[Análise Hunter] 9×14 Captives

Olá, hunters e rebeldes! Eu fui escolhido para fazer a análise desse episódio, e a honra não poderia ter sido maior! Um episódio excelente, denso e que começa sensacional, nos lembrando que ainda existem fantasmas na série para quem esqueceu.

E esse fantasma em específico, não está exatamente em bons termos com nossos herois, considerando as circunstâncias da morte dele, nosso jovem Kevin Tran. Dean ainda está se corroendo de culpa por sua morte, e se agarra à única chance de poder falar diretamente com ele para se desculpar. Mas Kevin não está exatamente com vontade de ouvir Dean ter uma sessão de “autopiedade”, pois descobriu que sua mãe está viva, e quer que eles a protejam.

Enquanto isso, Castiel descobre outra facção de anjos, uma que aparentemente não quer lutar, e sim ajudar a humanidade, mas estão sendo mortos por Bartolomeu, que dá às caras, para nos mostrar que ele não pode ser simplesmente ignorado nesse conflito, e que não gira tudo em torno de Crowley vs Abbadon vs Metatron. Castiel fica abalado com seus métodos, e quer ajudar, novamente, mas ele consegue ver que ou Bart é um extermista bem intencionado, como ele já foi, ou é um sádico maníaco, e em qualquer um dos casos, nada de bom pode vir disso. Ele mostra seu novo respeito à paz e se recusa a matar um “rebelde”, ainda que isso o ajude a chegar a Metatron. Bartolomeu não entende, e tenta mostrar aos seus homens o quão forte é, apenas para ser derrotado por Castiel e humilhado. Em um golpe sujo ele tenta matá-lo, e na verdade acaba apenas aumentando a imagem de poder de Castiel entre seus homens ao ser morto com facilidade. E agora que Castiel cortou a cabeça dessa serpente, fica a pergunta: eles ficarão desorientados como Hael no começo da temporada, ou vão engrossar as fileiras de Moloc, pelo visto o único líder de facções ainda ativo? Pergunta essa respondida em sua última cena, em que ele está lamentando a queda de Rebecca, um dos capangas de Bartolomeu vem e se declara seu seguidor, assim como mais dois anjos. E dessa vez, a pergunta que ficou no ar para mim é: se ele tivesse assumido essa liderança desde o princípio, será que poderia ter evitado todas essas mortes de anjos?

Voltando aos Winchester, vemos que o respeito que Dean ganhou por Crowley está cada vez maior, com ele encontrando desculpas para os métodos dele, e tentando falar com ele a todo custo, para total desgosto de Sam. Falando de Sam, desde o começo da temporada é difícil entender o que se passa com ele. Eu gosto de pensar que é apenas uma confusão temporária, mas quase todas as vezes que ele abriu a boca nesse episódio era ou para criticar Dean ou para fazer um comentário improdutivo. Ao descobrir finalmente o lugar onde a Sra. Tran está presa (e graças a um rádio na frequência espiritual!) eles encontram um armazém em que Crowley mantém reféns humanos que lhe são úteis, e um demônio do qual quase se daria para ter pena, se os motivos para sua tristeza e frustração não fossem tão malignos.

Quando Sam salva a Sra. Tran, ele conta sobre a morte de Kevin, e mais uma vez vemos a força enorme que ela tem dentro de si, querendo apenas se vingar do homem que a torturou com tanto prazer, e encontrar seu filho novamente. E quando o faz, o fato dela não poder tocá-lo, por ser um fantasma torna a cena ainda mais emocionante, e a atuação de Lauren Tom é excelente, mesmo ao deixar claro que vai SIM levar seu filho com ela, não importa que ele seja um fantasma agora. Kevin, ao sair, diz para Sam e Dean aquilo que os fãs vem dizendo desde que ele recuperou o controle de seu corpo: parem de brigar e se resolvam!

Por um segundo, eu tive uma esperança de que finalmente Sam iria tentar entender o lado de Dean, e voltar a ser seu irmão, mas aparentemente a ferida é muito recente e profunda, então ele entra em seu quarto batendo a porta, e Dean se isola novamente em sua música e pesar, como sempre assumindo para si toda a culpa de tudo que há de errado. E espero que isso acabe logo, pois dá uma dor no coração enorme ver esse buraco entre eles aumentando a cada episódio.

