“Supernatural NÃO tinha que acabar na quinta temporada”

Sim, isso é um desabafo.
Faço parte de um site em que oito pessoas dedicam parte de seu tempo diário para amar e compartilhar a paixão que têm por uma série, enquanto outros o fazem por um músico, uma banda, um time de futebol, uma causa. Posso afirmar, com algum grau de certeza, que os meus sete colegas concordarão comigo, ainda que por outros N motivos, os quais adorarei ler discorridos nos comentários.
Parte da equipe do SPNisLife forma também parte do Fã Clube Supernatural Brasil, que teve sala temática no Up!ABC deste último fim de semana, em Santo André, na grande São Paulo. E ao longo desse evento, como em todos os outros de que participamos, em meio ao contato com fãs novos e antigos (jamais “posers”), entre curiosos e alguns desinteressados, aparecem os “ex-fãs”. A categoria vem diminuindo, mas existe. E faz mais barulho que shipper de Destiel, porque precisa ser ouvida, porque precisa que os roteiristas ouçam seu apelo de que a série tem que acabar.
A gente tem que ler isso aqui também. Pois é, em um blog de fãs, não menos que isso, em um veículo mantido por pessoas que, se forem como eu, às vezes se perguntam se seu(sua) carreira/família/conta bancária/namoro/vida social/sono não teriam avanço significativo se não se dedicassem tanto a um blog sobre Supernatural, temos que ler que “SPN já deu o que tinha que dar”. Ora, vá tentar dizer ao brutamontes do seu vizinho que o filho dele tinha que morrer porque é feio. Tente. A reação dele provavelmente será a mesma que eu gostaria de ter liberdade de meter na sua fuça. Eu avisei que era um desabafo.
Minha reação se deve ao fato de que é fácil detectar o ex-fã. Ele chega e pergunta, na lata, se eu (de camiseta, bótons, corrente, pulseira da Mary, coleção pessoal disposta sobre a mesa e cosplay de Abaddon, em uma sala que leva em torno de duas horas para ser montada) não acho que “a série está uma bosta”. Três parágrafos depois, eu finalmente explico por que não, eu não acho que Supernatural está uma bosta.
Começo por explicar meu post no twitter, sobre o “saldo” do evento: alguns “fãs” parecem estar cagando para os personagens.
Costumo perguntar a quem diz que a saga dos Winchester deveria terminar após “Swan Song” ‘qual é o problema do ex-fã com Sam e Dean’. É simples. Quem queria que a série acabasse ali não tem e nunca teve o menor apego pela história dos irmãos. Curte as caçadas e o monstro da semana e tem meu respeito, porque ninguém é obrigado a gostar de SPN pelo mesmo motivo que eu. Mas eu juro que nunca ouvi essa resposta. Ninguém jamais disse “pffff, danem-se os Winchester”.
Todos dizem adorar Sam e Dean, assim como Bobby, em especial. Castiel já é uma outra história. Sinto muito, mas ele não faz parte do meu argumento desta vez.
Nesse ponto, eu posso dividir os ex-fãs em outros dois grupos distintos.
Os que adoram os irmãos, como poderiam adorar quaisquer outros caçadores: se o negócio é matar monstros à velocidade de entrega do McDonald’s, meio como na primeira temporada, tanto faz se Dean e Sam são “fodões”. Bobby, Gordon, Ellen, Jo e Daniel Elkins faziam isso (quase) tão bem quanto eles. Para esses, a primeira temporada era o paraíso e eu me pergunto por que reclamam tanto dos tais “fillers”, já que esses normalmente são uma caçada isolada… que lembra os episódios da primeira temporada. “Mas a série tinha que acabar porque saiu do arco do Kripke”. Pela última vez: se o bobalhão do Kripke tivesse mantido sua boca fechada (como ele mesmo só falta admitir com essas palavras), A-POS-TO que metade do fandom não diria isso, porque simplesmente não saberia que um dia ele pensou em somente cinco temporadas. Todo dia tem reboot de quadrinho e série e filme de super-herói e desenho animado e todo mundo adora. Reboot, em tradução livre, é reinício, voltar ao zero. Jensen já usou essa palavra para descrever SPN pós-Swan Song. Pense em “reinício” e seja feliz! Eu nem nisso penso, porque desde a oitava temos visto fatos que aprofundam informações e acontecimentos que remontam ao início e isso é a definição de canon (fato ocorrido na série e aceito como realidade, ainda que ‘fora das câmeras’, como o conteúdo de “O Diário de John Winchester” e “O Guia de Caça do Bobby”) . Aceite.
Do outro lado, estão os fãs que amam os irmãos e o arco da série. Esses realmente me confundem, e quando eu tenho tempo, o papo é bom: Se você AMA os Winchester, como pode gostar da ideia de Dean ser um bêbado semi-funcional para o resto da vida e Bobby seguir em frente sem seus “filhos que cresceram como heróis”, enquanto Sam é torturado por toda a eternidade numa jaula com Lúcifer? Pois é, a maioria termina por me dizer que nunca tinha pensado nisso. Seja mais feliz ainda deixando de ver SPN e indo assistir qualquer outra coisa, mas não me diga que aquele seria um bom final para a saga dos meus meninos.
Dean diz, quando re-encontra Sam no início da sexta temporada, que tem bebido todos os dias, executado qualquer trabalho em que o aceitem e vivido uma semi-vida desde que o caçula se sacrificou para livrar a humanidade do Apocalipse. ISSO É VIDA??? “Ah, mas ele tinha a Lisa…” Você assiste a mesma série que eu??? Desde Cassie, DESDE ROBIN, a gente sabe que Dean não troca a família (leia-se Sam, para quem ele foi mãe, pai e irmão) por nada nem ninguém. E quanto a Sam?! Cara, é preciso ser muito sádico para dizer que adora um personagem e achar “muito maneiro” pensar em sua alma sendo torturada para sempre por ninguém menos que o próprio Lúcifer. A gente viu uma mínima amostra de sua capacidade naqueles poucos episódios em que Lulu dizia a Sam que sua vida era uma miragem criada por ele. Uma amostrinha. Bem, basta dizer que apenas voltando sem alma ele seria capaz de suportar viver sem as lembranças do terror que viu no andar de baixo. “Ah, Dean ficou lá 40 anos e voltou bem.” BEM?????? Se Dean voltou como voltou do inferno cotidiano, imagine Sam, que ficou em uma jaula com o chefão, depois de deter o plano de toda uma vida do chifrudo. Não, você não assiste à mesma série que eu.
Isso sem falar em outros méritos das temporadas que viriam.
Não discuto que a sexta temporada foi uma temporada menor, assim como “A Ameaça Fantasma” foi um episódio menor de Star Wars e Val Kilmer e George Clooney protagonizaram filmes “menores” do Batman. Isso ainda a faz muito melhor que muita série por aí, como (insira a porcaria que quiser). O fandom de SPN é crítico, o mais crítico que já vi, mas uma má temporada ainda é uma boa temporada, em termos de SPN. Eu vou morrer defendendo a qualidade do plot e do trabalho de Jared como Sam-sem-alma. Ser tirado da jaula de Lúcifer só seria suportável se Sam voltasse sem a parte que o faria se lembrar da tortura. Isso é uma ideia fantástica! Jensen disse há pouco tempo em uma entrevista que, para ele, foi bastante complicado ter que inverter os papéis na dinâmica dos irmãos, porque o “Sem alma” entre os dois era Dean. Ao que me parece, ele tentou dizer com isso que gostou menos de interpretar esse irmão, mas se Sera Gamble não tivesse tido problemas para segurar as rédeas de tantos plots lançados ali (bons, por sinal, apenas mal desenvolvidos, como as almas e a Mãe de Todos), talvez Jensen tivesse tido oportunidade de ver melhor algo que eu vi: um trabalho excelente dos dois atores para realizar essa inversão.
Como não amar a Morte? Como não amar “Appointment in Samarra”? Como não amar “Frontierland” e “The French Mistake”, “Taxi Driver”, “The Great Escapist”, “Road Trip” e “Bad Boys”, Charlie, as tábuas, Garth e conhecer a infância de Bobby e a história da Colt? E as Cons que os atores fazem até hoje?
Como não respirar aliviado junto com Sam ao vê-lo finalmente encontrar seu lugar na família, quando saber dos Homens das Letras o tirou da situação de “ovelha negra”? Sim, ele caçou a vida toda e sempre o fez muito bem, mas ele enfim se encontra quando o vovô Henry prova que o gene de pesquisador faz parte da família e que ele não é um estranho no ninho. Como não amar Kevin, Crowley viciado em sangue humano? Benny e uma amizade que fez Dean rever seu conceito de “Se é do mal, a gente mata”?
Isso sem contar que eu vivo prometendo fazer um post defendendo a sétima temporada. Uma espécie toda de criaturas do Mal, liderada por um babaca arrogante, escapa do Purgatório, sobe para a terra e trata a humanidade como gado, como simples alimento, é um enredo interessantíssimo. Esse plot, nas mãos de Carver, teria rendido uma crítica social incrível. Mas são águas passadas.
O importante é lembrar que quem abandonou Supernatural na sexta temporada perdeu tudo o que vimos e amamos até aqui. Na minha humílima opinião, um ex-fã só teve a perder. Por teimosia. Por achar que, se deixasse de ligar a TV ou baixar o episódio, estaria defendendo sua certeza de que a série não tem mais o que oferecer. É quase como uma bandeira.
Em suma, Supernatural é tão boa, que um episódio nota 8 recebe reclamações.
Como tudo na democracia, use o seu direito de desligar a TV*. Só não me impeça de ligar a minha.

