[ANÁLISE HUNTER] EPISÓDIO 9.15 – THINMAN por CLARICE

 

Antes de começar a análise em si, gostaria de fazer uma visita aos episódios anteriores.  Copiei alguns diálogos que acho relevantes para embasar o que vou dizer sobre esse, então tenham um pouco de paciência… por favor.

9.11 – First Born

Caim:A marca poder ser transferida para alguém merecedor.

Dean:Você quer dizer um assassino como você?

Caim: Sim.

Dean:Posso usar para matar aquela vadia?

Caim:Sim. Mas você tem que saber que, com a marca, vem um grande fardo. Alguns chamariam de um preço alto.

Dean:Tá, me poupe o aviso de perigo. Você me ganhou com o “matar a vadia.”

Caim:Boa sorte, Dean. Você vai precisar.

 

9.12 – Sharp Teeth

Garth:(ele estava apresentando os meninos para a esposa dele) .. E Bess, este é o Dean. Ele pode começar uma briga em uma casa vazia, mas no fundo ele é apenas um grande urso de pelúcia.

E o Sam aqui, pode ser um pouco inseguro às vezes,  mas por bons motivos. Deus abençoe seu coração.

Diálogo no final do episódio.

Sam:Mas algo se quebrou Dean.

Dean:Eu não estou dizendo que não, eu só acho que precisamos de uns trabalhos pela frente para deixar isso para trás.

Sam:Eu acho que não. Não, eu gostaria, mas.. Nós não vemos mais as coisas do mesmo jeito. Nossos papeis nessa coisa toda. Lá na igreja, me convencendo de fechar o inferno? Ou… ou me enganando para deixar Gadreel me possuir? Eu não posso confiar em você, não como eu achava que podia, não do jeito que eu deveria poder.

Dean:Ok. Olha. O que quer que aconteceu… Nós somos família, certo?

Sam:Você diz isso como se fosse uma cura universal, como se pudesse mudar o fato de que tudo o que deu errado entre nós aconteceu por sermos uma família.

Dean:Então, o que.. nós não somos uma família agora?

Sam:Estou dizendo, você quer trabalhar? Vamos  trabalhar. Se você quiser que sejamos irmãos….  Esses são os meus termos.

9.13 – The Purge – diálogo no final do episódio

Dean:Sobre o que você disse outro dia…

Sam:Eu pensei que você não tinha se importado.

Dean:Sabe, Sam, eu te salvei lá. Eu te salvei naquela igreja.. E no hospital. Eu posso não ter pensado nas consequências. Mas o que eu faço, eu faço porque é a coisa certa. Eu faria novamente.

Sam:E este é o problema. Você pensa que é meu salvador. Meu irmão, meu herói. Você entra de cabeça e mesmo quando você erra, você acha que o que você fez valeu a pena, porque você se convenceu que está fazendo mais bem do que mal. Mas você não está.. Kevin está morto, Crowley está livre. Nós não estamos nem perto de resolver este problema dos anjos. Por favor, me diga qual o sentido de eu estar vivo?

Dean:Você está brincando? Você e eu … lutando pelo que é certo. Juntos.

Sam:OK. Só uma vez, seja honesto comigo. Você não me salvou por mim. Você o fez por você.

Dean:Do que você está falando?

Sam:Eu estava pronto para morrer. Eu estava pronto. Eu deveria ter morrido, mas você… Você não queria ficar sozinho, e tudo se resume a isto. Você odeia a ideia de ficar sozinho.

Dean:Certo..

Sam:Vou te dizer uma coisa. Você está disposto a se sacrificar, contando que não seja você a se machucar.

Dean:Certo. Você quer ser honesto? Se fosse o contrário e eu estivesse morrendo, você faria a mesma coisa.

Sam:Não, Dean. Eu não faria. Nas mesmas circunstâncias … Eu não faria…. Eu vou para cama

 

9.14 – Captives (cena final o pedido do Kevin)

Kevin:Ei, antes que eu vá… Vocês me prometem uma coisa?

Dean:Sim.

Sam:Qualquer coisa.

Kevin:Vocês podem… superar isso?

Caras, só porque vocês não podem me ver, não significa que eu não veja vocês. O drama, as brigas… É estúpido.

 

E voltando a primeira temporada.

1.22 – Devil’s Trap

Azazel:Engraçado. Mas você é assim mesmo, não é? Para mascarar a dor. Mascarar a verdade.

Dean:Ah, é? Que verdade?

Azazel:Você luta muito por esta família, mas a verdade é que… eles não precisam de você. Não como você precisa deles…

 

Bom depois de tudo isso.. o que eu tenho a dizer sobre esse episódio.

 

Gostei de ver os Ghostfacers novamente, eles são divertidos e trazem um “quê” de leveza para o episódio. Mas esse não foi o caso, quem escreveu esse episódio, fez um paralelo entre o Harry e o Ed… eu li em vários posts que muitos acharam isso ridículo, pode não ter sido muito “brilhante” mas eu achei, no mínimo, interessante… Há paralelos entre o que está acontecendo com os meninos e o que acontece com os Ghostfacers no episódo. O Ed mentindo para o Harry, e de uma certa forma “criando” algo para que os dois trabalhem juntos, isso sem falar no livro que escreveram ( a cara do Dean cada vez que esse livro era mencionado,  era muito engraçado) e com isso o Ed fez com que o Harry não se casasse, e continuasse com ele, indo atrás deste “fantasma”.

 

A mentira contada pelo Ed foi tão “ruim” quanto a do Dean, não sei. Mas uma coisa eu sei, o Ed realmente não queria ficar sozinho, ele agiu de uma forma  um tanto egoísta.

 

Eu não acredito que o Dean tenha feito tudo o que fez desde a primeira temporada, somente para que o Sam continuasse caçando com ele. Para o Dean cuidar do Sam e manter o negocio  da família – Hunting things, the family business – era a coisa mais importante. E ele de lambuja, tomava conta do Sam, como o pai havia pedido…

 

Quando o Harry pede ajuda aos meninos, e ele conta tudo que fez, o que o Sam diz – segredos arruínam relacionamentos… eu me pergunto quantas vezes, tanto o Sam quanto o Dean tiveram segredos – grandes ou enormes (porque convenhamos quando se trata dos Winchesters, tudo é tão gigantor quanto eles dois kkkk), eles também já perderam tudo, já machucaram um ao outro, sem falar nas pessoas ao redor deles, por causa de segredos… e sim, depois de muito tempo, eu concordo com o Sam.. segredos com certeza arruínam muitas coisas….

