[ANÁLISE HUNTER] King of the Damned por Gustavo Silva

Sempre apreciei as viagens do tempo de Supernatural. Lembro-me quando assistia a primeira e segunda temporada, pensando sempre o quão seria incrível se Samuel Colt aparecesse. O caçador que criou o Colt e fez a enorme armadilha do Diabo. E quando a sexta temporada me proporcionou isto eu não poderia ter ficado mais feliz. Como esquecer “in the beginning”, rever novamente Azazel por seu plano em prática, conhecer mais de Mary e até mesmo de John, o quão ele era o oposto de um caçador na época. “The song remais the same”, rever novamente John e Mary, Sam finalmente dissendo como se sentia para John, mesmo que ele não soubesse a verdade. Dean dizendo para Mary “Ao invés de canção de ninar, você cantava ‘Hey Jude’, sua música favorita dos Beatles”; os episódios são incríveis e é uma ótima mitologia para ser explorada.

 

E o episódio começou com a Abaddon usando o mesmo feitiço de Henry Winchester. Quando eu vi “1723” já está animadíssimo para ver o que viria a seguir. Fora esperto da parte de Abaddon usar o lado humano do Crowley para conseguir o que queria. Pegando Gavin para chantagea-lo para ajuda-la a destruir os Winchesters junto com a Primeira Lâmina. Confesso que dei risadas com Crowley interagindo com seu filho, mostrando mais de seu lado humano, porém atrasou um pouco da intensidade do episódio, dando muitas cenas entre ambos, cenas que poderiam ser descartadas, mas não diminuiu a qualidade do episódio. Como não rir de: Gavin: Vocês devem ser anjos! Crowley/Abaddon: Wow.
Sobre o Cas, é intessante vê-lo tentar se aproximar de Gadreel. Usando-o para conseguir informações sobre Metatron. Creio que eles nunca possam formar uma parceria definitiva, pelo fato de Gadreel ter matado o Kevin e continuado a matar por Metatron, mas essa é uma parte do enredo que pode ser muito bem explorada. Sendo que Gadreel tem ligação com o que Lúcifer fez, mostra como a mitologia de Supernatural ainda pode se estender, que podemos aprender muito mais coisas. Particularmente, acho Gadreel o anjo mais interessante relacionado a mitologia dos anjos. Uma mitologia que é agora mais parada, mas promete nos levar à um final épico de temporada. Estou ansioso para ver se Gadreel ajudará Cas a obter informações, e como Metatron irá prosseguir com sua história. Dean e Sam “trollando” o anjo foi engraçado, mas eu preferiria ver Dean cuidando do assunto de outra maneira, como gostaria de ter feito.

Voltando para Abaddon, desde sua primeira aparição eu já achava-a a melhor personagem nos últimos tempos. Uma dos Cavaleiros do Inferno, porra, eu pensei “Isso é fodastico”, deu um gás enorme para a história dos demônios. Sempre foram os meus vilões preferidos, e os mais importantes na série. Azazel, Alastair, Lilith, todos ótimos personagens e demônios extremamente fortes, quando todos se foram eu ainda tinha esperança de ver demônios poderosos tanto como eles, e me presentearam com Abaddon. Creio que sua introdução agradou todos.

Ela não apareceu o tanto que queria nessa temporada, e isso me deixou extremamente triste, ainda mais quando previ que ela seria morta. E tinha quase certeza que iria acontecer, mas ainda torcia para que estivesse enganado, infelizmente, não estava. Dean mostra-se cada vez mais sombrio ao usar a Primeira Lâmina, e eu acho isso algo incrível. Ver o lado do caçador mais sanguinário dele. Crowley contato-os dizendo onde encontrar a Lâmina e encontra-lo para ir até Abaddon.
“Poughkeepsie”, foi um detalhe importante para Dean matar Abaddon. Quando Dean dissera isto no episódio “Road Trip”, para Crowley dizer a Sam, pensei que fosse coisa de Andrew Dabb, um escritor veterano do Supernatural, está desde a quarta temporada. Esses detalhes são extremamente valiosos, pelo menos para mim. Também me lembrei da segunda temporada, quando Gordon mantivera Dean preso e ele usou um código para informar a Sam que estava em perigo. “É algo que Dean inventou!”. Mas voltando, eu achei a cena da morte dela extremamente foda, Abaddon claramente se mostrou surpresa a ver Dean ultrapassar seu poder e tornou-se fácil matá-la. E o quão foda foi vê-lo esfaqueando-a tanta vezes? Dean mostrando-se cada vez mais fora de controle. O que mais a Primeira Lâmina fará com ele? Espero que seja um enredo bastante explorado.