Carry on e me deixe em paz.

*Ah, você entendeu. Baixar episódio e assistir em stream também valem.

Related posts

65 thoughts on ““Supernatural NÃO tinha que acabar na quinta temporada”

  1. Miriam

    Pôxa, Vicki, adorei o seu desabafo. Vc disse tudo que eu gostaria de dizer. Parabéns. Vc disse tudo! Ex fan, não sabe o q está perdendo 😀

    1. Obrigada, Miriam! Eu ouvia o ex-fã e pensava no que ia escrever hoje aqui, agradecendo a tudo o que há de mais sagrado por ter um canal tão legal e democrático onde desabafar e saber que poderia ler prós e contras bem embasados da maioria. Beijão!

  2. Gustavo Silva

    Ótimo texto, Vicki! Concordo em tudo. Lembro que o Eric falou se arrepender de ter dito que planejou apenas cinco temporadas. E que apoiava e estava feliz por onde a série se encaminhava pelo Carver. Esse papo de ter acabado na quinta temporada é tão 2011 que quando alguém diz a vontade é de socar a cara. Seu desabafo disse tudo. Parabéns!

    1. Obrigada, Gustavo! É isso aí, SOOOOOO 2011. Completo fazendo minhas as palavras da Luiza: “já faz quatro anos!” Beijo!

  3. Luiza

    Não poderia deixar de concordar! Tem quem perdeu o interesse pela série, largou e seguiu em frente, mas tem sempre os chatos que perderam o interesse, mas continuam assistindo só pra ficar reclamando, ou não assistem mais, mas questionam vc ainda gostar da série.
    Sinceramente, eu já perdi a paciência e já gastei muito dedo e muita saliva argumentando com quem me questiona isso e fala que “devia ter acabado na quinta”. Eu já nem sei mais o que falar, então eu respiro fundo, reviro os olhos e ignoro. O que me deixa triste, de verdade, é ver gente que já gostou tanto da série não se empolgar mais da forma como fazia… agora, quem tá aí até hoje só pelo prazer de ser do contra, ou sei lá, devia era arrumar algo mais produtivo pra fazer da vida. Porque eu entendo você estar chateado porque algo q você gostava tanto deixou de te interessar, e eu entendo vc desabafar sobre isso e tal… mas já faz 4 anos. Move on!

    1. Mas a gente continua gastando dedo e saliva se for preciso, né, Luiza? Com orgulho! Obrigadão por escrever! Beijo!

      1. Luiza

        over and over again! hahaha SPN eu defendo até o fim dos meus dias!

  4. James William

    Concordo com alguns pontos abordados do desabafo, porém como fã e mesmo com o declínio da série após sua quinta temporada, continuei assistindo pelo fato de gostar da história dos irmãos, e a cada semana da sexta e sétima me decepcionava como andava a história de personagens carismáticos como Sam e Dean, dali começou a minha reflexão se a série deveria ter continuado, mesmo que houve um encerramento digno para meus personagens tão queridos no final de sua quinta temporada, por gostar se seus personagens as vezes temos que aprender a abrir mão do que gostamos pelo que é necessário da história, esse inclusive foi um dos primeiros pontos que aprendi no curso de cinema, desapegar as vezes é bom para a história, concordo que a série teve seu pico de qualidade desde o começo a oitava temporada que vem sendo seguido até agora, Sam e Dean são personagens excelentes, porém tem momentos que temos que aprender que está na hora de nos despedir dos nossos heróis, e esse momento chegou a algum tempo atrás. continuo seguindo a série, mais série que ela só continua por motivos financeiros já que a audiência ajuda nisso, eu quero sempre lembrar do Sam e Dean da primeira até sua quinta temporada, foi ali que eles conseguiram fazer eu me emocionar, sentir raiva de vilões, me fazer rir.

    1. Final digno, James? Meu maior argumento é que aquilo não foi um final digno. Entendo o que vc defende, mas discordo com veemência. Eu raramente desapego de um personagem que amo, mas mataria um personagem meu (sou atriz há mais de 20 anos) se achasse que ele perdeu qualidade. Ninguém mais que os Js e a produção quer que Supernatural seja lembrado com alegria e como produto de qualidade. A audiência nunca foi grande coisa, não acho que isso seja fator determinante. Eu acho que Supernatural acaba ao final da décima, mas eu terei todos os boxes e verei quase todos os eps com carinho. Basta dizer que assisto a mais eps da sexta e da sétima do que muitos da terceira, por exemplo. Obrigada por escrever!

  5. jacqueline

    Tá certissima e resumo tudo isso a uma coisa só: se essa gente chata que tanto reclama da série acha que tá uma bosta, então esta assistindo por que…. eu tenho series que deixei de assistir por que nao gostei mais…. simples assim!!

    1. Pois é! Se tivessem ido ver The Beauty and the Beast aquele fandom não ficava órfão. Simples mesmo!!

      1. Luiza

        hahahahahaha boa!!

  6. Lule

    Vicki SAUDADE imensa de vocês!!!!!
    Vivi um “Triangulo das Bermudas online” e passei dois meses sem saber o que tava acontecendo aqui e sem noticias novas de Supernatural(não vou especificar é muito longo).
    PS 1- Perdi meu emprego e o que me incomodava era: Não tô acompanhando SPN.
    PS 2- Alguma duvida de que eu concordo com você?
    Sofri com saudades dos meninos e de voces vou ou procurar me atualizar ao máximo.

    1. Espero que esse triângulo das Bermudas, assim como a maré de tempestades, tenha passado, Lule! Bem-vinda de volta!! Obrigada por sentir saudade de nós, significa que fazemos parte da sua vida, que honra!! Sua falta tb foi sentida. Beijos e obrigada!

  7. Luciana

    Acompanho Supernatural desde o início. Minha vida mudou, a série mudou, ou melhor evoluímos. Amo Supernatural! Amo o lado humano, os conflitos. Cada renovação é um presente para mim pq a série realmente faz parte da minha vida. E outra coisa….acompanho o trabalho extraordinário de vcs desde os tempos do Orkut. Lembro dos posts apaixonados da Polly sobre os episódios, os quais eu adorava ler. O roubo da conta e vcs tendo q começar quase do zero de novo. Enfim, muitas histórias. Sempre acompanhei, mas nunca fui de participar, mas preciso falar uma coisa. Vcs são incríveis e muito do sucesso da série no Brasil e no mundo tb é consequência da impressionante dedicação de vcs! Simplesmente Parabéns!! P mim não existe Supernatural sem Supernatural is Life, sem essa equipe extraordinária!! Por isso nunca desanimem!!!

  8. Rodrigo Furlani

    Acho que nunca comentei no site. Mas dessa vez, senti a obrigação de comentar.

    F#$% quem diz que devia acabar na 5ª temporada. Falam isso de embalo, apenas pq o Erik disse que tinha programado para isso.

    E digo mais. Fico puto com quem fala que a sexta-temporada foi fraca. A sexta-temporada foi muito bem montada. O arco ficou bom.
    Na 7ª…bem Na 7ª faltou uma leitura mais adequada para os leviatãs. Fora isso, tudo vai muito bem e acho que a série deve durar muito, principalmente no ritmo que está indo.

    Supernatural 4 life!!!!

  9. Rodrigo

    Oi, Vicki! É fato que Supernatural não deveria mesmo ter acabado na quinta temporada! Aquele não seria um final justo para a história de Sam e Dean. Tampouco que sexta e sétima temporadas, apesar dos percalços, foram esse desastre total que muitos acreditam ter sido; sem contar que o Sam sem alma foi simplesmente incrível.
    No entanto, preciso dizer que a série ultimamente está me deixando desanimado. Não escondo de ninguém que SAM e DEAN, APENAS ELES, são os responsáveis por minha persistência em continuar acompanhando a série. E ver como o relacionamento dos irmãos vem sendo trabalhado tem me causado certa indignação e deixado muitas coisas engasgadas. Apesar disso, prefiro manter a esperança e aguardar o fim da temporada.
    Tenho 27 anos, e desde os 18 acompanho Supernatural, pensei que seria algo passageiro, mas não, ano após ano, me via cada vez mais fascinado pela história de amor incrível desses irmãos.
    Sei que Supernatural vai acabar um dia, e quando esse momento chegar, que seja como Jared bem disse em uma entrevista, “só espero que toda a história tenha um bom encerramento; que o show termine de uma forma digna, para que todos nós possamos dizer adeus a algo que tanto amamos”.

