Related posts

16 thoughts on “[COMENTÁRIOS] 12×14 – The Raid

  1. Odair José Galdino

    Para mim agora o comportamento da Mary está justificado. Ela queria aproveitar a chance de estar de volta para encontrar um jeito de dar aos filhos o que ela mais queria quando eles ainda eram pequenos, uma vida normal e segura, com dizia o Sam. E esse foi o seu foco principal. Eu fiz as pazes com ela.

    1. Eu também, Odair!! Os filhos puxaram a ela no quesito “guardar tudo pra si”, “tomar decisões na miúda” e não soube lidar com eles, mas os motivos dela estão justificados. Só aquele papo dos vampiros terem caído de 270 e tantos pra ONZE!!! Valeu por escrever!

      1. Odair José Galdino

        Que é isso, é sempre bom comentar sobre Supernatural! Ainda mais aqui onde temos um espaço tão bom para usufruir, e socializar com muitos outros apaixonados por essa série que nos faz sentir tantas alegrias e também nos deixa apreensivos muitas vezes. E eu concordo também com tudo o que você disse. Agora, quando o episódio chegou no fim me deu um fiozinho na barriga, naquela hora em que o Sam disse que queria fazer parte do que os homens de letras britânicos estavam fazendo. Porque aquilo me lembrou do triste fato de que um dia a série chegará ao fim. Tomara que ainda demore. Um grande abraço!

        1. Odair José Galdino

          Eu quis dizer friozinho. Desculpa o erro de digitação.

  2. Thays Minamaluka

    Eu gostei mais desse episódio do que eu a princípio pensei que ia gostar. Sempre entendi que a Mary estava fazendo isso pelo bem dos meninos. Ela quer que eles tenham uma vida normal o que é o que ela já queria desde o começo da série. Só que ela não fala os sentimentos dela. Ela guarda, assim como o Dean. Quando esses sentimentos estouram são sempre devastadores.

    Gostei do crescimento do personagem Dean nesse episódio. Também entendi o lado dele na história mas acho que quem deveria estar mais revoltado com a traição da Mary era o Sam, afinal ele foi o torturado. A reação do Sam é mais para desapontamento do que explosão. Eu gostaria de ver Sammy mais ativo, questionando a mãe, porque tudo tem sido muito injusto com ele, porém ele pratica um deboísmo fantástico, talvez porque ainda sinta culpa por sua ligação com Lúcifer e o apocalipse. Talver Sam ache que é natural essas coisas acontecerem com ele ou que ele merece, o que faz doer muito meu coração. A carinha que Sam faz depois de descobrir sobre o Colt e o Dean falando que nunca teve infância foram cenas que me doeram demais. Por outro lado fico feliz que eles estejam falando sobre o que sentem e não só sofrendo, acho que já demonstra uma maturidade que não existia no começo da série. O fato deles terem acabado bem o episódio com a Mary mostra um esforço coletivo para fazer essa família funcionar, eu gosto disso.

    Embora tenha gostado da cena do Colt e o fato do Sammy ter dado o tiro, achei que o vampirão poderia ter feito mais estrago. Acho que ele podia ter tocado o terror nesse episódio e cortaram muito disso por falta de tempo. Embora seja Deangirl de todo coração, epis mais centrados no Sam me agradam muito, principalmente quando mostram a inteligência dele, lembrando de cabeça o que Bobby ensinou, fingindo briga para pegar a bala e matar o vampirão, esse menino é o máximo.

    Pro futuro espero vem mais cenas com o Sam sendo o cabeça da operação, um pouco mais de compreensão dos fãs sobre as atitudes da Mary (será que o nosso fandom carente também não precisa amadurecer um pouco?) e uma boa dose de desconfiança nesses BMOL porque é 99% de chance do Sam e da Mary quebrarem a cara, pricipalmente se esconderem tudo do Dean.

  3. Débora Lopes

    Foi emocionante, foi tenso, teve ação e reações diversas. Mas, acima de tudo, amor entre mãe e filhos. Talvez ainda de uma forma dolorida, muito dolorida, mas ele está ali. E uma hora, esse amor vai aflorar!! Honestidade em relação aos sentimentos e atitudes, é o que eu espero. Foi lindo! Foi muito bom!!

  4. cris

    Muito bom o episodio. Acabei de ver, e ainda ta tudo pipocando aqui.Mas Dean dizendo a Mary que nunca foi criança foi doído, e valeu boa parte do episodio. E a maturidade do Sam me encanta! Amo Dean desde o piloto, mas Sam, definitivamente tem o sangue frio necessario pra ganhar qualquer guerra, e sem perder a doçura! Muito fofo.
    Tambem acho muito grande a chance de ele e Mary quebrarem a cara com esses britanicos, e não me agrada nem um pouco eles trabalharem juntos,.Mas por outro lado, como eles vão saber que tem algo podre se não estiverem por perto pra sentir o cheiro?
    Mas que o bom e velho Dean vai ficar irado e birrento, isso vai! E tomara que fique mesmo! rsrs
    PS; A Mary se redimiu comigo nesse episodio, alias, desde que li a entrevista da Samantha e comece a achar que fosse mesmo o plano da Mary limpar o mundo pros seus meninos poderem ter uma vida. Melhor isso que passar o dia fazendo tortas.

