mim, É FODA (o irmão que eu queria ser e queria ter, como já disse)

          Na parte da Jessica, eu simplesmente não entendendi seu raciocínio :S O foco do argumento, na verdade, nem era ela. Eu só procurei ressaltar (novamente pra tentar causar algum humor no comentário) que eu acho a morte dela tão cedo no seriado, um triste desperdício; porque ela foi a mais linda de todas. Além do mais, sua resposta me deixou profundamente receoso de ter sido extremamente equivocado no uso das palvras. Nem por tortura eu culparia o Dean pela morte da Jessica. Eu seria louco se o fizesse. Eu disse que o Sam “largou a Jessica” (de certa forma) pelo Dean. Foi só isso… na verdade, eu posso até ter sido meio sensacionalista usando este exemplo, mas eu não acho que justifique sua interpretação. De qualquer forma, como eu disse, é direito seu interpretar da forma que lhe nem convir… então ria 😀

          Sobre chamar de sacrifício se entregar para Lúcifer: você tem toda razão de achar que é um ato de coragem. Na verdade, pensando nesta analogia, eu acabei definindo para mim, todo sacrifício como um ato de coragem. Mas achei sua pontuação, de tudo, muito interessante, então fui pesquisar na internet o significado da palavra sacrifício, e encontrei:
          “4 Renúncia voluntária a um bem ou a um direito. 5 Ato de abnegação, inspirado por um veemente sentimento de amizade ou de amor. 6 Privação, voluntária ou involuntária, de uma coisa digna de apreço e estima. 7 Risco em que se põem os próprios interesses para interesse de alguém ou de alguma coisa. 8 Constrangimento, sofrimento.” (Dicinário Michaelis Online). E com base nesta definição, eu não me importo em ser chamado de ignorante por continuar acreditando que este foi um sacrifício da parte de Sam.

          Outra vez, admito sem receio, que interpretei errado. Não sei se fui relapso na leitura, mas eu realmente achei que você considerava ter, o Dean, sofrido mais. Principalmente em sua, muito poética e agradável, citação cronológica das provas de amor do Dean pelo Sam. E por este mal julgamente, me desculpe!

          A propósito, muito justa sua crítica ao meu uso do CAPS LOOK. Gostaria então de me explicar: na verdade, eu tive receio de que você os interpretasse como gritos, porque, realmente, essa é a interpretação geral que fazem a esse recurso; porém, devo dizer que não foi essa minha intenção. O que eu queria mesmo, era poder negritar algumas parte e trechos de minha argumentação que eu achava mais persuasivos, algumas vezes, e em outras, apenas expressar, de forma mais exata que os simples pontos e vírgulas podem fazer, minha intonação (lógico, nunca gritando). Mas este recurso (o negrito) não é possível nos comentários (pelo menos no que se limita meu conhecimento)

          Voltando à Supernatural e ao meu, muito mal (infelizmente) interpretado comentário, gostaria que, por gentileza, você me mostrasse as linhas em que eu digo que VOCÊ considera o Dean o ator principal. Na parte em que argumento sobre isso, não direciono minhas palavras a você, diretamente, ao contrário do que fiz no resto do post. Foi apenas uma justificativa às minhas pontuações inflamadas.

          Sobre não entender o ato mútuo de defender o Sam e entender o Dean, uma dica: você vai conseguir isso quando parar de ser parcial; o que, segundo suas próprias falas, me parece difícil, se não impossível, de acontecer!

          Em outro ponto, você se enganou quando sugeriu que eu não entenda ou concorde com o Dean. Por ser imparcial, eu acabo conseguindo muito bem me colocar em seu lugar e concordar plenamente com ele. Concordo tanto que torço avidamente que ele não ouça o Sam e sempre volte pra salvá-lo. Eu tenho um forte pressentimento triste de que essa série terminará com a morte do Sam, e por isso eu creio piamente no Dean, que ele vai me fazer errado nesta minha premonição. Minhas discordâncias são apenas – como você poderá perceber se ler novamente e com calma meus comentários – com o fato de o Sam se sair um tanto quanto fraco e inferior à sempre muito glamurosa e heróica performance do Dean, o que eu considero, rancorosamente, injusto e desnecessário.