  10. Adriana

    São nove anos de SPN.
    Nove anos.
    Sam e Dean já são quase quarentões, e quem acompanha desde o início, provavelmente também.
    Impossível que nesse tempo todo, tudo permanecesse sempre igual. Nem as personagens, nem os fãs, muito menos os dramas e experiências de cada um.
    Nessa temporada é muito aparente a maturidade dos irmãos, que se nota desde o final da oitava. Eu os vejo agora, e penso: Nossa! Como eles envelheceram… e estão ainda melhores!
    Eles não são mais aqueles garotos, que procuravam pelo pai com seu diário na mão, que era o que os norteava. Eles se deparavam com wendigos, fantasmas, metamorfos… e encontravam uma resposta no Diário de Jonh.
    Agora, eles já exterminaram todo tipo de criatura, viveram dramas pessoais, separações, perderam ainda mais pessoas que amavam, estiveram no inferno, no purgatório, no céu, morreram, ressuscitaram, viveram entre profetas, anjos e demônios.
    O saudosismo das cinco primeiras temporadas é compreensível. Foram fabulosas! Mas, tudo mudou, e tinha de mudar. E, muito embora tenha mudado, porque os anos passaram, ainda é Supernatural e, Supernatural é vida!

  11. cris

    exatamente adriana! e a vida muda dia a dia.eu particularmente (quarentona),respiro supernatural

  12. morganalu

    Ah! Finalmente alguém disse o que precisava ser dito há muito tempo em relação a este assunto….cara, já encheu o saco o pessoal que fica defendendo que e Série deveria ter acabado na 5º temporada e vc foi educada, Deus a abençõe por isso tb!!!
    Que peninha eu sou de Santo André e não estava sabendo deste evento…..

  13. Andressa Monteiro

    Finalmente minha voz foi ouvida! Sou CDC de uma page de SPN e já li tanta besteira desse tipo, que Supernatural deveria acabar, que odeiam Garth, Charlie, Benny e até mesmo o Cas. Esses são idiotas, e se quem estiver lendo isso se sentir ofendido, essa era minha intenção! Supernatural me tirou na mesmisse, da depressão, me fez me apaixonar mais ainda por um mundo que eu já amava: um mundo sobrenatural. Me fez conhecer e apreciar ainda mais o trabalho do Jared e do Jensen, assim como dos Marks, do Misha e do Jim, entre tantos outros. Supernatural me mostrou novos horizontes onde achei que não teria mais como continuar. E seguindo o ditado “o que é bom, tem que ser mostrado”, eu já fiz 5 hunters, só apresentando SPN a eles. Eles viram o Pilot e não pararam, assim como eu. Eles podem ir ao Inferno de novo, ir pro Céu como foram, ir ao Purgatório mais uma vez, ou até a Neverland: eu vou estar com os Winchesters, onde eles estiverem. E nunca, JAMAIS, Supernatural deixará de ser a melhor série do mundo pra mim. Espero que tenha tantas temporadas quanto Os Simpsons (rsrsrs) e que acabe bem o suficiente pra me fazer chorar quanto chorei na morte do John, da Jo e da Ellen, do Bobby e do Kevin. SUPERNATURAL FOR EVER! E todo sempre! E quem não queria que SPN tivesse continuado, faça igual meus amigos falam: DEITA NA BR! Ótimo Post! Ainda estou esperando o relato da VanCon13 de domingo! 😛 bjus, Vicki!

    1. Querida Abbadon brasileira….
      Faço das palavras da Andressa as minhas…
      Quem não gosta, muda de canal….
      Simples assim…
      Eu já parei varias series na metade ou no final de alguma temporada, nunca disse para qquer fã a serie que vc curte é uma me*da, pque diabos vc ainda a assiste, ta perdendo o teu tempo. E sabem pque. EU RESPEITO O GOSTO E OPINIÃO ALHEIA…
      Vc gosta da serie X, Y Z, que bom p vc, curte mesmo, todas as temporadas, eu curto SPN, com 10, 100, 1000 ou 10000000000000000 de temporadas…
      E tenho dito…
      Apoiado Vicki….

  14. Euri

    Sim, Vicki!!! Post maravilhoso. Eu nunca entendo gente que diz que é fã, mas acha que uma série deve acabar. Isso é uma grande idiotice e coisa de gente meio burra, mas dizer isso é meio mal educado, então eu evito comentar. Se você é fã só pode querer que a série tenha continuação ou então esquece e começa a assistir The Beauty and the beast . Confesso que depois da quinta temporada o meu fanatismo pela série perdeu um pouco a força, acompanhava meio que a distância, por uma série de motivos não conseguia acompanhar todos os episódios, mas sempre lia as notícias da série e os reviews. E sim, perdi muita coisa boa e percebi tudo de bom que perdi na oitava temporada, quando o meu fanatismo por Supernatural voltou com tudo.
    Voltei aos meus DVDs da primeira, segunda, terceira e quarta temporada, comprei a quinta e a sexta temporada, e já estou indo para a sétima.
    Porém, mesmo afastada um tempo, em momento algum desejei que a série terminasse na quinta temporada (como se conformar com o destino do meu amado Sam?) e nem tenho vontade alguma que a série termine um dia. Sei que tem que acabar um dia, mas carrego um medo absoluto pelo destino dos meninos ao final da série. Eu realmente gosto de finais felizes e nunca vou me conformar com morte deles e nem pretendo me “desapegar” dos meus personagens prediletos.
    Acho que só me conformarei com um final de série que mostre que Dean e Sam Winchester viveram uma vida longa e próspera! Então, sim, quero ver Sammy e Dean com 60 anos ainda caçando demônios e fantasmas, ou o que seja!

  15. Luciana

    Eu reparei uma coisa. Isso acontece com todas, ou ao menos a mairia das series longas.. sempre tem quem prefira as primeiras temporadas.. Vi isso acontecer em inumeras series.. é um direito dessas pessoas.. Só não acho preciso fazer campanha para serie acabar.. é só não assirtir e pronto.. srsr

  16. Ina

    Amei o desabafo Vicki, é um porre vei ler os episódios e dar de cara com os mesmos comentários: A série já deu o que tinha que dar!, A série tinha que ter acabado na quinta temporada!, A série tá um lixo, blá, blá, blá… Eu vivo me perguntando se essas pessoas não têm mais nada prá fazer, afinal são quatro anos de ladainhas. Ninguém merece! Eu deixei de assistir várias séries na segunda temporada sem dar satisfação a ninguém, afinal é um direito meu, agora é um dever meu RESPEITAR A OPINIÃO E O GOSTO ALHEIO.

  17. Vicki como sempre arrazando com Z! Eu sempre digo, se SPN terminasse na 5ª temporada daquele jeito, eu seria a pessoa mais frustada do mundo! Só de imaginar Sam queimando para sempre nas profundezas e Dean morrendo de cirrose de tanto beber, eu sinto arrepios!
    E quem não gosta que pare de encher o saco de quem gosta! Vai ser feliz e assistir outra coisa, ao invés de vir encher o saco de quem gosta!
    Arrazou amiga!

  18. Aparecida

    Vicki também amei seu texto, amo SPN, não quero que acabe. Já assisti enumeras séries ao longo de minha vida, muitas mesmo, fui fã de várias, sou fã de outras tantas, mas só duas eu amo de paixão Star trek a original e agora Supernatural. Também fiz alguns hunters, mas antes eu avisei que se gostasse tinha que se preparar, pq SPN vira uma doença em sua vida, ela te pega e você se apaixona pela história de dois irmãos que se amam acima de tudo é lindo. Não tem temporada ruim pra mim, tem alguns episodios que não gosto tanto, mas gosto de todas as temporadas. Não deveria ter acabado na 5ª e não quero que termine na 10ª, mas só o futuro nos dirá.

