[Análise Hunter] Reichenbach by Su Candido

“Em mais de mil casos eu jamais usei meus poderes do lado errado”.

A frase acima é uma citação do conto de Sherlock Holmes, O problema final no qual o personagem após uma briga épica com seu arque inimigo Moriarty “morre” justamente com este ao cair nas Cataratas de Reichenbach, na Suíça.

Desde que descobri o nome do episódio tive um pequeno surto fangirlístico, pois sou muitíssimo fã dos livros, filmes e séries baseadas nos contos de Conan Doyle, então estava ansiosa para saber se haveria alguma referência à série no episódio. E não me decepcionei!

Todo o episódio foi incrível e se pensarmos bem, Sam estava atrás mesmo de resolver o problema final, que é salvar seu irmão de ser o vilão ao invés do herói. E vemos a cada olhar de Dean que sua “queda” está próxima.

Acredito que Dean saiba muito bem do que é capaz e todo esse tempo se segurou de alguma forma para não se tornar um verdadeiro monstro. Ainda que ele tenha poderes, na hora certa ele não os usou da forma como lhe foi pedida, o fato dele não ter matado a esposa do cara machista, e ainda tê-lo matado, mostra que de alguma forma ele ainda carrega em si um senso de justiça.

Crowley pensou que poderia de alguma forma mandar em Dean. Fazer dele seu subordinado. Fazendo outro paralelo com Sherlock, já que o nome do episódio sugere que há referências, pra mim é como se Crowley fosse Moriarty, o vilão, e Dean fosse Sherlock, o anti-herói. Os dois têm muito em comum, mas não são iguais e nunca estarão do mesmo lado. E rola certo afeto entre eles. Eu acredito que todo vilão de certa forma ama seu inimigo, a cena em que Crowley olha a foto dele e Dean no celular e a maneira como trata Sam pode indicar um pouco isso.

Outro paralelo de vilão que encontramos foi com Cole. Ele me lembrou um pouco John Winchester e sua obsessão por vingança. O fato de ele querer matar Dean a qualquer custo e ter treinado a vida toda pra isso me dá um pouco de dó dele. No primeiro episódio eu pensei que ele fosse um caçador de coisas sobrenaturais, mas na verdade os únicos monstros que ele conhece são os humanos. O que pra mim é muito pior. E pior ainda é o fato de que agora ele pensa que o demônio Dean matou seu pai, quando na verdade, provavelmente, o pai dele é quem estava possuído ou transformado em monstro. Vamos ver até onde ele será capaz de ir.

Não sei se foi proposital, mas a cena em que Cole vai dar uma martelada no joelho de Sam e seu celular toca uma música super cafona me fez lembrar uma cena da série Sherlock em que Moriarty está prestes a mandar todos pelos ares e de repente seu celular toca e ouvimos Staying alive dos Bee Gees. Salvo pelo gongo.

Uma das sequências mais maravilhosas de luta que já vi na série foi entre Cole e Dean. Foi perfeita, porque vemos que Dean é imbatível, sarcástico e maldoso (e atraente) tudo na mesma cena. Quando ele confessa pra Sam que não matou Cole naquele momento não por piedade, mas por puro sadismo, me fez sentir medo dele. A falta de piedade e empatia são o que transformam alguém em um monstro. E agora Cole estará com muito mais ódio e provavelmente só encontrará Dean quando este estiver em seu estado normal. Será interessante ver esse reencontro.

Ainda estou com um pé atrás com todo o plot dos anjos. Acho que o fato de dividir a história deles com as do Winchesters e demônios tira o ritmo do episódio ou talvez eu tenha pegado um pouco de birra mesmo! Mas fazendo o paralelo com todo o episódio, Metatron tem um quê de Moriarty também. O vilão que usa o intelecto e a persuasão pra vencer. E que matou, só que não, o mocinho. Ele sabe como ajudar Cas, mas não vai fazê-lo, mesmo que isso custe sua liberdade e sanidade,se é que tem alguma.Acho que é louco mesmo! Assim como Moriarty também é. A queda de Castiel é muito mais simbólica do que a de qualquer outro anjo. Hannah está tentando ajuda-lo, ainda não entendi muito bem essa personagem, mas sinto que pra esse plot ela será crucial.

Achei um pouco surreal que a moça do guincho tenha dado abrigo na casa dela, talvez seja minha neurose por morar em cidade grande. Mas pelo menos tivemos uma cena fofa entre Cas e a garotinha.

