[Análise Hunter] “Alpha and Omega”, por Jeff Carvalho

Ah, a vida… Essa marota!
Demorei, mas tá aí mais uma Análise de convidado. Obrigada por escrever, Jeff!

O que dizer sobre esta season finale?
Este episódio me deixou com certos questionamentos que vou compartilhar com vocês. Questionamentos estes que vêm desde os últimos três episódios até o atual, e que pelo que me parece, estavam adormecidos em minha cabeça até este cataclisma literal que foi este episódio 11×23. Vam,os a eles:

Se a jaula não havia mais utilidade e tanto Deus como Amara estavam com seus plenos poderes e queriam dar um presente aos Winchesters, por que não trazer Adam de volta também?
E a Marca de Caim que Sam teve contato? Não teve nenhum efeito? Foi um plot desnecessário?
Perderam mesmo de aproveitar um dos maiores plots já possíveis com Sam cheio de escuridão por causa da Marca e Dean cheio de luz por causa das almas, apenas deixando Deus retirar todas as almas do peito de Dean? Isso poderia ter dado a Dean alguma sequela/poder.
Por que não trazer nosso Bobby de volta?
E o purgatório? Não existe mais? Ninguém fala nele? Não tem almas lá pra se buscar?
Mary Winchester voltou pra valer?
Por que uma bruxa pode fazer tudo o que quer no universo de Supernatural e Deus é cheio de limites?
O plot de Crowley vai ser, outra vez, reconquistar o inferno?
Lucifer vai voltar como mocinho que fez as pazes com o Pai? Por que usarem com Amara a mesma resolução preguiçosa do dialogo familiar que Lucifer teve com Deus?
Cadê o menino Anticristo nesta bagunça toda? Será que Deus não poderia ter localizado ele e o garoto não teria ajudado nestas batalhas de alguma forma?
Por que os Winchester transformaram o bunker (o local mais escondido e seguro do planeta) em uma praça pública (entra e sai de humanos, demônios, arcanjos, anjos, bruxas, deuses, etc)?
Por que Dean e Sam estão substituindo a pancadaria por discursos emocionais?
Quem definiu as regras do universo as quais até Deus e Amara se “submetem”?
A ligação de Dean por Amara acabou apenas por ela ter saído aqui da terra?
Por que personagens bons como Gordon Walker, Bella Talbot, Anticristo, Benny não são reaproveitados?
Quem coordena o céu agora?
Por que deixam Castiel na história? Isso sim seria uma morte que mexeria com as estruturas de Supernatural. É melhor do que deixar esse personagem desnecessário em meio a um plot muito maior que ele.
Entre outras perguntas que colocarei em próximas análises.
Enfim, neste último episódio da 11ª temporada houve muitos altos e baixos. Literalmente uma montanha russa de prazer e decepções, mas é Supernatural e acredito na essência desta série, que mesmo com furos de roteiro, ainda não abandonou a mitologia da série, em minha opinião. Furos de roteiro são presentes em inúmeras séries, mas devemos relevar e ter um pouco de paciência. Sabe quando você faz de tudo por um amigo ou parente, e quando você comete alguns erros ele(a) deixa de falar com você? Pois é, não façamos o mesmo com Supernatural. É a série que amamos e ela fez muito mais por nós do que deixou de fazer. Estou a 11 anos me divertindo com esta série e não me arrependo.
Neste episódio, Rowena foi um alívio cômico e acredito que seja este mesmo o lugar onde ela deveria estar nesta ocasião, pois ali, ela era a menos ligada ao contexto apocalíptico causado por Amara. Concordo que ela teve um papel muito importante com o cristal das almas, porém ela é SÓ uma bruxa. Perto de deuses, demônios e anjos. Ela não pode entender mais da mitologia do que estes outros elementos.
Crowley deveria ter um arco diferenciado, que creio que poderia começar neste final de temporada. Mas deixaram passar. Talvez Deus pudesse restaurar aquele 1% de humanidade que é presente em Crowley e torna-lo um personagem totalmente evoluído para a próxima temporada. Chega de… Crowley é rei, Crowley perde o reinado, Crowley é rei, Crowley perde o reinado. Cansou.
Castiel… Já não deveria estar mais na história. Se ele tivesse morrido no penúltimo episódio, junto com Lucifer, seria o ponto chave para um drama grandioso que culminaria em um dos episódios mais legais de Supernatural. Castiel só deixa a história mais arrastada e cansativa. Digo a mesma coisa sobre o céu. Afinal, por que Deus não botou ordem no céu agora?
Queria Bobby participando deste episódio. Queria que ele voltasse ao invés de Mary.
Dean, através de Jensen, teve momentos grandiosos como personagem. E gostei disso. Aceitar esta missão sem questionar, se despedir dizendo tudo e ao mesmo tempo sem dizer nada, foi excelente. Pena que a resolução do caso Deus e Amara foi tão… pobre criativamente. Mas está bom. Trazendo Deus cedo assim para a história, eu via que não haveria outro jeito senão pensar em alguma saída preguiçosa mesmo. Deu certo.
Sam teve um papel muito coerente neste episódio. Afinal de contas, Dean teve que aceitar calado quando Sam tomou a frente aceitando a Marca de Caim para matar Amara. E todos sabiam que aquela era uma missão suicida. E agora, que Dean tinha aceitado ir a esta missão suicida, Sam tem mais é que aceitar calado mesmo e apenas sentir a dor.
Por fim, tenho grandes expectativas para a agente dos Homens das Letras. Embora ache estranho que uma associação deste interesse e magnitude tenha aparecido só agora, sendo que o mundo já passou por Croatoan, por leviatãs dominando o mundo, pelo demônio de olhos amarelos querendo abrir as portas do inferno, pelos quatro cavaleiros do apocalipse, pelo apocalipse da quinta temporada, e outras coisas mais. Tudo isso quase destrói a terra e eles aparecem querendo prender ou parar dos seres humanos. São seres humanos que destroem tudo por onde passam ou tocam, mas são apenas homens. Enfim, é isso!