          Sobre o Dean ter confiado no Sam: isso foi depois de tê-lo chamado de monstro e o renegado como irmão com todas as palavas outra dupla de vezes. E mesmo assim ele voltou… e realmente devia ter voltado. Mais uma coisa na lista das coisas que me fazer achá-lo FODA. Foi incoerente? FOI! Como o Sam, segundo você, foi quando agradeceu ao Dean em Bad Boys antes de tudo o que disse, em Purge. Mas, e daí? O sentimento mais forte é aquele que prevalesse. E o deles, é a fraternidade entre um e outro. Minha teoria não vem pra jogar isso por terra. Minha esperança era que ela (se acontecesse) mostasse um pouco do lado do Sam, de seu ponto de vista.

          Finalmente, eu termino pedindo, mais uma vez, desculpas; muito embora sua ira tenha sido, ao meu ver, levada por uma interpretação errônia das minhas intenções. Eu admito que possam ter sido levada também, por meu mal uso das palavras. Sinto muito mesmo que não queira mais levar a diante a discursão, porque, o que mais me atraiu para a participação no site, foi poder discutir. Sem ofender, é lógico, mas acabei ofendendo. Anyway, muito obrigado! Foi de muito bom proveito! Beijos

          1. Está tudo bem.. Não se preocupe. Só quis deixar claro algumas coisas sobre mim..

            E de verdade? Não vou mais pronunciar uma vírgula sobre as atitudes de qualquer um dos irmãos. Não leva a lugar nenhum… Deixo minhas concepções para meu diário pessoal e para alguns amigos e as coisas ficam melhores para todos..

            Simples assim.. E não Lucas, ser imparcial, não irá me fazer mais justa. Irá me fazer menos eu. Portanto, eu fico com minha parcialidade pq ela aliada a meus instintos sempre me fazem a escolher o bem, não importa a quem.
            De qualquer forma, obrigada pelo conselho..

            Nos vemos por aqui, comentando mais sobre as aventuras dos irmãos…

            Um grande abraço… E lembre-se: vc e qualquer outro é bem vindo para falar o que quiser.. A equipe do blog adora saber e ler o que vcs acham…

            😀

      3. Beatriz

        Falou e disse. Só não lembro do Dean também achar que o Sam tivesse que matar a Lilith. As pessoas condenam o Sam com base no resultado das ações dele, não com base nas informações e no que ele experenciava na época. Ele usou o sangue de demônio para matar os demônios sem matar as pessoas que eram possuídas. Ele não normalizou a morte dessas pessoas, ele queria salvá-las. (Na série nem se comenta mais esse fato, né? Os Winchesters estão matando gente para matar os demônios, quando eles poderiam apenas exorcizá-los de vez em quando. Vale a pena sacrificar esses inocentes? Os fins justificam os meios?) No fim esse bem que ele fazia era só uma isca, mas como ele saberia disso? Dizer que ele estava se metendo com uma demônia e isso não pode ser boa coisa não é resposta. Primeiro porque esse é um universo em que os anjos também não são bons, então os demônios também poderiam ser pelo menos úteis para a persecução de um bem maior. Segundo, talvez ele deveria saber que se meter com demônios não dá certo porque a mãe, o pai e o irmão fizeram isso e deu merda, mas ninguém joga o Dean na fogueira por isso, não é razoável fazer isso com o Sam. Principalmente porque o Dean rompeu o primeiro selo. “Ah, mas ele só foi parar no inferno porque vendeu a alma para salvar a vida do Sam.” Parece que a vida do irmão que apenas morreu, não vai para o inferno nem nada, é muito mais importante que salvar o mundo inteiro para sempre. E parece que realmente é maravilhoso ser resssucitado às custas da alma imortal do irmão. Super reconfortante.
        Desviando um pouco do assunto, eu vejo fãs do Dean falando que ele tinha de dar uma surra no Sam (!?), outras pessoas como eu que defendem o Sam (muito por causa dos ataques que ele sofre, não por uma preferência de um sobre o outro)e dizem que o Dean é egoísta da maneira dele (não retiro o que disse), mas eu acho realmente que o John merecia ser lembrado mais e criticado mais. A mulher dele foi assassinada por um demônio, mas por culpa dela mesma, que para ressuscitá-lo entregou o destino do filho para o demônio. Ele deveria ficar p* com ela, não? Ele tinha filhos para criar, sendo que um estava marcado para ser o Anticristo ou coisa que o valha e ele os abandonou ainda assim. Jogou a responsabilidade toda nas costas do Dean, que chegou a passar fome. “Ah, mas ele estava sofrendo…” O Bobby não só perdeu a mulher por causa de um demônio, como a mulher dele não fez pacto nenhum, como ele matou a própria mulher. Traumatizado é pouco. Ele também não tinha filhos, podia sair por aí só caçando e ignorando todo o resto. Mas ele deu alguns poucos momentos de pai e filho aos meninos quando John os largava com ele. Mas que #($()@*&.
        O pobre do Dean quando era criança/adolescente não tinha escolha, se ele não cuidasse do Sam, era capaz do pai largar o irmão menor sozinho.