Outra coisa que me pergunto é se Cas está morrendo por conta da graça roubada, não é mais fácil ele remover o que resta dessa graça e ficar humano e saudável? Ou será que não é possível? Eu acho que seria uma solução eficiente.

A cena final entre Sam e Dean foi de arrepiar. Alías, todas as cenas entre os dois foram maravilhosas. Vemos nos olhares deles tudo o que os personagens têm a dizer. Todo o sofrimento e dor de Sam, e todo o desdém de Dean. Gostei de ver que mesmo com a asa quebrada, Sam ainda é um caçador esperto e jogou agua benta no irmão e prende-o com a algema de símbolos. Dean pode ser demônio, mas Sam aprendeu com ele como prender um, pelo menos por enquanto.

Quando Dean diz que Baby, o impala, é apenas um carro, deu pra ouvir o grito de horror de todo o fandom. Ali vemos que Dean não sente carinho por mais nada! Se faltou ele falar que tortas são ruins! Que ACDC é uma banda ruim. Quando ele riu da cara de Sam depois deste ter dito que o levaria pra casa por que ele era seu irmão, senti até saudades do bom e velho Dean que nunca resistiu ao olhar que cachorro abandonado do irmão. Mas não se enganem, estou adorando sentir falta dele, amando toda essa nova faceta do personagem.

Dean disse que o que ele fará com Sam não será nada piedoso. Mais do que ele já tem feito, mesmo de longe e sem querer? O que mais pode ser tão grave que ele poderá fazer, ou dizer?

Os próximos episódios prometem. Mesmo após a cura de Dean, como eles irão lidar com tudo o que aconteceu? O que mudará em Dean? E em Sam? O que Crowley fará com a primeira Espada que “ganhou” em troca de deixar Dean em paz? Será que Sam fez bem? Será que ele teria outra alternativa?

Depois de vermos nossos heróis quebrados, desconstruídos e caindo em queda livre como Sherlock caiu em Reichenbach, teremos então à volta e redenção destes.

Se estou gostando dessa temporada e se gostei deste episódio? Elementar, caros leitores.

PS: A imagem de destaque é a ilustração oficial do livro The Final Problem e mostra a queda de Sherlock Holmes e James Moriarty nas cataratas de Reichenbach.

 

Related posts

40 thoughts on “[Análise Hunter] Reichenbach by Su Candido

  1. Glenda

    Também lembrei de Sherlock pensei que fosse a unica kkkk mas concordo com voce em numero e grau ”É só um carro Sam ” doeu realmente eu até gritei,e sobre os anjos antes Cass e Hannah do que os outros que são muito irritantes ne?Hannah vai ter sim uma participação crucial acho até que usar sua própria graça pra salvar o Cass,mas eu não confio nela do mesmo jeito que não confiei na Ruby(nunca confiei mesmo kkk).Cole é doido e quando ele apanhou eu só consegui rir,o sorriso maligno que o Dean deu foi medo e quando ele disse que era um demônio soou como se estivesse respondendo o Crowley que disse pra ele escolher um lado.10×03 vem ai e vai ser épico 🙂

    1. Também acredito que o próximo episódio será épico!!!
      Obrigada por comentar!!
      Abraços

  2. Elementar meu caro Watson , embora tem assistindo muito Sherlock Holmes.

    Neste episodio , gostei muito mas Deamom.

    Ele não era um um tonto qualquer . Ele é um verdadeiro demônio . Ele é mal, com pitadas de sadismo . Não matou a mulher pois ela era uma puta . Ele adora as putas , não havia nada de santa nela . Preferiu matar o marido pois na certa iria tirar uma casquinha da mulher gostosona. Bem normal em se tratando de um demônio.

    Eu gostou que ele esteja longe de ter um lado humano . E não faz questão de ter. O que me incomoda é a bebedeira.

    Sam coitado , só na ficção conseguiria derruba-lo . O cara lutou com Cole feito um ninja . E Sam com água benta venceu assim fácil . Contraditório … Mas pensando bem ,tinha quer ser capturado de alguma forma.

    Mas convenhamos Isto foi muito idiota da parte de Dean . Devia te-lo matado enquanto podia .

    E o cara Cole também devia morrer logo. Agora Dean deu á chance dele fazer um cursinho básico de aprendizado sobre a família demoníaca de Dean. E vai voltar sabendo dizer direitinho um exorcismo em latim.