  19. Rafa

    Olha, vou fazer papel de advogado do diabo. Mas nem é pq eu não gosto da série, muito pelo contrário, tanto que é o carinho que tenho pela série que me faz continuar assistindo.
    Acho o desabafo válido, mas sinceramente, não concordo com quase nada. A impressão que me passa é que vc, Vicki, não assiste nenhuma outra série.
    Vou deixar minha visão da coisa toda, e se sintam totalmente a vontade pra discordar.
    Primeiro de tudo, não importa se o Kripke se arrependeu de dizer pro público que havia planejado 5 temporadas, ele disse e ponto final. Era sim pra acabar ali, independente das nossas vontades. Parto desse ponto pra rebater o seu argumento do alcoolismo do Dean no início da sexta temporada. Se a série tivesse acabado em Swan Song, aquilo não existiria. Não é algo que vc pode pegar e falar que faz parte do final da quinta temporada. Então quando vai se argumentar sobre essa questão, não concordo que usem os fatos posteriores pra justificar, já que querendo ou não, o final da quinta temporada teria finalizado a série de maneira muito coerente e concisa.
    Também não acho sadismo algum pessoas gostarem de finais trágicos. Ai que entra, pra mim, o maior problema de todo e qualquer fandom. Colocam a história abaixo dos personagens. Shippar casaizinhos ou querer que o final de determinado personagem fosse diferente só pra encaixar com que a pessoa espera só resultam em uma coisa: argumentação inútil.
    Qual o problema se o Sam tivesse finalizado a história preso na jaula? Aonde ta escrito que ele tem que ter um final bonitinho/feliz/fofo/agradável? Se ele ou o Dean tiverem que ter um final trágico pelo bem da história, por mim…
    E sobre a questão da qualidade da série, falo com a visão de quem já assistiu muita coisa. De séries excelentes como True Detective e Shameless US a outras vergonhosas como Rake e Terra Nova. Supernatural NÃO É esse primor todo que a maioria aqui prega. O primeiro dever de um fã não é lamber a série e querer chutar todo mundo que critica, e sim saber quando ele mesmo deve criticar. A sexta temporada foi fraquíssima em comparação as anteriores da série e a sétima foi uma vergonha completa. Da sim pra dizer que foi muito melhor que (insira qualquer porcaria aqui) pq realmente tem muita coisa ruim na TV, mas isso também não quer dizer que ela foi melhor que outras tantas.
    Eu sou fã da série. É a que eu mais tenho carinho e a que a mais tempo acompanho, mas eu não sou cego. Há inúmeros furos no enredo, muito episódio desperdiçado com coisa ruim. Não sou contra filler, sou contra episódios horrorosos como Sharp Teeth e The Purge (só pra manter nessa temporada). Gostaria muito mais que dessem atenção ao plot principal ao invés de ver episódios como esses, ou que pelo menos eles tivessem a mesma qualidade de Dog Dean Afternoon ou Yellow Fever.
    Sou muito fã mas ainda tenho senso crítico e sei quando algo não é bom. A série pode ter se reerguido na temporada passada, mas ainda assim erra demais, principalmente nessa segunda metade da nona temporada. E com o tanto que errou enquanto a Sera estava no comando, não vejo mais SPN tendo o direito de escorregar. Você vê os comentários dos últimos episódios, tem coisas que já estão enchendo o saco de muita gente e justamente por isso eu torço pra que acabe na temporada que vem, enquanto ainda tem fôlego.
    Hoje em dia, eu só assisto SPN por ser realmente fã, pq pra ser sincero, quase todas as séries que eu assisto no momento tem mais qualidade (e isso não quer dizer que ela esta ruim, só que tem coisa melhor) e se não fosse meu vínculo eu já teria deixado de assistir semanalmente e juntaria pra fazer maratona quando tivesse tempo livre.
    E uma crítica a todos que sofrem com a síndrome de TWD. Dizer “E quem não gosta que pare de encher o saco de quem gosta! Vai ser feliz e assistir outra coisa, ao invés de vir encher o saco de quem gosta!” e coisas do mesmo naipe é pura infantilidade. Gostar da série mas achar que ela esta ruim é válido e faz parte. Expressar isso tem muito mais valor do que achar que tudo sempre é as mil maravilhas quando não chega nem mesmo perto disso. Ninguém vai deixar de assistir ou comentar só pq meia dúzia não gosta de ver a série favorita sendo criticada.

    1. Euri

      Rafa, desculpa, mas eu não concordo com quase nada do que você escreveu. Ninguém aqui é cego, tenho certeza que todos sabem das limitações “artísticas” de Supernatural. O que acho absurdo é pessoas que se dizem fãs ficarem dizendo que a série já deu o que tinha que dá. Quer dizer, mesmo quando uma série não está se desenvolvendo do que jeito que gostaria, ainda torço pra que melhore. Eu gostava das primeiras temporadas de House e odiei as últimas, mas nunca fui a um blog de fãs para dizer que série deveria ter sido cancelada na terceira temporada. Já desistir de outras séries que eu era fã por achar que a história ficou chata, mas nunca quis que a série fosse encerrada por isso, mesmo porque tem gente que gosta de coisas que eu não gosto. Já fui fã fanática de Arquivo X, muito mais do que sou hoje por Supernatural, e apesar de reconhecer todos os defeitos das últimas temporadas, acompanhei o final muito triste, nunca quis que terminasse e ainda espero pelos filmes.
      Eu entendo uma pessoa não gostar ou deixar de gostar de uma série. Mas quando acontece isso comigo simplesmente deixo de assistir.
      E sendo muito sincera aqui, tão absurdo quanto eu acho ver um fã querer que uma série preferida seja cancelada, acho um completo absurdo comparar Supernatural com a verdadeira obra de arte que é True Detective. Eu amo Supernatural do mesmo jeito que amei a primeira temporada de OITO episódios de True Detective, mas são universos completamente diferentes. Supernatural nunca se propôs a ser uma obra de arte da HBO. E se alguém está esperando que isso venha acontecer um dia, está perdendo tempo. Supernatural é perfeita naquilo que se propõe.
      E eu estava pronta para aceitar a morte dos dois detetives, porque isso estaria de acordo o universo criado pela série. Eles são pessoas “reais”, com problemas reais e vivendo em um mundo muito mais próximo do nosso mundo “real”. True Detective é uma série com uma proposta absolutamente deprimente sobre a vida humana, onde a morte pode ser até uma benção.
      Mas em Supernatural a morte pode representar uma vida eterna de sofrimento no inferno e ninguém nunca vai me convencer que o Sam, o nosso Sammy, merecia ter esse castigo. Não me entendam mal, eu até aceitaria a morte do Dean ou do Sam (mesmo pq se os roteiristas decidirem isso no final da série vou ter que aceitar de qualquer jeito), só não dá pra aceitar que a morte represente sofrimento eterno no inferno para nenhum deles. Eu poderia me conformar, por exemplo, com um final onde o Sam aceitasse tranquilamente a sua morte indo lá para o céu ou qualquer coisa parecida, como houve no primeiro episódio da nona temporada. Ia sofrer muito, principalmente pelo Dean, mas seria um final “aceitável”.
      O que eu acho que as pessoas esquecem é que Sam e Dean são OS HERÓIS dessa história e MERECEM, pelo menos, encontrar na morte um destino final que não seja o sofrimento eterno.
      De qualquer forma nunca poderia aceitar o final de Supernatural na quinta temporada, mesmo porque ela nem terminou com Sam no inferno, mas olhando o Dean pela janela. Então seria um fim sem sentido nenhum.

      1. Luciana

        Concordo com tudo o que a Euri disse.. Se os dois ou um dos dois morrerem e irem para o cúu acharia legal.. agora no inferno não.. Eu sei bem que a vida é dura.. e justamente por isso prefiro menos duresa nas series.. a duresa não precisa fazer parte do meu entreterimento também!!!

        Eu não me importo se alguns consideram infantil.. como já teve gente que disse para mim…

        se for , que seja!! Não sou obrigada a ser madura em todos os aspectos da vida!!

        1. Luciana

          céu.. caramba agogora que vi que escrevi errado não consegui consertar..kkkk

    2. Rafa, não vou discutir com vc por dois motivos: vc tem direito à sua opinião e vc não sabe discutir.
      Lição pra vida: jamais, em momento algum, pode-se invalidar o argumento do seu oponente em um debate. Especialmente quando se usa o julgamento, que foi sua ÚNICA arma contra o que eu postei.

    3. Luciana

      Rafa, me desculpe.. mas nunca vou ficar satisfeita com um final tragico!!!

      Pode ser infantil, pode ser golstart de final de hollyound!! Mas um final de tragico como um protagonista eternamente no infertno eu nunca ficaria satisfeita!!!

  20. ssrodrigues

    Vicki
    Acho que a melhor forma de demonstrar quanto concordo com você é dizer que a cada ano fico apreensiva que anunciem o término da série.
    Há outras que comecei a assistir e larguei; há uma, superlativa, na minha opinião, Battlestar Galactica, da qual amei cada episódio e temporada, mas não lamentei quando acabou. Há outras que acompanho mas não me vejo sofrendo se acabar.
    Só SPN me deixa assim. Vou exagerar, eu sei, mas SPN me conquistou e me conquista, ever and again, por ser um microcosmo da natureza humana em tudo que tem de sofrimento, amor, entrega, sacrifício, desespero, esperança…
    Ex fans, hate me…rsrsr

    1. Dói em mim tb. Eu acho que Supernatural acaba na décima e tem até motivos pra torcer para que isso aconteça, mas dói sempre que penso que podem faltar apenas 28 eps p isso. Obrigada por escrever! Bjo!