Nem preciso dizer que a introdução do Caim fora minha preferida na temporada, amo demônios. “Eu construí a ordem demoníaca com as próprias mãos, incluindo Abaddon.” Quando Caim passou a marca para ele, eu fiquei muito ansioso para ver como a história iria se desenrolar, e por mais que tenha demorado para ele pegar a Primeira Lâmina, fiquei sastifeito com o resultado. Espero que a continuidade desses acontecimentos tragam Caim de volta, não para morrer, claro. Em todo, foi um episódio sensacional, nos preparando para uma Season Finale que promete ser incrível.

 

Obs 1: Hellhound! Outra criatura que tem um lugar especial em meu coração. O que foi o Crowley acalmando seu bicinho? Ri demais xD

 

Obs 2: Dean: A primeira vez em que toquei na Lâmina, eu saiba. Eu sabia que não poderia ser detido. Eu sabia que mataria Abaddon e tudo mais que fosse preciso.

 

Obs 3: Sam mostrando-se bastante preocupado com o estado de Dean. FINALMENTE! Por mais que eu odeie as atitudes de Sam e queira socar sua cara por ter dito todas aquelas coisas para Dean, nunca acreditei que ele o deixaria de lado. Uma coisa é dizer que não salvaria o salvar o irmão, outra é realmente não salvar.

Obs 4: Obs: Cas abraçando os meninos, awn!

Obs 5: Como essa Alaina Huffman consegue ser tão gostosa? Meu Deus! Não basta ser ruiva. Ela sorrindo me mata.

Carry on!

Related posts

28 thoughts on “[ANÁLISE HUNTER] King of the Damned por Gustavo Silva

  1. Parabens pelo comentario do episodio, flou td.
    PARABENS.

  2. Adriana

    Parabéns, Gustavo.
    Mas, deixe-me acrescentar meu desabafo.
    Eu não tenho palavras que possam descrever o meu estado de êxtase! Lendo as sinopses, eu já sabia que Dean mataria Abaddon, neste episódio, e não estava me contendo de ansiedade.
    A luta entre os dois foi incrível, diferente de como eu previa, mas além das minhas expectativas. Achava que teria mesmo uma luta corporal ou coisa assim, e Dean com a cara toda amassada. Mas, por outro lado, aconteceu o que eu sonhava: a lâmina sendo atraída diretamente para a destra de Dean, que a empunharia vigorosamente e… God Bye, Abaddon!
    Os códigos entre Dean e Crowley foram, digamos, impagáveis: “Poughkeepsie” e o Dean batendo com a lâmina no peito, querendo dizer que sabia o que estava acontecendo; também os olhares de cumplicidade.
    Show!
    Mudando de assunto, Gadreel matou Kevin. Ok. Porém, além de realmente curar Sam, ele também ressuscitou Castiel e Charlie. Disso ninguém fala? Sam não se lembra desses detalhes? Não é possível. Será que isso tudo ainda vai ser cogitado, ou simplesmente cairá no esquecimento? Espero, sinceramente, que isso seja o assunto dos próximos epis.
    Ainda falando sobre o Sam, de fato, se a produção de SPN planejava levantar a moral da série, nada melhor que focá-la em Dean. Os fãs de Sam que me perdoem, mas ele não pode nem mais ser descrito como coadjuvante, porque, agora, ele não passa de um mero telespectador. A não ser, é claro, quando começa com o “mimimi” desnecessário. Tenho assistido aos episódios passados, pela Warner, e isso reascendeu em mim a raiva por ele.
    * * * * * * * * * * * * * * * * * *
    Enfim, esse episódio será um dos mais lembrados, em toda a série. Espero que os próximos e últimos sejam igualmente eletrizantes.

    1. Quando vi Dean com a lâmina na mão na hora que Sam chega, eu torci feito uma louca aqui em casa pra que Dean cortasse Sam em mil pedacinhos… Vc citou uma coisa importante: Sam tem sido mero telespectador e eu concordo com isso. Mas Sam tb tem sido usado como escada para outros personagens: foi escada pra Gadreel se esconder do 9×01 ao 9×09; depois foi escada pra Dean sair como coitadinho do 9×12 ao 9×14; e o resto dos personagens tem sido mais importantes que ele. Tô torcendo pra que a tal situação que os Winchesters nunca passaram seja a morte definitiva do Sam, até porque Dean e os amiguinhos dele são os personagens principais… Não existe mais espaço pra Sam e seus mimmis infinitos. Assim todo mundo fica feliz, o povo sempre quis Dean e Castiel como personagens centrais.