Obs: Mary Winchester é linda demais!

Related posts

16 thoughts on “[Análise Hunter] “Alpha and Omega”, por Jeff Carvalho

  1. Thays Ricci

    Gosto da sua análise, mas acho que alguns dos seus questionamentos podem ser respondidos com a frase “os fãs pedem”. O Castiel tá vivo até agora porque todos amam Misha. Crowley vai e volta porque ele sempre é alívio cômico para a série e a gente ama o sarcasmo dele. Esse é o problema quando o elenco ouve muito o que os fãs pedem. É positivo que eles nos ouvem, mas também é negativo quando essa interferência não é controlada.

  2. Cris

    Ótima análise Jeff. Concordo com a Thays quanto à resposta pra varios questionamentos estarem Por conta do gosto dos fãs ( mas não de todos). Tambem amo Misha/ Cas, m as ou dão um plot decente pro personagem, ou deem uma morte digna ao mesmo. Deixaram ele se desgastar demais desde a sexta temporada, o que é uma pena ja que o personagem tem potencial de sobra pra desenvolver, afinal ele é um anjo! E só UM anjo na série daria historia pra caramba. Mas resolveram trazer o céu todo…
    Quanto às suas outras perguntas, só posso mesmo fazer coro. Tomara que alguem ouça os fãs certoss dessa vez e desenvolva um bom plot pra nossa série.
    Abraço!