    Presenciei vários momentos de amadorimos: tanto de Sam quando fugiu , e deixou Cole segui-lo . E de Dean sendo capturado.

    O Bostiel , é um verdadeiro saco. Ficou passeando de carro , dormindo na casa da moça boçal , que nem mesmo, sabendo quem são , já foi convidando eles para comer feijão , so pra o Cas brincar com a menina .E ainda foram fazer uma visitinha para Metradon credo! Que linguiça !

    Tenho uma suspeita que Crowley não vai ficar quietinho com aquele com o precioso .

    E mas uma vez Sam teve a faca e o queijo na mão, e não usou contra o Boss .

    Samantha precisa de repouso, esta caído em seus próprios pés.

    O próximo episodio espero que Dean de uma surra de vez em Sammy. Nada de sentimentalismo barato , é assim que se comporta um demônio. Esta coisinha de maninho arrependido não cola.

    Quero ver mas sacrifício Sammy , tudo que venha á fazer é pouco.

    Salve seu irmão doando sua vida a ele , meu rapaz.

    ótimas analise Su , continuo com ideias radicais.

    Beijos

    1. Obrigada por comentar!!!
      Eu não achei amadorismo do Sam conseguir capturar o Dean, pq com braço quebrado ou não ele ainda é um dos melhores caçadores que existem! E acho que Dean ainda tem algo de humano, pq pelo que me lembro demônios eram humanos que ficaram anos no inferno e só então se tornam demônios…acho que Dean ainda está no começo…rsrsrs e não acho que ele tenha matado o cara pra ficar com a mulher, pq pelo que entendi ela não era uma puta e assim uma mulher que se vingou do marido que era um machista loser. E Dean notou isso e pensou, quer saber? Ela não merece morrer, ele sim. Acho que ainda tem um quê de humanidade nele.
      Vamos ver o que a série nos reserva!!
      Beijo grande e obrigada por comentar!!!

    2. cris

      rsrsrsrsrsr
      vixxi, Soni! radical é pouco…

    3. Ana celia

      Sony, não vi o Dean preservando a mulher porque queria ficar com ela depois.

  3. Sr.Noob

    uma coisa que eu reparei, o próprio Crowley fala que com a marca, matar é um vício para Dean, ele vai precisar cedo ou tarde.

    Será que o Crowley a tirou dele somente por precaução, temendo o Dean se voltar contra ele, ou ele irá usar a espada como uma forma de “controlar” Dean?

    1. Eu acho que ele tirou por precaução mesmo, pq notou que Dean não será seu aliado!
      Obrigada por comentar!

  4. Aparecida

    Episodio maravilhoso, Dean ta dando medo, um verdadeiro demonio. Su ótima sua analise.

    1. Obrigada pelo comentário!!! E sim, Jensen está perfeito como demônio!!!
      Beijos!

  5. Se Dean esta no começo do mal ,como sera quando chegar a sua totalidade .kkkkk

    O que percebi foi que Deanmonio gosta de transar kkkkk Veja como ele tratou a garota do outro episodio . Transou e jogou fora , sem nenhuma ilusão romântica baby .

    Não acredito em seus sentimento fraternais . Ele pensou com a ração demoníaca de sua cabeça lá de baixo.

    E a bela senhora estava casada com um cara feito aquele …Uhmmmm

    Transando no balcão só pra se vingar ? hummmm Sera que era o jardineiro? hummmmmmmmmmmmmmmmmm

    Realmente estou enganada , ela é uma santa kkkkkk

    Pelo histórico , Deanmonio não perdoa , talvez tenha feito um acordo com ela .

    Cá entre nós ele não deixaria passar.

    Achei amador Sam fugir e deixar Cole segui-lo . Sam é mas esperto que isto. Não estou levando em conta o braço quebrado. Sam tem celebro pra quê?

    E achei amador Dean depois de se mostra tão poderoso , caiu naquela da água benta, fácil fácil pra mim.

    Mas tudo bem , era pra ser assim , tem que facilitar pra chegar aonde queremos.