Related posts

38 thoughts on “[Análise Hunter] 9×14 Captives

  1. Rafa

    Depois desse episódio, pela primeira vez até hoje, senti vontade de dropar a série.
    Sério, a gente aguenta aquela escrotice que foram os Leviatãs e a Eve esperando o renascer da série, pra quando ele finalmente chega, resolverem ferrar tudo outra vez?

    Realmente Bartolomeu não podia ser ignorado. Imagina que legal se ele fizesse algo de relevante e não morresse de forma tosca e irrelevante. Não da mesmo pra ignorar isso.

    Castiel líder dos anjos faz tanto sentido quanto um porco planando no céu. A temporada começou com todos os anjos querendo sua cabeça por ele ter sido, junto ao Metatron, o responsável pela queda. Ai ele mata um anjo qualquer e rouba a graça dele e depois em uma cena torta e tosca mata Bartolomeu e puff…ó venerável líder. Really?

    Sra. Tram, qual a relevância dela na história agora que o Kevin esta morto? Qual a necessidade de criar um plot novo pro Kevin que nos faz pensar em um Bobby 2.0? Que mantivessem só a revelação das almas presas sem alcançar o céu, teria sido perfeito. Pra que estender uma história que já havia encontrado seu final de forma extremamente satisfatória?

    Sam e Dean é melhor nem falar nada. Muito drama inútil. Voltas e mais voltas na mesma situação. Encheu o saco. Encerrem logo esse plot tosco que só tem puxado a série pra baixo.

    Essa nona temporada estava perfeita, eu até estava ansioso pra décima pq a qualidade tava lá em cima. Mas ai veio o Garth-lobisomem-sem-graça, depois veio o abominável chupador de gordura e agora jogaram metade do plot dos anjos fora com um episódio deplorável. Vou torcer só pra não cagarem mais nessa reta final de temporada, pq se cagarem, vou assistir a décima da mesma maneira que assisti a sétima, tomando meu Activia com Johnny Walker.

    1. Eu entendo definitivamente o motivo de tu não ter gostado do episódio, e ele não deixa de ser legítimo, mas comparar com as temporadas da Gamble é um pequeno exagero. O episódio realmente não foi o mais brilhante da temporada, mas serviu para dar um tom para essa segunda metade da temporada, mesmo infelizmente ainda não elaborando na Marca de Caim, que tenho certeza de que ainda vai ter algum efeito adverso, e logo logo saberemos exatamente qual. Tenha fé no Carver que vai!

      1. Rafa

        Eu sinceramente achei esses 3 últimos episódios com um nível bem Sera Gamble. E mesmo se não achasse ruim a esse ponto, depois de tudo que a série passou para se reerguer, ela não se pode dar ao luxo de errar dessa maneira.
        A Marca de Cain é algo que eu não espero nada. Depois do Dean ser totalmente incoerente e ignorar tudo o que Cain teria para falar sobre ela, eu simplesmente coloquei esse plot no canto da mente a prova de frustrações.
        Eu tenho Supernatural como minha série favorita, e mesmo quando ela vai mal pra caramba das pernas, lá estou eu toda semana batendo ponto na frente da tela e assistindo. Mas chega um ponto que nem o fanatismo salva a série de seus defeitos. Talvez seja até injustiça querer comparar, mas quando assisto um Orphan Black ou True Detective, desanima um pouco ir ver a série pela qual mais tenho carinho por saber que esse é um nível de qualidade que não vou voltar a ver nela. Tudo bem ter fillers, alguns dos episódios mais legais da série são fillers, mas jogar qualquer porcaria na cara dos fãs é algo que não da relevar.

  2. Pedro

    Episódio excelente ? Pff, como o amigo disse acima, minha vontade foi dropar a série depois de três episódios sem nexo algum. Qual o sentido de trazer o Kevin como fantasma ? Putz, tava tão bom o plot do Dean solitário, se culpando por ter falhado em proteger o Kevin e no 9×14 o Kevin nem parece se importar com isso…tipo ” O.k, resgate minha mãe, tchau. ” E qual o propósito da Sra. Tran voltar ? Só ocupar o espaço ? Personagem forçada demais. E o que falar da morte do Bartolomeu ? Foi tão decepcionante quanto a morte da Eve e do Dick Roman…morrendo fácil. E esse furo do roteiro terrível de que todos os Anjos queriam matar o Castiel e agora virou o fodão ? Essa Nona Temporada começou perfeita, voltando no clima da Quarta e Quinta temporada, mas agora tá voltando o que fez a série ficar um lixo na Sexta e Sétima temporadas.