        Acho que a preferência pelo Dean e os pesos e medidas diferentes se devem ao fato de ele ser o mais sacrificado (o pai sacrificou a infância e adolescência dele) e o mais sofredor, porque ele passou a ter uma auto estima baixa, depende emocionalmente do papel de protetor do Sam etc. O Sam também não lembra da mãe nem presenciou a morte dela quando pequeno. (Teve a Jéssica para compensar, mas acho que encarar isso quando adulto é um pouco menos ruim.) A nossa cultura valoriza o sofrimento.

        1. Beatriz

          Ou melhor, não me lembro do Dean achar que matar a Lilith resolveria qualquer coisa.

          1. Lucas Carvalho

            Todo mundo achava que matar a Lilith era a solução… foi a única apresentada. Por isso a surpresa quando Zacariaas conta a verdade…

  16. Lara

    O melhor e mais profundo comentário de todos,só tenho que concordar com você Polly.Você escreve e confirma seus argumentos com exemplos,nada fica ao acaso.Parabéns!

    1. Obrigada! Muito obrigada mesmo! 🙂

  17. Gostei de sua analise Guilherme.

    O engraçado é que quando o episodio não é grande coisa, a imaginação ferver para todos os lados . É por isto que perdemos nosso tempo escrevendo e comentando kkkkk Sobre eles é claro.

    E este debate esta queimando feito inferno .kkkkkk

    Pessoas defendendo diferentes pontos de vista.

    Com tanto conflito de valores, eu não posso tampar meus olhos para o que esta acontecendo. É injusto , Sammy esta sendo injusto. Isto é real. Isto é fato!

    Eu tonta continuo amando-os ,entretanto com um caroço da garganta.E eu me pergunto se alguma hora tudo isto fará sentindo…

    Acho que Carver gosta justamente de provocar este debates calorosos . E fazer Sam ser o idiota insensível, é especialidade dele. Jared adora ser mal , e o desgraçado convence .kkkk

    Jensen é mestre em emocionar tudo e á todos. Então não tem saída,continuaremos cutucando uns aos outros para defender cada personagem .

    E devemos crescer , não a como ter uma mentalidade romântica neste caso. A uma decisão que vai nos levar mas uma vez para o abismo de sentimentos dolorosos . Vamos chorar feito condenados a cadeira elétrica, prepare os lenços pessoal. O vale tudo começou . Espero que no final haja novamente o amor entre eles.

    Beijos Gui ,demorei ? Sentiu minha falta?kkkkk Um bejão! Aparece mas cara, você escreve bem d+
    Eu decidi não ficar em cima do murro.

    1. Rodrigo

      Sim, Sonyama, Sam está sendo injusto. O mais foda é segurar a emoção com a cara do Dean ao final.
      Espero que seja essa mesmo a intenção de Carver, pois os últimos acontecimentos não me trazem boas perspectivas.