    E agora Dean esta novamente algemado , nas algemas do amor.kkkkk Beijos Sú

  6. cris

    meu queixo tá em queda até agora…
    excelente analise Su. Foi angustiante a cena dos meninos, todas, sem exceção; dá pra ver que apesar de tudo, Dean está num puta conflito, e quanto ao Sammy, Jared merece um oscar: o menino ta arrasando na interpretação
    Ainda não entendi muito o plot dos anjos; no fundo eu acho que é Castiel quem vai acabar livrando Dean da marca, ja que pelo jeito ele não vai ter sua graça de volta… sei la. é esperar pra ver
    Também vi muito de Sherlock no episodio, e cheguei a achar fofo o Crowley “lamentando” a perda enquanto olhava aquela foto. Enfim, a temporada começou com tudo: Dean assustador, Sam de novo o Sam, tudo caminhando pra ser uma temporada perfeita, com muita história pra ser contada, segredos revelados… sei que to com muita expectativa, e amando o que vi até agora ( ou melhor: apavorada e amando odiar isso tudo)

    1. Jared merece mesmo um prêmio, o cara diz tudo com o olhar!!! E eu amo as cenas angustiantes entre os irmãos, sou dessas rsrsrs
      Grande beijo e obrigada por comentar!!!
      Carry on

      1. cris

        e como não amar essas cenas?
        carry on!

  7. Leo Gil

    Eu achei titulo do episódio familiar, mas não lembrava de onde era. Na questão do Dean e seu lado demônio, eu achei muito bacana mostrar essa parte “sentimental” dele. Nunca senti tanto dó do Sam como agora. Quanto ao novo personagem…Tomara que não seja um personagem inutilizado que morra logo. Afinal, deu pra entender que ele vai se envolver no sobrenatural (sem trocadilhos). Agora, na parte dos anjos, realmente não dá pra entender de que lado a Hannah está. Ainda tá meio confuso isso. Mas… Ainda temos muitos episódios pela frente.

  8. Edna

    A cada cena do Deanmônio uma parte do meu coração se despedaça. Acho que todos nós ficamos esperando ou tentando identificar um gesto, uma piscada do nosso Dean … e nada. Está bem interessante em ver, mas é muito angustiante não ver o carinho que ele sente. Cas … adoro … mas está difícil engolir esse plot. Gosto quando fico ansiosa para ver o proximo episódio. Bjos a todos.

    1. Edna

      Mais uma coisa … eu tive a impressão de que algo sobrenatural matou o pai do Cole e que Dean matou a coisa. E o Cole julgou mal. Mas com certeza isso vai ser esclarecido.

      1. cris

        tive a mesma impressão ,Edna!

      2. Obrigada por ler e comentar!! E eu também acredito que algo sobrenatural tenha sido o que fez Dean matar o pai do Cole…vamos ver se ele acreditará nisso!
        Beijo

  9. Andressa Monteiro

    Bem, eu não sabia dessa relação de Sherlock com o episódio, mas foi bom descobrir.
    Foi um episódio que brincou com meus feelings que ultimamente têm sofrido bastante! Ver o Crowley segurando a foto dele com Dean me doeu, pq ele realmente, lá no restinho de humanidade dele, queria uma amizade verdadeira, recíproca, feliz; mas nem todos tem happy ending.
    A cena em que Crowley e Dean conversam no bar tomando drink e Dean torna seus olhos pretos me deu um medo sombrio, e não foi dos olhos pretos, mas do jeito que ele olhou se achando superior até mesmo ao meu amado Capetão. Ele se sentia quando empurrou Crowley daquela forma e foi então que o Capetão percebeu que não valeria a pena investir no Deanmon.
    Sam lutando com todas as suas forças pra ter o irmão de volta foi emocionante. “Ele ainda se importa!”, disse, quando ele provou que daria a vida tentando trazer Dean de volta pra boa e velha vida Winchesteriana.
    As cenas do Cole mostrando a origem da sua sede de vingança me lembrou muito a história dos meninos, de certa forma, e eu achei que a cena final do episódio, quando Dean fala da maldade de não ter matado Cole pra deixá-lo sofrer por ter apanhado do cara q ele sonhou matar por todo esse tempo foi uma indireta ao Sam, já que após tudo, foi Dean quem matou Azazel, nem John nem Sam, mas ele.
    Quando ele falou do Impala daquela forma tão fria, juro, me veio um filme de 9 temporadas inteiras de viagens e amores no Impala, da Anna, do Bobby, do Garth, da Charlie… todos que participaram muito da série, mas nenhum como o Baby, e ele o tratou dessa forma desprezível e medíocre. Naquele momento eu falei: “É, parece que meu Dean Winchester realmente morreu.”
    Cas tá sofrendo, eu consigo ver no olhar dele. A Hannah gosta ele, mas ela não quer aceitar que a queda a tornou um pouco humana, e a ingenuidade do meu anjinho em nada ajuda. U.U Apesar de tudo que o Metatron fez, eu não consigo odiá-lo. Por mais que ele fez uma ameaça medonha, eu não consigo. Os vilões também são perfeitos, poxa!
    Eu realmente tenho medo dos próximos episódios, do que vai acontecer ao Sam e Crowley caso Dean escape. E bem, lembrando de todo aquele trailler da season 10 que a CW tinha liberado, onde Dean parecia querer dá uma de Dr. Hannibal Lecter e comer os rins de Sam num bom ensopado, é… tenho medo.
    Mais uma vez Jared, Jensen, Sheppard e Misha provaram ser um elenco perfeito e profissional, que consegue transmitir o que sentem apenas pelo olhar.
    Sua análise foi excelente, Su! Bjus!! 🙂