  3. Odair José Galdino

    Olá a todos. Já vou avisando que o comentário é longo como sempre, pois quando eu começo a escrever eu acho que eu acabo me empolgando e querendo falar de tudo o que for possível. Então desculpem mas é que realmente essa série dá margem pra muitas teorias e dúvidas. Já estou me acostumando a compartilhar minha opinião aqui no site. Na verdade, já até posso dizer que estou meio viciado em escrever e ler aqui no site os comentários de todos sobre a série e sobre a mitologia dela. Então, mais uma vez vou deixar aqui o que penso a respeito da análise e das questões que ela levantou. Em primeiro lugar, gostaria de dizer que concordo com a Thays Ricci na sua explicação da permanência de alguns personagens. Acho que é exatamente isso. E quanto a análise, gostaria primeiramente de agradecer ao Jeff Carvalho pela análise, pois eu, e acredito que todos aqui, adoram ficar por dentro da opinião dos outros. Muito obrigado então por ter tirado um tempo e analisado o episódio!
    Vamos começar então. Gostaria de falar primeiro sobre as bruxas. Em relação aquelas bruxas que, como disse a própria Rowena, nascem com o dom, eu sempre me perguntei, de onde vem o poder de seus feitiços? A conclusão inicial à qual eu cheguei foi que o poder vinha das “forças naturais”, que no meu entendimento faziam parte da “ordem natural”, e que ainda segundo meu entendimento, eram, em comparação com Deus, sua criação, e todos os outros seres da mitologia da série, o que a natureza do mundo real é em relação ao homem e aos demais seres vivos. Ou seja, assim como os seres vivos existem na natureza, e portanto estão sujeitos às suas leis( que podem usá-las a seu favor dentro do possível), os seres da mitologia da série estão sujeitos à ordem natural. Dessa forma, quando Deus morresse, e junto com ele fosse a Escuridão, e toda a sua criação, isso tudo seria consequência da ordem natural. Mas se a magia fizesse parte dessa ordem natural, então ainda haveria magia, mesmo que não houvesse ser algum para usá-la, digamos assim (se bem que haveria ainda outros seres, pois temos os outros três cavaleiros do apocalipse, que estão sabe-se lá onde). Mas segundo minha interpretação do que Rowena disse a Clea, que com o apocalipse que ela “viu” dentro de Amara viria o fim da magia, eu pensei então que o poder da magia deve-se à existência da realidade ligada a Deus e Amara, e consequentemente a toda a criação. (não sei se deu pra entender alguma coisa, porque acho difícil explicar esse tipo de ideia, rsrs). Claro que isso não responde à pergunta que foi feita na análise, por que uma bruxa parece conseguir fazer tudo, mas Deus é tão limitado. Não pretendo tentar responder. Gostaria muito que até o fim da série muitas questões (gostaria que todas as questões, mas sei que isso não vai ser possível) envolvendo sua mitologia fossem respondidas. E uma das que eu gostaria muito é sobre de onde vem o poder das bruxas. Quanto ao purgatório, acho que ele não foi usado porque Deus estava muito fraco para abrir uma porta para lá e correr atrás dos ingredientes para abri-lo, sem falar que tinha que ser durante um eclipse, se não me engano, seria inviável. Mary, como muitos já haviam comentado aqui, eu acho que não fica muito tempo mesmo. Não acho que Lúcifer vai voltar como filho bonzinho que fez as pazes com o papai. Sabemos como ele fica com ciúmes fácil, e se supormos agora que Deus não vai procurar por ele (acho que nem lembra mais dele, agora ele só quer passar um tempo com a irmã para ficar em paz com ela e restabelecer os laços familiares), eu imagino que ele não vai gostar nem um pouco de saber que Deus perdoou a irmã, que na visão dele acho que é o inimigo, e ainda o ignorou mais uma vez, não se dando sequer o trabalho de procurá-lo. Pelo menos isso é o que acho que irá acontecer. Quanto à jaula, realmente, se por acaso Lúcifer voltar como bonzinho (como eu disse não acredito nisso mas claro que é uma possibilidade) ela não terá mais utilidade. E sinceramente não sei o que Deus iria fazer ( se é que ele faria alguma coisa, e se o fizesse, quando) em relação a Miguel. Por outro lado, se Lúcifer ficasse com birra como eu penso que pode ficar, pelo desfecho que a história com Amara teve, então acho que ele poderia dar um jeito de libertar Miguel e convencê-lo a ajudá-lo em algum plano contra Deus. Pois Deus também abandonou Miguel, e ele deve ter ficado muito decepcionado com o pai, depois do que ocorreu na quinta temporada, pois ele tentou ser um bom filho, e fazer a história acontecer como o pai tinha “pensado”, e acabou preso e o pai nem ligou pra ele. Acho a essa altura do campeonato uma aliança entre Miguel e Lúcifer realmente possível. O céu está realmente uma bagunça e não sei se Deus, quando voltar, se é que vai voltar pro céu, vai por alguma ordem lá. Quanto ao menino anticristo, sinceramente acho que se ele não for usado novamente até o final da série, acho que terá sido muito, mas muito mal aproveitado mesmo. Pois dado os supostos poderes dele, conforme dito na quinta temporada, apenas um episódio de participação, sendo um episódio não decisivo, de fim de temporada, é realmente muito pouco. Acho que era isso. Gostaria de opinar em mais uma única coisa, mas para isso, preciso perguntar para o autor da análise o que exatamente ele quiz dizer com “Quem definiu as regras do Universo às quais até Deus e Amara se submetem?”, pois eu não entendi. Por favor, Jeff Carvalho, poderia me explicar o que exatamente você quiz dizer? Obrigado, e um abraço a todos!