      1. Adriana

        Chato que algumas pessoas se preocupem não em comentar o episódio propriamente dito, ou a análise do episódio, mas sim e comentar/criticar o comentário alheio, a que todos tem direito.
        Concorda comigo, Jéssica?

        1. Olha Adriana eu só concordei contigo, eu só não te ofendi como vc achou… ou tu tava falando da Euri ?? Fiquei confusa agora. Sobre eu não comentar o restante do episódio é pq a única parte que realmente me interessou foi o plot do Dean, pq o restante do episódio foi muito zzzzzzzzzz. Enfim se te ofendi peço desculpas pois essa não era a minha intenção.

          1. Adriana

            Não, Jéssica. Eu não estava falando de você. Do cidadão aí em baixo. kkkkkkk

    2. Euri

      Não, acho que o Sam não lembra mesmo das vidas que o Gadreel salvou! Aliás, a falta de memória do Sam é muita sorte de pessoas como o Castiel, por exemplo. Porque o Sam também esqueceu que as ações do Castiel foram diretamente responsáveis pela morte do pai adotivo dele, o nosso querido BOBBY. Ele claramente “esqueceu” que o Castiel libertou monstros do purgatório, que mataram centenas de pessoas E o Bobby. O Sam esqueceu também que foi o Castiel que derrubou o muro e libertou o inferno na mete do Sam. Ele esqueceu tão bem esquecido que fica de abraços pra cima e pra baixo com o Cass. Então, vocês não precisam se preocupar porque mais cedo ou mais tarde, com muita certeza, o Sam vai esquecer os assassinatos do Gadreel e vai perdoar os seus pecados, mesmo que nem Deus tenha tido esse trabalho. É muito provável que ele fique de abraços com o anjo covarde e assassino de profetas, que é o novo queridinho dos fãs.

  3. Maira

    Eu gostei do episódio, porque SPN se sai melhor quando não tenta se levar a sério (como fez em diversos momentos nesse epi. vide interrogatório) do que quando tenta criar muito drama e tensão em momentos bobos. Foi um episódio com boa medida de trama, tensão, humor, mesmo que esse fosse dispensável. Achei os momentos Cass e Gadreel fora de sintonia com a outra história do episódio, acho que eles poderiam ter vindo antes no lugar de episódios como o 9×19, mas isso não importa mais, já que a correria com a história do Cass foi tanta que sabemos que pior que o Balthazar que morreu sem fazer nada, foi o anjo Anarquista (que me pareceu um personagem interessante, um dos poucos anjos com personalidade depois de Zacharias e tal) que morreu sem nem mesmo ter algum destaque… E assim se encerrou a história das facções, sem nem mesmo começar, apenas tendo o ep. 9×09 para ser contada…
    Foi muito legal ver a lâmina reagindo ao Dean, mas pena que a morte da Abbadon fosse tão previsível. Poderia traçar um paralelo entre essa morte e a do Alaister, mas o São matando o Alaister foi muito mais legal (e eu gosto mais do Dean) porque foi mais surpreendente, e Alaister mesmo aparecendo menos que Abbadon marcou mais presença. Ela foi um personagem sensacional, mas perdeu força por aparecer pouco, e quando aparecia só falava sem fazer mais nada. Alaistar aparecia pouco, mas sempre dava trabalho, até em seu último momento…
    Episódio legal, mesmo com a correria na história dos anjos em um epi. que era dos demons, a audiência tbm não ajudou, mas vamos em frente para a Finale.

    1. Maira

      A gente escreve “SAM” e o corretor coloca “São” hahaha

  4. Handerson

    caralho só eu que vibrei muito com essa morte de abbadon, pqp era isso que eu queria ver, o dean matando aquela vadia com odio :3 eles esfaqueando ela mesmo depois de morta mostra o quando dean mudou D:

  5. bia

    amei esse episodio e mesmo adorando a ruiva furiosa eu gostei ainda mais de ver o Dean matando essa vaca crowley falando com seu ‘cachorrinho’? kkkk morri nessa parte eu até entendo a raiva pelo Sam mas é uma coisa que eu jamais irei sentir pq eu sei que tudo tem uma explicação e eu gosto desse foco maior no Dean e estou ansiosa pra ver até onde a ‘first blade’ vai levá-lo.