    1. Obrigada por comentar!!! E nada melhor do que nos emocionarmos com a série depois de 10 temporadas, não é mesmo?
      Beijos

  10. wellington

    acho que CAS não pode ser mais normal por conta de ter recebido todas as almas quando se tornou um DEUS, excelente analise, no entanto não vejo esse tal de cole vivendo muito nessa temporada, vai ser tipo: SAM tenta de tudo pra salvar DEAN ai ele vai encontrar esse cole matar ele e ficar ainda mais monstro, depois ele vai atras de CROWLEY para matar ele e se tornar o rei do Inferno, CROWLEY por sua vez tras de volta abadon para tentar ajudar ele a acalmar ou matar DEAN e SAM se virando pra dar uma volta por cima com alguma carta na manga para trazer DEAN de volta, porque se ele tentar fazer o que fez com CROWLEY da outra vez não vai funcionar pois DEAN tem a marca e cada maldade que ele faz ele fica ainda mais forte.

  11. ALEH Z

    Ótima análise. Confesso que fiquei pensando: “segura essa, Sammy!”, quando Dean sorriu daquela forma ameaçadora e debochada dos olhinhos de cachorro que Sam fez.
    Deanmon tá me dando o maior medo, toda hora ficava tentando ver se um mínimo tracinho do meu (nosso! rsrsr) Dean aparecia sob aquela frieza, crueldade e sarcasmo todo.
    Desprezar Baby doeu mesmo, inacreditável. A ameaça dele ao Sam no final me deixou mais que ansiosa pelo próximo episódio, que vai sim ser épico!

    1. ALEH Z

      O Crowley quase chorando diante daquela foto “melhores amigos” foi muito engraçado. Nota 10 pro Mark.

      1. Obrigada por comentar!!! E eu também ri da cena de Crowley sofrido vendo a foto dele e de Dean!
        Beijos

  12. Euri

    Ok, esse episódio foi bem melhor que o primeiro. O Dean realmente ficou demoníaco, sem parecer que estava tendo uma crise grave de depressão. Acho que nunca um episódio terminou tão rápido. Nem vi o tempo passando.
    Só fiquei com uma pulga atrás da orelha: foi só eu ou mais alguém ficou muito desconfiada do Crowley ter desistido tão fácil do Dean? Mais alguém achou que aquela briga deles pareceu meio falsa? E o que foi que o Crowley precisava “compartilhar” com o Dean depois de dar a missão de matar a mulher?
    Talvez eu esteja vendo pelo em ovo, mas fiquei com a impressão que o Dean e o Crowlwy estão tramando algo juntos. Aquele olhar entre eles no final foi muito suspeito pra mim. E o Dean foi muito facilmente capturado… Espero que tudo seja maluquice da minha imaginação superfértil, pq quero mesmo que o Dean seja curado o mais rápido possível.
    E será que dá pra alguém fazer o favor de abraçar o Sammy? E arrumar alguma coisa para o garoto comer.

    1. cris

      toda uma colonia de pulgas locando o espaço atras das minhas orelhas, Euri!
      era só o que faltava agora…tô com medo, agora é oficial!
      isso realmente tinha passado desapercebido, mas faz todo sentido

      1. euri

        Pois é!! O Dean, pelo promo, vao fugir fácil no bunker. E o Crowley parece que está atrás do Cass, nao sei o que fazendo. Espero que seja só impressão minha. Mas to preocupada com o Sammy.