 

O Ed não queria perder o Harry, o Dean não queria que o Sam morresse, o Sam tomou sangue de demônio para salvar o Dean, ambos começaram o apocalipse de alguma forma.. e bla bla e bla…

 

Quem não tiver nenhum pecado que atire a primeira pedra… O que aconteceu entre o Ed e o Harry (numa proporção bem menor) se parece com o que os meninos estão passando agora… ambos estão pisando em ovos (para mim o Dean mais que o Sam, ele deixou isso bem claro no começo do episódio quando estava indo para uma caçada sem o Sam).  O que o Harry disse para Sam e Dean na ultima cena foi mais um paralelo – voce anda por tanto tempo e acha que ele vai estar do teu lado pela vida inteira…. e tipo vocês vão envelhecer juntos, mas alguma coisa aconteceu e agora você percebe que  aquela cadeira esta vazia..

 

E uma das coisas que também achei diferente foi que, por mais óbvio de quem era o “Thinman” ou o “Bad  Guy”  e eu não desconfiei daquele ajudante de xerife, então fiquei surpresa… com uma pequena diferença – quem estava matando as pessoas não era um fantasma ou um espírito maligno, mas sim um humano… Como já diria o Dean “Monstros eu entendo, as pessoas são doidas” e sim talvez fosse mais um caso para “Criminal Minds” do que para Supernatural..  O x da questão foi a maneira de como o Dean e o Sam se comportaram durante o episódio que me chamou a atenção.

 

O Dean aceitou o fato de que o Sam não o quer como irmão, ele o quer como um companheiro numa caçada… e convenhamos aquela atitude do Sam no final do episódio anterior não ajudou em nada.. Tudo bem, ele pode ter “mentido” para o fantasma do Kevin dizendo que iria tentar se acertar com o irmão, para meio segundo depois, simplesmente virar as costas e ir para o seu quarto… eu juro que não entendi a atitude dele…

 

O Sam demora um pouco mais para digerir as coisas.. ele pensa muito primeiro e depois age.. o Dean já é o contrário “atira primeiro e depois faz as perguntas” e é por isso que eles são os melhores caçadores do mundo.. eles se completam…

 

Neste episódio algumas coisas ficaram muito nítidas.  Entre elas foi a falta de paciência do Dean… a falta das piadinhas que sempre há entre eles, foi puramente a caçada… e o Dean me pareceu um barril de pólvora com o pavio curto aceso prestes a explodir, estar pisando em ovos. Aliás, a cara dele de poucos ou nenhum amigo no final do episódio anterior deixou isso bem em evidência… Eu acredito que ele (se precisasse) daria um tiro  no joelho do Harry e do Ed.. talvez  até sem pestanejar…

 

Agora vou falar do único e maravilhoso  momento “brother”que os dóis tiveram depois de  vários episódios e eu estava sentindo falta disso…. os dois recordando algo que aconteceu quando o Dean tinha quase nove e o Sam quatro ou cinco anos.. Durante aqueles preciosos segundos em que os dois estavam na mesma sintonia, lembrando algo “legal” da infância deles.. foi lindo… Mas algo que se destacou foi o quão rápido o Dean saiu do momento e o quanto o Sam ainda ficou…

 

Agora vocês podem me perguntar da razão pela qual postei todos aqueles diálogos… Eu queria me lembrar dos momentos antes de chegarmos ao ponto de vermos os nossos personagens prediletos quase irreconhecíveis.. Porque será isso?? Qual é a razão do Caver fazer isso com os irmãos??? Quero acreditar que a talvez a marca de Caim tenha consequências maiores do que o próprio Dean possa imaginar.. Quando vi a cena, e depois de revê-la, lembro-me de ter pensando a mesma coisa – o Dean pareceu alguém que tomou o remédio antes de ler a bula para ver se continha alguma contra indicação… (eu às vezes faço isso kkkk), na hora pensei – “Isso vai morder aquela bundinha linda, ah se vai!!!!”

 

Ainda me dói os dois diálogos no qual o Sam explica as razões de não poder confiar no irmão…. eu concordo com algumas coisas, mas aquela parte do “Vou te dizer uma coisa. Você esta disposto a se sacrificar, contando que não seja você a se machucar.”  Gente doeu muito.. o Sam achar que o Dean não se machucou… então tá, né…

 

“Não, Dean. Eu não faria. Nas mesmas circunstâncias … Eu não faria…. Eu vou para cama”  Mas é esse finalzinho que me mata… que me faz perguntar aonde esta o Sam que eu aprendi a amar, e me da vontade de subir numa escada e dar uns petelecos nesse Gigantor Moose, e me traz uma saudade imensa do Bobby, que já teria dado um jeito nesses dois cabeças duras…

 

Pode ser a marca de Caim – ou seja – as contra indicações que o Caim tentou dizer para o Dean mas esse não quis ouvir…. “Mas você tem que saber que, com a marca, vem um grande fardo. Alguns chamariam de um preço alto.”   O Caim até tentou ler a bula para o Dean, mas este num tava nem ai com a Hora do Brasil… com a marca mais a espada de Caim, ele pode matar a vadia, também conhecida como Abbadon ou Rainha do Inferno, como vocês acharem melhor… kkkkk

 

Me pergunto quais são os efeitos colaterais desta marca… Como já escrevi, e numa conversa com a minha querida Polly, ela me disse algo do tipo, ele está mais impaciente, mais perigoso, com uma raiva quase não mais contida…  como será esse Dean????

 

E ainda, sem esquecer do último dialogo que postei, dito por Azazel… ” Você luta muito por esta família, mas a verdade é que… eles não precisam de você. Não como você precisa deles…”  Quanta verdade nessa sentença, nove anos depois dela ter sido dita, e oito anos depois do Dean ter acabado com ele…

 

Sim, o Dean faz tudo pela família… sim ele se sacrifica…

 

E não, eu não estou dizendo que o Sam não fez, faz ou faria a mesma coisa… (apesar dele ter dito que não salvaria o Dean, isso não me desce nem com leite condensado, sorry)….

 

O relacionamento deles tá quebrado demais para o meu gosto. Não gosto deles assim… Mas também não acho que tudo deva ser consertado num passe de mágica…

 

A solução, eu honestamente não sei qual será e como e quando vai acontecer … vamos ter que esperar os próximos capítulos… e talvez, dependendo do Carver e Cia., talvez até a próxima temporada…

 

Que essa solução venha… de uma maneira que seja digna dos Winchesters, sem passes de mágica ou explicações ridículas, mas que ambos hajam como adultos e voltem a ser irmãos e os melhores caçadores do mundo…

 

Carry on hunters… porque enquanto houver uma série chamada Supernatural passando, essa hunter aqui vai estar assistindo assiduamente…..