    1. Mas se você prestar atenção, Cas sempre teve essa imagem para os outros anjos, quando ele foi ressuscitado no final da quinta temporada, e depois ainda mais ao matar Rafael. Acontece que os outros anjos estavam de saco cheio dele alternar entre o cara mais legal do universo e um louco megalomaníaco. Mas justamente por conta de suas ações contra Bartolomeu, mostrando que ele não deseja mais ser um líder, para bem ou para o mal é que fazem que os outros sintam que é melhor seguí-lo, pois ele não vai mais enlouquecer por poder e tomar as melhores atitudes possíveis.

  3. Pedro

    Supernatural é uma série que não dá pra ficar animado assistindo, pois quando fazem um ep. foda como o Road Trip ou First Born, nos próximos eles conseguem cagar em cima do enredo. E essa onda de fillers parece que não vai acabar, o próximo vão encontrar os GhostFacerzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.

    1. Infelizmente o meio da temporada acaba recebendo muitos fillers, realmente, pois o Carver é um escritor mais pragmático que a Sera, e seu enredo principal renderia poucos episódios, pelo que a oitava temporada mostrou. E esses fillers, mesmo que não adicionem enredo para o arco principal da temporada, adicionam conteúdo à mitologia da série em geral, e ainda dão pistas fortes de como vai ser o fim da temporada ou mesmo como os dois se comportarão em situações futuras. E ei, eu gosto dos Ghostfacers, e sei que muito mais gente gosta deles também! Por mais fillers e “desnessauros” que eles sejam, eles sempre me fazem rir e fazem uma paródia inteligente de Sam e Dean. No mais, discordo educadamente de que “cagam” no roteiro assim, existem claro episódios que não são legais, mas esse definitivamente não foi um deles.

  4. O episódio não foi uma Brastemp, mas comparar com a sexta e setima temporada, sorry, para mim não chegou a tanto…

    Gostei pelo fato do Dean ter colocado para fora um pouco da magoa, raiva e culpa com relação a morte do Kevin e este pedir para ele parar com a “sessão autopiedade” e ajuda-lo a achar a mãe..

    Para mim esse epi teve um sentido de cartase dos dois irmãos… ambos estavam (talvez ainda estejam) se sentido muito culpados com o que aconteceu com o Kevin e essa oportunidade que foi dada a eles achei interessante…

    Agora sabemos o que acontece com as almas que não tem lugar para ir, ceu, inferno, purgatorio, eles estão meio que no limbo e parece que não é lugar ais divertido do mundo… segundo o Kevin…

    Qto a briga dos anjos… o Bartolomeu era um soldado raso com um complexo de general… tava se achando a ultima coca cola no deserto (como diria a minha querida amiga Polly – sorry lindinha, roubei essa de vc!!!), e alem de levar uma lição de moral do Cass foi morto por ele.. Acretio que a mensagem aqui é, quem manda nos anjos é o Cass, ele é o general, por mais que não queira ser… ele talvez possa levar um pouco de ordem na bagunça que o Metraton aprontou…

    Gostei da Mama Tran voltar.. foi dificil ver que ela tinha um filho, agora ainda o tem, mas ele não esta no mesmo plano que ela… eles ainda podem se comunicar… se isso vai morder a bundinha do Dean e do Sam mais tarde (ou seja o Kevin ficar violento como o Bobby quase ficou) so saberemos depois…

    Agora qto ao Sr. Samuel Winchester, honestamente, ele já deu no meu saco, e me perdoem a falta de tato.. Eu honestamnete não achei que ele iria perdoar magicamente o Dean, mas pqp custava ficar e conversar com o irmão, falar algo, sei lá…

    Doeu ver o Dean nesse epi.. e tenho certeza que as defensoras e defensores dos frascos, comprimidos e Gigantor Moose, vão dizer que o Dean merece arder no marmore do inferno… eu discordo, e sempre irei discordar disso…

    O Dean não é santo, nem fingiu ser.
    O Dean não é um bom moço, nem nunca pretendeu ser. O Dean é o que ele é… Ame-o ou deixe.. isso é o Dean, ou vc o entende e aceita, ou então, assista the VAmpire Diaries kkkkkkkk

    Li em alguns lugares que o Sam ainda se importa com o Dean, pque logo que ele o chamou, no começo do epi, o SAm saiu correndo… para mim aquilo foi mais instinto de caçador do que de irmão… mas gostei dele ter agido assim.. quase acreditei que ele iria finalmente descer do pedestal e ver que o irmão, com todos os defeitos do mundo, outra coisa que o Dean nunca fingiu ser – santo… esta se sentindo abandonado, posto de lado e serve apenas como um parceiro de caçada, mas como irmão não serve mais…

    Wow, me pergunto aonde anda aquele Sam que no final da oitava temporada pediu perdão por ter “falhado” com irmão tantas vezes, que acreditou no que esse irmão disse… cade esse Sam..