    2. Eu acho que o Crowley ainda tem uma carta na manga, mas que Dean não tem nenhum plano com ele…apesar de achar que seria o máximo!!
      E também quero dar um abraço no Sammy!
      Obrigada por comentar!
      Beijos

  13. Euri

    Ah, Su, e eu esqueci de dizer que fiquei profundamente emocionada quando vi a imagem que vc usou como destaque. Nem tinha visto o episódio ainda e meus olhos encheram de lágrimas porque essa imagem reflete muito do que vejo na trajetória dos nossos garotos. Eles estão sempre nessa situação: a beira do precipício e lutando para salvar suas almas. Eles já sofreram tanto, mas sabem que pra salvar as pessoas que amam muitas vezes é preciso se jogar no precipício junto com com o demônio.

    1. Ah obrigada por dizer isso! Também me emocionou *abraça*

  14. Amei sua análise, Su! SUPERLOCK em ação!
    Eu não conheci a razão de Reichenbach se chamar assim, das cataratas na Suíça e tal.
    Mas a queda do herói é uma analogia perfeita para esse episódio! Não só a de Dean, que ê óbvia é gritante, mas a queda de Sam ao ver o que o irmão, que ele julgava morto, se tornou. A queda de Crowley, vendo seu plano de transformar Dean em parceirão ir por água (benta) abaixo. E a queda de Cas, que nem pode definhar em paz, sem que essa anjinha chata venha chamá-lo na xinxa para liderar um exército do qual ele não quer mais saber, e depois ainda descobrir que Metatron, mesmo numa camisa de força, ainda tem poder para mudar algumas coisas.
    Minha parte favorita do episódio foi Dean sorrindo enquanto matava o babaca do Lester (Nygaard?). Aquele sorriso foi assustador.
    Cole… Não to muito ai pra ele. Está sendo um instrumento interessante para contar a história dos irmãos nesse momento, mas Dean certamente não matou o pai dele à toa. Mas claro que, agora que o lindo mostrou os olhos pretos pra ele, Cole não vai aceitar explicações.
    Sobre a queda, tudo bem. Dean tem Sam aqui embaixo, assim como Sherlock tem John. Vai ficar tudo bem.

    Sonny, mulheres “direitas” tb têm direito a vingança, penso eu, O bosta do Lester falou tanta merda naquele carro, sobre como homens têm o dever de trair, que eu mesma tive vontade de matá-lo. Imagine conviver com aquele verme!
    Ah, Euri, Cris e acho que tinha mais alguém: o que Crowley queria compartilhar com Dean, será que não era o fato de que a esposa a ser morta traiu Lester, mas que Lester a teria traído antes? Pra mim era isso. Ele conta isso para Dean, pq sabe que ele ainda tem um fundo de bondade e precisaria de um motivo para odiar tudo aquilo. Mas não contava com o lado demônio, que foi lá e matou o cliente. Pode não ser isso, mas eu me tranquilizei com essa ideia e não pensei mais nisso.
    CARRY ON!

    1. Obrigada por comentar amiga!! E sim, Sam está para Dean como John está para Sherlock!
      Na história original e nos filmes, o Sherlock caí junto com Moriarty nas cataratas. Conan Doyle foi à Suiça, visitou as cataratas e pensou: “hum, acho que vou matar Sherlock aqui” ahahahaaha
      Bom, eu não acho que o Lester seja uma referência ao de Fargo pq o de Fargo não era um cretino que queria matar a mulher pq ela o traiu, e sim um loser que se tornou um cretino depois…acho que foi apenas escolha de nome mesmo.
      Acho que esse Cole vai acabar se tornando um caçador e virar amigo deles ahahahaha vai saber né?
      Grande Beijo!