  18. Seu Zac

    Não gosto de ser repetitivo, porque isso cansa a minha imagem. Mas como Zac já tá de couro duro de levar lapada, vamos lá.

    No desespero, em situação extrema, somos capazes de fazer qualquer coisa. Até o código penal legitima certas ações, como a legítima defesa e o estado de necessidade (Zac também é conhecimento). Logo, o Dean tá é certo em salvar o Sam.

    Mas o beneficiado pelo ato heroico tem todo o direito de se sentir péssimo, se para salvar sua vida inocentes tiveram que morrer. Basta lembrar como o Dean se sentiu no episódio Fé e quando John fez o pacto. Logo, o Sam tá é certo.

    O Sam está sendo cruel? Já diz o ditado, a verdade dói, mas liberta (hhahahahahahah).

    É meus queridos, ambos os irmãos estão corretos. Embora a paixão (ah, essa paixão que inebria os sentidos!!!) por seus personagens preferidos nem sempre permita perceber fato tão óbvio.

    Na minha humilde opinião, como já disse anteriormente, o foco da discussão está errado. Então, qual o propósito de, numa 9ª temporada, estarmos tendo esse tipo de discussão? Algumas hipóteses levantadas por Zac:

    1. Carver quer que o relacionamento dos irmãos seja maduro. Isso implica que a reconciliação promovida na era Sera e Eric nada significaram, já que ele, Carver, o magnífico, irá promover o grande e verdadeiro amadurecimento dos irmãos, o que deve acontecer lá pela 28ª temporada, já que até agora a cada dois episódios cria-se um conflito bombástico (hahahahah).

    2. o Carver quer recontar a proposta da série, que, de acordo com os entendidos, é o amor entre os irmãos. Ora, se a história é escrita de forma a provocar a divisão do mar vermelho entre os fãs, a história pode ser qualquer coisa, menos de amor, compaixão, compreensão e o encaminhamento será para o irmão do bem e o irmão do mal (hahahhahahaha)

    3. o Carver quer emocionar os fãs com uma grande reconciliação, troca de juras de amor e tal. Mas tudo irá soar falso como uma nota de 3 reais, já que na próxima esquina, SURPRESA!!!!, outro conflito forçado, sem eira nem beira, nos espera.

    4. matar pessoas é o mais novo negócio da família. Vide Clip Show e Kevin.

    5. o objetivo é só provar guerrinha e guerrilha entre fãs. Isso dá o maior ibope. Ou, pode ser apenas falta de criatividade.

    Em resumo: meus queridos, a viagem, após a 5ª temporada, poderia ter sido bem mais divertida (hahahahaha)

    E em tempos de black bloc parece que as trevas vêm se espalhando por todos os cantos (hahahahahahahah)

    E eu nem falei do banker, sem o charme do impala e dos motéis baratos, e que tá mais pra túmulo dos amigos do que lar dos irmãos (hhahahahaahha).

    Zac, nóis sofre, mas nóis se diverte (hahahahahahaha).

    1. Rodrigo

      Seu Zac, gosto desse seu jeito descontraído de argumentar.
      O Sam tem todo o direito de estar indignado, mas não consigo compreender as palavras cruéis ditas por ele. Dean merece um gelo, uma boa bronca, mas não naqueles termos. Chamá-lo de egoísta foi um exagero!
      Chorei e ri ao mesmo tempo com o comentário sobre os motéis baratos e o bunker.

  19. Haryella

    Discordo da sua análise Guilherme, lógico, eu estaria sendo incoerente com tudo q eu já disse aqui se concordasse, mas respeito!!! É uma pena q na tentativa de criar conflitos entre os irmãos e gerar reações adversas dos fãs, Carver na verdade esteja apenas aumentando o ódio contra o Sam, isso me revolta, pq até os que o defendiam já estão contra ele.
    Não vou repetir tudo q eu já falei em defesa do Sam, escrevi em outros posts e não quero repetir tudo novamente, mas concordo com vários colegas aqui como o Rodrigo, acho ele inteligentíssimo, a Dani, o Lucas, a Elysa, o Seu Zac sempre bem humorado, e tem outros q escrevem muito bem, exatamente o q eu penso, gostaria de saber me expressar como eles, pq acho q muitas vezes não sou bem compreendida aqui.
    Qnt a série, vou mesmo esperar pra ver o q vai acontecer pra depois julgar, acredito e tenho esperança q ainda há uma boa explicação pra este comportamento do Sam, são várias teorias q ando lendo por aí, vamos ver no q vai dar, só espero não me decepcionar!!!
    Qnt aquilo q eu disse sobre ficarem babando e idolatrando o Dean, foi num contexto geral, aliás eu tbm babo por ele (e quem não?) a diferença é q eu tbm babo pelo Sammy, hehe!!!!!