 

E vocês????????

 

Fui….

Related posts

38 thoughts on “[ANÁLISE HUNTER] EPISÓDIO 9.15 – THINMAN por CLARICE

  1. Matheus batista

    Não estou aqui para comentar especificamente sobre o episódio. Sou do tipo daqueles que não tem episódio ruim.

    A série antes de tudo, se basea no laço familiar dois irmãos e sua familia. Este mesclado de drama familiar incrível com o sobrenatural faz de SPN uma série explendida. Mas quando a essência é abalada(normal em qualquer laço familiar) isso dói na gente. Acredito totalmente que a marca de Caim tem a ver diretamente com a situação. Acredito eu que se o Dean não estivesse com a marca, os dois iam se acertar nem que no tranco.

    Falando mais do episódio. Gostei bastante. Mas o que me dá saudade em SPN são as lendas tradicionais. Claro que não dá para ficar repetindo sempre. Eu amo episódio com fantasmas. Eu sonho em ter mais um episódio do Wendigo. As lendas que os irmãos investigam hj, me parece algo inventado por escritores. SPN aderiu fãs tbm apresentado um filme de terror por semana. Eu quero ver os Wins perdidos numa floresta sem recurso nenhum para matar algo que os perseguem. Eu quero as caçadas brutas. Não vejo mal nenhum em repetir lendas que já foram usadas…

    1. Obrigada por ter comentado Matheus, eu acho que os roteiristas as vezes tem medo de ser repetitivos.. apesar de que algumas coias são repetitivas depois de 9 temporadas…
      Mas acho que o tipo de caçada que eles faziam, como na 1a e 2a temporada vai ser um pouco dificil, principalmente com o arco mitico que tão desenvolvendo, mas que seria gostoso, isso lá serie.
      Bom final de seman para vc…

  2. Gostei muito da sua análise, pois foi bem sensata. É difícil comentar sobre a atual situação dos irmãos, principalmente porque os fãs da série mostram tão pouca fé em Sam Winchester.
    Eu espero que os roteiristas continuem sendo didáticos nos próximos episódios para que as pessoas comecem a enxergar um pouco mais do lado do Sam nessa história.
    Eu não sou do tipo de fã que tem preferência por esse ou aquele irmão. Mas consigo me identificar com o Sam no meio dessa confusão simplesmente porque, pessoalmente, considero esse tipo de superproteção que Dean demonstra muito assustadora. No mundo real, se tivesse alguém como o Dean na minha vida já teria pedido uma ordem de restrição. O Dean é lindo e maravilhoso, mas é um maníaco por controle e sempre acha que está com a razão (e normalmente ele sempre está com a razão). O problema é que, mesmo ele estando sempre com razão, as outras pessoas têm direito de tomar suas próprias decisões, mesmo que sejam decisões erradas.
    Quando o Sam diz que não faria o mesmo que o Dean, é porque ele realmente não faria. Sam tem uma visão diferente do Dean a respeito de quase tudo. Eles resolvem os problemas de formas diferentes. Dean tomou para si a decisão de fazer com que o Sam fosse possuído por um anjo, mesmo sabendo que essa seria a última escolha do irmão. Na minha cabeça, colocado na mesmo posição que o Dean, o Sam teria seguido um caminho parecido para salvar o irmão. A diferença é que ele teria deixado o Dean ESCOLHER entre ser possuído por um anjo ou morrer. Ele teria mostrado FÉ na decisão do irmão. Ser possuído ou não por um anjo deveria ter sido escolha exclusiva do Sam. Não importa se é errado o Sam escolher morrer, a decisão ainda tem que ser dele. Uma escolha baseada em verdades e não omissões.
    E o Dean tem essa mania heroica de cair de cabeça nas coisas mesmo. Mas, como o Sam bem colocou, ele não parece pensar nas consequências. E eu não estou falando em consequência para outras pessoas, porque o Dean realmente se importa profundamente com as pessoas que ama. Ele não pensa nas consequências para si mesmo. O problema é que esquece que tudo que acontece com ele também tem impacto direto nas pessoas que se preocupam com ele. Ou todo mundo acredita que essa marca de Caim só vai ter impacto sobre o Dean? No final, tudo o que acontece com o Dean, atinge diretamente o Sam e vice-versa. E não só o Sam, mas também o Castiel. Ou o Kevin.
    E eu não acredito que é a Marca que tem deixado o Dean impaciente. Ele já estava assim antes de conhecer o Caim, tanto é que nem pensou duas vezes antes de “ficar” com a marca. Ele já estava com muita “raiva e prestes a explodir”. Tomar a marca do jeito que tomou foi apenas o ultimo para o abismo.
    E não, eu não acho que o Sam é totalmente inocente no meio dessa confusão. Ele também é responsável pelas decisões que tomou, mesmo sem ter todas as informações necessárias. Só acho que ele tem todo o direito do mundo de ter raiva e castigar um pouco o Dean. O que ele precisa é encontrar uma forma mais adulta de lidar com o fato de que o Dean nunca vai ser capaz de abrir mão do papel de protetor.
    Eu só espero que os irmãos entrem em um consenso até o final da temporada porque, caso contrário, periga terminar do mesmo jeito que terminou para o Ed e o Harry.

    1. Euri, em primeiro lugar obrigada por ter comentado.
      Eu tbem espero que o lado do Sam, ou o fato dele estar agindo como esta seja bem melhor explordo.. Mas discordo de vc qto a Marca de Caim, o Dean tava meio porra louca naquela fase, tinha acabado de brigar com o irmão, então o Dean meio que “enfrenta seus demonios” dando porrada a torto e a direito… mas agora eu realmente estou achando ele mais frio, distante, sem a conecção que tinha com o Sam, mas a coneccão com o irmão Sam, não o caçador… E tbem concordo queo SAm tem que colocar para fora a raiva dele, mas do jeito que ele tá machucando o Dean, desculpa, isso eu não aceito.. o Dean pode ter todos os defeitos do mundo e os tem, mas eu naõ acredito que ele faria o que o Sam ta fazendo, isso é cruel… sei lá.. minha opinião…
      Eu espero que eles pelo menos estejam em melhores termos até o final dessa temporada, mas tbem acredito que o cliffhanger desta vai deixar meio mundo de coração na mão, já estou preparando omeu, só para ter certeza kkkkk
      Obrigada novamente, e tenha um bom final de semana.