  15. Karol

    Análise incrível!
    Sinto falta do Cas, juro. Assim como li até agora, também estou achando um plot meio cansativo esse doa anjos, mas não queria ver um personagem como Castiel saindo da série. Até agora não superei a falta do Bobby (que teria evitado muito problema dos irmãos cabeça-dura, diga-se de passagem), tirar outro querido da série seria triste.
    JENSEN! JENSEN! JEEEENSEN! Depois de 9 temporadas dando um show sendo o Dean que tanto tanto amamos, cheio de sentimentos e muito mais profundo do que a gente vê, tá arrasando com esse presentão que ganhou! Orgulho e fascinação, lindo da vida!
    JAAARED, JARED, FILHO DO CÉU! Sempre fui fã da maneira como Jared passa tudo sobre Sammy com um olhar. O cara é bom e ponto final. O sofrimento, desespero, cansaço, determinação do Winchester mais novo tem sido gritado desde o primeiro momento em que ele apareceu em cena, nessa temporada e ouso dizer que esse período mais magro de Jared coube como uma luva pra mostrar o que nosso Sammy ta passando.
    MARK, SEU LINDO. Me fazendo odiar Crowley, amá-lo, odiar de novo e assim seguindo a vida hahah acho que King of Hell é o demônio mais humano que temos na série (mais que Dean?… me dói pensar que sim, mas enfim) e seu anseio por ter Dean junto com ele só deixa essa teoria mais forte.

    O que foi aquela cena dos Winchester, minha gente? Confesso que esperava muita coisa, mas me surpreendi. Dean está muito mais frio, muito mais assustador, muito mais demonio do que imaginei. O sarcasmo, o pouco caso típico de um “olhos negros” (ou brancos, ou amarelos, mas deu pra entender). Sammy tá sendo lindo, vontade de dar um abraço. Sou derretida demais e não aguento passar por essas coisas, assim como também sofri na temporada passada com o gelo do Sam. Agora é pior porque é o Dean. O que sempre deu a vida, o que sempre protegeu, o que sempre foi mais emoção, bondade do que razão. Sou Deangirl porque amo essa essência que sei que ainda existe. Apesar de a história estar incrível, de amar o que o Jensen ta fazendo com o Deanmon, mal posso esperar e prevejo muitas lágrimas pra quando o nosso lindo, amado, idolatrado, salve salve Dean Winchester voltar, sendo o mesmo irmão mais velho protetor, mulherengo e palhaço que nos cativou.

    Deixei por último porque, chorável ouvir Dean dizendo “it’s just a car”. Não, Dean, não é só um carro. É a Baby e você precisa amá-la!!!!

    1. Obrigada por comentar!!! E vamo que vamo rumo aos próximos episódios!!
      Beijos!

  16. cris

    assino em baixo, karol, e faço minhas as suas palavras.
    a série ta ótima, mas ta angustiante não ver O DEAN na pele do dean. Cadê a alma da série, genet?!
    vou chorar…

  17. Ana celia

    Para mim ainda não ficou muito claro como essa marca de Caim age em quem a possui, pois pelo que entendi a pessoa não é um demônio, é um ser humano com características demoníacas. Percebi o Demondean com peculiaridades bem humanas quando não matou a mulher e quis conversar com o marido do por que dele a querer morta. Ao perceber o lado machista do homem, que diz trair sempre a esposa e que esse comportamento é correto entre os homens, mas não entre as mulheres , vi um Dean humano ao perceber a hipocrisia do marido. Sempre soube que Dean jamais se filiaria ao Crowley. E esse queria um Dean colega, mas submisso a ele. Porém há em Demondean o Dean que continua líder e que não sede a obediência cega. Ele é o que dita às regras. Outra cena humanizada foi a de não matar Cole, brigar com ele até com ar de deboche, mas respeitar a sua insignificância. Se ele fosse de fato um demônio não o preservaria. Em momento algum ele ameaça a integridade física de Sam e até o trata com “carinho” ao vê-lo no bar. Quando Sam o domina, usando água benta e depois as algemas, imaginei que o Dean assumiria de vez sua forma demoníaca, mas não, ele simplesmente fica exalando raiva, com seus lindos olhos verdes e não negros, como um humano possesso, injuriado com o irmão. Foi como ele se desse a oportunidade de sentir uma imensa fúria pelo irmão sem se sentir culpado e preocupado com o mesmo. Ali ele estava livre para sentir tudo que queria… . Ouvir Dean dizendo de forma depreciativa que seu carro era simplesmente um carro doeu muito, pois ali percebemos a existência do Dean desumanizado, longe de ser o nosso Dean. Castiel parece bem perdido nessa estória toda. Apesar de sua brilhante atuação sua presença esta bem desfocada, e onde eles arrumaram dinheiro para pagar o concerto do carro? .

    1. Obrigada por comentar!!! E tb não sei de onde Cas tira dinheiro! ahahahaha
      Beijos!

Leave a Comment