    Não estou dizendo que o Dean fez foi certo, ele mais do que ninguem sabia que isso iria morder a bunda dele cedo ou tarde… mas doi, doi muito ve-los apnas como caçadores e não como irmãos

    Hunting things, the family business..

    Thi, resumo da opera, amei da tua analise e concordo com o que vc disse… adoro qdo vc escreve,e estava com saudades das tuas analises…

    Good job!!! You nailed…

    1. Concordo com vc, Cla, o episódio poderia ser melhor, mas pior que alguns aí não foi mesmo!
      Esse ponto das almas foi um que me deixou muito preocupado, e depois que pensei mais no assunto, acho que está na hora deles invocarem o “aliado” mais legal que tem, a Morte! Ele provavelmente deve estar puto com o Metatron também, e se o Escriba Escroto for como imagino, deve estar usando tudo que é feitiço para se esconder dele. Sobre Sam e Dean, tudo o que queria dizer está na análise, mas valeu sobre a sua opinião, complementa bastante a minha! Valeu pelo comentário e acredite, gostaria de voltar a escrever análises com mais frequência! Beijão!

      1. Dearest James, bem lembrado… adoro a Morte.. e gostaria que Ele voltasse, seria uma bruta cereja no bolo… bjs

  5. Dani

    Eu sempre fui defensora de temporadas infinitas para Supernatural. Mas quando que eu revejo algum episódio das primeiras temporadas e depois assiste a temporada atual, sempre fico me perguntando que merda fizeram com a série. Cansei desse roteiro mal aproveitado que não sai do lugar. Nem tenho mais nada a dizer.

    1. Então, Dani, sei que é difícil associar aquela série em que os irmãos caçavam criaturas diferentes a cada semana, ouvindo o bom rock’n’roll com o drama familiar e roteiro linear de hoje, mas é o preço da evolução. A série perdeu alguns dos tratos mais legais do começo, mas ainda se mantém com a fórmula inicial, e ganhou um conceito de série mais abrangente. Eu sinto falta como você do começo, mas não deixei de gostar do que se tornou. Quem sabe você não chega lá também? Obrigado pelo comentário!

      1. Dani

        Eu até gostava das mudanças, da abrangência como você disse, mas tem uns quatro episódios que fiquei realmente desanimada com o rumo da série.

  6. Eu gostei do episódio, achei melhor do que os outros 2 últimos. Gostei da emoção que passou.
    Achei que Bartolomeu se foi muito cedo, poderia ser melhor aproveitado, mas entendo tb que já temos muitos vilões pra uma temporada só.
    Sobre Sam, vou deixar pra dar minha opinião na minha análise, mas adianto que penso diferente de você neste ponto, e pelo jeito da maioria também! rsrsrsrs
    Parabéns pela análise!!
    Bjs

    1. Pois é, Su, eu tentei segurar a minha opinião de que tudo ia melhorar sobre o Sam, mas esse episódio, com ele batendo uma porta na cara do Dean me emputeceu demais, e não consegui segurar o ódio kkkk quero ver sua análise!

  7. Pedro

    Realmente, antigamente tinha mais emoção as caçadas aleatórias, com momentos divertidos entre o Sam e o Dean. Hoje fica muito forçado.