  3. Luciana

    Eu também não acredito muito que Sam não salvaria Dean. Para eu acreditar vou ter de ver isso.. srsr..

    Sei que provavelmente alguns dirão que não ssalvaria pois Sam não procurou Dean no purgatorio.

    Mas, ao meu ver, são situações diferentes. Porque Sam não sabia que Dean estava no purgatorio e muito menos o que fazer para tira-lo de lá.. è bem diferente de quando se sabe exatamente qual é a situação e que se sabe que se pode fazer algo para muda-la.

    Ver alguem que vc ama morrer e não fazer nada mesmo podendo fazer acho complicado at´w para pessoasmais racionais.. falo isso porque eu mesma sou mais racional.. srsr

    1. Oi Luciana, obrigada pelo seu comentário.

      O Sam sempre foi o mais racional dos dois, o Dean sempre foi do tipo atirar primeiro, fazer perguntas depois desde a primeira temporada… E tbem acho que o Sam vai ser colocado a prova se salvaria ou não o rimão a qquer custo, e veja bem, isso não é spoiler, eu não sei de nada que vcs tbem não saibam, é apenas especulação minha….
      Bom final de semana para vc.

  4. Rodrigo

    Ótima análise, Clarice! Depois do episódio mais frustrante da temporada, me veio esse com momentos, no mínimo, acalentadores. Boa a lembrança de diálogos passados, mesmo que alguns ainda estejam mal digeridos. As palavras ditas por Sam em The Purge foram sim muito cruéis, mas continuo afirmando que entendo os motivos de sua indignação, apenas não consigo crer que o Sam falaria aquilo, aliás, algumas situações nas quais esses escritores o tem colocado desde a temporada passada continuam incompreensíveis pra mim. Não quero ser mais repetitivo do que já tenho sido, somente afirmo que ambos já comprovaram do que são capazes um pelo outro! Façam o que quiserem, esses escritores não mudarão o que penso sobre Sam.
    Voltando ao episódio, foi bom ver os Ghostfacers novamente, como você bem disse, eles trazem uma certa leveza, fora que gostei do draminha que os envolveu. Essa questão de amizades abaladas sempre chama a minha atenção. Apesar de o que rola entre Sam e Dean ter proporções muito maiores, o paralelo foi válido.
    Nunca condenei Dean por querer a pessoa que mais ama ao lado dele. Nunca o classifiquei como egoísta (nenhum dos dois é!). O certo é que nada faz sentido na vida de Dean sem seu little brother ao lado! Outra coisa: Dean não teme ficar só, até mesmo porque ele tem alguns amigos, o maior medo dele, senão o único, é perder Sam. Ouso dizer que a “tarefa” de cuidar de Sam desde pequeno fez do Dean o ser humano que é, tornar-se ainda criança o pai do próprio irmão permitiu a ele construir essa personalidade que tanto aprecio. Ter o irmão junto dele o mantém, até certo ponto, longe desse instinto autodestrutivo de caçador vingativo. Isso ficou ainda mais evidente nesse episódio, acreditar que Sam não o quer como irmão está provocando em Dean um sentimento de autodestruição. Acreditar que o irmão não faz questão dele o torna mais frio e apático. Óbvio que não é essa a intenção de Sam (pelo menos pra mim), o cara se desesperou ao ver que o irmão ia sendo degolado (lamento não terem estendido um pouco mais essa cena). Ele reagiria subitamente daquela forma por outra pessoa? Nem a pau!
    Compreendo que o momento tem sido difícil para ambos, não ouso dizer que um sofre mais que o outro, apenas tento me colocar na pele de cada um deles. E tem sido melhor assim, deixar-se levar sempre por preferências acaba cegando, crucificando um e vitimizando o outro (demorei pra entender isso). Todavia, não nego que, aparentemente, os efeitos em Dean são mais perceptíveis (a temporada está focada nele, e ponto).
    O broment foi realmente muito legal, uma das melhores cenas dos irmãos em toda essa temporada fraca de momentos agradáveis para ambos, aquela conversa ao pé da mesa só me fez querer uns episódios especiais, mostrando mais da vida deles quando crianças. Não canso de dizer que Jared e Jensen possuem uma química sem precedentes, nessa cena, são ainda mais fenomenais, o tom de voz, as pausas, as trocas de olhares, enfim, a sintonia que há entre eles me faz ficar, até certo ponto, com muita raiva por estar preso cada vez mais à história de Sam e Dean.

    1. Obrigada pelo seu comentário Rodrigo.
      Sim, eu achei umportante relembrar alguns dialogos que na minha opinião precisavam ser revistos assim pude fazer uma ponte entre o que foi dito, e o que aconteceu neste episódio.
      Rodrigo concordo com praticamente tudo que vc escreveu ou descreveu sobre o relacionamente entre o Dean e ao SAm.
      Não me lembro qual foi o episódio,mas o Dean disse aos Sam que um fazia o outro ficar mais humano, vc lembra????
      E sim a cena dos dois conversado sobre algo relacionado a infancia deles foi linda. E quanto a quimica entre os J2, vou te dizer uma coisa, essa foi a unica razão de me fez continuar assistindo a serie durante as “sombrias” (para mim)6a e 7as temporadas….
      Novamente, obrigada pelo comentário.
      E tenha um excelente final de semana.

      1. Rodrigo

        Realmente, agora que você mencionou, lembro de algo nesse sentido, Clarice. Mas também não recordo qual o episódio.
        O certo é que não há nada que me interesse mais do que o relacionamento dos Winchester. Supernatural, pra mim, é literalmente “The Epic Love Story of Sam e Dean”. O resto, já há bastante tempo, inclusive por razões que vão além das citadas por você, me interessa pouco ou nada.
        Ainda bem que Jared e Jensen estão dispostos a seguir, não fosse eles e sua química fenomenal, confesso que já teria largado mão da série.

      2. Rodrigo

        E obrigado por responder!! Sempre fico feliz quando respondem aos meus comentários.
        Um excelente domingo!

  5. Adriana

    Excelente análise. Texto muito gostoso de ler. Prende a atenção.
    Agora, para não dizer que não falei das flores, volto a frisar que não acredito que a marca de Caim tenha alguma relação com falta de harmonia, digamos assim, entre os irmãos Winchester. Dean já fez várias tentativas de aproximação com o Sam, mas sua mágoa continua inabalável. Agora, creio que o Dean meio que vai deixando o barco correr, focando em encontrar a primeira lâmina e acabar com Abaddon e Gadreel. Quando isso acontecer, acredito que é quando nós (e o Sam) veremos as consequências sinistras da “marca”.