  5. Euri

    Só fiquei preocupada por que acho que a Mary realmente acredita nesses britânicos. Já o Sam, como diz a Cris, tem o sangue frio necessário para avaliar a situação direito. Pelo menos eu acho…. Não é possível que depois de tudo o que ele passou, ainda vá cair de cabeça nessa conversar e confiar nesse grupo que ninguém sabe realmente quem comanda. E ainda esconder as coisas do Dean. Aí já seria absurdo demais.

    1. cris

      Pois é Euri. To começando a achar que o tal Micki (é assim mesmo que escreve?) nem é tão mau assim, e o mr. Keith, parece que é a versão britanica super exagerada na crueldade do nosso Dean. Até aí, beleza. No fim eles vão acabar se convencendo de que o negocio da familia é mesmo o melhor jeito de lidar com tudo o que eles enfrentar e vão pender pro lado americano.
      O que me põe com “pulgas” atras da orelha e os dois pés atras com esse povo, é, ou são, os tais velhos que comandam a coisa toda. Acho que o tal vilão da tamporada ta aí nesse detalhe…
      Será que viajei muito?
      Ah! E outra coisa: A tal chaToni parece que foi um tiro n”agua né? Ouserá que a dita cuja vai reaparecer ainda mais FDP que nunca, junto com os verdadeiros chefões…?
      Curiosa.

  6. Odair José Galdino

    Esqueci de dizer que achei super engraçado quando o Ketch falou que ele e Toni tinham namorado, e com o Dean falando que podia imaginar. kkkk.

  7. Andréia Pereira

    Gostei bastante só episódio,amei ver Dean batendo,mas depois assoprando,Sam mostrando todo o seu talento e calma pra resolver os problemas.
    Não gostei de ver Sam se aliando aos HLBs,tenho certeza que isso não vai acabar bem e discordando de todo mundo,não acreditei na conversa da Mary de que se aliou aos HLBs pra salvar o mundo dos monstros e dar uma vida sossegada pra os filhos.
    Eu perdi o respeito por ela no episódio 12 quando ela ficou plantada,muda na frente do Ramiel enquanto ele ameaçava a todos,incluindo os dois filhos dela.
    Como é que ela pode ter tanta certeza de que os HLBs são infalíveis,se ela só os conheceu agora?
    E infalíveis eles não são mesmo,se é o Sam se lembrar de como se fazia as balas da Colt,aí eu ia querer ver qual o truque que eles iriam fazer.
    Só pra constar,gosto demais do Sam,mas amo muito o Dean,que personagem incrível.
    Tudo o que Dean sente pela mãe é de uma verdade absurda.
    Não me canso de elogiar o Jensen,ele tem Dean em suas mãos.
    Abraços pra todos.

  8. Aparecida

    Que episódio fantastico, foi muito vibrante e emocionante. Como sempre concordo com Cris e também com Andreia e gostei do comentario do Odair. Mas gente, se o Jensen quando fica bravo faz aquela voz do Dean, tenho pena dos filhos dele “dá medo”. kkkk

    1. cris

      Rsrsrsrsrsrsrs
      Medo é? sei…
      E o Odair tem razão! Imagina só o “romantismo” do casal!!

  9. Lani

    To ,simplesmente, mais apaixonada que nunca por SPN. Amei tudo do episódio. Sem mais palavras pra descrever. <3

  10. Vinicius Ricardo

    Gostei muito de episódio, mais teve algumas cenas que eu achei meio forçada, que foi o Dean deixando o HLB entrar só por causa de um Wisk, e também ele indo caçar com o HLB em um ninho de vampiro. O cara briga com a mãe por causa dele, depois vão beber e caçar como se nada tivesse acontecido?
    Dean meu amigo Wisk você compra em qualquer boteco da esquina com um cartão clonado, e acha um caso de vampiro até em um jornal de bairro, não precisa se aliar aos homens de de letras britânicos para conseguir isso não.

  11. Carla (love jeans nightmares)

    Oi gente! Adorei o episódio! To um pouco mais tranquila em relação à Mary, embora não entenda muito essa confiança dela nos HLB do nada. O Dean dizendo que nunca foi criança, gente que dó, chorei. To muito preocupada em o Sam não contar nada pro Dean, tomara que não…

Leave a Comment