  4. Débora Lopes

    Oi Jeff, lendo sua análise fiquei pensando que cada questionamento, já renderia assunto para os roteiros da próxima temporada. Quem sabe alguém ouve você!! Fiquei feliz, quando você disse que Supernatural fez muito mais por nós, que deixou de fazer. Que não devemos desistir, mesmo que o final foi ruim. Pra mim, não foi tão ruim assim, tá! Mas… concordo de maneira muito feliz com você! E é claro que temos muitas expectativas e vamos ficar torcendo, para que os roteiristas traduzam nossos anseios em ótimos episódios, que façam justiça a Sam e Dean. Parabéns Jeff, nos “vemos” por aqui! Abraços!

    1. Cris

      Realmente debora, cada perguntinha do Jeff, se bem desenvolvida rende um episodio facinho, facinho.
      Rrsrsrs
      Mudando de assunto: EU VI A BENDITA CÔMODA! Ai, que vontade de abrir aquelas gavetas!!!

  5. Débora Lopes

    Oiiiii! Imagina só, a gente vistoriando as gavetas do Dean? Falta descobrir se tem no quarto do Sam.kkkkkk.Beijos Cris! Qualquer novidade eu conto!

  6. Débora Lopes

    Oi Odair! Menino, precisei ler, depois ler e reler seu comentário. E não vou mentir, mas me senti a mãe impotente diante do filho de 4 anos, que quer saber como os bebês nascem. Não que o seu comentário seja algo que uma criança de quatro anos faria, eu é que estou com os neurônios enferrujados e sinceramente acho que não conseguiria te responder.KKKKKK.
    Mas… como você disse,todos nós aqui temos em comum a grande necessidade de conhecer as opiniões que expliquem o grande amor que temos por Supernatural.E graças a esse interesse é que surgem tantos questionamentos que até parecem tese de mestrado. Muito bom!! Tomara que os seu sejam respondidos. Do mais, continuemos por aqui, porque até outubro ainda tem chão.Eu vou me virando com as maratonas e com vocês! Não sumam por favor! abraços!!

  7. Débora Lopes

    Opss. desculpe: faltou um “s”… tomara que os SEUS sejam respondidos.

    1. Odair José Galdino

      Olá Débora! Olha eu nem tinha percebido o s que você mencionou, só depois que você relatou que eu fui lá conferir e vi que faltava mesmo, kk. Quanto às questões envolvendo a mitologia, eu realmente gosto muito da mitologia abordada na série e tenho muita curiosidade sobre diversas questões. E conforme Sobrenatural continue eu espero que algumas delas sejam respondidas ao longo de muitas histórias épicas. E o pessoal parece mesmo sumido, pois faz um tempinho que não vejo muitos comentários. Torçamos pra que isso mude o mais rápido possível. Abraço!

      1. Débora Lopes

        Oi Odair, é isso aí, mais comentários por favor! Nova temporada a partir de 13 de outubro, já viu? As filmagens devem começar logo também. Ai nossa vida em relação a Supernatural,começa a ficar movimentada.Oba!! Abraços!!

  8. Débora Lopes

    Meninas da EQUIPESPNISLIFE, está tudo bem com vocês? Estão todas muito sumidinhas! Apareçam por favor, só para dar um “Olá”!!
    Sentimos saudades do Sam e do Dean, mas sentimos saudades de vocês também!! Beijos!!

  9. Ola Jeff , ei pessoal como passaram a semana ? Pra mim , foi com muito frio, pés gelados, muito trabalho e zoação.

    E Pelo que vejo de sua análise Jeff ,você encontrasse no mesmo barco furado que nos . Muitos questionamentos , poucas resposta. De modo que não a mas o que dizer. Embora seja para o mal ou para o bem …EU CONTINUAREI ASSISTINDO SPN SEJA COMO FOR o que á de vir.
    .
    Estou prestigiando sua análise como os outros comentarista ali em cima.

    E imaginando como seria a continuação da cena de Toni com Sam.

    Silencio ! Ação!

    Toni segura o copo de cerveja, ainda com mãos tremulas. Sem ater as boas maneiras , solve a bebida de uma só vez. Depositando copo na mesa bem ao lado de Sammy. Voltando-se a olhar para o Winchester descamisado.Inexplicavelmente pois-se a sentir um calor ardente .