    1. Adriana obrigada pelo comentário e pelos elogios (fiquei vermelha kkk)
      Concordo com o que você disse sobre a marca de CAim. O Dean neste episódio, um poucos mais do que nos outros, se mostrou mais duro, mais caçador, mais implacavel. E acho se deve ao distanciamento dele com o Sam.
      Como comentei com o Rodrigo, não me lembro qual episódio, mas o Dean disse ao Sam que um fazia com que o outro continuasse (ou se torna-se) mais humano. e isso ficou muito claro nesse episódio.
      Grata novamente e tenha novamente um excelente final de semana.

  6. Aparecida

    Nossa Clarice amei sua análise, as falas citadas tudo a ver, eu também pensei no que Azazel falou com o Dean no episodio 1×22, tudo a ver com o que ta acontecendo agora.
    Eu amo o Dean, mas não gosto quando o fandon fica pegando no pé do Sam, vamos esperar pra ver onde o Carver quer chegar, eu acredito nele. Tem mais uma coisa, todos falam do arco dos irmãos mas pra mim o arco do Dean sempre foi a força dele o amor dele, eu amo o Impala pq ele ama, eu amo o Sam pq ele ama, eu perdoo o John pq ele perdoa.

    1. Aparecida obrigada por ter comentado e pelos elogios (continuo vermelha kkk)
      E sim, assistindo o episodio e pensandol no que escrever na analise, esses comentários me vieram a mente e achei relevante compartilha-los com voces..
      É Aparecida, vamos ver o que o CArver e Cia tem guardado para nós. Acho que o final desta temporada vai ser mais espetacular do que o da 8a e vai nos deixar com palpitações durante o hiato todos. Ainda bem que temos o nosso querido blog para nos distrair né???
      Obrigada novamente e tenha um maravilhoso final de semnana.

  7. cris

    caraca! que analise! simplesmente perfeita. voce exprimiu bem o que eu penso. pra mim, o carver ja ta com esse final prontinho, e ta focando os episodios somente na relação dos irmãos ( quase da pra ler os pensamentos deles). só espero que não tenhamos que esperar até a 10ª pras coisas se resolverem. ta muito agoniante!

    1. Cris desse jeito você me deixa roxa e não vermelha kkkkkkkkkk
      Obrigada por suas palavras.
      E sim acreditoque o Carver já deve saber o que vai acontecer no episódio 9.23 e ouse até dizer no 10.01 – olha que coisa mais linda.. não sei você, mas se me dissessem na primeira temporada que eu (nós) estaria(mos) aqui quase 10 anos depois ainda curtindo a serie – sei lá, não sei se acreditaria kkk ainda bem que isto é possivel.. e o que mais gosto é do fato que posso compartilhar isso com a minha familia Supernatural….
      Te cuida e bom final de semana.

  8. Zac

    Oh que ressaca marvada!!. E agora que assisti aos episódios dessa parte da temporada, só posso reiterar tudo o que já disse.

    Crueldade do Sam: perdoem-me a minha cegueira, mas não consigo visualizar como o Sam diria qualquer coisa nessa situação que não provocasse mágoa no Dean. Seria algo do tipo, Dean vem cá, me dê um abraço, mas tu tá é errado? Convenhamos, não é assim que a banda toca.

    E ninguém é mais cruel do que o Dean. Basta lembrar que ele levou quase toda a 5 temporada para perdoar o Sam (se é que perdoou, já que na visão do Carver, o magnífico….). E quanto tempo Dean levou para perdoar o Castiel?

    E aqui, meus queridos, não é uma crítica ao Dean. Isso faz parte da sua personalidade e é um dos motivos pelos quais nos apaixonamos por ele. É o famoso escreveu não leu, o pau comeu (hahahaahahah)

    O que eu critico é a dupla moral de parte dos fãs. Se o Dean faz sacrifício, é por amor à família. Se é o John, é por covardia. Se o Dean erra é porque fez o que tinha que fazer. Se é o Sam……Se o Dean diz verdades, é porque é o certo. Se o Sam diz verdades, é porque é insensível, traidor, egoísta, mimado, michiliquento, birrento, ingrato

    E aqui eu insisto: o que existe é história mal contada.
    Mon ami, como é que se levanta um conflito de proporções bíblicas (hahahahaha), mexe com o coração da série, e não se dá falas a um dos personagens (Sam); ou ele fala duas palavrinhas dando margem a todo tipo de interpretação; ou é o Castiel quem diz o que ele (Sam) sente a partir de suas próprias experiências (Castiel)?
    Luz sobre o Dean, sombras no Sam fez sentido no contexto das 4 primeiras temporadas (me sinto como um evangélico pregando em praça pública,hahahahahahahaha). Mas na 9 temporada? Marca de Caim, tablet, conflitos. A série tá parecendo guerra dos tronos, com episódios que se arrastam para nos milésimos de segundos finais acontecer alguma coisa bombástica.

    E não me falem na palavra amadurecimento. Depois de assistirmos metade de uma temporada Amélia chata, Benny meloso, Dean rancoroso, uma luz brilhante no rosto do Sam que nada significava e os fillers mais deansinteressantes da história, eu acho que merecíamos um pouco mais do Dean fortão, durão (sem perder a ternura) e de um Sam inteligente e sensível.

    Zac, o indignado(hahahahahahahahahahha)