    1. Rodrigo

      Estou com tanto sono que esqueci de acionar o reply, Haryella. hehehe

  20. Wesley

    Posso estar falando bobagem mas nessa temporada está se criando uma diferença brutal entre Sam e Dean sobre a forma como cada um vez o mundo à sua volta e seu papel nele agora.

    Dean coloca sempre a família acima de tudo e como Sam é tudo que lhe restou (pois os mais próximos a ele já morreram, vide Bobby e Kevin) ele não pensa duas vezes antes de salvar a vida de Sam e nunca foi diferente, já Sam vem mudando muito com o passar do tempo, e agora então depois desse último diálogo entre os dois, me faz pensar realmente naquela batalha final de temporadas atrás, em que Dean seria o receptáculo de Gabriel e Sam de Lúcifer, e quanto mais os laços de Sam por Dean vão se enfraquecendo mais isso fica evidente, se pensarmos na diferença absurda de oposição que existe entre o Bem e o Mal, ou entre Gabriel e Lúcifer, e agora que está acontecendo entre Sam e Dean, pode ser bobagem minha mas me veio a visão de Dean/Gabriel e de Sam/Lúcifer na mente depois do final desse episódio.

    Eu não sei, mas tenho pra mim que quando Supernatural chegar ao fim (uma hora infelizmente tem que haver um final) o destino de Dean será a morte, eu não vejo ele levando uma vida pacata, parando de caçar, com esposa, ou um trabalho normal e ainda assim se sentindo feliz e em paz, acredito que ele irá morrer no final de tudo, mas que ele será perdoado de todas as falhas que cometeu e seu espírito estará em paz, já o final de Sam para mim é uma incógnita.

  21. Rodrigo

    Pois é, Haryella, você tocou numa questão importantíssima, a qual até certo ponto me irrita há bastante tempo: a forma como esses escritores manejam o Sam.
    Se tem uma coisa nessa série que não para de crescer ou pelo menos se mantém em níveis elevados é a rejeição ao Sam. Tudo o que ele fala para Dean, ainda mais de uma forma tão cruel, toma proporções absurdas.
    Especificamente nesta ocasião é fato que muitos dos que defendem Sam, nisto eu me incluo, se decepcionaram com as palavras que ele disse ao Dean. Sabe-se lá qual a intenção de Carver, mas digo sim que achei exageradas. Nunca deixarei de olhar o lado do Sam e não o critico por estar indignado, fora que, tão logo eles se acertem, isso pra mim será superado, mas sei muito bem que para muitos foi mais uma atitude imperdoável no “currículo” dele.
    Uma coisa que me deixa feliz em toda essa discussão é ver que há mais pessoas “pró Sam” se manifestando, mesmo eu não concordando com argumentos tão racionais. Por mais que tente compreender, o Sam que eu conheço e pelo qual sempre vou em defesa não diria aquilo para o Dean, pelo menos não da forma como está sendo colocada.
    Particularmente, também não gosto quando acham que o Dean está acima do bem e do mal e que o Sam não tem o direito de indignar-se com ele. Mas, a bem da verdade, como não achar foda todo esse amor (doentio que seja) que o Dean nutre pelo Sam? O cara é a vida dele. Quando o assunto é Sam, por mais louca que seja sua atitude, não tem como exigir do Dean que ponha a razão acima da emoção (de seu amor sem limites). E acredito que, a seu modo, o Sam também é assim, ao menos é nisso que sigo acreditando.
    Decepções à parte, espero que Carver e sua equipe não destruam o que, pra mim, é o maior, senão o único motivo que me faz acompanhar Supernatural até hoje.