  6. Lule

    Episódio muito bom!
    É bom ver o Sam voltando ser ele mesmo e machuca muito meu coração ver o Dean portando esses sentimentos tão intensos.
    Mas não lamento por nada pois também acho que vai ser sensacional o final dessa temporada e dessa vez com os papéis invertido. Ninguém tem dúvida de que é o Dean precisa de ajuda agora.
    Alguma dúvida sobre quem vai salvá-lo?
    Eu não tenho e já anseio há muito tempo pra ver isso acontecer. Acredito que é agora!
    Valeu pela análise e quando tiver com saudades da ruiva é só rever os episódios.

  7. Gustavo dizer o que sobre o episodio né mesmo? Eu achei que foi muito bom ,ou melhor dizendo ótimo. kkkk E achei sua analise bem legal. Claro que cada um tem sua opinião. E se tem alguém vendo e comentando , é porque ama a Supernatural. Senão ignorava.

    Então vou comentar o que vi : Abbadon busca o filho de Crowley! Isto foi uma carta na manga contra o HUMANO King hell. Hahahaha Hilário. A demônia ficou o que ? Tosca? Por que não matou LOGO Crowley de uma vez. Ficou brincando com a comida , no final. Jantaram ela kkkk E que Jantar minha gente! Dean estraçalhou com ela. Sam ao entrar vendo a cena se assustou.

    Dean esta mesmo de apavorar . Porém ainda com a face passiva , isto que da medo , a violência era com não fosse nada pra ele . Frio…E simples .
    O contra ponto foi Sam… É só Sam chamar sua atenção, que ele (retorna) ao (normal) Porém não há nenhuma reação de incomodo por parte dele.

    (Acho) que teremos na próxima temporada Dean escuro envolvido com o o doce poder da espada kkkkk . Sera totalmente envolvido pelo mal. E assim Sam terá a chance de lutar pra devolver a essência do bem para o irmão.

    Só isto poderá fazer Sam se redimir das besteria que disse. Bem eu espero!

    E agora além de vilão Crowley temos um (O príncipe ) Menino idiota ! Já esta se vangloriando, quem sai aos seus não se degenera mesmo. tal pai tal filho. Isto me leva pensa que tamanho seria o pau de Crowley.É Hereditário kkkkk

    Pra uns foi chato , mas pra mim as partes que mas gostei foi a do interrogatório. Junto com a do cemitério. A cara do Dean com Sam Foi demais , eu rir muito ! Eles interagiram brilhantemente. Esta cena divertidas tem sido muito raras ultimamente. Amei! E fazia tempo que não via uma sepultura . A cara de nojo de Sam , muito engraçado . E o cãozinho do inferno , que belezinha, ele foi adestrado.LoL

    Gostei do Q G de Castiel .Adorei aquele abraço nos rapazes. E também O encontro com Gadreel, isto promete surpresas para o futuro.

    A interação de Crowley com Dean ficou bastante explicita. Ele usou a palavrinha chave. E pronto Dean sacou tudo. E omitiu a verdade de do irmão. Mas foi por uma boa causa.

    Sinceramente eu não desejava tão cedo a morte de Abbadon. Eu gostava dela como vilã . Exploraram pouco a moça. Isto me faz crê que desperdiçaram a atriz. Houve episodio anteriores muito fracos. Poderiam ter mostrado mas Alaina Huffmam , pois toda vez que ela aparecia roubava a cena. Maravilhosa .

    Dean então vai ser a peça chave para outra temporada.

    Vamos então caminhar para um final…

    De tudo que foi mostrado nesta temporada, o que mas me incomodou, foi as tais palavrinhas de Sammy. Os roteirista devem refazer a imagem do rapaz.Fica chato o pessoal odiar tanto ele. Até Jared levou os respingos de raiva… Então lembro ao pessoal que Jared não tem nada haver com a burrice de Sam. Ele interpreta o personagem . E Supernatural é Dean e Sam e sempre sera . Na saúde na doença até que a morte os separe.