  8. Concordo contigo Thiago, menos com a parte de que o episodio foi excelente pq não foi. Ultimamente eu tenho me perguntado se não seria uma boa pra série se Sam sumisse por uns tempos. Por favor não me levem a mal, eu adoro o Sammy, e provavelmente nunca vou deixar de gostar dele… Eu só quero que essa bagunça na série e no fandom acabe. Porque infelizmente a culpa é dos escritores dessa briga toda. O pior de tudo é que 90% do fandom agora quer a cabeça do Sam numa bandeja, tal qual João Batista. Mas enfim…. só estou dizendo isso pq seria uma boa mesmo sabe ?? Pra todo mundo e pro próprio Sammy. Como eu disse no tópico de comentários: preferia ver ele morrer e não ser assassinado pelos escritores (narrativamente falando). Tirando essa parte chata do episodio, Mama Tran e Kevin proporcionaram as melhores cenas do episodio. Amor de mãe é uma coisa linda mesmo *-* Ela quer o filho por perto mesmo sabendo que ele é apenas um fantasma agora. E Kevin tinha razão essa briga precisa acabar. Mas como todos nós sabemos, isso vai durar até a season finale, onde todo esse conflito vai ser resolvido em uma heartbreaking scene onde Sam pede desculpas e tudo volta ao normal. Mas aí surpresa : Eles voltam a brigar novamente na décima temporada. UGH !! A parte do Castiel com o Bartolomew lá foi boring… Tava na cara que Castiel ia matar ele, por favor. Castiel lider dos anjos que até 13 episodios atrás queriam ele morto é muita forçação de barra. No episodio quero muito ver: Dean chorando menos e agindo mais, Sammy se ferrando por todo o mal que fez/faz ao Dean, e menos anjos e mais Crowley x Abbaddon.

    1. Oi Jéssica, sei que posso ter exagerado nas emoções ao ter chamado o episódio de excelente, mas eu gostei mesmo! Eu duramente penso o mesmo sobre essa briga boba de fandom por causa da briga boba do Sam com o Dean. Como se eles não tivessem feito merdas enormes antes um pelo outro. Claro que Dean cruzou uma linha ridiculamente perigosa, mas se sente arrependido e quer resolver isso. Sam parece ter esquecido que já quis fazer um pacto para ir para o Inferno no lugar do Dean. Sim, Kevin e Linda são a família mais legal que a série tem desde que o Bobby se foi. Essas cenas deles, e a química sensacional que a Lauren Tom tem com os Js fazem um bem danado à série! Prefiro não ver muito mais drama igual ao do Bobby, mas ficaria feliz em ver Kevin Friggin’ Solo de novo!
      Eu tenho a impressão de que o Bartolomeu foi uma tentativa de reproduzir a “fodacidade” da Naomi que não deu muito certo. Se tivesse dado certo, maravilha, ele seria um dos vilões principais, fechou! Se não dessem usar a morte dele de trampolim para o Cas voltar a ganhar o respeito dos anjos. Não achei tão forçado assim, ainda mais considerando essa história de que eles preferem seguir ordens do que agir por conta própria, mas estão aprendendo. como já comentei antes, o Cas hoje não quer ser um líder, mas ele tem essa obrigação com eles, depois de tanta guerra que aconteceu no Paraíso por causa das ações dele pós-Apocalipse. Eu espero coisas boas disso!
      Espero que tudo isso que você desejou venha em dobro, saudades das tiradas de Abbadon vs Crowley! Valeu pelo comentário!

  9. Aparecida

    Não foi o melhor episodio da série, mas vamos confiar no Carver, ele merece, a 8ª temporada foi muito boa. E quanto a briga dos irmãos tá doendo, mas isso eu acredito que tem um pq. Na minha opinião Sam quer que o Dean deixe de ama-lo tanto, pois tudo que o Dean faz de errado é por causa desse amor doentio que ele sente pelo irmão e Sam se sente culpado por isso também, no final do episodio ele saiu rapido pra não fraquejar, ele tem que ser firme e cruel, apesar que eu duvido que o plano dele vai dar certo, como já disse o amor do Dean é doentio é praticamente amor de mãe incondicional, no final Sam vai perceber que não adiantou nada.

    1. Sim, in Carver we trust!
      Queria mesmo acreditar que é algo assim, mas infelizmente o Sam dessa temporada está muito mais cínico e inflexível com o Dean do que nunca. Desde a oitava temporada quando ele finalmente decidiu seguir à risca o tal “se um de nós morrer, o outro segue em frente com sua vida,” deu o tom que ele cansou de se matar (quase literalmente) para manter-se unido com o irmão. Espero estar errado e vê-los logo em bons termos!

  10. Mut

    – castiel virou líder dos anjos que decidiram viver como humanos, e não todos.
    -Kevin tornou-se um fantasma pq não pode ir pro céu, não por vontade própria.
    -Se todo mundo caiu do céu as almas que estavam no céu, oq aconteceu com elas? I have no idea

  11. Lara

    Episódio médio.Sam continua insuportável,provocando Dean com piadinhas sem graça,agindo como um pré-adolescente,por quê continuam juntos?Não sei onde oonde os roteiristas querem chegar com isso,já cansou. A marca de Cain nem é citada!
    E nada a ver a crueldade do Sam com a marca,ele está sendo “honesto e maduro” desde a oitava temporada.