    1. Obrigada por comentar Zac.
      Bom primeiro lugar, quanto a sua ressaca, tome suco de abacaxi com agua de coco, dizem que cura qquer ressaca (alem de ser gostoso p caramba kkkk)
      Em segundo lugar, tenho que discordar de vc em algumas coisas. Vc disse que o Dean é mais cruel de todos. Sorry, mas acho que temos um visão diferente sobre ele.
      Eu não o considero perfeito, que faz tudo certo ou que sempre acerta. O que faz o Dean, para mim, humano, é que ele ter todos os defeitos do mundo.
      Com isso, não quero dizer que o Sam é sempre faz as coisas erradas na estoria. O que eu não gosto, agora, é das atitudes dele nestes ultimos episódios, e por mais que aceite o fato de que ele tem todo o direito de estar muito puto da vida com o Dean, algumas atitudes dele me deixaram triste e posso até dizer com raiva (algo que não senti por ele nem qdo da bobagem de beber sangue daquela vadia da Ruby) O Sam e suas famosas “bitchfaces” ou “puppy dog eyes”(as quais adoro) sempre conseguiram, na maioria das vezes, “dobrar” por assim dizer, o Dean.
      Eu sabia, ou melhor dizendo, desconfiava que o Sam iria agir desta forma, mas não pensei que fosse doer tanto. E como escrevi na analise, em alguns episódios, eu realmente tive vontade de dar uns petelecos naquele Gigantor kkkk
      Honestamente nessa briga, ambos estão certos e errados, pelos motivos certos e errados. O grande x da questão é que queremos que eles estejam sempre “de bem” kkkk
      E vou te dizer uma coisa, o que vc disse do SAm, a maneira que vc o descreveu – insensivel, birrento, mimado, egoista etc.. sim, ele é
      é assim, isso faz parte dele e eu aprendi a amar cada uma dessas “qualidades”, mas nem por isso vou deixar de “dar uma bronca” ou aprovar algumas atitudes dele, não é pque ama alguem que esta pessoa pode sapatear em cima do teu coração. Ninguem tem esse direito.
      Segundo o Carver, tudo que esta acontecendo com os irmãos faz parte do amadurecimento deles. Agora segundo a minha propria experiencia de vida, nos todos temos duas maneiras de crescer e amadurecer – pelo amor ou pela dor – eu já experimenteie aprendi com as duas. E conhecendo como conheço esses dois cabeças duras, acho que vão passar tbem pelas duas. E nos juntos com eles.
      E sim, eu tbem quero o Dean forte mas sem perder a ternura e o Sam inteligente e sensivel – sempre.
      Bom Zac, espero que sua ressaca já tenha passado e que vc tenham um otimo final de semanae e que esteja menos indignado kkkkkkk

  9. Débora Mariah

    Olá,Adorei a análise do episódio. Acho que tivemos uma pequena amostra sobre a marca de Caim, quando o Dean mata do thinman. Até Sam olha para ele surpreso. Ansiosa para o próximo episódio.

    1. Obrigada DEbora por comentar e sim acho que a marca de CAim tem algo haver com as atitudes do Dean, ou pelo menos amplificando tudo, e querendo ou não, as atitudes do Sam não tem ajudado muito.
      Como você tbem muito anciosa para ver como essa temporada acaba, mas principalmente como será a decima.
      Te cuida, e tenha um otimo final de semana.

  10. Gabriel Lourenço

    O episódio foi bom mais sinceramente eu esperava mais, por que ainda tem muita aguá para passar debaixo desta ponte nesta temporada, eu acho que não foi necessário esse EP ainda mais que eu tive a clara sensação de que eles se basearam em um joginho de terror que vem fazendo um grande sucesso na internet …. Um cara que vive na mata matando os outros Slayder não tem rosto Slayder, sinceramente espera muito mais desse ep.

    1. Gabriel em primeiro lugar obrigada pelo comentário.
      Achei interessante o “monstro da semana” por mostrar que esse não era sobrenatural e sim bem humano, acredito que nos humanos, infelizmente, somos capazes de fazer coisas piores que os monstros… nisso eu concordo com o Dean…e sobre o jogo que vc falou, eu não conheço, sou meio “desligada” para joguinhos no compu, gosto mais dos antigos, mas talvez vc tenha razão, eles podem ter se baseado nesse jogo para “compor” o nosso monstro da semana.
      Novamente, obrigada por comentar e tenha um otimo final de semana.

  11. Haryella

    Gostei da análise!!! E gostei muito desse episódio, depois daquele péssimo da semana passada, esse foi um dos melhores dessa temporada, q sério, tá difícil de engolir, mas vamoS ver no q vai dar!!!! Apesar do final triste dos Ghostfacers, sempre adorei esses caras, pena q eles apareceram em poucos episódios e agora com esse final não sei se os veremos novamente, pena!!!!
    Achei interessante o paralelo das duas histórias, Harry e Ed como Sam e Dean, mesmo q alguns não achem nada parecidas eu achei simplismente um espelho de como está o relacionamento dos irmãos, até mesmo algumas frases ditas por eles foram iguais!!!
    Confesso q estou com medo de onde vai acabar tudo isso, o q será q se passa na cabeça de Carver?
    Nem mesmo em temporadas passadas foi tão “destruido” assim o relacionamento deles, por isso eu acho sim q tudo está relacionado com a marca, e não creio q somente o Dean será afetado, o Sam tbm, e ambos sofrerão ainda mais com essas consequências!!!
    Pra terminar, faço minhas as palavras do Rodrigo e do Zac, eles disseram tudo q eu penso, concordo plenamente com eles!!!

  12. Estou sofrendo pacas com toda esta historia . Se tem uma coisa que eu amo ,é estes dois.

    compreendo o lado do SAm, compreendo lado do Dean. Estou entre a razão é o amor.

    Se fosse pra mim aceitar as palavras de Sam, nove anos de temporada amando o amor que eu julgava que Dean tivesse por ele, não foi nada como egoismo , foi tudo ilusão .Eu perdi meu tempo.

    Porém eu não acredito em nada desta possibilidade . é infame é como cuspir na cruz . Isto sim é uma coisa maligna .

    Todo amor dele foi real. E os roteirista estão acabando com todo sentindo da serie.Gostaria de chutar as bunda deles , pois se tudo isto não fazer sentindo no final. Vai haver um bando de gente frustrada sofrendo .

    A hipótese quanto a marca pode fazer sentido , mas é bem frágil ,e no final tenho certeza que vai ser perder no caminho.

    So sei que estou triste , muito triste. Jogar a relação deles como estão fazendo no lixo , faz com que percamos o vinculo de amor .

    E MEU CORAÇÃO ESTA DOENDO.

    Clarice , eu li cada coisinha que escreveu , você foi brilhante. Eu estou ultimamente sem palavras pra dizer qualquer comentário dado meu estado de tristeza e frustração .

    Espero poder conseguir achar um sentindo. Eu não desisto , mas não fico tão ansiosa parar ver o episodio como antes , pois fico pensando o que mas de ruim pode acontecer. Acho que estou imaginando outra situação entre eles , só para tampar o sol com a peneira. Este Sam ma da dor de cabeça.

    A cena mas bonita, foi mesmo da infância, Dean se esquivou justamente porque SAm pediu distância da familia . Mas foi um lindo momento. Só este!

    Beijos te adoro !