  21. DENIS

    Eu me sinto agraciado pela série ter persistido ate os dias de hoje , e espero que chegue até a decima temporada com combustível extra , a verdade é que muitos supostos fãs da série não gostaram da sexta e sétima temporada e até entendo , num mundo pós-apocalíptico com um novo produtor as coisas com certeza iriam sair daquele trilho que estávamos acostumados a seguir , e foi isso que esses fãs não entenderam , eles estavam acostumados com o jeito que Carver levava a série , e esqueceram que com um novo Produtor a mentalidade era outra , os mesmos personagens só que um novo começo , um começo inesperado , meio sem rumo , tentando chegar em algo maior , começou com um Sam sem alma e um Dean tendo que largar Lisa e Ben e voltar a estrada , com isso veio a familia de sua mãe , Crowley manipulando na maioria do show , a perseguição dos alfas , culminado numa improvavel união do inocente anjo Castiel com o recente rei do Inferno Crowley pelas almas do Purgatório , Castiel como novo deus , e ainda pior quando ele tenta consertar as coisas é tarde demais e acaba liberando sobre a terra uma ameaça ” Os leviatãs ” que custou muito caro para os Winchestes a perda do seu pai adotivo Bobby Singer e um ano com Dean preso no Purgatório até que fomos abençoados com a presença de Carver de volta na Oitava temporada e seguindo a nona que esta sendo espetacular , na minha opnião a serie ” Sobrenatural ” é sobrenatural não ha limites , não ha ambientes restritos ou monstros no oculto , é como uma tapeçaria , só temos que ligar os pontos , Dean e Sam são os elementos chaves , o que podemos chamar de polos , apesar de terem modos diferentes de pensar e agir , um precisa do outro , um necessita do outro como qualquer familia disfuncional tiveram seus altos e baixos só que no caso deles os altos e baixos são mais dramáticos , estão sempre a procura de cumprir seu objetivo , mas quando cumprem um , aparece outro , e como um jogo de video-game cada temporada as coisas pioram ai os efeitos colaterais , os amigos que dão a vida por eles , as pessoas que eles não conseguem salvar , o alcoolismo , as brigas , as traições , eu continuo gostando da série mesmo que ela tenha alguns episodios que não me agradem , afinal mesmo errando eles tentam fazer o que é certo , eles sabem dosar com o humor , o drama e isso é otimo , eles sabem a hora que temos que sorrir e chorar , a evolução dos personagens foram otimas , apesar de Sam continuar sendo mais um chorão , Dean e Sam ja sobrepuseram o niveis de caçadores , são homens das Letras , são protetores da humanidade .

  22. cris

    euri e denis puseram meus pensamentos em palavras! caramba, a série é isso mesmo!! infelizmente, tambem não acho que spn vá ter um final cor- de- rosa, acho que vai ser no maximo reticente ( tipo, os dois no impala, a estrada e ainda a luta), mas o mais provavel é que um deles, ou até os dois morram. mas se tiver que ser assim, que seja digno. que emocione. que nos arranque um pedaço do coração, como a série merece que seja. e que Não seja em breve…

  23. Julio

    Assim, primeiramente boa noite ! seu texto foi legal em partes, ver esse amor e saudosismo é demais, porém, se pensarmos a fundo jamais deveria ter apenas temporadas ( o que não aconteceu de qualquer formas ), mas o fato da qualidade ” cair ” nitidamente foi um verdadeiro pecado, deixaram a série de lado a beira do abismo depois da 5 temporada, onde inventaram uma série de personagens sem sentido, por exemplo Charlie que apareceu do nada por motivo algum e seu único talento é hackear computadores, jogar rpg’s e nem vou falar nada de sua sexualidade, e depois foi viver em Oz ( isso é interessante ?? ) entre alguns outros que nem vale a pena comentar… Sam foi sacrificado ao meu ver, o trabalho dele é dar problemas pro Dean que não passa de uma babá, agora tem a marca de Cain e o final disso provavelmente será perder a alma, ir pro inferno (clichê na série) e afins. Nas primeiras temporadas tudo foi novidade, foi fantástico ! Pois havia expectativa de ver alguma criatura nova e que a história era movida a vingança familiar ( Olhos amarelos ) e deter o Apocalipse, Sam e Dean eram destinados a serem os protagonistas das batalhas e servir os Arcanjos, tinham um propósito nessa parte e por outro lado tinham outro propósito, deter a parada toda e serem heróis no final do drama todo, serem aqueles que foram destinados de bater de frente em nome da humanidade, agora qual é propósito ? trancar o inferno, o céu, colocar anjos e demônios nos seus ” lares ” ?? esse papel é fraco e qualquer pessoa com um pouco de inteligência sabe que quando isso acontecer temos dois caminhos, o final da série ou vamos voltar onde tudo começou, das primeiras temporadas. Enfim, levando pro pessoal como faz o seu texto vamos deixar as coisas claras, se eu abaixar o meu desempenho e qualidade (como aconteceu com a série) eu perderia o emprego, mulher.. pois sou um simples mortal e a série HOJE é sustentada por fãs, e comparar o final da série com o desejo de desejar a morte de alguém é sinceramente ridículo, não podemos comprar uma vida que nem um box com as temporadas da série, acabou e pronto. Por fim, o que é ficção deve ficar na ficção, vivemos nossas vida com a realidade nua e crua e a maior lição da vida é que o que não vai bem (saúde, relacionamento, trabalho) não tem vida longa não, e devemos abdicar de certas coisas pois um ciclo se encerra e outro se começa, que a série viva o máximo que puder para a alegria de todos, mas que está chegando a hora de acabar ou até já passou e veridico.

  24. Excelente texto Vicki. De fato é um saco para um hunter procurar spoilers/notícias de sua serie favorita e dar de cara com esse comentário. Essas viúvas de quinta temporada já deveriam ter seguido em frente isso sim. Se acha que SPN acabou na quinta temporada, pega o 5×22 e transforma em uma series finale; não fique aporrinhando quem ainda curte a serie até hoje porque é ridículo… Supernatural ainda tem muita história pra contar, e apesar de ter problemas pra administrar alguns plots na atual nona temporada ainda pode render grandes momentos, ou seja: Supernatural é uma distopia sobrenatural retratada nos dias de hoje com uma mitologia riquissima e personagens incríveis.

  25. Doctor

    Eu não me considero fã de nada. Por exemplo, curto muito Black Sabbath, mas é evidente que a fase 85-90 é muito fraca. Os caras novos não faziam justiça aos antigos, pois eram simplesmente empregados, além de que as músicas eram muito fracas se comparadas às da época do Ozzy e do Dio. Qual é o problema em se dizer que um produto está abaixo do esperado? Qual é o problema em se dizer que uma série está fraca? Óbvio, são opiniões pessoais, cada um tem seu gosto, mas se todos os que assistem a série fossem fanboys e fangirls fanáticos e intolerantes que defendem a série como se fosse time de futebol… É, seria muito chato, pois é legal discutir. Criticar Supernatural não faz de mim um hater, pelo contrário: como eu gosto da série quero que ela melhore cada vez mais. E não, não acho que a série deveria ter acabado na quinta temporada, considerando que o Apocalipse foi mal desenvolvido.

  26. Uau! Incrível post, parabéns!

    Quero destacar um ponto interessante: Se o Carver tivesse assumido na S07 com o plot dos Leviatãs ao invés da Gamble, tenho quase certeza que teríamos uma ótima história, uma pena que não foi assim.

  27. Paul Fiore

    Sabe qual o grande problema? É que da 5ª temporada em diante a série deixou de ser uma série de Terror e Suspense e passou a ser uma série de Fantasia e Comédia. Esse é o grande problema. Se os criadores tivessem mantido aquela mesmo temática sinistra das primeiras temporadas da 6ª em diante e não tivessem criado enredos tão fora da realidade,SPN poderia ter mais 25 temporadas que faria sucesso

    A série deveria ter acabado na 5ªtemp. ou não?Minha resposta: depende. Creio que não,porém deveria mudar muita coisa – ou melhor – não ter mudado muita coisa. Deveriam ter mantido o clima assustador de antes,só isso. Agora,se o final da série for pior do que o final que a 5ª nos daria,então sim,deveria ter acabado na 5ª

    1. florilza thomaz

      Concordo plenamente com o Paul Fiore. A série mudou demais em seu tema original. Adoro SN, assisto desde a 1a.t. tenho todos os boxes mas…hoje assisto mais pelo excelente trabalho e carisma dos JJ’s e alguns outros artistas do que pela história em si.
      Muitos personagens criados são totalmente descartáveis e sabendo que a série deve terminar na 10a.t. que seja mesmo de forma digna para que possamos nos lembrar sempre do quanto ela fez mudanças em nossas vidas. Ah…tb acho que os JJ’s- principalmente- já cogitam novos rumos para suas carreiras pois o artista procura sempre superação e talento ambos tem de sobra.

  28. bia

    aahazou!!! acho que ese é o desabafo de muitos fãs.. qndo ouvi essa história de spn terminar na quinta fiquei chocada pq msm que um episódio não seja “perfeito” ainda vamos amar essa série pela história e atores incríveis! me sentiria uma orfã sem supernatural!!!