    – Você cometeu um erro vindo aqui sozinha My lady . Ele cruza os braços enfrente ao peito , deixando mas em evidencias seus músculos

    – Nos não cometemos erros sr Winchester.

    – Cometeu tantos erros que tropeçou em um deles

    – Já lhe ocorreu que não somos semelhantes. Caçadores não se misturam com homens das letras.

    -Não sei o que quer dizer.

    -Provavelmente não , este é o problema de caçadores, ignora pessoas fora de seu mundinho de caça animalesca .

    – Você não faz ideia do que passamos senhora pra defende este planeta. E se éramos tão temerários como dizem , que os impediu de vir aqui antes , não merecemos sua atenção ?

    – Olhe vamos acabar com isto , você vem comigo agora!

    Ele viu a indecisão nos olhos dela. E a confrontou :

    – Sinto muito não satisfazer este seu desejo , mas interprete mal,prefiro ficar aqui mesmo . Mesmo porquê tenho certeza que seu velho vai me receber de braços abertos .

    – Você é arrogante Winchester.

    -Eu sou honesto minha senhora. E tenha certeza não passei minha vida combatendo literalmente Deus e o diabo para curvar fácil a uma mulher ou qualquer que seja esta sua organização cheia de requintes.

    – Deus e o Diabo ? você tem o ego do tamanho do mundo.

    Sam apesar de estar resolvido a não se afetado por ela , não conseguiu deixar de sorrir. – Talvez um pouco centrado em mim mesmo.

    – Sei, seu problema deve ser também não submeter a ordens de qualquer mulher.

    Sam sorrir zombeteiro e aproximou-se até que praticamente seus narizes encontrassem . Ela quase perdeu o folego de tanto desejo ardente . Sim ela o desejava , desejava tanto que nem podia respirar.

    Ele a olhou com olhar devorador .- Deve ser . Mas não neste momento , quais são suas ordens my lady

    -Abrace-me , me beije – Ela sussurrou pertinho dos lábios dele. E foi o que ele fez . Passando os braço em suas cintura apertando-se em seu corpo macio todo curvilíneo, a erguendo acima da mesa.

    Ela beijou , a boca de Sam era avida, exigente , a invasão habilidosa e sutil de sua língua era um preludio erótico intimo do que estava por vir. Com o coração retubando no peito, ela se entregou em seus lábios quente afoitos .Assim a química entre eles explodiu com uma força assustadora. Tonta sem ar Toni sentiu algo como nunca sentiu antes, e instintivamente ela despojou de sua camisa com Sam arrancou seu sutiã, ela rodeou os braço em seu pescoço em busca de mas conforto. E pois a sussurrar seu nome baixinho: – Mas Sam … Mas Sam.

    E foi neste quente momento que ouviram o som de alguém limpando garganta, assim foi atraído suas atenções .

    Dean estava ali , presente como a luz do dia . Com seu rosto fechado em total descrença.

    – Pelo que vejo não perdeu tempo em atropelar outra cachorra Sammmmy.

    Os olhos de Sam arregalaram : – Puta merda Dean, tão cedo!

    Ele imediatamente abandona Toni na mesa ,indo até o irmão ,que parecia um tanto quanto zangado. – Foi só eu morrer que você já soltou a franga Sammy ?- Sammy sorriu atirando-se nos braços do irmão.
    .

    -Eu posso explicar . Sua voz tremia ligeiramente enquanto suas lagrimas escorriam pelo rosto.

    – Então você resolveu que este era o momento propicio pra transa…

    Sam recua dele ao mesmo tempo que olha para seus olhos- O que esperava que eu fizesse ? Me atirar em direção de uma chuva de balas ?

    – Talvez , quem sabe… Eu assim sentiria melhor em saber que seu amor e similar ao meu .

    – Você esta com ciúmes, e sei bem que se Lady Bevell apresenta-se a você primeiro , era você que estaria com ela.

    Dean deu uma olhadinha para moça que tentava se cobrir como podia, e pensou ; (até que era gostosinha.)- Ok, você tem um bom argumento. Mas não estou interessado nem um pouco nela . E sim em lembra-lo a quem pertence . Esqueceu que você é meu , somente meu. Ele declarou com sua arrogância habitual.

    Sammy sorriu acabrunhado

    – Obrigado, você fez o meu dia. – Sam retorna sua atenção para lady mal coberta -Ah! Senhorita Bevell desculpe deixa-la esperando , que tal retornarmos esta conversar outra hora.Sabe como é ,Dean gosta de exclusividade.