  13. Haryella e Sonia, li, adorei o que vcs escreveram, e prometo colocar uma resposta a altura dos comentários de vcs, agora to de saidinha… kkk
    Volto mais tarde e faço isso.
    Mas desde já obrigada por terem comentado…
    Fui

  14. Edna

    Ótima análise Clarice, muito inteligente. Antes de participar deste blog via a série pelos dvds muitas vezes sem cansar. Os momentos que mais me chamavam a atenção e amavam voltar e rever eram is diálogos e conflitos dos irmãos. Ao conhecer o blog percebi que não era só eu Mas TODOS os que amam e entendem o seu tema. Digo isso pq o conflito atual faz parte do tema, mesmo sendo difícil é assim que a banda toca. Lembro de um episódio em que eles foram p o céu o do Dean era encantador com o irmão pequeno e soltando fogos em um clima sensacional. Eu choro só de lembrar. No mesmo ep o céu do Sam era o dia de ação de graças na casa dos outros e em um escondrijo. Fiquei p da vida com ele e pensei : que sacanagem com o Dean. Mas logo pensei, os relacionamentos são assim mesmo, cada um sente e pensa do seu jeito pq cada um é um. O Sam disse ao Dean que sua visão de família era muito diferente dele. Sam não teve mãe e viveu em um ambiente hostil e de vingança. Acho que o entendo como tbem entendo o amor desmedido do Dean. Espero que eles amadureçam e possam se aceitar melhor, mas os conflitos fazem parte sempre!
    Em relação ao fato do Sam não fazer o mesmo que Dean não acredito que seja não salvá-lo, mas sim respeitar seu desejo de morrer. O Sam fe isso no purgatório, mesmo não sendo o certo. Só acho que esse é o Sam, como tbem o Dean ser mandão e família. É isso que faz o sucesso e o que me faz estar firme e forte para sempre com Supernatural.
    Só acho que poderiam explorar melhor os homens das letras e também acho que os irmãos eram melhores hunters do que hoje, parecem muito ingênuos e não acho isso verídico.
    Do resto amo tudo, inclusive este site maravilhoso. Bjs a todos.

  15. Pedro

    Não acho que o Dean esteja ficando mais violento por conta da Marca… para mim ele só está se sentindo culpado pela morte do Kevin e ter que aguentar o Sam falando que não salvaria ele, que não aguenta mais ser o irmão dele e tals. Acho que a Marca está afetando o Sam, ele sim está ficando mais pesado em cima do Dean, falando mil merdas e tals. Talvez a Marca tenha uma magia que cause raiva na relação do usuário da marca com o irmão da pessoa ?

  16. Não tem nada que eu mais ame em Supernatural do que debates sobre os irmãos. Tenho algumas opiniões a respeito, que deixarei para minha análise rsrsrs
    Amei este eps e o paralelo que fizeram das histórias, senti como uma dica de como cada um deles sente.
    Gostei muito da sua análise Cla, gosto da maneira sincera com que escreve.
    Grande beijo!

    1. Obrigada pelo comentário Su, tudo que vcs escrevem eu guardo no meu coração…

  17. Rafa

    Reclamei tanto da série esse último mês que até cansei. Depois de um episódio como esse passei a ter quase certeza que o final da temporada vai ser horroroso.
    A derrocada da temporada se dá, não coincidentemente, ao foco no mimimi Wichester que é totalmente incoerente com o final da temporada passada. E pelo visto vão focar nisso até o final e por esse motivo Abbadon, que já está sendo deixada de lado – infelizmente – vai ter uma morte tosca nível Naomi e Bartolomeu.
    Do fundo do coração, torço pra décima temporada ser a última. E que, já que vão continuar com o mimimi, separem os irmão irreverssivelmente e os mantenham assim até o final, dando o mesmo tom que o Kripke queria a um possível series finale.

  18. clannys

    Bom, respeitando todas as analises, eu vou dizer a vocês que aammmooo supernatural…ainda espero ansiosa por cada epi, como se tivesse começando ver a serie agora, independente da historia o que for não fico procurando defeitos, simplesmente entro na magia,no encanto. Teve uma época q deixei e assistir, na quinta temporada, mas pq colocaram muito Deus na jogada como se ele tivesse saído de ferias e os resto q se dane.
    Bem! qdo mexe com Deus a coisa já fica mais complicada…não se brinca com Deus, então parei de assistir alguns episodios. Mas assisti o final da quinta e continuei…
    Amooooo a proteção e o amor que Dean tem pelo Sammy, hoje em dia se vê tanto ódio entre família e todo resto, que acho isso o mais lindo da serie.
    Então espero mais de 10 temporadas e até tiverem historias pra contar vamos que vamos.
    Olha, qdo a série acaba os atores somem o encanto acaba …acho que ainda não estou preparada pra isso.

  19. Zayla

    Olá, quero dizer que adorei a análise, as observações feitas e os diálogos dos episódios anteriores.
    Para falar a verdade, sempre amei o Sam, mas minha devoção sempre foi pelo Dean. E isso não me faz ‘puxa saco’ dele ou qualquer coisa assim, vejo todos os defeitos dele, tais como essa mania de querer ser herói mesmo quando ninguém pede para que ele o seja, ou mesmo a necessidade de fazer sacrifícios que ele tem. Porque convenhamos, desde o inicio da serie Dean já se sacrificou várias vezes, e, diferente do que o Sam disse, ele se machucou sim, e muito, todas as vezes. Mas uma grande parte desses sacrifícios poderiam ter sido evitadas se o Dean não tivesse essa necessidade de estar sempre no controle, de provar que está certo.
    Não tiro a razão do Sam, sei o quão irritante é a sensação de não poder tomar suas próprias decisões, de as ver sendo contestadas pela pessoa que você mais quer que as apoie. Sei também que algo assim pode abalar a confiança entre duas pessoas,mesmo que essas tenham tanto amor uma pela outra. No entanto, não acho certo o jeito como o Sam vem tratando o irmão. “Você está disposto a se sacrificar, desde que não seja você a se machucar”, por favor, essa foi terrível… Mesmo agora, é óbvio que o Dean saiu machucado dessa historia do anjo no corpo do Sam, afinal a razão da vida do primogênito é seu caçula, e isso já é bem claro. Então é claro que saber ser ‘odiado’ pelo Sam machuca, e muito, o Dean.
    Com relação a marca, tenho certeza que ela ainda vai dar muito trabalho, e talvez seja ela a responsável pela reconciliação dos irmãos. Mas não acho que ela seja a responsável pelo estado irritadiço do Dean, uma vez que a situação que ele vive agora é totalmente capaz de mexer com a personalidade do loiro. E o Dean precisa do Sam para se manter inteiro, se ele não o tem é compreensivo, já que estamos falando de Dean Winchest, que ele acabe tendo atitudes auto destrutivas, como aceitar a marca.
    Sei que tanto Dean quanto o Sam têm suas razões, e nenhum dos dois é totalmente certo ou errado, mas não consigo ficar bem sabendo que o Dean está tão mal, principalmente porque é óbvio que ele ainda vai piorar, pelo menos até o Sam perceber que o irmão precisa dele. Isso deve acontecer pelo final dessa temporada, ou quem sabe na décima… Não sei, só espero que eles fiquem logo como costumavam ser,porque o pilar da serie é o relacionamento do dois, pois se fosse depender de historia acredito que a serie teria acabado na 5 temporada, ainda que eu fique feliz por não ter acabado aí, já que amo ver esses dois lindos.
    Por fim, adorei sua análise. Obrigado por disponibilizar o espaço para essa discussão ‘Dean x Sam’.