  29. Eu adoro como tem gente tão apaixonada defendendo a serie que eu amo. Muito obrigada Vicky. Eu queria ouvir você dizendo isto. Eu até imaginei suas palavras.

    Sinceridade me emocionei muito lendo.

    Algumas coisas que estão dizendo feri meu coração. E eu estou me retraindo em comentar. Eu não sei o por que de algumas pessoas tão negativos. E como não da pra ter conversa sadia . Estou optando em me recolher.

    Eu assisto a serie desde o começo . Tenho todas temporadas . Busco saber mas sobre os personagem . Eu estou apenas seguindo meu coração. Eu sempre vou ama-los . E pronto .

    Eu não vou deixar que opiniões alheias mude minhas ideias kkkk Não importa o que digam. Eu amo Sam e Dean juntos. Sei que tem muitos fãs de Castiel … Eu gosto dele. Mas ele nunca vai chegar no mesmo patamar da minha devoção que tenho pelos Winchester.

    Este dois conseguiram fazer uma pequena serie se transformar em um sucesso com 10 temporadas . Nosso fandon do bem sempre estará com eles. Os Fãs fieis.

    Beijos . Volte a fazer Podcast please!

  30. velotrol

    Complicado, é uma série muita boa acompanho a muitos anos, a 6º e 7º temporadas tiveram uma decaída e isso fez com que as pessoas falassem que a serie deveria ter se encerrado na 5º, provavelmente não estão vendo agora, pois a história tem ficado cada vez mais interessante assim como antigamente. Claro, é apenas meu ponto de vista cada um tem o seu 😀

  31. Heron

    a sexta a setima temporada sob a tutela da sarah gamble foi bem fraquinha , com raros episodios como excessao (bobby’s weekend) , ela nao soube aproveitar os novos personagens , as vezes aparecia um personagem fodastico como a MAE, e ela pe derrotada de uma forma boba até , personagens que voltarram como os parentes maternos dos winchesters que assim como veio , foi … , mas a partir da oitava temporada,com esse novo comandante ,a serie voltou a ser aquela serie que dava depressao quando tem hiatos de final de ano , aquela que a gente olha receoso se vai ser cancelada ou finalizada m, por mim ela tem que ter 15 temporadas, os wincherster foi algo igual os mamonas assassinas, totalmente novo, antes nao tinha nada igual a eles a unica queixa que tenho é a morte do Bobby, mataram ele por quê?(coisa da sara gamble que alias ela quase enterra a serie se ficasse mais uma temporada), por isso que muita gente parou de gostar de supernatural ,mas se elas começarem a ver a sexta e setima temp e chegar na oitava la elas terão uma surpresa que temos toda semana. abrçs

  32. Aparecida

    Nossa Sonyama vc falou tudo o que eu penso, amei seu comentário.

  33. Marcus

    Ainda acho que só com a volta de Lucifer, a série vai engrenar de vez. A história está interessante, mas acho que devia ter um vilão fixo, fdp que humilhasse os wincheters…. Lucifer.

  34. Seu Zac

    É meus queridos, é como eu digo, na pior das hipóteses a gente desabafa. E o que existe de melhor hoje em SPN são os fãs: inteligentes, críticos e apaixonados.

    Eu concordo com todos em muitos pontos. Discordo de todos em muitos pontos. Mas irei concordar em especial com Rafa, Rodrigo, Denis, Julio, Paul Fiori.

    Ser fã não significa dizer que tudo está bem, que vamos sempre aplaudir tudo, quando sabemos que muitas coisas não estão funcionando bem.

    Acho que a crítica sempre irá desagradar a quem foi endereçada (autores, atores, produtores). Porém, se feita de forma produtiva é mais eficaz do que muitos aplausos (e os blogs têm papel importante nisso).

    Em segundo lugar, eu acho natural que ocorra uma certa queda nas expectativas dos fãs. Nas primeiras temporadas tudo era novidade, suspense, mistério. Ninguém sabia que se pretendia contar uma história com começo, meio e fim.

    Agora, tudo se anuncia como um projeto de tantos anos, arcos, etc.

    Aí o fã quer saber. Afinal, o que queria Naomi?????? Por que se joga em tantas frentes (marca de caim, guerra de anjos, de demônios) e não se desenvolve com profundidade nenhuma delas? Tão tentando copiar a guerra dos tronos?

    Eu nunca fui um crítico feroz de Sera porque entendia que ela pegou um grande abacaxi e também porque entendi a proposta da continuidade da série (o mundo do pós apocalipse estaria de pernas para o ar)

    E como muitos, apostei em Carver, autor do meu episódio favorito de toda a série.

    E minhas expectativas foram inteiramente frustradas. Minhas células cinzentas não entendem o conflito entre os irmãos. Até entendem suas razões, motivações, e tal. Mas não conseguem entender a razão desta proposição a essa altura do campeonato (será Zac um asno???)

    Meus queridos, quem é que nunca se identificou com a rebeldia do Sam, com os seus questionamentos e confrontação da autoridade do pai, com seu desejo de aprender, com sua admiração pelo irmão mais velho?

    Quem é que nunca se identificou com o sentido de amor e proteção do Dean por um irmão, pai/mãe, um amigo?

    Pessoas diferentes, que brigavam, mas que se entendiam e se amavam. O pano de fundo era o sobrenatural, mas os conflitos que surgiram da relação entre os irmãos sempre me pareceram reais.

    Hoje, o conflito parece uma novela.

    Na minha fantasia de fã, eu imaginei uma pós 5ª temporada, em que a série focaria na aventura, na ação e na amizade inquestionável dos irmãos, porque, depois de tudo o que eles enfrentaram, minhas células cinzentas não conseguem entender o conflito ora posto.

    E essa minha dificuldade de compreensão simplesmente não está fazendo com que eu aprecie a paisagem.

    A série de Agatha Christie e seu grande detetive Hercule Poirot durou 24 anos. Nesse tempo, Poirot não se tornou burro. Aliás, a fidelidade às características do personagem é sua marca registrada.

    Por mim, SPN pode durar trozentos anos, desde que não transformem os irmãos em dois idiotas (hahahahhahahahah)

    Zac, o asno

    1. Danielle

      Concordo com vc Seu Zac, mais para mim, infelizmente, SPN já perdeu sua essência.

  35. Alex Diniz

    Concordo com seu “desabafo”,afinal continuo acompanhando a serie ate hoje,tambem vi a 6 temporada como um recomeço,o clima daquela temporada toda foi de um novo começo,só nao foi bem dirigida pela Sera Gamble,mas tambem como voce disse uma temporada ruim tambem é uma temporada boa,afinal desde esse recomeço temos inumeros episodios epicos como Deaths Door,Frontierland,Weekend At Bobby,Live Free Or Twihard,E muitos outros,mas na minha opiniao,a unica coisa que esta faltando pra Supernatural ser Supernatural,sao os fillers bem feitos e criativos que tinham antes como Hell House,Crossroad Blues e Tall Tales,nao todos estao ruins,mas tem episodios que dao a sensaçao de que so fizeram pra ocupar espaço,nao sou do tipo de pessoas que dizem que Lucifer,Miguel,Chuck tem que voltar,mas oq fizeram com Gabriel nao foi muito legal..enfim,estou comentando aqui mas nO assisti a 9 temporada toda,entao a partir do 6 episodio por favor sem spoiler,nao pude assistir por nao ter internet,nao por desanimo,tenho amigos que pararam de ver com o tempo,mas continuo firme e forte,afinal Sobrenatural é Sobrenatural.

  36. Lk13

    Sou uma das pessoas que começou a gostar de SPN justo no episodio final da temporada três. Após isso, por curiosidade, comecei a assistir para saber o que acontecia após Dean ir para o inferno e desde então venho acompanhando a série. Tambem faço parte das pessoas que não aceitam esse argumento de que a serie tivesse apenas cinco temporadas. Afinal, a serie não se resume apenas em um dia de caçada e sim o relacionamento dos irmãos convivendo com suas diferenças. Eles já passaram por altos e baixos. A cada temporada surge uma novidade. E para quem abandonou a série após “Swan Song”, sinto-lhe informar que você nunca gostou dos Winchester como nós gostamos. Criamos um laço com esses dois carinhas e estaremos com eles até após o fim.