    1. Haryella

      É mesmo Rodrigo, o q estão fazendo com o Sam é revoltante, mas eu ainda tenho esperança q haverá uma explicação pra isso, só sei q não consigo odiá-lo, não mesmo, e se uma das teorias q eu li estiver correta até entendo o pq dele ter dito tudo aquilo, mas vou esperar mesmo pra depois tirar minhas conclusões.
      E vc têm razão, esse amor doentio do Dean pelo Sam é incrivel, eu adoro e espero q pelo menos isso não mude, tbm tenho certeza q o Sam sente o mesmo, por mais q ele tente negar hehehe!!!!!

    2. Beatriz

      Pessoas que admitem que um amor é doentio e acham isso legal, foda até me assustam. Se é doentio precisa ser tratado, não incentivado. Ou então não é doentio. E se um amor é doentio ele não é mais amor.

  22. Pedro

    Eu concordo com cada linha da review, e quanto à teoria de Caim/Abel, alguns estão dizendo que o Dean terá que sacrificar o Sam, como Caim fez. Eu honestamente espero que não seja isso, porque seria a mesma história Lúcifer/Miguel toda de novo e mostraria pra eles, que não adiantou nada eles terem formado o #TeamFreeWill, o destino deles foi traçado e tudo pelo que eles lutaram foi em vão.

  23. Natyara

    Olá sou nova por aqui e nunca comentei sobre supernatural com ninguém, pois só agora consegui viciar duas pessoas na série. Já vi e revi todas as temporadas diversas vezes, mas agora não tive como não comentar.
    Sempre gostei muito dos conflitos psicológicos e sentimentais do Sam e simplesmente AMO a forma do Dean amar e proteger seu irmão caçula, talvez por ter os mesmos sentimentos por meu irmão, rsrs.
    Mas dessa vez o pequeno/grande Sam exagerou e muito na dose, o pior de tudo foi dizer que Dean é egoísta. me pergunto como alguém que dá sua vida e alma para ressuscitar seu irmão pode ser chamado de egoísta?
    Sam tá sendo honesto com seus sentimentos? Tá sim, mas me parece que sua real intenção é MACHUCAR E MALTRATAR o irmão,pois quando ele pergunta ao Dean se ele está legal a respeito do que ele disse sobre não serem irmãos, juro que senti como se ele estivesse sentindo prazer em saber daquilo e meio decepcionado por Dean não começar uma briga. Qual a razão de querer maltratar o irmão dessa forma? sinceramente não consegui chegar a uma conclusão.
    Só sei que no momento estou muito confusa e espero que a solução/resposta para a atitude do Sam seja explicada de forma convincente, pois será decepcionante se simplesmente for alguma coisa banal.
    Desculpem se fui extensa ou se não soube expor meus pensamentos, mas sinceramente estou muito confusa com tudo isso.

    1. Beatriz

      Como alguém que dá sua vida e alma para ressuscitar o irmão pode ser chamado de egoísta? Engraçado que a própria série respondeu isso. Antes do Sam descobrir que Dean tinha vendido a sua alma por causa dele, os irmãos se depararam com o caso de um sujeito que vendeu a alma para a mulher que estava com câncer não morresse. Eles lutaram para salvar o sujeito, não sei o que aconteceu no final, mas ficou a pergunta: como alguém cuja vida custou a tortura eterna e a transformação em um demônio da pessoa que ama vai se sentir quando/se souber disso? É generoso você dar à pessoa um destino que ela não escolheria para ela mesma, pagar um preço que ela não suportaria?

      Dean poderia dar dois destinos ao Sam:
      a) morrer de forma natural, o que o impediria definitivamente de se tornar o Anticristo.
      b) ressuscitar às custas da alma imortal do seu irmão.

      Só um psicopata preferiria para si mesmo a opção b. Atençao que eu não estou chamando Dean de psicopata, apenas que Sam deveria ser um psicopata para ficar feliz em estar vivo e o próprio irmão condenado pela eternidade a sevícias inomináveis.