    – Não, não vai haver outra hora Winchester -Toni estava aborrecida . – Cafajeste , pensei que estávamos vivendo um momento único entre nos. Canalha! Quero que saiba que não gosto de ser usada.

    – Ouça aqui madame não sei das quantas, fique contente pois cheguei a tempo de impedir que tenha um triste fim como as outras.

    – Dean pare!Não é bem assim.

    – Não é bem assim? Você sabe que praticamente é uma viúva negra.

    – Vamos mudar de assunto, Dean!

    – Não Sammy …Ela tem que saber que esta correndo um grande risco.

    -Ele esta me ameaçando?

    – Quem eu? Não …Estou apenas alertando .

    – Por favor My lady ,siga pra aquele corredor, vai encontra um lavabo. Melhor se refrescar pois a mim parece um tanto acalorada.

    Cheia de tensão ela fecha os olhos para acalmar, e logo fez o que recomendou.

    – Caraca da onde tirou esta lady ?

    – Não tirei, ela que atirou-se em cima mim.

    – Boa mano , mulheres vivem caindo mortas aos seus pés… kkkk

    – hahaha … To morrendo de rir desta piada ruim Dean…

    – Que falta de humor Sammy .

    -Então Dean, como foi morrer desta vez?-Ele atira uma cerveja pra Dean que a agarra sem esforço- Foda Sammy , eu não morri, e também não voltei sozinho, mamãe esta lá fora esperando pra entrar…

    – Mamãe viva! Como assim ?

    Dean recolhe uma peça intima do vestuário de Toni ao lado da nesa-Sim Mamãe bem vivinha da silva. E sammy , melhor esconde este sutiã antes que ela entre.

    Continua…
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Só um pouquinho de diversão… Esperando 13 de outubro chegar… Tenham boa semana.

  10. Cris

    Rsrsrrsrsrs Soni, Soni!
    Confesso que não sou adepta de Wincest tanto quanto não sou de destiel ou qualquer outra variação. Mas é impossivel não imaginar as caras dos meninos nesse seu texto hilário! Não pare por aí não. Afinal até outubro a gente precisa pelo menos rir um pouco.
    Abraço garota!

  11. Débora Lopes

    Ai caramba Soni! Demorou para aparecer, mas chegou chegando,heim! Kkkkkk.Sou adepta das histórias água com açúcar mais “tradicionais”, mas ler algo diferente é sempre bom. Achei que Dean já teria entrado com Mary. Será que seria mais constrangedor para o Sammy? Do mais, como disse a Cris, não pare por aí! Não desapareçam meninas! Ainda estamos em junho. Beijos!

  12. Lule

    Gente que falta eu sinto de poder tá aqui todos os dias como antes.
    Mas fazer o quê né…. Paciência.
    JEFF cada questionamento seu foi como uma alfinetada no meu emocional. Todos eles (e todos nós) mereciam respostas bem detalhadas e soluções dignas de SPN. Entendo cada pergunta sua e se não fosse meu compromisso de, dentro do que me é possível, me apegar/agarrar ao que me agrada o coração, teria sido bem mais difícil.
    Sempre torci pra Deus aparecer e recompensar os meninos mas pra mim foi um erro introduzir deus com esse contexto. SPN tem um mundo de literatura pra se achar outras alternativas que não fosse: deus com crise emocional e falência de poderes. Hoje gostaria muito que deus tivesse permanecido oculto.
    Machucou ver os meninos mudando em algumas reações nos últimos episódios (mudando não! sendo obrigados sei lá por que e pra quê) como se o que eles fizessem fosse brincadeira, não os afetasse, não nos afetasse!!!!
    Mas como Supernatural pra mim e sinônimo de Winchester, eu gostei do episódio porque eles fizeram o que sabem fazer de melhor: confiaram um no outro, sofreram um pelo outro, amaram um ao outro.
    Parafraseando Jeff – Essa é a série que amamos e que fez muito por nós.
    PS: É bom demais “escapulir” uns minutinhos pra vir aqui.

  13. Débora Lopes

    Oiiiiiii! Tem alguém por aqui?? Ai gente, que solidão. Cadê vocês? Cadê análises, comentários? Cadê todo mundo?? Sorry pelo desespero! Saudades!!

Leave a Comment