  37. Sara

    Concordo e tb não aguento isso de Spn deveria ter terminado na 5, só falam isso pq a 6 foi uma droga. Só não concordo na parte que as destiel ship fazem barulho,nem fazemos tanto assim o.O kkkkkk

  38. Alex Diniz

    Ta tudo bem,a respeito dos fillers eu tenho uma correçao,Bad Boys e Rock and a Hard Place foram otimos fillers,spn ta ficando cada vez melhor ‘-‘

  39. Danielle

    Não concordo Vicki! Eu sou uma big fã. Já perdi as contas de quantas vezes assisti a cada episodio de SPN, eu durmo TODAS as noites assistindo Dean e Sam, tenho todas as temporadas. Mais não é por isso que fico cega com o rumo que a história está levando. A série perdeu muita qualidade depois da 5º temp. isso é um fato!
    Agora Vicki fiquei muito triste ao ler suas palavras “…quem queria que a séria acabasse ali, não tem e nunca teve apego pelos irmãos…”, não se pode julgar assim, cada um tem seus próprios pensamentos e temos que respeitá-los. Eu queria sim que a séria acabasse na 5º temporada e tenho um apego pelos Winchesters que vc nunca vai entender.
    Outra coisa é que, de maneira nenhuma, se a série fosse acabar na 5º temporada o final seria aquele. Pelo amor de Deus, o final da temporada só foi aquele porque o autor teria que deixar um “gancho” para continuar a história, então não vou nem discutir quando vc fala que aquele seria realmente o final da série.
    Continuo assistindo, e vou assistir até o fim, porque não sou do tipo de pessoa que deixa as coisas pela metade. Mais acho sim, que a séria já deveria ter terminado a muito tempo, pois foi perdida a verdadeira essência. Tem coisas que acontecem na série que as vezes eu nem acredito.

  40. Karol

    Vem cá e me deixa te dar um beijo (ok, isso soou estranho, mas enfim). Minha eterna briga é que o pessoal que diz que a série acabou na quinta temporada, como você disse, não gostava de SPN ou dos meninos, mas de caçada e do Kripke. Tenho a impressão que, ao ver os que acompanharam a sexta temporada reclamando da qualidade da série, esses ex-fãs assistiam de roupão, em suas poltronas com um sorriso sarcástico dizendo “eu estava certo”. Só que não, amigo, não estava. Não posso dizer que amei a sexta temporada, mas sim, foi aproveitável e sim, concordo com você, Vicki, que diz que ainda sim foi melhor que qualquer outra série sem sal que vemos aos montes.
    E agora, estamos acompanhando Carver dando um show. E, eu ainda acho que esses ex-fãs teriam deixado a série de qualquer forma. Se o andamento continuasse como na primeira temporada, com as caçadas, teriam reclamado do meeesmo jeito.
    Ah, e só uma coisa, precisa assinar um contrato que diz que, quando deixar de gostar de SPN, ao invés de parar de ver a série, você deve lutar com todas as forças pra que a série acabe? Porque se precisava, esqueceram de me dar…

  41. Urbano Leafa

    O que séria um fã Poser na sua opinião Vicki?

  42. Fábio

    Concordo com sua opinião, mas não tenho também argumentos pra contrariar, o titulo pra mim já diz tudo.
    Não sou nada FANÁTICO/VICIADO em sobrenatural, na verdade eu amo de paixão a história dos irmãos (sou fã), não importa o que eles fazem, o que eles enfrentam, o fato de ver os personagens se contracenando é a melhor parte da série.
    As criaturas pra mim são apenas um diferencial, uma desculpa para acrescentar um 3º personagem principal naquele determinado episódio. Quem gosta da série, de fato, gosta de ver os atores atuando entre si, como sempre foi.
    Se alguém é questionado do porque de gostar da serie, é logo respondido com: “Os cara são fodas”, “Eles matam monstros”, “É da hora eles caçam vários bichos”, etc… Você nunca vai ouvir: “Porque o enredo, a iluminação, a direção e a atuação é FANTÁSTICA por isso assisto Sobrenatural”, você sempre será respondido com uma palavra no plural “ELES/SÃO”.
    Essa é uma serie para quem gosta dos Winchester, não para quem se importa com o “3º Personagem Principal”- como Lucifer, desde o inicio sempre foi Dean e Sam, Sam e Dean. Sempre será assim, você nunca verá só Sam na capa da temporada ou só o Dean, ou só a criatura principal da série. É a história dos irmãos, não tem do que discutir, se você gosta deles, gosta e ponto. O que faz a serie cair é esse tal de “3º Personagem”, porque você sempre vai ser os dois caçando algo e descobrindo sobre a vida deles.
    Quem quer que Sobrenatural acaba, é aqueles que não querem mais saber da vida de Sam e Dean(NA MINHA OPINIÃO SE VOCÊ NÃO GOSTA, NÃO ASSISTE), e quem assiste tá louco pra saber qual a próxima aventura desses dois, não tão nem ai pra saber se o inferno é real cheio de fogo. Tudo bem que vai ter momentos que você vai gostar de uma determinada parte “Em Família”, com Bobby, Adam, Ellen, Joanna, John, Samuel… Mas já notaram que no momento em que eles tão se tornando tão fortes e em foco, eles foram eliminados? Sim, porque sempre será a SAGA DE DOIS IRMÃOS SOLITÁRIOS, sem familia. E enquanto não enjoarem de ver essa família de duas pessoas a série vai demora pra acabar.

    E para aqueles que querem que a serie acabe, VÃO TUDO SE F&¨#$, desculpa se vamos ultrapassar as temporadas de Friends. Simpsons também pra muita gente já devia ter acabado, mas continua na 13º Temporada firme e forte, então podemos ter esperanças.

    1. Fábio

      […] porque você sempre vai VER os dois caçando […]

      Corrigindo, Os Simpsons está na sua 25º Temporada.

  43. Felipe

    Eu acabei de ver a 5ª temporada há cerca de um ano e meio, e eu era um ex-fan com todas as características que voce descreveu, não queria mais saber de SPN, assistia outras séries e tudo que eu pensava era “pra mim acabou em Swan Song”.Mas, no feriado da semana santa, fiquei em casa e decidi voltar a acompanhar a série, assisti a 6ª temporada inteira em 4 dias e agora estou na 7ª, percebi que estava errado. É incrível voltar a ter aquele sentimento de se envolver na história de Dean e Sam desde a época do Azazel, passando por Lilith, Lucifer e chegando aos dias de hoje… enfim, hoje afirmo que a série NÃO deveria ter acabado na 5ª temporada e vou acompanhar-la até o fim.

  44. Bruno

    eu nunca parei de acompanhar supernatural desda terceira temporada, que foi quando eu comecei a ver, e eu sempre discordei também que Supernatural não deveria acabar na quinta temporada.
    Nesses ultimos dias os episódios da decima temporada estão muito bons!
    alias acabei de ver da terceira até a quinta temporada denovo, tudinho. haha o melhor de tudo é reviver a história enquanto espera um novo episodio sair 😛

  45. gabriel

    Bom, sei que devo ta escavando esse post aqui mas blz. eu to assinton supernatural e estou no começo da 8° e digo com toda certeza do mundo que até onde eu estou a serie esta uma BOSTA.
    a temporada dos leviathan foi a coisa mais merda q ja vi, os monstros nada aver, morre com candidã, sem nada profundo na historia e só vai cagando cada vez mais, sempre os msm cliches, ai a 8° começou boa e derrepente vem o cliche “ja caçamos tal coisa por mais de uma semana, entao vamos dexa pra la e caçar”
    ai vem um monte de episodio cliche e chato.
    de boa, a historia era bem mais legal até a 5°, depois cagou muito

  46. Carlos

    De vez enquanto eu converso com amigos sobre Supernatural e a grande diferença entre os anos de Eric Kripke (criador da série 1ª a 5ª temporada) e Sera Gamble (6ª e 7ª temporada). Eu consigo falar por horas os motivos de Swan Song (Canção do Cisne) deveria ter sido o final da série. Há quem discorde e há aqueles que concordam comigo, deixo aqui minha opinião.

    Quando ainda somos muito jovens saindo do jardim, vulgo fraldinha, escutamos todas as histórias do folclore brasileiro: saci, mula sem cabeça, curupira, etc. São criaturas mágicas que vivem na floresta longe da nossa realidade urbana e que não nos trazem tanto medo, mas mesmo assim abrem a imaginação para um mundo sobrenatural. Com o tempo escutamos mais histórias de outras culturas e com elas vinham fantasmas, vampiros, lobisomens, seres imortais, enigmas, lendas. Eu adorava isso. Foi só quando estava 6ª série que vi o primeiro episódio da série que trazia tudo isso já em seu título: Supernatural. Uma série que milagrosamente foi renovada ano após ano, mesmo com uma quantidade pequena de fãs. Assisti a série animada, entrevistas com atores e produtores, tudo que ajudasse a completar o universo da série. Era dificil imaginar o final, especialmente porque os personagens principais morriam o tempo todo e eram trazidos de volta a vida, pórem sabia que devia me preparar para a possibilidade de ter um final definitivo.