    1. Bom, eu já me irritei com essa briguinha idiota, mas espero MESMO que tenha um plano maior aí, não só um drama bobo para atrapalhar o relacionamento do irmãos… De qualquer jeito, bora torcer para que dê tudo certo e eles finalmente se resolvam!

  12. Marygominhas

    A única coisa que vem me atormentando, é esse distanciamento do Dean e do Sam.. Pô meuuu, vocês são irmãos!! Não estou conseguindo entender as atitudes de Sam, porque esse não é o Sam que eu conheço. Eu entendo o fato dele estar bravo com o Dean, por ter deixado um anjo entrar nele. Mas a forma que ele está agindo deve ter um porquê.
    Eu não acredito que seja falha dos roteiristas, até porque, a 8º temporada foi ótima e eles não iriam “cagar” em cima de um trabalho tão bem feito..
    Acho que a forma em que eles estão conduzindo o Sam seja proposital… sei lá..
    Se o “amadurecimento dos irmãos” que o Carver tanto fala, é deixar os dois agir como profissionais e não como irmãos até o final da série, é porque ele não entende o show… o que eu acho IMPROVÁVEL. A 8º temporada está ai para confirmar.
    Gostei da sua análise!!
    Fuiii

    1. Eu sinto a mesma coisa, já briguei por coisas idiotas, sérias e extremamente sérias com meus irmãos, mas nem por isso deixei de amá-los. E esses dois que passaram por ferro e fogo deveriam ter uma relação unida e forte, como sempre foi até a sexta temporada, e o começo do cinismo do Sam, mesmo depois de recuperar a alma. Mas vamos continuar tendo fé, que vai! Carver sabe como a série funciona, e tenho certeza que vai colocá-la de nos eixos definitivamente, como começou pela oitava. Valeu pelo elogio, e pelo comentário em geral!

  13. Eu só assisti uma vez , e não fiquei inspirada.E se não derem um jeito no Sam logo. Eu Ficarei desmotivada. kkkkkk Até parece que eu fico. Nem morta !

    é estranho pois sempre defendi a vontade de Sam querer viver sua vida normal. E Dean pensar nele mesmo jeito. Neste momento eu não posso advogar em favor de Sammmy,pois ele anda agindo estranho. Pode ser que ele queira distancia desde comportamento muito amoroso de Dean. Porém isto não funciona pra mim ,visto que sou uma doida que adora eles se rasgar de amor um pelo outro.
    Acho que ando lendo fic demais kkkkk

    Acho que tenho uma teoria . A marca de Caim deve estar fazendo algum estrago. Não em Dean, mas no birrento de Sam. Eu prefiro acreditar nisto do que realmente enxergar a realidade. E até o fim da temporada vou ficar na expectativa.

    Eu não sei o que os roteirista pensam . já que esta coisa de distancia agride o fã que ama a serie. Foi por este amor que continuamos a ama-los. Não pelos fantasmas caso estrambólicos . E assim sendo eu revindico novamente o amor.

    Voce tirou leite de pedra Thiago. foi muito bem feita,e bem elaborada.
    A PARTE QUE EU MAS GOSTEI FOI DA BRINCADEIRA DE QUEBRAR AS COISA NO BUNKER . KKKKKK BEIJOS BOM CARNAVAL

  14. Olha, não sei se vão resolver isso logo, mas não me desmotivarei de jeito nenhum também! Eu concordo, acho que ele DEVE ter sim sua vida normal, eu acho que é perfeitamente válido ele ir para Stanford, fazer Direito, casar e ter filhos. Mas isso não exclui a responsabilidade que ele tem ao ser um caçador, com ou sem Dean na equação. Eu acho que o comportamento do Dean é como foi desde o Pilot, um cara que é um grande caçador como o pai, mas quer companhia para procurar o pai/salvar pessoas, caçar coisas. Ele se importa com o Sam, e se sente solitário, por que não juntar o útil ao agradável? Uma pena que isso seja difícil para Sam hoje, com seus dramas.
    Olha… Isso realmente faz um certo sentido gostaria de que fosse algo assim, tipo, ter a Marca de Caim te faz um irmão odiado.
    Valeu pelo comentário, acho que não foi tão longe, mas valeu mesmo!
    Bom carnaval pra você também!