    Eu só pude comentar um pouquinho, pois estou de plantão. kkkk Bela analise Gu ! ESTOU COM SAUDADE DO PODCAST. Espero que façam outro em breve . XOXO produção do site!

    1. cris

      jared alias, pegou muito bem a essencia do personagem.o rapaz tem muito talento. os dois tem, na verdade. e isso é um dos pontos que faz a série ser tão fascinante!

  8. Euri

    Episódio muito bom, apesar do ritmo ter sido meio lento para o meu gosto. E o Crowley…. Não tem como odiar essa cara, mesmo depois de tudo que fez ele continua sendo um dos meus personagens prediletos. Sam e Dean têm amigos anjos e acho que vão acabar tendo um bom amigo demônio. Isso se o Dean não endoidar de vez com a lâmina e matar o rei do inferno.
    Por falar em Dean, finalmente entendi porque esse comportamento dele tem me assustado. A transformação dele tem muitos paralelos com a história do Sam e o sangue d demônio. O Sam sempre foi o mais racional e o que pensava antes de agir, mas com o vício em sangue ele foi se tornando cada vez mais emocional e seguindo os instintos. E isso tornou Sam uma pessoa extremamente cruel, que se achava invencível.
    O Dean está fazendo o sentido inverso. Deixando a emoção de lado e sendo racional ao extremo. A decisão dele de deixar o Sam de fora do confronto foi a mais racional possível. Apesar de eficiente, foi preocupante pra mim porque esse não é o Dean que eu conheço. Ele está se transformando em quê? Um cavaleiro do inferno como Abaddon? Como foi mesmo que o Cain “criou” a Abaddon? Ele deu a Lâmina pra ela e depois pegou de volta?
    Nunca gostei do drama gerado pela marca, mas o personagem Cain é um dos mais interessantes dessa fase de Supernatural. Também estou achando que vão resolver as coisas dos anjos até o final da temporada e quem sabe deixar a finalização da história do Cain pra próxima. Pena que Cain quer morrer, porque ele daria um verdadeiro e assustador vilão. Nenhum pouco como o Crowley, que todo mundo quer vivo e fazendo graça.

    1. cris

      compartilho sua opinião.O dean sombrio ta de meter medo. Acho que vai ser o plot pra 10ª temporada (assim espero, pois é melhor isso que finalizar essa trama tão boa às pressas)

  9. DENIS

    O episódio foi fodastico , só achei algo errado na minha percepção queria que a morte de Abbadon fosse no mesmo episodio da derrota de Metatron , afinal liquidar um vilão por vez é fácil , imagine uma luta para restaura o céu e matar um cavaleiro seria ainda mais incrivel , não sei não mas acho que Metatron vai da problema pra mais uma temporada , ele com a tábua dos anjos acho dificil derruba-lo , e Dean com aquela adaga de Caim , acho que ele se tornou o caçador supremo será que além da agressividade e imunidade sobrenatural essa Marca de Caim vai oferecer alguma vantagem ao caçador contra Metatron .

  10. Michele

    Não se deve alterar nada no passado! Isso significa que vem coisa por aí com o Príncipe do Inferno Gavin?! Essa atitude do Crow Crow, vai afetar de que forma o presente… Como o Gustavo disse, são detalhes que não podem passar batidos! Poughkeepsie para vcs!

  11. Samuel Silva

    um balde de água fria nível bomba master para os fans sei que não tem a ver com a matériamas mais cedo ou mais tarde alguém vai falar o piloto do spin of de supernatural sua série derivada foi reprovada pela cw. Fonte omelete

  12. Enzo

    Ainda bem que não deram sinal verde pro spin off!

  13. morganalu

    Gustavo parabéns pela análise, adorei sua percepção do que está acontecendo…
    Finalmente! Este episódio de Supernatural teve a cara de Supernatural….tudo na medida certa…drama, humor, hipocresia, fraternidade, brutalidade…
    Ver o que a lâmina de Caim faz com o Dean é algo que dá medo realmente, o lance Jedai (não sei se é assim que se escreve)foi revelador em relação a isso…E na última cena quando ele fala “NÃO” para Sam eu fiquei !uaU” ele nem quis ouvir nada, e isso não é do feitio do Dean!
    Em relação ao encontro de Gadreel e Castiel (putz parece dupla sertaneja de Goias (sorry Polly..rsss)) já era de se esperar, achei que Gadreel respeita demais e admira demais o Cas e achei que o Cas confia na bondade do outro e isso pode ser algo que dê certo! Mas quem será que está traindo o Cas?
    Quanto ao Sam, concordo plenamente com vc Gustavo…
    Meu Malvado preferido não deixou por menos, quando vc descobre que ele se auto intitula “papai” de um cão do inferno é muito engraçado….e depois a interação com o filho foi divertida de se ver!