    Então Eric Kripke, criador da série, mencionou na quarta temporada que tinha tudo planejado para a quinta temporada e que depois terminaria o show. No início aquilo tinha me deixado arrasado. Muitas emissoras tem a reputação de fazer péssimas escolhas com seus programas para manter o canal vivo, especialmente a CW que transmitia Supernatural. Mesmo sabendo que Kripke tinha feito planos para apenas mais um ano, a emissora fez contratos com as estrelas do show para ficarem até a 6ªtemporada. Eles sabiam que Supernatural possuia uma base fiel de fãs e se aproveitaram disso para continua-lá por mais um ano. Kripke, esperto, saiu do comando e deixou as rédeas para uma escritora que havia provado seu valor em vários episódios, como: Sonhe Comigo, Fé, O Blues da Encruzilhada e Que Vida Terrível. Presente desde a primeira temporada, o que muitos escritores não podiam dizer. Era uma das minhas favoritas. Era. Eu até queria assistir novamente alguns episodios para encontrar exemplos de onde ela errou ao comandar a série, mas não consegui me fazer assistir muito da 6ª e 7ª temporada.

    Eu não tenho muitas palavras para descrever como me senti sobre Swan Song (ultimo episodio da 5ª temporada). É uma das horas mais perfeitas de televisão que já assisti. Talvez seja uma hiperbole, mas quando assisti novamente esse ano o episódio me senti do mesmo modo quando o vi na noite de estréia, espero conseguir deixar claro e acurada a descrição desse episódio. Em um único episódio Kripke fez todos os fãs lembrarem do quanto e porque amam tanto o show. Antes de Castiel, antes de Bobby, o Impala era considerado o terceiro personagem principal da série. No final da primeira tempora, Devil’s Trap (Armadilha do Diabo) Kripke fez o carro ser absolutamente destruido por um caminhão. Foi a primeira vez que senti a perda de um personagem principal. Entretanto, no verdadeiro estilo de Supernatural, o carro foi ressucitado na temporada seguinte ao som de Back in Black do AC/DC. A história aparentemente aleatória do carro provou ser uma explicação de como o Impala foi a casa deles e salvador deles. Toda a 5ª temporada foi gasta construindo a luta entre os irmãos Winchester, mas nesse único episódio se fala do outro personagem principal.
    Quando Sam se permite tornar o receptáculo de Lúcifer vemos demônios que trabalharam com Azazel para trazer Sam para Detroit até aquele dia. Kripke demonstra nesse momento que mesmo pensando ter sido um milagre a série durar mais de duas tempodas, sempre teve um plano certo caso a série continuasse. No final, Chuck escreve sobre como finais são dificeis e que sempre há nós desatados. Claro que Kripke deixou mistérios para trás quando saiu, mas também providenciou muita simetria literária. Os rapazes nasceram em Lawrence, Kansas porque era lá que Miguel e Lúcifer, representados por Dean e Sam, iriam morrer. Até a personalidade dos personagens. Nenhum detalhe foi acidental. Na 4ª temporada quando percebeu que não conseguiria necessariamente terminar a série como queria, abriu pra si um Loophole adicionando Adam Winchester, que representaria Miguel na batalha final.

    Seguindo para o primeiro episodio da 6ª temporada Exile on Main Street (Exílio na Rua Principal). Tentei assistir com a mente aberta na estreia e essa semana, mas não é pra mim. Gamble inicia a série com um monstro que já encontramos e derrotamos antes. Ela montou uma história que duraria apenas metade da temporada (Avó Winchester caçando os Alfas) apenas para nos levar até o Purgatório e Eva mais tarde. Kripke fez Sam se sacrificar para que Dean pudesse viver a vida que Sam sempre quis. Gamble trouxe Sam de volta SEM ALMA para que ele não pudesse dar a Dean aquilo que sempre quis: seu irmãozinho são e salvo. De algum modo ela também conseguiu, durante duas temporadas no comando, achar maneiras de manter o Impala escondido. Como Kripke se dedica tanto para fazer O CARRO o terceiro personagem principal, apenas para Gamble destrui-lo ao fazê-lo desaparecer? Depois acha modos repetitivos de nos fazer acreditar que Castiel está morto e Bobby morreu de vez. Ela não é má do modo intrigante e delicioso que Kripke é. Quase certeza de que ela queria ver até onde os fãs iriam aguentar antes de encarar as tochas e a multidão enfurecida.

    Sera Gamble foi colocada em uma posição dificil ao tentar achar um vilão mais temido que o proprio Diabo. Consigo entender isso. Mas Eva, Purgatório, Dick Roman e os Leviatãs não foram o suficiente. Eu respeito ela ter aceitado fazer algo que não era invejado por muitos, mas ela também não tinha um plano. 6ª e 7ª temporada tiveram poucos episodios épicos, Outro Universo é um dos poucos que valem a pena ver. Ela tomou a decisão certa ao sair depois da 7ª temporada. Jeremy Carver é o novo produtor e tem que se dividir ao trabalhar em Supernatural e Syfy’s Being Human e ainda assim trouxe uma história melhor que a de Gamble. Teve um começo lento, mas que limpou a bagunça que Gamble deixou. O final da 8ª temporada me deixou com novas expectativas, boas e ruins, mas também não havia gostado da série fazia anos. Logo a 9ª temporada irá começar e ainda me pergunto como irão acertar as coisas. Esperando a nova temporada, o que não fazia desde que esperava a 5ªtemporada. Contudo, Carver tem planos até uma 10ª temporada caso a série seja renovada. O presidente da emissora quer que a série sobreviva. E porque não? O canal tem outras séries bem sucedidas, mas quem quer lidar com os fãs de Supernatural? Com tudo isso em mente, as vezes você precisa apenas deixar a história acabar quando ela acaba. Quando Dean digire até a batalha final em Swan Song, Kripke usou a música do Def Leppard, Rock of Ages que dizia “it’s better to burn out, than to fade away”, traduzindo é melhor queimar do que desaparecer gradualmente, desvanecer. Esse foi o modo de Kripke explicar que o show jamais será tão bom como era quando ele estava no comando. Ele não foi arrogante, ele foi sincero. A história estava contada e pronta para ser guardada com um laço, até a emissora rasgar o embrulho e decidir continuar. É esperado que após a 10ª temporada a emissora permitirá Supernatural a queimar do que desvanecer. Não é dificil imaginar a vida sem Supernatural agora, uma vez que tive que me lembrar de assistir a série depois da 5ªtemporada para não ficar pra trás e isso dói mais do que o show terminar.

    1. Nunca é demais dizer “vc tem todo o direito à sua opinião”. Digo isso trocentas vezes e direi mais algumas. Adorei ler seu post, Carlos, e acho que cada um deve ser honesto com seus sentimentos e sensações quanto a tudo, que dirá uma série de TV. Eu gosto de dizer com carinho que SPN é a ÚNICA série que inspira essa nostalgia nas pessoas. Serio, não vejo em nenhuma outra esse cuidado em dizer onde exatamente vc perdeu a vontade de ver. As pessoas param e pronto. Isso já é um ponto positivo pra “minha série”.
      Mas eu tenho alguns pontos importantes a destacar no seu relato.
      O primeiro e mais importante sendo “Sam se sacrifica para dar a Dean a vida que ele sempre quis. Quem queria? O Dean que eu conheço certamente não queria Sam morto, enfiado na jaula de Lúcifer para sempre, enquanto ele vivia uma vida coxinha de carrasquinho de fim de semana. Tá, podem ter mudado isso na última hora, quando souberam da renovação, mas esse fim já me bastaria para querer ver mais. Não poderia parar por aí. Ambos continuaram sofrendo e o Mal não foi derrotado, como bem vemos até hoje.
      Concordo em gênero, número e grau quanto a Sera Gamble. Ela é uma excelente roteirista, mas não conseguiu manter o nível que conhecíamos. Só que eu também acho, como disse no post, que a galera se deixou levar pela BOBAGEM do Sr. Deslumbrado Kripke, de meter os pés pelas mãos e cuspir no prato que comeu. Pensando bem, não me lembro de ouvir o nome dele em Convenções e entrevistas. Ele abandonou o filho na adolescência e por isso eu jamais o perdoo. Nem agora que o outro filho que prometia tanto foi cancelado e ele vira e mexe aparece falando bem de Supernatural. Obrigada, Kripke, TOO little, toooo late.
      Acho que a era Sera produziu episódios e ideias interessantíssimos, mas alguns mal desenvolvidos. Já cansei de dizer que acho o plot dos anjos falho e repetido. Por mim, na quinta temporada teriam acabado só os anjos. Pra vc ter uma ideia, gosto mais dos leviatãs do que deles.
      Por fim, Kripke decidiu sair – vai ver achava que a série tinha que acabar ali e não entende que, em TV, não se mexe em time que tá ganhando, ou seja, NÃO ESCREVA UMA SÉRIE COM FINAL PRÉ-DETERMINADO e, se o fizer, não conte pra DEus e o mundo que isso aconteceu. A Sera, no entanto, não decidiu sair. Ela foi substituída por Jeremy Carver.
      Por último… Ermmm… A série já tá na décima temporada, que está ótima, na minha opinião diehard. E a décima primeira é que já foi confirmada.
      Abraço e CARRY ON!!!

Leave a Comment