  15. ssrodrigues

    Gostei do episódio, discordo que tenha sido excelente, mas foi muito melhor que o do monstro chupador de gordura.
    O pessoal que está reclamando da morte rápida do Bartholomeu não está levando em conta que ele – assim como Moloc – são apenas consequências dos atos de Metatron, esse sim o plot a ser explorado. E quanto aos irmãos, estou achando que o comportamento renitente do Sam tem justificativa para o desenvolvimento da estória, não é só coisa de birra dele não. O jeito é aguardar, mas acho que estão começando a desperdiçar o tempo e o tema dessa temporada com episódios meio nada a ver. Confesso que para hoje, ao contrário dos outros episódios, bateu um dessânimo, já que não vejo a menor graça nos Ghostfacers.

    1. Rafa

      Moloc e Bartolomeu são consequências, concordo com você nisso, mas ai é o que entra o que acho ser erro de roteiro. Pra que dar destaque ao personagem da maneira como foi dada durante a temporada, para quando ele finalmente aparece no centro do enredo ser descartado da maneira como foi? Querer fazer o Cas um líder angelical, okay, mas desenvolvam direito. Cortassem fillers inúteis como o chupador de gordura, focassem no plot com maior relevância como seria nesse caso. A pior parte não é o desfecho da situação mas sim a execução. Fica tudo tão fraco, tão sem graça, tão irrelevante.

      1. ssrodrigues

        Rafa, colocada assim a questão procede. Deveriam ter aproveitado aqueles dois fillers para desenvolver uma situação entre Bartholomeu e Cas, uma espécie de “batalha” com um crescendo de tensão, até o desfecho no 9×14. Ficaria muito mais de acordo com a excelência que Supernatural vinha apresentando. Pena pelo desperdício.

  16. Alexandra

    Francamente, a série sempre foi a respeito do relacionamento entre os dois irmãos. E esse relacionamento sempre foi tenso, desde a primeira temporada. Obvio que eles se amam, mas nós magoamos mais justamente as pessoas que mais amamos. O Sam está fulo e machuca o Dean (grande novidade ele faz isso desde sempre) o Dean absorve toda a culpa do universo e sofre calado (mas uma vez desde sempre). Eu me apaixonei pela série exatamente por conta desse relacionamento conflituoso entre eles, e no final o amor fraternal vence, demore mais ou demore menos. Fico irritada com o Sam? Fico. Morro de pena do Dean? Morro. Quero ver as cenas felizes e descontraídas? Quero. Aguardo ansiosamente pela reconciliação? Claro. Mas enquanto acontece, fico na frente da TV acompanhando o drama, o sofrimento, chorando, tendo raiva, etc. Essa é a graça da série, ela meche com as nossas emoções… Como diria o falecido diretor Kim Manners, lá nas primeiras temporadas, não é uma série sobre monstro, mas sobre dois irmãos e a relação deles, com seus altos e baixos. O resto é cenário.

  17. Thi, parabéns pela análise…

    Foi um episódio mediano, mas não foi de todo ruim.. Foi bacana sim, eu gostei.

    E gostei mais ainda de ver Kevin dizer “Get over it” para os meninos.. hahaha.. Eu disse isso pro Sam na minha análise, mas reconheço que vale pro Dean tb. Mas nesse momento o insuportável tá sendo o Sam.. Mas, como eu disse, cansei de bater boca sobre isso..
    Minha opinião sobre as atitudes dele (de Sam) não vai mudar, seja lá o que os roteiristas estão preparando para nós.. Para mim, essa atitude dele de “estou tentando fazer vc acordar pra vida e amadurecer”, tá mais para um moleque birrento do que um marmanjo de 30 anos…
    A paradinha dele antes de entrar no quarto que muitos estão achando lindo, eu tô achando é ridículo, pq mostra que ele sabe muito bem o que tá fazendo, sabe que está sendo besta ao quadrado, mas ele não cede. E quer saber? Eu quero mesmo é que não ceda. Quero mesmo é que ele continue no pedestal de “sim, eu sou mais maduro que vc , pq eu penso e vc não”, e qdo Dean estiver no estilo “foda-se, eu estou nessa vida é pra matar ou morrer”, Sam veja o qto o discurso é lindo na prática, mas na hora do “I wouldn’t”, eu quero ver como ele reage. E tomara, do fundo do meu coração, que ele se coma de remorso.. **sim, eu sou rancorosa e demoro a esquecer de quem me magoa. Processem-me!**
    E eu tb sei que td vai se resolver e essa discussão não vai levar a nada kkkkkkk
    A lição de Mama Tran foi o mais importante: não importa o que aconteça, vc protege e apoia quem vc ama, custe o que custar. Period!
    Bjocas James John!