      Assim, Dean não escolheu o melhor para o Sam. Dean escolheu o melhor para ELE. Ainda que a avaliação de melhor que ele fez tivesse sido imediatista. Ele estava tão apavorado de ficar sozinho, ou apavorado pela noção de que falhou em proteger o irmãozinho, que não avaliou o impacto a longo prazo e não pensou direito no que é melhor para o Sam.
      Quem escolhe o que considera que é melhor para si (ainda que esse melhor seja pior) em detrimento do que o outro considera que é melhor para si (ainda que esse pior seja melhor) é egoísta.

      Você pode dizer que o Sam e a mulher só sofreriam se soubessem da verdade. Mas aí você está valorizando o sofrimento e o sacrifício e desprezando completamente o direito ao livre arbítrio informado das pessoas

  24. Anderson

    Olá a todos novamente,desculpem pelo comentário atrasado,mas deixei para assistir este episódio depois para dividir o tempo até o proximo rsrsrs.
    Bom,acho que todos que comentaram ja falaram tudo que eu acho,e eu sinceramente rezo para que as atitudes do Samy serem efeito da tal marca,pois não consigo acreditar no que ele disse ao irmão,pô gente tudo bem que o Dean exagerou um pouco nos seus meios,mas era a unica meio que ele tinha..A pesar de que eu ja tinha estranhado o Samy não ter feito muito pelo Dean quando ele estava no purgatorio,pois para tirar o Boby foi até relativamente facil,mas para tirar o irmão dele ele não fez quase nada.
    O que eu quero dizer e até pedir desculpa as (aos) fâs do Samy,é que se isso tudo não for efeito da marca, o Samy cairá e muito no meu conceito e ficarei muito triste pois para mim eles teriam que não ser iguais mas ter valores equivalentes na série,pois sobrenatural não pode perder esta essência de familia.
    Um abração a todos vcs.

  25. Nick Walker

    Gente, apesar de irmãos, eles são diferentes.
    O Dean tem amo esse amor acima de tudo pela familia e Sam é a unica, não tem Castiel, Adam, Kevin, Boby no mesmo nivel de amor pelo Sam. Kevin morreu por uma escolha do Dean pelo Sam. Dean escolheu recuperar Sam da jaula em vez do do Adam, Dean mandou Cas embora quando Gadreel ameaçou Sam. Então que todos morram, que se dane se for pelo bem do Sam.
    É o amor dele pelo Sam, é bonito, mas isso é horrivel pro Sam pq ele ve morte, sacrificio de outros por causa dele e ele nao quer isso, por isso queria morrer e pediu para que ninguem conseguisse traze-lo de volta, ele nunca foi egoista, ao contrario totalmente.
    E quando Sam diz que Dean faz mais isso por ele que pelo Sam, eu acredito. Nao porque ele nao vive sem Sam e é dependente dele, mas ama o Sam e quer que o Sam viva, mesmo que fora da vida de caça, ele sempre entende que o Sam quer isso. Mas Sam enquanto viver nunca vai deixar Dean caçar sozinho. Isso só vai acabar quando um dos dois morrerem, e o Sam quer que seja ele, porque tudo envolve ele. Cá entre nós, quem é mais cagado que o Sam?
    Ele quer que isso acabe, são 9 anos que acompanhamos ele só se ferrar e o Dean se matar por ele né?

  26. Nick Walker

    Ou seja, Dean se culpa por trazer isso ao Sam e nunca vai aceitar Sam morrer por isso… Ele não viveria com esse peso…