  20. Clazinha de my life.. As you know, you rocks pal!!

    Love ya and you know my opinion, so… hahaha

    Congrats honey…

    Ackisses…

    1. Tks Pollyta, tks…
      Take care, hon

  21. Tais

    Clarice, parabéns pela analise.
    Acompanho essa maravilhosa, perfeita série desde o primeiro episódio, mas raramente comento nos sites. Mas sua análise eu realmente precisava comentar, pois você pôs em palavras mto do q eu estou sentindo. Que me desculpem as pessoas que não concordarem. Eu estou com uma vontade imensa de dar na cara do Sam até mandar ele pro hospital!!! Sempre amei nosso Moose, mas nos ultimos 5 episódios ele tá sendo um filho da mãe ingrato, cruel e injusto. Quando ele disse que não salvaria o Dean, aquilo doeu profundamente no meu coração,quebrou algo dentro de mim como fã, posso perdoar mtos erros do Sam, mas isso?! Depois de tudo que o Dean sempre fez pra protegê-lo! E não Sam, o Dean não tem medo de ficar sozinho, ele tem medo de perder você seu babaca! Como pode ele assistir o irmão se autodestruir como o Dean vem fazndo e simplesmente virar as costas. Algo mto profundo se quebrou aqui. A série sempre foi sobre o amor entre esses dois irmãos. E não sei o q Carver qr com tudo isso mas está me deixando desesperada com essa situação fria, tensa entre os dois. Tá me matando. Tenho tanta saudades do Dean alegre, fazendo piadas…E me desculpe o momento fangirl mas não admito NINGUEM, eu disse NINGUEM, pode fazer o Dean chorar e sofrer desse jeito, muito menos o Sam,depois de tudo, não importa a merda que o Dean tenha feito! E belissimo final da sua análise citando a frase do Azazel..nunca pude, e nunca quis imaginar que ele pudesse estar certo…

  22. Karol

    Amei sua análise e parabéns por saber usar os diálogos anteriores, principalmente o da primeira temporada. Como você disse, mais atual impossível. As vezes nos esquecemos que Dean sempre foi assim e, de certo modo, Sam também. O maior e mais novo Winchester tem pesado muito no discurso e caído na crueldade? Sim, mas ele só está dizendo de uma maneira mais dura o que ele sempre pensou: não quer Dean “se intrometendo” na sua vida, suas escolhas. Aliás, me desculpem os defensores do Sammy, mas essa história de o Dean não deixar Sam fazer suas próprias escolhas é papo de quem está sentado na cadeira de vítima. Seria rebaixar Sam à um cara submisso e sem atitude, o que ele não é. Eu só esperava que à essa altura do campeonato Sam entendesse que essa proteção é o que faz de Dean quem ele é;
    Confesso que imaginava um ep. totalmente diferente, onde a única carga dramática ficaria por conta desse desentendimento dos irmãos Winchester. Que bela surpresa! Não achei ruim o paralelo feito, só achei que não dá muito pra comparar, apesar da “essência” da discussão ser a mesma, mas enfim.
    Só eu achei que o Dean está agindo mais como Sam propôs e, por outro lado, Sam tem mostrado um pouquiiiiinho mais de afeto pelo irmão? A maneira como Dean tem conseguido se manter distante e como o Sam parece preocupado com o irmão, sei lá. O momento “brother”, como você disse, lembrou a nós hunters, que eles são os irmãos mais amáveis do mundo e a série é sobre isso, o amor que um tem pelo outro apesar das cagadas que surgem pelo caminho.
    Isso me lembrou Bobby dando um esfrega no Dean no final da quarta temporada, “família serve pra fazer você sofrer, por isso é que é família!” E falando no nosso (ex) fantasma preferido – sorry Kevin – pensei exatamente a mesma coisa que você, ah se Bobby visse toda essa história entre eles…
    Como já disse, amei sua análise, mas senti falta de comentários sobre o desespero de Sam ao ver o irmão prestes a ser morto. Cenas em que o Sam se preocupa com o Dean têm aparecido nos últimos 3 episódios, eu acho mas nada como essa última. Parabéns ao Jared, porque em sei lá quantos míseros segundos passou uma agonia fdp à quem viu e ouviu a agonia do próprio Sam. Aliás, como já foi dito, J2 arrebenta pela parceria, por conhecerem muito seus personagens e um ao outro. A profundidade das expressões, dos diálogos, são incríveis!
    Quanto à marca de Caim, confesso que não acreditava muito que ela fosse o motivo de Sam agir como está agindo, mas estou começando a considerar. À medida que vejo as mudanças no temperamento de Dean, que vem sendo mais explosivo, e tudo mais, não sei se acho que é causa da marca ou por estar brigado com o irmão, o que deve estressar pra caramba nosso menino né!
    Enfim, como você (e todos) espero que isso tenha uma resolução digna de Winchester’s

  23. Gente, quero agradecer novamente a todos que deixaram as suas opiniões, eu consegui responder alguns no sabado, mas depois disso, sorry, mas a vida real voltou com força total, ainda pretendo responder mais alguns, mas desta vez não vou prometer, mas fiquem certos que li todos os comentarios e quero dizer o quão grata eu sou de vcs terem tirado uns minutinhos do tempo doido (que todos nos temos) para deixar a opinião, sugestões e tudo mais…
    You guys rock…

    Bjs Cla;}

    Boa semana a todos.

  24. Gustavo

    Adorei sua analise, tem muito do que eu penso.

    Quanto as “contraindicações” da marca do Cain, talvez ela esteja ligada ao fato da história bíblica de Cain e Abel.

    Cain nada mais é do que uma criatura criada pelo Lúcifer, mais um filho dele, e o Dean a pegar a sua marca acaba assinando um “contrato” com o Lúcifer, mesmo que por tabela.

    Creio que para se livrar dessa marca ou de suas consequências ele vai ser obrigado a matar o Sam ou algo do tipo.

Leave a Comment