  18. Alessandra

    Thiago,
    Ainda não vi esse episódio, mas pela sua análise me parece bem emocional. Também já tô de saco cheio do Sam ficar jogando tudo nas costas do Dean. Acho que pro Sam cair na real algo vai ter que acontecer com Dean no final dessa temporada. Adoraria ver o Dean como foco e Sam correndo atrás do estrago enorme que fez com meu Dean. Odeio quando eles brigam, odeio mesmo, dá até vontade de bater no Sam em certas cenas. Pra mim, algo significativo vem por aí envolvendo Dean e essa tal marca de Caim.

    1. Obrigado pelo comentário, Alessandra!

      Então, acredito que em breve veremos essa Marca de Caim causando algo grande em Supernatural! É só lembrar de como os testes da Oitava Temporada afetavam o Sam. Vamos torcer para que não tenha que acontecer uma tragédia muito grande para que o Sam finalmente se toque e volte às boas com o irmão.

  19. Lívia

    Ultimamente ando leio bastante o site e resolvi me aventurar nos comentários!!
    Acompanho a série desde o começo e, apesar de não saber tanto assim, sei mais ou menos das brigas que rolam no fandom sobre Sam e Dean!
    Sempre preferi Dean ao Sam, mas nunca vi só certo ou errado nas coisas que eles fazem!!
    Cada um acerta e erra na msm proporção, assim como se é na vida!
    Por mais que muitos queiram que Sam perdoe logo Dean pq pode ser melhor pra série, eu penso que, justamente essa briga é que faz a série ser plausível – dentro do possível, claro.
    Sempre tem brigas entre irmãos, família em geral, e nem sempre essas brigas são resolvidas rapidamente ou esquecidas totalmente.
    Pelo tanto de coisas que eles já passaram, não acho anormal Sam estar levando essa briga por tanto tempo.
    Creio que, o que estão tentando fazer, é mostrar o processo que Sam vai passar pra aprender a lidar com isso, as etapas que ele vai cumprir pra voltar a ver o irmão como um irmão msm.
    Ainda que os ultimos episódios não tenham sido fantásticos, todos eles adicionam elementos a relação dos dois no momento, por isso disse sobre o processo de aprendizado do Sam.
    Espero não ser crucificada logo de primeira!
    BJKS

    1. Pode ficar tranquíla, Lívia, a gente não crucifica ninguém, pelo menos não nos primeiros 3 comentários hehe.
      Sendo um irmão mais velho em uma família de quatro irmãos, eu sei bem que irmão mais novo consegue ser um pé no saco quando quer, mas idolatra o mais velho e quer ser como ele.
      Talvez o maior motivo da briga é que o Sam, mesmo depois desses anos todos lutando juntos até o fim, ainda não perdeu o status de “irmãozinho indefeso” aos olhos do Dean.
      Eu gosto dos episódios em que Dean reconhece o valor do irmão, como em “Two Minutes to Midnight”, mas acho que é uma coisa que nunca vai mudar, o irmão mais velho, ainda mais com a história que eles têm, sempre vai querer proteger o mais novo, que vai querer sempre se mostrar preparado para ser igual ao ídolo.
      Obrigado pelo comentário e apareça mais vezes, é sempre legal ter gente nova opinando aqui!

      1. Lívia

        Ufa, então ainda tenho mais dois comentários ilesa =D
        Acho que a relação é como pai e filho, aos olhos dos pais, sempre seremos os bebezinhos (principalmente das mães)
        Dean sabe o valor de Sam, mas vai fazer de tudo sempre pra defender ele, ainda que ele saiba quem Sam pode se virar sozinho!!
        Brigada e pode deixar que apareço mais vezes sim =)

        1. Agora são dois hehehe
          Infelizmente, muito disso de Dean se considerar um pai para o Sam vem do John, que imbuiu nele desde criança uma responsabilidade absurda de cuidar do irmão não importando o que houvesse, e dói na gente ver ele sofrendo para tentar obedecer até o fim.
          Espero que ele aprenda a ver o valor do Sam em definitivo e vire uma dupla de iguais, não o irmão mais velho defendendo o mais novo e “mais fraco”.

Leave a Comment