  14. Lúcio

    Talvez seja viagem minha… mas acho que a inserção do Caim na trama não se trata somente da marca ou da firt blade mas sim de trazer a tona uma possivel tragédia caim x abel (dean x sam) de forma que na hora H Dean irá escolher pelo irmão e os dois irão reatar os laços familiares novamente. E sobre o episódio foi show… so fiquei intrigado o p

  15. Caralho meu que episodio foda… brutality!!!
    A lamina de caim esta dominado total o Dean, Ate eu fiquei com medo espero que Sam salve o Dean dessa.
    Eu sei que é coisa de doido mas pensa semanas atras houve a noticia de que Gabriel ia retornar e se for ele quem esta mandando seus subordinados matarem aqueles que seguem Castiel incluindo o propio.

  16. jeffe almeida

    Abaddon entra para a lista de mortes épicas de spn…show!!!!!

  17. E chegamos na reta final verdadeira!
    Gostei demais desse episódio, não vi nenhum ponto a reclamar, apenas talvez ter achado que o plot dos demônios se “resolveu” muito rápido, queria ver a “campanha” por mais tempo!
    Antes de continuar, parabéns pela tua análise, Gustavo, conseguiu resumir e dissecar bem o episódio.
    Ver Sam e Dean falando com Ezra me deixou mais tenso do que me fez rir. Metatron não fez nada por acaso até agora, e duvido muito que ele deixaria um bocudo assim andando por aí sem saber que ele divulgaria tudo que lhe foi dito. Tenho certeza que essa “vantagem” que conseguiram com o interrogatório na verdade é algo que Metatron pretende usar contra eles.
    Mas o foco aqui foram os demônios!
    Crowley sendo o babaca maravilhoso que é, escondeu a Lâmina DENTRO de um cadáver, e isso me fez rir profusamente, assim como o papo com Gavin, muito menos sombrio do que em Weekend at Bobby’s.
    É questionável o motivo de Abaddon não o matar de cara, e se dignar a negociar com ele, mas dá para ver o lado dela, sabendo que Crowley esteve por tempo demais com os Winchester, e não dá para prever que tipo de armadilhas prepararam… E essa precaução ironicamente lhe causou a morte.
    Gostei sobretudo de começar a entender o motivo de Dean hesitar tanto para tocar a Lâmina, pois parece que a sensação de poder é tão inebriante que ele teme não conseguir mais soltar. Torço para que os efeitos colaterais não sejam tão graves assim!
    No mais, não foi uma surpresa a morte de Abaddon, mas a maneira como ela morreu sim, e ainda mais a sobrevivência de Crowley, quando Dean deixou bem claro que ele era o número dois na lista deles, e ele estava imóvel pela bala especial.
    Mais uma vez vão errar com “o diabo conhecido”, e deixar Crowley viver mais um dia, e armar mais esquemas…

  18. Gustavo Santana

    Cara, a morte da Abbadon foi muito fraca, decepcionante!

    Eu esperava uma luta mais épica!

  19. PHSA

    Cara, muito bom o episódio, mas eu tenho que ressaltar a falha de continuidade que foi deixar o Gavin no futuro. O Bobby só conseguiu que o Crowley deixasse seu pacto de lado devido ao Gavin. Então, se ele está no futuro antes de morrer, ele não pode ter sido evocado pelo Bobby, pra contar o pacto e onde estavam enterrados os ossos do Crowley. Isso me lembrou que ele sabia pq o pai fez o pacto, e nesse episódio ele não sabia. É um erro grave e besta ao mesmo tempo, mas não deixa de sê-lo. Será se isso desencadearia acontecimentos que fariam o Bobby continuar vivo? Não gostaria, mas seria possível. Adorava o Bobby, e adoro, mas seria estranho demais, ele morreu, é um marco da série. Isso desencadearia várias mudanças na história. O mais provável é que eles passem por cima. Mas a situação mais superficial seria a de que, por estar aleijado, não iria naquela incursão contra os Leviathans e assim não levaria o tiro do Dick e com isso ainda estaria vivo. Viajei.

Leave a Comment