  27. Adriana

    Eu sou fã do Dean, e ponto final.
    Tenho todos os motivos do mundo para defendê-lo até de baixo d’água, por tudo que ele fez, desde a primeira temporada, em relação à família e ao Sam.
    Desde a primeira temporada, também, não esqueçamos, Sam nunca desejou continuar o “negócio da família” e fez de tudo para sair fora. Como se o Dean também não merecesse ou quisesse uma vida melhor…
    Não esqueçamos também, que quando Dean foi para o purgatório, Sam não fez absolutamente nada para salvá-lo, e ainda se amasiou com a Amélia. Só deixou essa mulher quando o irmão conseguiu sair – por seus próprios meios – de lá.
    Sam também ficou cheio de frescura por causa da amizade de Dean e Benny, fazendo de tudo para separá-los – coisa que eu não entendi.
    Agora, esse recentimento do Sam porque Dean o salvou da morte… Sinceramente é irritantemente injusto. Ainda mais quando disse que não faria o mesmo por ele – e sabemos que não faria mesmo – porque não se importa com o irmão da mesma maneira que o irmão se importa com ele.
    E sabe o que mais? Não vejo qualquer relação disso com a marca de Caim, uma vez que a animosidade (frescura) já tinha começado antes dela.

    1. Beatriz

      O que o Sam poderia fazer para salvar o Dean do Purgatório? O Castiel também estava lá, se lembram? Ou vocês queriam que ele vendesse a própria alma para trazer o Dean de volta?

    2. Beatriz

      Quanto à amizade de Dean com Benny, Benny era um vampiro, e Sam não sabia que tipo de vampiro, se não era um vampiro que fez um acordo com Dean para salvar a própria pele e depois sair por aí matando gente. Sam não fez nada de verdade contra Benny. E Benny estava quieto, naquele momento, mas já tinha matado gente na vida. Já a amiga do Sam que não comia gente e matou a própria mãe para salvá-lo foi morta pelo Dean porque ela dava não sei o que de gente para o filho,(sim, eu sei que ela matava gente para isso), para salvá-lo. O que vc faria para salvar o seu filho (que não quer morrer). E o Dean matou a mãe na frente do filho. Nem para deixar para outro caçador. De novo, dois pesos e duas medidas para os irmãos.

    3. Beatriz

      Sam nunca achou que Dean não merece uma vida melhor, pelo contrário. Ele só não sabia que Dean queria outra coisa da vida, porque o próprio Dean não sabia que queria outra coisa, e não admitia que merecesse outra coisa.
      Ele foi completamente doutrinado pelo pai, não questionava o “dever” dele com o negócio da família. Mas isso é uma escolha, tanto pro Sam quanto pro Dean.
      Dean ESCOLHEU a vida de caçador. Quando menor ele não tinha (muita) escolha, mas depois de adulto ele poderia fazer uma coisa diferente. Poderia abrir uma oficina mecânica, já que mexer com carros é a paixão dele. Mas aí ele teria de enfrentar o John, e se desincumbir de toda a responsabilidade que o pai injustamente depositou nele.
      Como ele não consegue fazer isso, quando o John o abandona de vez ele vai atrás do Sam para tentar roubar o poder de escolha do irmão também.

  28. Nossa!Tinha muito tempo que não comentava aqui, mas adorei esse episódio e me deu uma vontade enorme de visitar o IsLife, hj em dia fico de olho apenas lá no face, mas mesmo de longe acompanho tudo.

    E amei a participação da galera, e muitos disseram o que eu queria dizer, obrigada ao site por essa magia.

  29. Esses dois episódios derrubaram a minha confiança nessa temporada, honestamente. Primeiro o Garth volta dizendo que agora é um lobisomem, o que eu achei ridículo… e agora o 9×13, que só serviu para piorar a situação entre os irmãos. E mais uma vez eu acho que Sam deveria morrer. Nunca vi um personagem tão negligenciado e maltratado pelos roteiristas como ele. Está claro pra quem quiser quiser ver que os roteiristas atuais de SPN detestam ele, e parece que só o mantem porque a série ainda é sobre dois irmãos (embora para muitos isso acabou faz tempo, a maioria é Team Dean e a coisa piorou quando Castiel entrou na serie). Eu ficaria imensamente triste mas teria boas recordações de Sam. Melhor do ver ele ser destruído aos poucos pelos roteiristas. E tb tem o seguinte: quem sentiria falta dele na série com exceção dos fãs dele ? Dificil hein. Lembrando que estou sendo realista, antes que venham me tacar pedras. Infelizmente não vejo mais função pra ele 🙁

Leave a Comment