[Spoiler] Entrevista com J2M

Olá, Hunters! O The TV Addict postou hoje uma entrevista em que nossos boys falam sobre o desenrolar dos acontecimentos do episódio passado (12×04). Venham ver!

spn

A Sociedade Thule apareceu pela primeira vez em SUPERNATURAL na 8ª temporada. De acordo com a mitologia da série, a organização originária da Europa tinha acesso à magia e era patrocinada pelo partido nazista. Os Winchester e seus aliados derrotaram os Thule duas vezes, mais recentemente em “The Vessel”, quando uma mulher pertencente aos Homens das Letras impediu que os Thule pegassem a Mão de Deus — um artefato mágico com poder incrível.

Haverá uma nova batalha contra a Thule no episódio de hoje, quando os Winchester descobrem que os membros da sociedade tentarão ressuscitar seu antigo líder.

Jensen, Jared e Misha falaram aos jornalistas sobre esse episódio durante uma entrevista em Vancouver, sobre os métodos dos HdL britânicos e como os meninos ainda tentam interagir com sua mãe.

Winchester vs. Thule — “Acreditamos que os Thule têm em suas mãos um objeto amaldiçoado que pode conter parte da alma de Hitler,” provoca Jared, “e eles estão tentando dar uma de Jurassic Park e pegar o âmbar da seiva da árvore e o DNA do mosquito ou sei lá o quê. Claro que não sabemos como isso está se desenrolando, então precisamos meio que recomeçar a rastrear os Thule e descobrir se realmente tiveram êxito. Mas graças a Deus o corpo do Hitler se foi”. Apesar disso, você pode ficar na expectativa de ver “a versão de Supernatural para como Hitler realmente era por trás das câmeras”.

Os poderes de Sam — Sam não usa seus poderes psíquicos há muito tempo, mas o último episódio trouxe o assunto à tona quando conhecemos outra “psíquica”, Magda, que foi castigada por sua família religiosa fanática. Sam conseguiu ajudá-la a controlar seus poderes contando sobre suas experiências do passado. Mas isso não quer dizer que os poderes dele voltarão, diz Padalecki. Sua conversa com Magda foi para estabelecer uma conexão com ela e tentar fazê-la desistir de se vingar da mãe. “Não acho que é algo que ele sente que vai voltar, ou que quer que volte. Acho que, apesar de sim, ter tido seus pontos positivos, ele não tem esperança de que os poderes voltem, mas reconhece que fazem parte dele.

Os Homens das Letras Britânicos — No final do episódio passado conhecemos o misterioso Mr. Ketch, que apareceu para “limpar a bagunça” que os Winchester deixaram para trás. Os irmãos deixaram Magda livre para continuar sua vida, mas Ketch e os HdLs resolveram executá-la. Isso vai acontecer com mais frequência, diz Ackles: “É interessante, vamos ver essa história se desenvolver mais a partir da segunda metade da temporada. Haverá algumas tentativas de recrutamento, discordâncias sobre formas de caçar, e isso vai chegar explodir em algum momento. Mas por enquanto eles estão tentando se aproximar ao mostrar que têm uma forma superior de lidar com o que lidamos, e querem que estejamos de acordo com isso. Mas no futuro descobriremos que talvez os métodos deles não sejam os melhores”. Padalecki relembrou um enredo antigo, que parece ser bem familiar a esse: “Para mim, lembra muito a 6ª temporada, quando Sam estava sem alma e tinha um comportamento parecido com os HdLs britânicos, pelo menos nas suas táticas de caça, vai ser legal ver algo assim de novo.

Reaproximação com a mãe — Também vimos no episódio passado que os irmãos tentavam lidar com a saída de Mary. Dessa vez, ela escolheu tirar um tempo para ficar sozinha e tentar lidar com toda a confusão que está sendo seu retorno à vida. Os irmãos tiveram reações bem distintas — Sam compreendeu que sua mãe precisava de espaço, mas Dean ficou muito magoado com essa decisão. Ao final do episódio, porém, ele pareceu ceder um pouco quando recebeu uma mensagem de Mary dizendo que sempre será a mãe deles e que os amava. Mas a situação continuará estranha com ambos tentando entender a pessoa por trás da figura mítica que Mary sempre foi em suas vidas. Ackles explica que “existem dois relacionamentos ali, um na perspectiva do Sam, outro na minha. Porque Dean não conviveu muito com a mãe, e Sam nunca nem viveu uma relação de mãe e filho. Muito do que Dean sabe ou se lembra sobre a mãe tem muita influência do que o pai o contava. Ele tem mais as memórias do pai do que as dele mesmo. É uma situação peculiar, ela é mãe deles mas é uma estranha. E os irmãos também são estranhos para ela, daí o esforço dos três em encontrar sua posição nesse relacionamento, é uma situação forçada. Dean não sabe ainda onde se encaixa, não sabe definir essa relação. É algo difícil, mas que vai render história boa.

Muita coisa legal vem por aí! Qual sua expectativa para o desenvolvimento dessa temporada? Não deixem de comentar! XD

Salvar

Salvar

Related posts

One thought on “[Spoiler] Entrevista com J2M

  1. […] devem se lembrar desta entrevista aqui, em que os Js comentam sobre, apesar de serem biologicamente programados pra se amar, os irmãos e […]

Leave a Comment